Fórum do Búfalo

Versão Completa: Tabagismo
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
O tabagismo e Eu

Bom, decidi criar este tópico para tratar apenas de tabagismo, pois eu não achei outro sobre o mesmo assunto. Apenas um sobre vícios, mas decidi tratar especificamente sobre isso, que eu imagino que acompanha a vida de muitos aqui. Afinal, o tabagismo é algo comum na rotina dos homens; seja na vida dos que começaram à fumar por achar algo ''descolado'' - que é uns 80% dos fumantes- ou por ser uma questão cultural; controle da ansiedade, etc. 

Bem, eu fumo desde os 11 anos de idade, por influência da minha avó, que era fumante; a curiosidade me levou à isso. Na adolescência, esse vício aumentou por questão de status, eram poucos os adolescentes fumantes na minha época de escola. À partir deste ponto da minha vida, eu segui até hoje. Eu já havia parado de fumar uma vez, mas sem sucesso retornei. Nos últimos dias, com o avanço do COVID-19, eu vi que os fumantes estão entre os grupos de riscos. Por ser uma doença altamente contagiosa, eu decidi de vez parar de fumar, não quero perder minha vida por conta de um hábito que nunca me agregou em nada. Além de ter me dado uma bela de uma sinusite há uns 5 anos atrás. 

É difícil parar de fumar, pois de início você sente aquela ansiedade, mas vou lutar contra isso. Sem falar que os benefícios são maiores que os malefícios. Por exemplo: aumento no condicionamento físico - sim,  cigarro atrapalha muito quando o assunto é estética do corpo. Fica difícil conseguir um belo corpo sendo fumante -, você respira melhor, melhora a saúde dos seus dentes, seu hálito melhora, seu pulmão fica limpo - à não ser que tenha desenvolvido alguma doença decorrente do cigarro e que seja crônica -, o se fôlego aumenta e entre outros benefícios.

Alguém aí passa ou já passou pelo que estou passando no momento? Gostaria de saber opiniões e experiências.  Joinha
Odeio cigarro.

Não sei como está hoje, mas há algum tempo atrás ainda se via nos fóruns da Real alguns confrades passando um puta pano pro cigarro só porque o Olavo fumava, ou fuma, não sei.

Certamente irão aparecer dizendo que tudo o que se fala sobre cigarro é mentira.

Uma curiosidade em relação ao próprio Olavo, nota-se que ele mesmo abandonou o cigarro, provavelmente por complicações médicas, e acabou optando por tabaco e cachimbo, mas como o velho odeia morder a língua acho que nunca se pronunciou a respeito.
Ain SÓ porque o Olavo fuma...

Pare de julgar os outros com base em si próprio.
Ninguém aqui faz panelinha e defende quem é da sua panelinha porque sim contra as gangues rivais em qualquer coisa.

Acontece que o ANTITABAGISMO é uma mentira da propaganda globalista financiada pelos mesmos que defendem a legalização da maconha, o aborto e defendem estupradores de crianças.

Isto não quer dizer que toda pessoa que acredite no antitabagismo seja também defensora do aborto e comunista, mas está acreditando em algo e não mudou o seu MINDSET ainda. Deve ser o mesmo tipo de pessoa que acredita por um só segundo em algo que a globolixo fale e ainda se ache o superior chamando quem mostra outro lado de teórico da conspiração.

Se a pessoa quer fumar, parar de fumar ou fazer o raio que o parta por seus próprios critérios, como o OP, que o faça. Todo respeito à liberdade individual, liberdade econômica de trabalhar quando e o quanto quiser e de ir e vir a todo momento, sem exceção e sem controle estatal.

Só cuidado pra não ficar paranóico e acreditat em propaganda feita pelos comunistas, com coisas como discriminar fumantes mais ou menos co.o os jideus eram discriminados na lemanha nazista ou como os negros eram discriminados nos USA no início do sec XX do tipo impedir a pessoa de fazer algo ou de estar em algum lugar e todos se acharem os cidadaozinhos ideais agindo assim, como fazem contra os fumantes e contra os idosos atualmente.
TRIGGERED

[Imagem: b1bF28pSbJnAo5dYLF-NkJpQ78eydHnHicsnJLQm...44-h242-no]
Eu fumo cachimbo e charuto.
Fumo eventualmente um fumo natural.

Faz mal sim e muito.
Já acompanhei milhares de pacientes com enfizema e não foi fácil ver como eles evoluem de forma semelhante a um peixe fora d'água até a morte.


Se álcool e cigarro não existisse hospital ia ser raro.
perdi um tio a uns 15 anos por conta de fumo, ele fumava o dia todo e trabalhava em construção civil, ve-lo naquela situação por conta do fumo foi tenso na época.
Eu fumo um naturalzão, tabaco alna seda palha ou cachimbo mas não com tanta frequência.
Tambem curto pedalar e sei que isso ajuda um pouco pro corpo dar uma consertada na cagada de fumar mas sei q nao devo pois é péssimo pra saude.
Entendo também o quanto é difícil pro viciado deixar de fumar de uma hora pra outra. Ten que ter foco e muita força de vontade ou uma extrema necessidade, como por exemplo ser uma pessoa que tem menos de 40 anos e ja estar na area de risco de contágio do coronavirus só pelo fato de fumar. É algo para se por na balança com olhos de Julius, so q focado na saúde e não no dinheiro gasto no maço de cigarro.

boa sorte e cuidado com as recaidas
Alguns pontos aqui:

Fumar em excesso faz mal sim, isto é fato!

Parar de fumar é brabo, envolve não só a força de vontade de alterar a necessidade da dependência do corpo a nicotina, além de mudança de hábitos e de posturas, deve-se eliminar os gatilhos e a rotina lhe remete a acender um cigarrinho;

No meu caso eu comecei a fumar depois dos meus 35 anos e só fumo, e ainda sim, quando estou na rua, em casa eu não fumo ... Só fumo esporadicamente, e para ser sincero, minha capacidade aeróbica continua a mesma ...

Agora, é evidente que a propaganda anti-tabagista é um balão de ensaio para um controle estatal no comportamento e nos hábitos de parte da população, pois da feita que o cigarro é perseguido, outros alteradores de consciência muito piores são tolerados, e outros comportamentos muito mais agressivos e aviltantes são tratados como normais ou até mesmo incentivados.
Eu comecei a fumar depois de velho mesmo, após experimentar o cigarro de uma puta; aquele Black de cravo. Gostei, e no caminho de volta pra casa, passei num posto e comprei um maço: bingo 
 
Percebo que as pessoas que começaram a fumar muito cedo tendem a ter um vicio mais intenso, pois são aqueles que, mesmo trabalhando, descem a cada 2 horas pra fumar um cigarro. Eu posso passar um dia inteiro, ou dois, sem fumar e não sinto necessidade tão forte. 
 
Gosto de fumar o famoso Gudang Garan (mas apenas um por dia, pois o desgraçado é forte). E outros cigarros com sabores tbm.
 
Charuto já provei, mas não gostei muito. Agora, cachimbo acho muito bom; pois não se traga, o que é importante (tenho um do modelo clássico Bent – muito barato!). Porém, só fumo a noite, quando está frio ou quando está chovendo, para dar aquele clima bacana. Uso fumo alemão com sabor de chocolate... Apesar dos nomes, não tem porra nenhuma de mais ai viu!!! Pago muito barato, em uma tabacaria do Shopping Ibirapuera, em SP.
Apesar de eu falar assim, aqueles que não fumam ainda não deveriam experimentar mesmo viu; inclusive esses itens cuja fumaça não precisa ser tragada (Charuto e cachimbo). Se tiver curiosidade, tá bom: vai lá e experimente. Mas, se for possível, evitar esse tipo de coisa é sempre a melhor opção!
Já perdi alguns parentes por causa da desgraça do cigarro. Realmente quem desenvolve o vício cedo, a vida tende a acabar mais cedo também.

Não fumo por conta disso, mas não ligo pra quem fuma, afinal cada qual faz suas escolhas e arque com elas. Podem fumar no meu quarto e cuspir fumaça na minha cara que não estou nem aí, desde que me respeite.

Mulher fumando pra mim é uma red flag enorme
. Fumar não acho bonito pra mulher (só opinião), e tem umas em especial que fumando ficam parecendo umas putas. Uma coisa que não quero pra mim, se possível não quero para quem tá perto de mim, não curto mulher que fuma.

Dito isso pra tirar logo esse elefante da sala, o cara que fuma uma vez perdida ou outra pra ansiedade tá sussa, ou que salva aquele charuto maroto pra uma ocasião especial, ou então que de vez em quando dá uma cachimbada ou uma cigarradinha mais natural. O que fode é a porra da dependência, do vício.

Mas uma coisa tem, que ser dita: Campanha anti-tabagista é uma obra poderosa de engenharia social. O tanto de proibição e imposto que isso levantou é algo absurdo e merce ser estudado.

Fumar mesmo que não fizesse tanto mal ainda seria mau negócio: Você fuma uma caralhada de impostos e de agrotóxicos junto.
Porra wild.... Gostei vei.... Você negritou o importante do que escreveu e deu pra ler sem ficar chokado com seus textões...continue assim meu parça.
(26-03-2020, 10:30 AM)Spectro Escreveu: [ -> ]Porra wild.... Gostei vei.... Você negritou o importante do que escreveu e deu pra ler sem ficar chokado com seus textões...continue assim meu parça.
Wink
(24-03-2020, 09:12 PM)Joxokhanurs Escreveu: [ -> ]
O tabagismo e Eu

Bom, decidi criar este tópico para tratar apenas de tabagismo, pois eu não achei outro sobre o mesmo assunto. Apenas um sobre vícios, mas decidi tratar especificamente sobre isso, que eu imagino que acompanha a vida de muitos aqui. Afinal, o tabagismo é algo comum na rotina dos homens; seja na vida dos que começaram à fumar por achar algo ''descolado'' - que é uns 80% dos fumantes- ou por ser uma questão cultural; controle da ansiedade, etc. 

Bem, eu fumo desde os 11 anos de idade, por influência da minha avó, que era fumante; a curiosidade me levou à isso. Na adolescência, esse vício aumentou por questão de status, eram poucos os adolescentes fumantes na minha época de escola. À partir deste ponto da minha vida, eu segui até hoje. Eu já havia parado de fumar uma vez, mas sem sucesso retornei. Nos últimos dias, com o avanço do COVID-19, eu vi que os fumantes estão entre os grupos de riscos. Por ser uma doença altamente contagiosa, eu decidi de vez parar de fumar, não quero perder minha vida por conta de um hábito que nunca me agregou em nada. Além de ter me dado uma bela de uma sinusite há uns 5 anos atrás. 

É difícil parar de fumar, pois de início você sente aquela ansiedade, mas vou lutar contra isso. Sem falar que os benefícios são maiores que os malefícios. Por exemplo: aumento no condicionamento físico - sim,  cigarro atrapalha muito quando o assunto é estética do corpo. Fica difícil conseguir um belo corpo sendo fumante -, você respira melhor, melhora a saúde dos seus dentes, seu hálito melhora, seu pulmão fica limpo - à não ser que tenha desenvolvido alguma doença decorrente do cigarro e que seja crônica -, o se fôlego aumenta e entre outros benefícios.

Alguém aí passa ou já passou pelo que estou passando no momento? Gostaria de saber opiniões e experiências.  Joinha

Fico feliz em poder dizer que esta é minha primeira participação oficial nesta casa no sentido que posso compartilhar não só contigo, mas com todos, o que é realmente parar de fumar, pois como dito por outros camaradas, este processo envolve muito mais a determinação e força de vontade do indivíduo, do que outros fatores.

Estou hoje na casa dos 40 e qualquer coisa e, desde que me conheço por gente, o cigarro tem sido meu melhor amigo... aquele companheiro de jornada (...que só te fode, sabe?) e você não o larga de jeito nenhum - reconhece esse ponto?

Não sei ao certo dizer o por quê eu iniciei o vício - talvez pelo fato dos meus pais fumarem na época, ou a crença da aceitação social (...aquele grupinho do colégio fazendo tipo!) - bom, isso não importa mais, pois somo 25 anos de tabagismo e, com propriedade, posso citar todos os malefícios desse péssimo hábito.

Já perdí familiares e amigos para o cigarro; já tomei incontáveis duras do meu pneumologista; já precisei chegar ao ponto de querer respirar e não chegar ar aos meus pulmões... e nada! Nunca me mobilizei ao ponto de criar a verdadeira coragem e dizer chega... Acredito que neste ponto, o fator psicológico é infinitamente mais cruel do que a dependência química, e peço neste momento que me corrijam se eu estiver tecendo bobagens, mas a grande impressão que sempre tive é que tudo tem graça com o cigarro - sem ele, nada faz sentido - reconhece esse ponto também?

A questão neste momento não é o que passei, mas como (...e agora começa a verdadeira saga!).

Desde que pequeno, sempre pratiquei defesa pessoal e, trazendo esse meu hobbie para os dias atuais, vou (...ia, né (!?)) para o tatame de 3 a quatro vezes por semana, portanto, preciso de um condicionamento físico pelo menos satisfatório, não? E para você que está se perguntando o quão incoerente é alguém que se preocupa com a saúde e tem uma entrega física tão intensa na modalidade escolhida possa fumar (...diga-se de passagem, 1 maço e 1/2 por dia!), tenho que dar a mão à palmatória e lhe dar razão - sou um completo estúpido e assumo todas as consequências do vício (...se eu não morrer por decorrência de acidentes ou outras fatalidades, provavelmente morreria de câncer - você já viu alguém sofrendo no leito por isso? Não queira!).

Muito tempo se passou e ao longo do anos findos, depois de ponderado inúmeros fatores tomei minha decisão que á partir deste ano (...2020!), iria parar de fumar - simples assim! (...como a molecada diz: ""SQN"!).

Para começar a arquitetar o plano para por um fim no cigarro, tive que levantar outros dados e saber quais eram os outros gatilhos, como álcool, refrigerantes, porcarias e afins... sem contar o estresse, raiva e por aí vai... note quantas coisas entram nessa equação!

Depois da virada de 31/12 do ano findo, não coloquei mais uma gota sequer de álcool na boca; refrigerantes, nem pensar! - Sucos artificiais ou industrializados, esquece! - alimentação na risca, incluindo frutas, verduras, vegetais e etc! - Poxa amigo, que legal, mas me responde agora: virou monge, santo ou algo desse tipo, é? Digo-lhe que cada um sabe de sí e sabe onde seu calo aperta, portanto, "PARA A MINHA" pessoa, tive que inicialmente cortar todos estes fatores de modo sumário e só a partir daí que teria algo para "iniciar" a briga contra o tabagismo.

Vou resumir por aquí, pois não quero que isso se torne um relato (...pois já ficou extenso e não quero poluir o seu tópico!), mas algo que realmente posso ajudá-lo, ou pelo menos fazê-lo pensar sobre.

Depois dessa epopeia toda, procurei auxílio médico e, diga-se de passagem, a rede pública de saúde possui um programa incrível (...GRATUITO!) para pessoas que querem abandonar o este vício, passando por sessões com terapeutas ocupacionais, psicólogos e até psiquiatras com aplicação de medicamentos específicos para o tratamento.

Conclusão, estou em tratamento sob receita médica com um medicamento chamado "Bupropiona" (...não vou entrar nos detalhes dos efeitos!) e cá estou, 65 dias sem uma única "tragada" e o mais importante, sem aquela "fissura" incontrolável. Somando tudo isso, não fumo, não bebo (...só está faltando a esposa fazer greve de sexo, e não meter mais! rs) - o rendimento no tatame é absurdamente outro, ou seja, os resultados aparecem de forma quase que imediata.

Enfim, talvez para a maioria, essas palavras podem soar com algo chato, maçante e sem sentido, pois quem não fuma, não imagina a magnitudte do vício e o quão difícil é... mas digo-lhes, vencer este vilão não é impossível!

Obs: Se precisar de uma força, me envie uma MP.

Forte abraço!
Os primeiros dias tem sido torturantes por causa da falta do cigarro. É toda uma mudança de hábitos e rotina, talvez isso seja o pior. Logo apareceram os efeitos físicos bons, como por exemplo: melhora no sono, mais disposição ao acordar, melhora na respiração e etc. Mas há também os efeitos negativos: ansiedade, irritação fácil. Enfim, é uma luta constante, mas imaginei que fosse pior.

Também vi muitos conhecidos tombando por causa do cigarro. Pessoas que dariam tudo para voltar no tempo e não começar à fumar. Pessoas morrendo aos 40/50 com enfisema, se afogando no próprio líquido do pulmão, casos de câncer de garganta também.


Mas até agora, não coloquei um único cigarro na boca e tem sido uma situação suportável.
Eu fumo pouco. Um maço dura uma semana ou mais. O que me fode é ansiedade. Quando tenho muita coisa pra resolver, ja vou comprar cigarro. Ja tentei parar de vez, mas como eu fumo pouco e nem todo dia, desencanei.. afinal, a morte é certa fumando ou nao. Sedentarismo é uma doença muito pior que tabagismo, por exemplo. Eu faço meu treino, me alimento bem, durmo bem. Acho que tudo é equilibrio
(26-03-2020, 03:57 PM)Joxokhanurs Escreveu: [ -> ]Os primeiros dias tem sido torturantes por causa da falta do cigarro. É toda uma mudança de hábitos e rotina, talvez isso seja o pior. Logo apareceram os efeitos físicos bons, como por exemplo: melhora no sono, mais disposição ao acordar, melhora na respiração e etc. Mas há também os efeitos negativos: ansiedade, irritação fácil. Enfim, é uma luta constante, mas imaginei que fosse pior.

Também vi muitos conhecidos tombando por causa do cigarro. Pessoas que dariam tudo para voltar no tempo e não começar à fumar. Pessoas morrendo aos 40/50 com enfisema, se afogando no próprio líquido do pulmão, casos de câncer de garganta também.


Mas até agora, não coloquei um único cigarro na boca e tem sido uma situação suportável

Bem colocado. Tudo é questão de equilíbrio. Onde há equilíbrio, não existe vício. 

Bom, já estou há mais um dia sem fumar cigarro industrializado, mas dei duas tragadas no tabaco natural num cachimbo, dentro desse período.
Ao confrade que criou o tópico, ouça este podcast: https://open.spotify.com/episode/0gZ0G6i...l0bQmo4wWQ

Pode ser de grande valia.


Há algum tempo comecei a fumar por pura curiosidade de experimentar. O charuto é sem par, relaxante, uma terapia quase. Como ouvi dizer: "não é você que tira 30 minutos do seu dia pra fumar um charuto, é o charuto que te proporciona 30 minutos de prazer no seu dia". E é bem verdade, tentei fumar um charuto e tive que parar na metade, foi praticamente parar de foder uma gostosa quando a coisa tá ficando boa. Se for pegar um charuto e acendê-lo, certifique-se de que poderá terminá-lo.

A sensação de relaxamento e leveza que o charuto traz é inebriante, além do fato de que é uma experiência gustativa até. Recomendo muito, com UMA RESSALVA! De que se for começar tenha consciência dos malefícios e de que não é um produto para qualquer um. Tem um alto custo e pra quem (como eu) mora em cidade pequena, você terá problemas em encontrar bons materiais que não sejam da internet.

Para isso recomendo o https://www.charutosonline.com/

Só decidi experimentar pois hoje sou mais maduro e sei a hora de parar, não me dou ao luxo de fumar mais de um charuto a cada dois dias. O menor intervalo foi esse.

Só decida se aventurar por essas áreas se estiver com plena consciência de que são produtos com alto teor de dependência, e se você é daqueles que nem conseguem começar uma dieta de segunda-feira cai fora! Faz uns 2 meses que não fumo charuto nem nada pq simplesmente não to com vontade, e enquanto eu tiver essa consciência me sinto livre pra poder pegar outro e baforar; quando eu perceber que estou ansioso e necessitado PELO charuto, eu caio fora (já aconteceu, aliás).

Tentei cigarros comuns e o famoso aqui em Minas "paiero", é bom mas sem graça, não consegui gostar.

Todos meus familiares que conseguiram parar de fumar tem pavor de cigarro, arrependimento grande por ter fumado um dia, e os que não conseguem de jeito nenhum se lamentam por ter começado, é foda. Se tem alguém que quer parar, dou todo apoio; se tem alguém querendo começar, cuidado.
(28-03-2020, 12:53 PM)Conrad Escreveu: [ -> ]Ao confrade que criou o tópico, ouça este podcast: https://open.spotify.com/episode/0gZ0G6i...l0bQmo4wWQ

Pode ser de grande valia.


Há algum tempo comecei a fumar por pura curiosidade de experimentar. O charuto é sem par, relaxante, uma terapia quase. Como ouvi dizer: "não é você que tira 30 minutos do seu dia pra fumar um charuto, é o charuto que te proporciona 30 minutos de prazer no seu dia". E é bem verdade, tentei fumar um charuto e tive que parar na metade, foi praticamente parar de foder uma gostosa quando a coisa tá ficando boa. Se for pegar um charuto e acendê-lo, certifique-se de que poderá terminá-lo.

A sensação de relaxamento e leveza que o charuto traz é inebriante, além do fato de que é uma experiência gustativa até. Recomendo muito, com UMA RESSALVA! De que se for começar tenha consciência dos malefícios e de que não é um produto para qualquer um. Tem um alto custo e pra quem (como eu) mora em cidade pequena, você terá problemas em encontrar bons materiais que não sejam da internet.

Para isso recomendo o https://www.charutosonline.com/

Só decidi experimentar pois hoje sou mais maduro e sei a hora de parar, não me dou ao luxo de fumar mais de um charuto a cada dois dias. O menor intervalo foi esse.

Só decida se aventurar por essas áreas se estiver com plena consciência de que são produtos com alto teor de dependência, e se você é daqueles que nem conseguem começar uma dieta de segunda-feira cai fora! Faz uns 2 meses que não fumo charuto nem nada pq simplesmente não to com vontade, e enquanto eu tiver essa consciência me sinto livre pra poder pegar outro e baforar; quando eu perceber que estou ansioso e necessitado PELO charuto, eu caio fora (já aconteceu, aliás).

Tentei cigarros comuns e o famoso aqui em Minas "paiero", é bom mas sem graça, não consegui gostar.

Todos meus familiares que conseguiram parar de fumar tem pavor de cigarro, arrependimento grande por ter fumado um dia, e os que não conseguem de jeito nenhum se lamentam por ter começado, é foda. Se tem alguém que quer parar, dou todo apoio; se tem alguém querendo começar, cuidado.

Excelente. Aproveita o tópico e deixa umas recomendações, confrade Conrad. Essa coisa deve ser que nem vinho ou boas cervejas, tem que ter um ponto bom de começar com algo de qualidade sem ter que torrar muita grana.
@Wild, curioso é que devido a forte rinite e sinusite que tenho, há pouco tempo comecei a inalar água, sim, água filtrada nas narinas e meu olfato e paladar estão voltando gradativamente; Com isso quando comecei a degustar charutos meu paladar ainda era fraco, o último que experimentei pude aproveitá-lo bem mais. A recomendação pessoal que deixo é este daqui: https://www.charutosonline.com/leite-alv...idade.html O juanito da Leite & Alves, nacional, o preço é uma baixaria em relação ao produto; Quando eu for comprar de novo vou pegar uns 6 deste só pra degustá-lo com diferentes bebidas e ver como ele reage.

Seria uma afronta eu querer indicar e falar com propriedade do assunto pois sou novo na área, quem é o mestre shaolin é o Thomas Ziemer, do canal Degustando Charutos: https://www.youtube.com/channel/UCtMV6sl...GLp-PBxYJQ

Aliás, recomendo que busquem pelas participações que o Thomas fez no "Ninguém se Importa Podcast", muito bom mesmo.