Fórum do Búfalo

Versão Completa: Relato – O momento em que sozinho não da mais
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2
Saudações guerreiros, perdoem se eu estiver postando no lugar errado. Irei agora relatar a parte da minha vida que me fez CAIR NA REAL. Ficará um pouco longo... Enfim:

Eu como a maioria cresci sem destaque e no começo de minha adolescência era mais um desses moleques frustrados e gordos. Eu fiquei revoltado naquela época. Só que minha vida tem alguns diferenciais... Para começar uma parente bem próxima minha é dona de uma zona, o que me fez crescer com um certo trauma de mulheres. Desde pequeno eu ia lá para almoçar e ficava vendo cada coisa horrorosa, enfim, eu NUNCA enxerguei mulheres como seres angelicais etc etc etc. Outro diferencial é que cada irmão meu é com uma mulher diferente, então minha família tinha uma estrutura (?!?!?!) bem frágil. Lá pelos meus 12 anos eu já sabia que tinha que dar um jeito, comecei a praticar esportes e consegui emagrecer. Mesmo assim nos próximos anos eu era longe de ser atraente , meu amigos já começavam a sair e pegar geral e eu nada... Acabei me tornando um sujeito obcecado, fiz vários cursos e exerci várias profissões durante minha adolescência, eu comecei a sair com muita gente, e como eu tocava sempre estava nos lugares. Mesmo assim eu não conseguia interagir com mulher nenhuma... Então quando fiz 18 anos já comprei uma moto (coisa que muito amigo meu nem sonha hoje em dia). E na mesma época reencontrei uma amiga de infância, começamos a conversar pela internet e não deu outra, fiquei encantado com ela facepalm: . Eu usava ela de muleta emocional, eu me consolava sobre não estar chegando em ninguém com o fato de conversar com ela facepalm: . Então um dia vem a bomba, ela estava grávida dum cara qualquer...Meu mundo caiu!!! Eu então voltei a ficar obcecado, e voltei a fazer cursos, e acabei achando uma profissão que me agradava e resolvi seguir. Nesse meio tempo eu engordei e todo dinheiro que me sobrava eu gastava com viagens, conheci vários estados nesses anos, e acabei me tornando um cara solitário, com alguns amigos de acaso que a gente esbarra por ai. Quando eu sosseguei voltei para minha cidade e resolvi que queria encontrar alguém facepalm: . Cidade pequena é uma droga, então eu fiz uma das maiores besteiras da minha vida, usei a internet facepalm: . Eu encontrei uma mulher completamente diferente, bonita e inteligente facepalm: . Nos conversamos durante muito tempo, e então ela disse que tinha arrumado outro... Eu não podia acreditar que aquilo estava acontecendo de novo, então resolvi tomar uma atitude, falei com ela que tava disposto a arriscar e fui pra SP atrás dela (quanta inocência...) cheguei lá, e tomei um bolo... facepalm: . Fiquei tão traumatizado que comecei a fuçar no Orkut, e numa dessas deparei com um cara falando de NA. Nessa época eu resolvi que ia dar um jeito de vez. Voltei a estudar mas dessa vez eu queria entrar na faculdade, e consegui. Antes de entrar na faculdade eu fui numa zona (não a mesma) e resolvi meu problema. Também resolvi que agora eu ia começar a encrencar com os outros, não queria engolir mais nada em seco. E fiquei assim um bom tempo. E assim parecia que minha vida estava dando certo... Até que me aparece uma mina e eu mesmo tendo algum conhecimento da REAL ainda não tinha internalizado o conhecimento...Eu achei que ela era uma exessão ( facepalm: !!!!!). Eu fiz tudo do jeito certo, não dei muita confiança, so agradava ela quando ela me agradava, mas o problema é que eu queria algo sério. Nesse meio tempo um “amigo” meu ficou com ela, nossa, eu quase explodi!!!! Dei um desconto por que o cara não sabia que eu tava de olho. Mas que droga, eu fazendo todo um jogo, e o cara cata ela em menos de 30 segs... E cometi o mesmo erro, resolvi ir atrás... Mas como dessa vez eu estava agindo como macho de verdade, não foi difícil: Consegui sair com ela e viemos Ca pra casa... Achei que tinha dado certo, mas então ela começou a me evitar. Comecei a duvidar do meu desempenho, então marquei com ela numa festa. E pra acabar comigo, nessa festa ela ficou dando em cima de outros machos na minha frente...Eu obviamente fui embora, nunca que eu ia ficar lá (o certo era eu ter pegado alguém...).

Enfim, mesmo longo assim esta bem resumido. O que percebo é que na verdade eu não consegui absorver a real. Parece que eu precisava passar raiva para poder enxergar direito. Eu tenho uma condição boa, moro sozinho a 5 anos, não passo aperto com contas, mas mesmo assim vejo que sozinho ainda não tenho força emocional suficiente para deixar de me atormentar por causa de mulheres... Eu acredito que me encaixo bem na proposta de desenvolvimento pessoal da REAL, mas falta alguma coisa...Eu não sei o que é, talvez aqui eu consiga descobrir com a ajuda dos confrades...

Agradeço a quem tiver tido paciência para ler, e espero poder contribuir!!!
Opa, bacana tu contar a sua historia Corvo, realmente ela ficaria melhor no tópico como era sua vida antes da Real, mas tá valendo. To aqui a pouco tempo também, mas bastante ativo no fórum.

Olha cara, voce teve uma postura sobria quando procurou conhecer a Real, mas talvez tenha lhe faltado "coragem" para seguir os fundamentos desta. Na verdade quero dizer que talvez vc tenha decidido "dar uma última chance à matrix" quando considerou aquela mulher uma excessão. Vc viu o quanto a vida é dura e que ela não era uma excessão. Entendo que para voce pode parecer difícil estar sem uma namorada ou tendo um casinho e tal, mas quanto mais voce se preocupar com isso mais distante estará de conseguir isso, ao menos com uma mulherzinha que valha a pena.

Voce deve pensar em voce em primeiro lugar, pratique esportes vá malhar, estude, tenha hobbies, procure novas formas de obter rendas adicionais. Eu mesmo to tendo uma idéia aqui e vou criar um tópico pedindo a opinião dos foristas. Voce não deve ficar pensando em arrumar mulher, pois isso é mera consequencia dos seus atos, e acredite em mim, as mulheres sentem cheiro de homem carente desesperado. E voce não tem motivo pra se desesperar, aliás nenhum de nós aqui, pois nos temos um horizonte imenso de sedução/pegação pela frente, enquanto que as mulheres tem seu prazo de validade e elas tem ciencia disso.

Cara, essa mulher que seu amigo catou em pouco tempo deve servir pra que vc pare de ficar tentando agradar mulher ou coisa parecida, caso ela comece joguinhos se voce estiver afim dela tem que ir logo pra cima ver de qualé entende. Se ela quiser bem, se não quiser que foda-se. Espero que voce tenha forças e tranquilidade para assimilar os fundamentos da Real. Voce não precisa se desesperar o tempo joga a nosso favor, a favor dos homens!

Nunca nos veremos numa situação que não há mulher alguma para pegarmos, pois mesmo que chegassemos a este ponto (só numa situação não comum mesmo, caso percamos os 2 braços e nosso rosto seja deformado em um acidente de transito por exemplo) ainda haveriam as prostitutas para nos satisfazerem. Mas as mulheres sim chegam a um ponto de que não atraem mais homem nenhum e então elas sofrem com a falta de um macho, com a solidão, a inveja de ver amigas casadas ou namorando e ela ficando cada vez mais pra titia.

Então força! Erga-se, não fique pensando em mulherzinhas, ainda mais de forma romântica, pois elas tão se lixando pra ti! Não dedique seu tempo pensando sobre elas, recomendo que voce participe mais, leia, comente, absorva a Real antes de interagir com mulheres novamente. Acho que isso aumentará suas chances de êxito futuramente, e também lhe deixará sempre tranquilo, sossegado em relação a abordagens, possíveis foras e mesmo quando voce catar algumas não vai ficar de amorzinho.

Força e Honra!
Vlw THEWOLF, você sintetizou bem quando disse que "dei uma última chance a matrix". É bem isso mesmo. Acredito que se ja estivesse no fórum na época eu não teria dado essa bobeira. No mais so o fato de escrever o caso ja me desstressou bastante, daki para frente só desenvolvimento, Força e Honra!

Mestre Laveley

É bom desabafar.

O wolf já deu vários ótimos conselhos. Não tenho nada a acrescentar.

Acho que o melhor conselho que ele te deu é esse mesmo: desencana de pegar mulher.

Foque em você, a medida que você for alcançando o sucesso, for se tornando um cara destacado e, principalmente, DESAPEGADO, elas vão começar a aparecer pra você cara... e ai que você ataca.
Resumindo:

1 - Não idealize mais mulher alguma. Todas possuem o lado obscuro, logo, não existe mulher exceção.

2 - Foque em seu desenvolvimento pessoal até o fim da vida.

3 - Trabalhe seu desapego. Se interiorize, descubra seus pontos fracos e trabalhe neles.

4 - Leia esse forum de cabo à rabo. Leia muito.
Força cara!! Tbm descobri a Real tem pouco tempo, e cansei de ser tratado como otário por mulher. É bom desabafar. Parabéns. Pelo que percebi, todos nós estamos no mesmo barco. Aqui é cada um ajudando o outro. Quando tomei o pé na bunda de minha ex- fiquei vidrado querendo pegar qualquer uma que aparecesse, e com os ensinamentos de NA e dos conselhos do pessoal aqui do Fórum, vi que as coisas funcionam de outro jeito. Primeiro você, depois elas!Força, honra....e foco em você!! Abraços!
O Thewolf meteu uma real muito poderosa: ocupar-se.

Faça cursos, aprenda outros idiomas, pratique esportes e cuide bem de você mesmo. O que te falta, Corvo, é AUTOESTIMA. Melhore apenas isso e sua vida vai mudar.

A vida não é um mar de rosas e não existe esse papo de "viver fortes emoções". Isso é conversa de mulherzinha rodada querendo pica de cafa.

Viver é cuidar bem de si mesmo, porque é a ÚNICA coisa que realmente possuímos é nossa própria vida.

E um dos maiores prazeres que um homem honrado pode ter é aproveitar desapegadamente o passar dos anos e usufruir os frutos dos investimentos que fazemos na juventude, sejam eles financeiros, físicos ou intelectuais.

E quando eu falo "juventude", falo nessa cruel fase que os homens vivem até chegarem aos 30 anos.

Viver é muito simples. Pena que a gente tem mania de complicar tudo...
Pelo menos você saiu mais forte e agora sabe que não existem mulher exceção ,na minha maneira de ver o mais difícil é o DESAPEGO ,porque eu entendo que é uma questão de PRATICA ninguém consegue ser desapegado da noite para o dia ( a menos que seja um SUPER -HOMEM NO SENTIDO DE NIETZSCHE RSRSRS)
e o que percebo é que alguns de nós temos conhecimento da real ,sabemos COMO AGIR ,mas O APEGO continua na mente e o INDIVÍDUO MESMO COM CONHECIMENTO AINDA CAI NA MATRIX ,pasmem mas tenho um conhecido que mesmo com anos na REAL ,voltou a seu PUA !!!ELE SABE OS LIVROS DE NA ,JÁ LEU MUITO ,MAS A MENTALIDADE PUA SOBRESSAI SOBRE ELE !!!! O APEGO A MULHER COMO UM SER AINDA A SER ''CONQUISTADO '' AINDA A SER ''EXALTADO'' CONTINUA ,isto que eu penso tem sujeitos que apesar de conhecer a real nunca saem da matrix ,TEM CONHECIMENTO DA REAL ,MAS NÃO VIVEM A REAL .
O relato do corvo nos traz um questionamento interessante: morar sozinho por muito tempo pode levar um homem a desenvolver carência afetiva?

Eu não sofro muito com isso, mas também eu quase sempre estou em algum relacionamento. Se o atual não der certo, vou fazer a experiência de ficar morando sozinho e sem namorada por algum tempo para ver como me saio lidando com a solidão. Moro sozinho há 10 anos, sendo nesses 10 está incluindo 1 ano em que morei com a minha ex-mulher. Ou seja, são 9 anos sozinho. Uma coisa que aprendi é que a grande luta de um homem que mora sozinho é para não deixar nenhuma namorada ir se instalando em sua casa aos poucos. Isso dá um certo trabalho e exige firmeza.
Confrades agradeço o apoio, eu me registrei justamente porque percebi que eu estava de tempos em tempos voltando para matrix, ou pior, que eu não havia saído dela.

Agora a históra é outra, percebo que sempre quando tem homens conversando a maioria esta na mesma situação. Frase que um amigo falou (não sei se é dele): "Hoje em dia no mundo existem duas moedas, o dinheiro e a vagina".

A partir disso eu imendei o assunto: Antigamente a PALAVRA também tinha valor (pelo menos a de um homem de verdade), a HONRA tinha valor, TALENTO tinha valor (vide as drogas de artistas de hoje em dia), etc etc etc.

O meu relato como disse foi resumido para não cansar demais. Mas minha relação com essa última desde eu conhecer ela, até pegar ela aqui em casa e ela me sacanear durou uns 6 meses. Ela parece a personagem MARLA (FIGHT CLUB), ela me perseguia sem me perseguir.

No futuro quando eu tiver mais tempo de fórum eu relato com detalhes. Agora eu vou participar no que eu puder, e quando estiver introsado pretendo fazer alguns posts tutoriais: Mecânica de moto, noções de eletricista, e eu era fã do Robson Ojuara (não lembro se é assim que escreve), talvez faça algo no mesmo sentido com HQs da real.

Asta la luego ombres
Bem, acho q vc tem uma coisa q o praga chama de "carência de mamãe".

Vc fica caçando alguém q te supra essa carência sua, e pensa q só uma mulher pode te suprir isso. Por isso se fode, afinal, ela percebe q tu tá carentão e aí sim ela vai pra cima com tudo pra botar no teu rabo! tenho um tio cafa q tem algo assim. O cara é independente, já tem uns 4 filhos por aí, uma boa condição financeira e mesmo assim ainda acaba vez ou outra se atolando emalgum relacionamento idiota. Já mandei a real pra ele, mas ele não consegue suprir essa carência besta.

Se eu fosse vc faria isso:

1 - se ocupe. Uma arte marcial seria uma boa pedida.
2 - arrume uma foda fixa. Não namoradinha, foda fixa msm. Só saia com ela pra meter e tente não se apegar mt com ela. Assim vc vai treinando teu desapego de forma prática. Nessa parte eu recomendaria ler e internalizar os conceitos q o Tom Leykis passa em seus artigos, q eu compilei no Manual de sobrevivência no mundo vaginante
3 - comece a adotar uma postura "foda-se" pras coisas. Não fique mt ligado achando o q os outros vão achar.

Tirando a parte da foda fixa (coisa q não tenho mta paciência pra ter atualmente) é algo q eu faço atualmente, com bons resultados. Tá certo q eu, mesmo sendo alguém sociável, nunca fiquei na nóia de ficar querendo arrumar amiguinho, essas merdas além de ser meio frio por natureza. As poucas vezes q tentei fazer isso no passado me fudi e aprendi com a lição rs

No mais, é isso. Seja bem vindo e tente tirar lições positivas daqui!
(31-07-2012, 11:53 AM)Gekko Escreveu: [ -> ]O relato do corvo nos traz um questionamento interessante: morar sozinho por muito tempo pode levar um homem a desenvolver carência afetiva?

Eu não sofro muito com isso, mas também eu quase sempre estou em algum relacionamento. Se o atual não der certo, vou fazer a experiência de ficar morando sozinho e sem namorada por algum tempo para ver como me saio lidando com a solidão. Moro sozinho há 10 anos, sendo nesses 10 está incluindo 1 ano em que morei com a minha ex-mulher. Ou seja, são 9 anos sozinho. Uma coisa que aprendi é que a grande luta de um homem que mora sozinho é para não deixar nenhuma namorada ir se instalando em sua casa aos poucos. Isso dá um certo trabalho e exige firmeza.

Gekko você tocou no meu ponto fraco (por enquanto), a primeira parte da minha vida eu primeiro me afastei das coisas que faziam mal, principalmente em relação a minha família. De sedentário eu acabei meio "lobo solitário bixo do mato" yaoming

Se eu conhecesse a real na época eu ja estaria com meio caminho andado, mas eu matrixiano dei várias bobeiras facepalm:

Morar sozinho no meu caso não foi opção, no futuro relato isso também (minha vida daria uns 6 filmes, assim como a de todos aqui eu acredito). Eu acabei me tornando um cara meio invisível na questão de relacionamentos. Mas como profissional sou bem respeitado.

E agora so desenvolvimento!!!
(31-07-2012, 12:20 PM)barão_kageyama Escreveu: [ -> ]Bem, acho q vc tem uma coisa q o praga chama de "carência de mamãe".

Vc fica caçando alguém q te supra essa carência sua, e pensa q só uma mulher pode te suprir isso. Por isso se fode, afinal, ela percebe q tu tá carentão e aí sim ela vai pra cima com tudo pra botar no teu rabo! tenho um tio cafa q tem algo assim. O cara é independente, já tem uns 4 filhos por aí, uma boa condição financeira e mesmo assim ainda acaba vez ou outra se atolando emalgum relacionamento idiota. Já mandei a real pra ele, mas ele não consegue suprir essa carência besta.

Se eu fosse vc faria isso:

1 - se ocupe. Uma arte marcial seria uma boa pedida.
2 - arrume uma foda fixa. Não namoradinha, foda fixa msm. Só saia com ela pra meter e tente não se apegar mt com ela. Assim vc vai treinando teu desapego de forma prática. Nessa parte eu recomendaria ler e internalizar os conceitos q o Tom Leykis passa em seus artigos, q eu compilei no Manual de sobrevivência no mundo vaginante
3 - comece a adotar uma postura "foda-se" pras coisas. Não fique mt ligado achando o q os outros vão achar.

Tirando a parte da foda fixa (coisa q não tenho mta paciência pra ter atualmente) é algo q eu faço atualmente, com bons resultados. Tá certo q eu, mesmo sendo alguém sociável, nunca fiquei na nóia de ficar querendo arrumar amiguinho, essas merdas além de ser meio frio por natureza. As poucas vezes q tentei fazer isso no passado me fudi e aprendi com a lição rs

No mais, é isso. Seja bem vindo e tente tirar lições positivas daqui!

Vlw Barão, ja estou olhando isso mesmo. Quanto a foda fixa eu vo continuar no puteiro com o povo da faculdade mesmo. E ja estou lendo o Tom Leikis. Grande trabalho o do Canal do Búfalo, ja estou mostrando a alguns conhecidos de mente mais parecida.
Entra na academia e 80% dos seus pobrema vai tar resolvido.
(30-07-2012, 11:17 PM)John Romano Escreveu: [ -> ]O Thewolf meteu uma real muito poderosa: ocupar-se.

Faça cursos, aprenda outros idiomas, pratique esportes e cuide bem de você mesmo. O que te falta, Corvo, é AUTOESTIMA. Melhore apenas isso e sua vida vai mudar.

A vida não é um mar de rosas e não existe esse papo de "viver fortes emoções". Isso é conversa de mulherzinha rodada querendo pica de cafa.

Viver é cuidar bem de si mesmo, porque é a ÚNICA coisa que realmente possuímos é nossa própria vida.

Vejam minha experiência do momento, quem sabe ajudo algum de nós.
Desde a época da faculdade sempre morei sozinho. Depois caguei, ops , casei. Separei e voltei a viver sozinho.
Esse tá sendo um tempo maravilhoso. Consegui tempo pra fazer tudo que quero, porem com poucas mulheres.
Decidi não ficar feito doido atrás de buceta. Não funciona, isso é pra PUAS, que considero moleques na atual conjuntura.
Hoje tenho tempo pra me dedicar aos estudos da Real, meus exercícios, detalhe, todos os dias. Me dei 1 ano, que é um tempo bom pra me estruturar financeiramente e intelectualmente. Meio que lobo da estepe. Solitário as vezes, mas hoje consigo ir a uma festa e dominar as atenções dos amigos ao meu redor e por consequência das mulheres por perto, consegui graças as aplicações e estudos da Real. Parece que meu status social está melhorando.
A postura consciente diante das oportunidades de sentar a REAL tem, as vezes, me ajudado a colher frutos por incrível que pareça, mas sei tbem que os betas e as casadas me acham politicamente incorreto, então penso: fodam-se ninguém paga as minhas contas. Esse 1 ano que me dei tbem me ajuda no status físico, e algumas mulheres tem elogiado, fato que finjo não dar importância perante elas, mas no fundo, cá com meus botões, estou vendo os primeiros resultados de minha disciplina.
Qto ao Status financeiro, o fato de não ter namorada ou mulheres fixas está acelerando meus planos com boa velocidade. A economia é gde, e meus planos estão mais perto dos objetivos. Chego a ser meio sovina, coisa que nunca fui, porem em seis meses estou com um carro zero e uma casa pra morar.
Sou engenheiro civil e a profissão vai bem, sou um profissional respeitado e único, ninguém faz o que faço, o que tbem facilita meu status social e financeiro.
Enfim, estou navegando por mares nunca antes navegados e agradeço aos Confrades deste fórum.


E um dos maiores prazeres que um homem honrado pode ter é aproveitar desapegadamente o passar dos anos e usufruir os frutos dos investimentos que fazemos na juventude, sejam eles financeiros, físicos ou intelectuais.

E quando eu falo "juventude", falo nessa cruel fase que os homens vivem até chegarem aos 30 anos.

Viver é muito simples. Pena que a gente tem mania de complicar tudo...

Tb to numa fase bem sovina OTGER, mesmo não sendo essa uma essência minha, nunca fui assim. mas ja gastei demais com bobagens não apenas com saidinhas pra pegar mulher e com ex-namoradas, mas comigo mesmo. É bom as vezes pouparmos excessivamente. Passamos a dar mais valor ao dinheiro ganho com nosso suor, construimos uma estabilidade, fazemos investimentos de longo/medio prazo que nos garantirão um conforto maior lá na frente e ai poderemos voltar a gastar mais conosco.

Pra motivar a galera aqui a poupar fica uma máxima da Teoria Econômica:

"Poupança é postergação de consumo."

Mestre Laveley

Só não dá pra postergar demais, afinal, não da pra levar junto pro caixão.

Quanto ao dinheiro, comigo ao menos é assim: tenho sempre minha reserve de "emergência".

O resto, eu GASTO mesmo. Dinheiro foi feito pra ser gasto, não é ruim gastar dinheiro, só é ruim gastar dinheiro de forma equivocada (com bobagens, ou com outras pessoas que não gastariam um centavo com você!).
Confrade corvo.
Passei inúmeras vezes por situações parecidas com a sua. No entanto, a maior, e que, me fez largar de vez a matrix foi a ultima, Conhecia uma mina da net fazia ha alguns anos. Aquele lance babaca de namorar pela webcam e blablabla....Como ja tava cansado dos joguinhos de mulheres da minha cidade. Resolvi vir conhece-la e larguei tudo. Mas tudo mesmo! Não preciso me falar que me fodi. Hoje ela ta com o ex dela...kkkkk
Enfim....eu que acabei o relacionamento, pq vi que tava perdendo mais do que ganhando. Mas quando terminei ainda tava na matrix. Sofri pra caralho. Ainda hoje penso nela, mas já não sofro tanto. O que me faz sofrer mais é a distancia da familia, do meu filho, carencia, esssas coisas, mas digamos que, ela...é uma pessoa indiferente na minha vida...uma vadia que pode ser substituida.
Enfim....me identifiquei com o teu relato pq me sinto só pra caralho...e assim, velho....eu alivio parte dessa carÊncia com mulheres diferentes....Acho que se quisesse sair cada dia com uma, conseguiria...
Isso me ajuda um pouco. Mas enfim, o que sinto falta ainda aqui são amizades, ainda insólitas, pois moro numa cidade muito diferente de mim, pois to mais acostumadom com cidade grande. Tenho alguns amigos em cidades vizinhas, Enfim...não é nada fácil. Resolvi ficar aqui pelas oportunidades de trabalho. Ainda não sei no que vai dar. Meus planos são construir um patrimonio sólido aqui e trazer meu piá pra morar comigo. Enfim....não é nada fácil...mas acredito que o caminho seja por aí, man...amizades...amigos de verdade. Mulheres não te dão garantia nenhuma, e , pode ter certeza, vão te deixar na mão quando vc mais precisar.
Exceto sua mãe.
(02-08-2012, 12:52 AM)manolo Escreveu: [ -> ]Confrade corvo.
Passei inúmeras vezes por situações parecidas com a sua. No entanto, a maior, e que, me fez largar de vez a matrix foi a ultima, Conhecia uma mina da net fazia ha alguns anos. Aquele lance babaca de namorar pela webcam e blablabla....Como ja tava cansado dos joguinhos de mulheres da minha cidade. Resolvi vir conhece-la e larguei tudo. Mas tudo mesmo! Não preciso me falar que me fodi. Hoje ela ta com o ex dela...kkkkk
Enfim....eu que acabei o relacionamento, pq vi que tava perdendo mais do que ganhando. Mas quando terminei ainda tava na matrix. Sofri pra caralho. Ainda hoje penso nela, mas já não sofro tanto. O que me faz sofrer mais é a distancia da familia, do meu filho, carencia, esssas coisas, mas digamos que, ela...é uma pessoa indiferente na minha vida...uma vadia que pode ser substituida.
Enfim....me identifiquei com o teu relato pq me sinto só pra caralho...e assim, velho....eu alivio parte dessa carÊncia com mulheres diferentes....Acho que se quisesse sair cada dia com uma, conseguiria...
Isso me ajuda um pouco. Mas enfim, o que sinto falta ainda aqui são amizades, ainda insólitas, pois moro numa cidade muito diferente de mim, pois to mais acostumadom com cidade grande. Tenho alguns amigos em cidades vizinhas, Enfim...não é nada fácil. Resolvi ficar aqui pelas oportunidades de trabalho. Ainda não sei no que vai dar. Meus planos são construir um patrimonio sólido aqui e trazer meu piá pra morar comigo. Enfim....não é nada fácil...mas acredito que o caminho seja por aí, man...amizades...amigos de verdade. Mulheres não te dão garantia nenhuma, e , pode ter certeza, vão te deixar na mão quando vc mais precisar.
Exceto sua mãe.

Vlw Manolo e demais confrades.

Pois é caras...Eu como deu para perceber fui bem idiota. Eu to com minha carreira começando a dar certo e logo de cara eu dei bobeira indo para SP atrás de mina de internet facepalm: Já essa última so serviu para ver que eu ainda era um matrixiano. Se eu falar que ainda não penso nela estou mentindo, pois foi a única vez que consegui sexo sem pagar. Mas minha FORÇA DE VONTADE e INSTINTO agora estão acordados.

Agora lendo os comentários aqui me veio um pensamento a cabeça: Mesmo eu tendo casa própria, moto (e uso carro da empresa) e ter controle do meu lado financeiro (sempre tenho algum dinheiro livre) essa última mina me humilhou...Isso so comprova o que ja cansaram de dizer: "Dos 15 aos 25 (ou perto dos 30) as mulheres so querem fortes emoções, nada de compromisso". Provavelmente se eu so quisesse umas fodas teria conseguido sem mproblemas...

No mais vou começar Jiu Jitsu segunda feira, e como meu horário ta meio apertado por enquanto ainda não vou entrar na academia. Mas isso é uma grande prioridade!!!

Vlw confrades
Eu ultimamente tenho procurado mais putas para me satisfazer e quando estou afim de bancar o conquistador eu vou na balada mesmo,nem que seja para levar uns foras,o que vale é a diversão e o jogo,nem vou para casa desapontado,afinal de contas,o que aparecer é lucro.
Quanto a minha vida profissional,ainda esta estagnada,mais estou lutando para melhorar,ultimamente tenho procurado me estressar menos.
Quanto a morar sozinho,realmente é muito foda o cara morar sozinho,e arrisco a dizer que o cara que mora sozinho,sem casamentos fracassados é um macho vitorioso,no começo sofri bastante,hoje nem me incomodo mais,e quanto a familia,tenho evitado em ir em casa de parentes,normalmente vou em datas especiais(dias dos pais,aniversarios dependendo de quem,natal e essas coisas),e depois do ultimo fim de semana,cheguei a conclusão que,o ideal é se afastar de certas pessoas e procurar construir o maximo possivel de patrimonio até a velhice,para depois não precisar ficar dependendo de parente e ficar aguentando encheção de saco.No mundo infelizmente temos que ser meio hipocritas,pois na verdade nos não temos ninguem no mundo para contar de verdade,essa sim é a real.
Uma coisa que eu quero,é não morrer na cama,e sim morrer andando,dormindo e etc sem nunca ficar de cama....
Páginas: 1 2