Fórum do Búfalo

Versão Completa: Futuro do masculinismo
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Tava pensando sobre o futuro do nosso "movimento", revendo alguns dos documentários e pensando sobre os planos da elite globalista, quando me vieram algumas dúvidas à mente em relação ao desenvolvimento do nosso masculinismo:

Na opinião dos senhores, qual seria o posicionamento do homem da Real diante dessas mudanças radicais na sociedade?

Pergunto isso porque a imensa maioria dos XYR são de direita e/ou conservadores, mas ao mesmo tempo aceitam e usufruem das poucas mudanças positivas na sociedade.

Como ser "conservador" de um sistema que teve como subproduto seu próprio veneno (o marxismo/feminazismo)?

Lutar pelo retorno ao passado é inviável, mas avançar pro futuro implica em superar os antigos papéis homem/mulher, ou em reavivá-los?

O guerreiro da Real tende mais a ser um progressista, um liberal, um conservador ou apenas um sobrevivencialista? Ou alguma outra coisa que ainda não tem nome?

Qual o nosso posicionamento em relação às questões ambientais?

São perguntas provavelmente menos interessantes do que "como esculachar uma vadia?", mas que merecem um pouco de reflexão daqueles que levam a Real a sério e que gostariam de ver surgir um movimento sério de revalorização do homem.
O melhor a se fazer é seguir com o desenvolvimento pessoal, para, como eu li por ai, meter a real "la de cima". Se um mendigo vier lhe dizer uma historia sobre um fato, e um rapaz boa pinta, de terno, saindo de um carro lhe contar uma completamente diferente do que o mendigo lhe contou, você é naturalmente impelido a acreditar e confiar no que o segundo homem disse. Desenvolvimento pessoal, essa é a chave para a prosperidade do masculinismo.
Algo também a ser feito seria uma iniciação no movimento. Calma, não to dizendo de porradaria, "pede pra sair" ou coisas do tipo. O iniciante interessado o movimento recebe textos selecionados que o ajudarão a formar ideias parecidas com o do pessoal mais antigo da REAL. Assim essa fase da "revolta" seria evitada, ou minimizada, economizando tempo e formando novos guerreiros com um pensamento superior.

Mestre Laveley

Na boa, não me identifico com tal movimento. Eu acho que no fim, um movimento pra mudar a sociedade vai ser o mesmo que tantos outros que vemos por ai que não resulta em nada.

Enfim, a real pra mim vai servir como aprendizado pessoal para meu próprio desenvolvimento e, quando eu sentir que chegou a hora, vou passa-lo adiante para algum bom afortunado que eu julgue que mereça tal conhecimento.

A melhor maneira de mudar a sociedade é concientizando o maior número de pessoas. Se todos os homens do planeta conhecerem a real e simpatizarem com ela, seguindo sua vida de acordo com tal, com certeza a sociedade se transformaria.

Agora essa história de movimento organizado, "vamos salvar a floresta" ou "vamos mudar o mundo", definitivamente não é a minha, sinto muito.
(19-08-2012, 04:32 PM)John Romano Escreveu: [ -> ]O guerreiro da Real tende mais a ser um progressista, um liberal, um conservador ou apenas um sobrevivencialista? Ou alguma outra coisa que ainda não tem nome?


Essa eu vou responder por mim. Frente a todas as mudanças que estão sendo engendradas durante o processo de redefinição social que estamos vivendo, este que vos escreve tende cada vez mais a virar um sobrevivencialista com tendências ao ermitismo.

Talvez o futuro seja algo mais ou menos parecido com o q fazemos hj: criar a consciência q o homem é fodido por todos os lados e mostrar a ele q tem outro caminho além desse.

Talvez no futuro isto seja feita de forma maisativa do que é feito hj e quem sabe até viremos uma sub cultura com certa influência na sociedade. Quem viver verá!
(20-08-2012, 04:41 PM)Gekko Escreveu: [ -> ]
(19-08-2012, 04:32 PM)John Romano Escreveu: [ -> ]O guerreiro da Real tende mais a ser um progressista, um liberal, um conservador ou apenas um sobrevivencialista? Ou alguma outra coisa que ainda não tem nome?


Essa eu vou responder por mim. Frente a todas as mudanças que estão sendo engendradas durante o processo de redefinição social que estamos vivendo, este que vos escreve tende cada vez mais a virar um sobrevivencialista com tendências ao ermitismo.

Resumindo: Vou morar no mato!!!

Com certeza eu pretendo virar um sobrevivencialista e sumir do mundo vaginante. Trabalhar algum tempo, comprar um bom , vários tipos de equipamentos, algumas armas e viver longe da civilização do modo mais auto suficiente possível.

(20-08-2012, 04:41 PM)Gekko Escreveu: [ -> ]Essa eu vou responder por mim. Frente a todas as mudanças que estão sendo engendradas durante o processo de redefinição social que estamos vivendo, este que vos escreve tende cada vez mais a virar um sobrevivencialista com tendências ao ermitismo.

Concordo com o Gekko, exceto a parte do ermitismo.
Considerando a forma e a velocidade com as quais a sociedade decai, vejo no futuro um masculinismo voltado para o sobrivenvicialismo dos antigos ideais de honra masculino.
Seriamos uma espécie de "culto secreto", visto que as leis do futuro nos condenarão à fogueira pelos nossos ideais, e divulgaremos nossos ensinamentos apenas para amigos muito próximos e familiares, com medo das represálias da ditadura bucetista que ocorrerá no futuro.
Viveremos dentro da sociedade, mas ao mesmo tempo, alheios e à margem dela, buscando manter o máximo dos ideais de honra associados a nós.


Agora se for pra ser um pouco menos realista e mais otimista:
Nós, atuais guerreiros da Real, obteremos muito sucesso no futuro e nos destacaremos na sociedade.
Logo, várias pessoas, principalmente jovens com quem tenhamos algum contato, virão atrás da nossa fórmula mágica de sucesso. Nessa hora serão apresentados a Real.
Dessa forma a Real começará a ser divulgada em peso e se tornará a ideologia dominante da sociedade, gerando ciclos infinitos, dessa forma:

Aprender a Real de alguma forma --- Investir desenvolvimento Pessoal---Obter sucesso perante a sociedade ---- Ser alvo de questionamentos de pessoas acerca de como obter tal sucesso ---- Indicar a Real como o caminho para o sucesso aos novos indivíduos ---- Esses novos individuos irão aprender a Real de alguma forma, reiniciando o ciclo e aumentando a divulgação do movimento.

Dessa forma ainda será possível "salvar o mundo".
Dependerá apenas de nós, atuais guerreiros, o sucesso do movimento.
Retirando o tópico das profundezas do Tártaro.

Citar:Na opinião dos senhores, qual seria o posicionamento do homem da Real diante dessas mudanças radicais na sociedade?

Na minha opinião, o "homem da Real" é acima de tudo um observador. Ele apenas analisa e se molda a partir dessas mudanças. Não estou dizendo "se molda" no sentido de se adequar à merda reinante, mas sim de perceber o que está a sua volta e se adaptar, agindo sempre discretamente. Como diria o Doutrinador, não é aconselhável se tornar uma "metralhadora da Real".

Citar:Como ser "conservador" de um sistema que teve como subproduto seu próprio veneno (o marxismo/feminazismo)?

Eu acho que o conhecimento é a chave. Não importa o quão ruim a sua vida ou a sociedade em geral esteja, se há algo comprovado nesses vários anos em que a Real existe, é que tudo o que o homem precisa é de conhecimento. O famoso estalo que imagino que todos nós passamos quando tivemos acesso pela primeira vez ao material da Real, a internalização lenta e gradativa e posteriormente a aplicação da Real são exemplos. Se eu sei como a sociedade se comporta, e se eu sei o que eu quero pra mim, eu já tenho a ferramenta pra desenvolver uma estratégia pra alcançar os meus objetivos, sejam quais forem.

Acho que nesse ponto devemos esquecer a "alcateia" e focar apenas em nós mesmos. Não importa o que a sociedade no geral pensa sobre um determinado assunto, o que importa é o que eu quero pra mim. Por mais que todos saibamos que o "sistema" torna cada vez mais difícil que um Realista alcance seus objetivos, as ferramentas da Real nos ajudam a forjar as nossas próprias ferramentas.

Citar:Lutar pelo retorno ao passado é inviável, mas avançar pro futuro implica em superar os antigos papéis homem/mulher, ou em reavivá-los?

Talvez a melhor opção seja não o reavivamento dos antigos papéis do homem e da mulher, mas sim o fim do preconceito feminazi contra esses mesmos papéis. Daí, cada um faz o que quiser. Claro, estou sendo otimista.

A sociedade já superou os "antigos papéis" há muito tempo, o que resta agora é apenas a natureza feminina, que é naturalmente submissa. Essa é a penúltima barreira do feminazismo. A última é a nossa natureza. Felizmente - e infelizmente- não é tão fácil alterar a natureza feminina, ainda mais uma que foi moldada através de muitos milênios.

Citar:O guerreiro da Real tende mais a ser um progressista, um liberal, um conservador ou apenas um sobrevivencialista? Ou alguma outra coisa que ainda não tem nome?

Um misto de tudo, eu acho. Mas acho que a veia "sobrevivencialista" é a marca registrada de todo GDR, então creio que todos, independente da filosofia de vida, tendem mais para esse lado.

Citar:Qual o nosso posicionamento em relação às questões ambientais?

Bom, eu, particularmente, sempre achei os ambientalistas figurões hipócritas. Querem que todo mundo deixe o carro na garagem, mas cruzam um hemisfério inteiro no jatinho particular. Querem que todos economizem água, mas só a água potável que eles usam pra regar as plantinhas deles seria o suficiente pra abastecer uma casa inteira.

Mesmo assim, acho que se fizermos o básico, como não esbanjar água, não jogar bateria na lixeira e, quem sabe, se for possível, contribuir com algum programa de reciclagem, já é o suficiente. Não é preciso ficar neurótico com esse tipo de coisa.

(20-08-2012, 06:18 PM)Mateus Escreveu: [ -> ]Resumindo: Vou morar no mato!!!

Com certeza eu pretendo virar um sobrevivencialista e sumir do mundo vaginante. Trabalhar algum tempo, comprar um bom , vários tipos de equipamentos, algumas armas e viver longe da civilização do modo mais auto suficiente possível.

Mostrar ConteúdoSpoiler:

O filme é bom, não estou dizendo que a história desse homem tem algo a ver com você, mas traz reflexões bem legais. Quando eu tinha 14 anos eu li 2 livros de Jack London, "O Chamado da Floresta" e "Caninos Brancos", e desde então também me interesso por esse tipo de vida. Mas pra mim isso seria algo temporário, não me imagino vivendo a vida inteira assim. Como o cão-lobo do livro, possuo duas naturezas, e não pretendo negar nenhuma das duas.
Tópico muito interessante Jonh...

Citar:Na opinião dos senhores, qual seria o posicionamento do homem da Real diante dessas mudanças radicais na sociedade?
Acho que o caminho seria de análise, e oposição não-suicida ao que não presta.A meu ver não adianta o cara ficar puto e querer quebrar tudo, ele deve sobreviver a essas transformações, mantendo a salvo seus príncipios,e conquistar força e poder,e quando tiver capacidade, ai sim se posicionar firmimente contra tais coisa...
Isso não significa que ele tenha de ficar queito, mas ter em mente que por enquanto, as coisas só tendem a piorar...

Citar:Como ser "conservador" de um sistema que teve como subproduto seu próprio veneno (o marxismo/feminazismo)?
Não tenho como responder essa pergunta por enquanto...

Citar:Lutar pelo retorno ao passado é inviável, mas avançar pro futuro implica em superar os antigos papéis homem/mulher, ou em reavivá-los?
Não sei dizer...Por enquanto o inviável, "lutar pelo retorno ao passado" me parece o mais coerente com o que penso.


Citar:O guerreiro da Real tende mais a ser um progressista, um liberal, um conservador ou apenas um sobrevivencialista? Ou alguma outra coisa que ainda não tem nome?
Acho díficil colocar toda a Real em um desses termos, eu me considero conservador, e penso ser o caminho mais viável, mas tem gente na com um estilo bem mais sobrevivencialista.

Citar:Qual o nosso posicionamento em relação às questões ambientais?
No meu caso, de dúvida e estudo.Tenho muitas dúvidas com relação a esse tema, e por enquanto não sou capaz de me posicionar a respeito...
Acho q inexistem ações de difusão dos ideais que comungamos. N existe uma ação conjunta.
Acho que, por exemplo, se propagarmos os preceitos da real em blogs feministas, convidando homens p q visitem o fórum, é uma forma de difundir e aumentar os GDR'S.
Acho que muitos confrades olham a real como algo q n deve ser difundido, por ser, este conhecimento, uma vantagem pessoal em relação aos demais homens.
Eu penso que, só existirá mudanças plausíveis, quando iniciarmos propagações organizadas.

Em verdade, a REAL prega: "seja o melhor ser humano que vc puder ser, e faça isso exclusivamente por vc", o que dificulta os rótulos comportamentais. Qual a melhor conduta? Aquela que vc toma por vc, buscando aprimorar o homem q vc é.

Sem organização, n acredito em qualquer outro fruto q n seja a já "vantagem de conhecimento" em relação aos homens que vivem na matrix.
(14-11-2013, 11:48 PM)Werther Escreveu: [ -> ]Acho q inexistem ações de difusão dos ideais que comungamos. N existe uma ação conjunta.
Acho que, por exemplo, se propagarmos os preceitos da real em blogs feministas, convidando homens p q visitem o fórum, é uma forma de difundir e aumentar os GDR'S.
Acho que muitos confrades olham a real como algo q n deve ser difundido, por ser, este conhecimento, uma vantagem pessoal em relação aos demais homens.
Eu penso que, só existirá mudanças plausíveis, quando iniciarmos propagações organizadas.

Em verdade, a REAL prega: "seja o melhor ser humano que vc puder ser, e faça isso exclusivamente por vc", o que dificulta os rótulos comportamentais. Qual a melhor conduta? Aquela que vc toma por vc, buscando aprimorar o homem q vc é.

Sem organização, n acredito em qualquer outro fruto q n seja a já "vantagem de conhecimento" em relação aos homens que vivem na matrix.

Confrade, o que tenho observado é que a maioria dos adeptos da filosofia realista chegaram aqui em um momento propício, após sofrerem na mão de suas BM's. Esses mesmos confrades poderiam ter rejeitado a Real se esta lhes tivesse sido apresentada em um momento de "estabilidade" em seus relacionamentos.

A meu ver a melhor forma de divulgar a Real é vivendo ela na prática, sendo exemplos na sociedade de como homens de verdade se comportam, porque existem muitos homens que conhecem a Real sem ler NA ou qualquer outro material. Agora quando tivermos um amigo no momento emocional propício a aceitar a filosofia, aí sim, devemos ao menos sugerir a leitura de NA para ajudá-lo a entender como as coisas funcionam.

Não tenho observado nos confrades qualquer sentimento de querer manter para sí uma vantagem de conhecimento sobre os demais, muito pelo contrário, a maioria acredita que se todos os homens fossem realistas haveria uma transformação social que seria boa para todos.
Citar:Na opinião dos senhores, qual seria o posicionamento do homem da Real diante dessas mudanças radicais na sociedade?
Se desenvolver e buscar sempre a honra, fazendo o que é certo e sendo fiel à verdade, independentemente do politicamente correto e suas possíveis perseguições.

Citar:Como ser "conservador" de um sistema que teve como subproduto seu próprio veneno (o marxismo/feminazismo)?
Da mesma forma que na resposta da primeira pergunta: Sendo conservador com ainda mais força do que eram os do passado. Os homens do passado eram machos! Temos que ser ainda mais. Além disso, temos que conseguir criar em todos os guerreiros essa vontade de ser macho e fazer o que é certo sempre, independentemente das perseguições e desvantagens que tentam criar para impedir-nos. Devemos nos esforçar para mudarmos sempre para melhor, abandonando idéias malucas de querer "estar além da masculinidade por simplesmente se afastar dela". Como falei antes, para sermos melhores, temos que ser ainda mais que os homens machos, viris e conservadores do passado. Temos que ser isso com ainda mais força, mais virilidade, mais moral, mais honra, mais inteligência, mais obstinação. Ao contrário das baboseiras do "ubbermensch", que tenta ser um super-homem sendo algo diferente do homem, temos que entender que só conseguiremos alcançar o super se formos mais do que os que já eram. E que isso sirva de inspiração aos guerreiros que ainda virão.

Citar:Lutar pelo retorno ao passado é inviável, mas avançar pro futuro implica em superar os antigos papéis homem/mulher, ou em reavivá-los?

Lutar pelo retorno ao passado não é inviável. É idiotice! da mesma forma, avançar para um futuro incerto é ainda mais idiotice. O que temos que fazer é lutar pela conservação dos acertos do passado, ao mesmo tempo em que tentamos progredir cuidadosamente para um futuro plenamente acertado, usando nosso conhecimento do passado como base para minimizar os erros.


Citar:O guerreiro da Real tende mais a ser um progressista, um liberal, um conservador ou apenas um sobrevivencialista? Ou alguma outra coisa que ainda não tem nome?
Um homem honrado e corajoso. Conservador por conservar o que é certo! Progressista por progredir no que é certo e no próprio desenvolvimento pessoal. Sobrevivencialista por ser capaz de sobreviver a todo esse caos que tenta esmagá-lo. E, é claro, também alguma outra coisa. Mas essa coisa tem nome: Guerreiro da Real!

Citar:Qual o nosso posicionamento em relação às questões ambientais?

Sabemos que são desculpas globalistas para impor cada vez mais controle sobre tudo e todos.
Eu sou bastante pessimista, para cada "Guerreiro da Real" existem centenas até milhares, de "CSPs", "cafas", "manginas" e cia. Não é esse o mundo em que eu queria ter nascido e só vai piorar. O melhor modo é focar no desenvolvimento individual de cada um. É aceitar que esse é o mundo em que nascemos e fazermos o nosso caminho nele. Aprender a controlar as emoções, ganhar dinheiro, cuidar da saúde, ficar forte, estudar (e praticar religião, se for o seu caso). Esse, a meu ver, é o caminho que tem que ser seguido. Desenvolvimento pessoal absoluto. Tem muita gente presa ainda no passado/"matrix" (inclusive eu). Acho que os esforços devem se concentrar em se libertar dessas amarras. Após o desenvolvimento pessoal pode se discutir o que fazer então. Insistir em achar uma mulher e formar uma família? MGTOW? Beber e transar com vadias de 20 anos até morrer? Manter relacionamentos semi-sérios com algumas poucas mulheres, mas sem focar em nenhuma? Ter filhos via barriga de aluguel? Adotar? Filantropia? As possibilidades são muitas mas são poucas pessoas que estão no patamar para tomar essas decisões. Temos que nos desenvolver agora para que no futuro hajam mais homens nessa condição. Portanto sou a favor de uma postura "quieta". Não tem como bater de frente. Com calma, "recrutando" outros homens que tenham pensamento e experiências semelhantes, fazendo o melhor para tirar a raiva e a amargura e colocar determinação e desenvolvimento. Acho que esse é o caminho.
(15-11-2013, 02:00 AM)lawlyet_w Escreveu: [ -> ]
Citar:Qual o nosso posicionamento em relação às questões ambientais?

Sabemos que são desculpas globalistas para impor cada vez mais controle sobre tudo e todos.

[2]
O Homem da Real, o GDR, vive nas sombras atualmente! Talvez o dia do GDR sair das sombras nunca chegue, mas mesmo assim ele deve traçar o seu caminho baseado na honra, no respeito, nos valores morais e éticos, nos bons costumes, construindo um nome perante todos e zelando pelo seu nome a qualquer custo.
Lá no começo do tópico, eu apenas levantei alguns questionamentos, sem dar minha própria opinião, pq acho que cada um deve parar e refletir sobre (não só) esses pontos.
Bom ver que o tópico foi trazido de volta à luz!