Fórum do Búfalo

Versão Completa: Com tanto gay na cidade, o que sobrou para as mulheres em Campo Grande?
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2
Com tanto gay na cidade, o que sobrou para as mulheres em Campo Grande?

Na mesa do bar, as três amigas solteiras só comprovam o que as mulheres há tempos vêm reclamando. Hoje em dia há tanto gay em Campo Grande que falta opção hetero para a mulherada.

Antigamente, a reclamação era contra os cafajestes, que não queriam um relacionamento sério. Agora, o alvo é a turma gay. “Há anos tem muito gay na balada e, levando em conta que há mais mulher do que homem na cidade, claro que dificulta mais ainda a paquera e arrumar namorado”, comenta Viviane, de 29 anos.

Para não parecer preconceito, ela ressalta que a confirmação vem até da concorrência. “Tenho muitos amigos gays e eles mesmos assumem isso, que a mulherada perdeu espaço”

A comerciária Taty Santinoni diz que depende da balada. Na eletrônica, por exemplo, não adianta investir que provavelmente vai levar um fora porque o cara não gosta de mulher. “É um problema, diminui nossos partidos”, explica.

"No final do jogo, o que sobra é alguém comprometido, sertanejo ou canalha", protesta a universitária Giuliana Pedra, de 26 anos.

O resultado é tempos sem alguém para chamar de seu. Solteira há mais de cinco anos, Natália, 25 anos, reclama que se ainda hoje está sem namorado é por pura falta de pretendente. A vontade de encontrar a famosa tampa da panela existe, mas descobrir alguém é que está difícil. “O circuito de Campo Grande é pequeno e isso diminuí as chances”, avalia.

A preocupação começou por conta da idade. “Daqui a pouco tenho 30 e quero ter uma família”. As amigas brincam que estão à espera de um milagre. Já Natália acha que quanto mais pede, menos chances tem de namorar. Então, como estratégia, ela fingi que não quer, para driblar o azar.

Gabriela, também solteira, conta que aproveita a vida, o que tem seus prós e contras. Mas já adianta que na noite não paquera. A amiga Gabriele, solteira há menos tempo, só um mês depois de um namoro que durou 5 anos, quer aproveitar a vida de solteira e ainda não sentiu na pele a dificuldade para se arranjar um namorado.

Em outra mesa, duas amigas, que ficaram com medo de revelar a nome, estão sozinhas há mais de sete anos. Uma delas acredita que o a falta de homem no mercado para um compromisso sério também se dá pela ausência de homens dispostos a ficar com uma só, já que hoje em dia as mulheres estão "mais fáceis".

“Querer eu quero, mas tá difícil”, reclama Gabriela, de 25 anos. Ela conta que só namorou uma vez, aos 18 anos de idade, e de lá pra cá "até pegar gripe tá difícil". Tímida, ela não gosta de sair à caça, prefere um programa calmo, como um encontro em um barzinho com as amigas, e enquanto isso ela espera a alma gêmea chegar. “Uma hora chega”.

Para as experientes, as noites já comprovaram que balada não é local certo para quem quer compromisso. "Os que não são gays, não querem compromisso sério, na maioria das vezes. Também não acredito que se possa encontrar alguém pra namorar na balada", diz a secretária Evelin, de 28 anos.

"O jeito é encontrar alguém que faz parte do mesmo círculo de amigos”, reforça a bancária Lizziane, de 23 anos.

Fonte

EDIT
Surgiu outra matéria no site a respeito.

Mulher campo-grandense é difícil de conquistar, respondem os homens

Depois de tanta repercussão sobre as reclamações das meninas na noite de Campo Grande, os homens respondem: “Mulher campo-grandense é difícil de conquistar.”

O problema, na avaliação dos solteiros, não é a falta de homem por número alto de gays na cidade. A dificuldade da mulherada ao procurar um parceiro legal é “aceitar qualquer coisa”. Fomos em busca da avaliação de quem conhece outras cidades e agora enfrenta os relacionamentos aqui.

Solteiros por opção, Ricardo Beckheuser, 26 anos e Etanislei Magalhães, de 21 anos, não são de Campo Grande. Um é do Paraná e o outro de Goiás. Há menos de dois anos na cidade, os rapazes não começaram nenhum relacionamento sério, mas explicam: “Aqui, elas não são receptivas”, comenta Ricardo.

Etanislei concorda, mas acha que a coisa é bem mais complicada. “Ninguém quer nada sério e assim fica difícil prolongar qualquer ficada na balada”, justifica.

Para ele, também falta “conteúdo”. “A beleza é o que nos chama atenção, mas o conteúdo nem sempre é tão generoso quanto a beleza, e menina assim é o que mais tem”.

O goiano até ficou encantando por uma moça do bar, “mas não tentei conversar com a moça porque hoje não sai para paquerar”, justifica.

Com a ideia de “somos jovens e temos muito pra curtir”, os amigos Fernando Pegorini, 19 anos, e Gustavo Dal Moro, 19 anos, realmente não querem saber de compromisso.

Tomando tereré na Afonso Pena, os estudantes até mexem com as meninas que passando pela avenida, eles que são de Mato Grosso e estão aqui para estudar garantem que a dificuldade de um relacionamento começa com as mulheres.
“Aqui as meninas são muito difíceis, gostam de ostentar e são metidas, diferente de Mato Grosso”, ataca Fernando.

Para chamar a atenção dos homens, ele dá a dica “machista”. “Mulher tem que ser comportada. Tem que ter atitude diferente da que vemos na noite. Meninas bêbadas e rebolando até o chão”.

A quem não namore por trauma e outros até por receio. Heverton Paim, 27 anos, namorou aos 21 e “nunca mais”. O amigo Adriano Mesquita, 21 anos, nunca namorou e jura que quer continuar assim, “na solteirice total”.

O estudante Luan Felippe Uchoa, 21 anos, é do interior de São Paulo. Em Campo Grande para estudar, ele elegeu as mulheres do Mato Grosso do Sul como as mais difíceis.

“Aqui tem muita mulher bonita, mas grosseira também. Fazem julgamentos antes de conhecer”. Em uma balada “chegar” para conversar com uma menina, mesmo que seja só para amizade, já é difícil, reclama. “A gente chega pra dar um oi, e elas já dão um corte”.

Meninas, fica a dica.

Fonte
KKKKk se fodam ai feministas KKKKKKKKKKK.
Kd a Dolores Emlosbagos para ir explicar pra elas que mulher não precisa de homem?
Oh wait, isso só funciona para as fracassadas solteiras de 30 anos pra cima, essas na casa dos 20 ainda tem chance, mas considerando que os homens estão deixando de agir de forma retardada, essas ai vão acabar engrossando o grupo das criadoras de gato.
Quem sabe elas dêem uma procurada num lugar chamado Friendzone...
"A preocupação começou por conta da idade. “Daqui a pouco tenho 30 e quero ter uma família”. As amigas brincam que estão à espera de um milagre. Já Natália acha que quanto mais pede, menos chances tem de namorar. Então, como estratégia, ela fingi que não quer, para driblar o azar."

^
As mulheres como sempre, achando que somos telepatas kakakakakaka
Podem esperar que em poucos anos isso vai ser generalizado.
Mas vá um mediano qualquer dar em cima de uma delas para ver o monte de exigências e joguinhos que elas vão fazer! VTNC para todas elas, hipócritas do caralho!
(26-02-2013, 03:37 PM)Rider Escreveu: [ -> ]"A preocupação começou por conta da idade. “Daqui a pouco tenho 30 e quero ter uma família”. As amigas brincam que estão à espera de um milagre. Já Natália acha que quanto mais pede, menos chances tem de namorar. Então, como estratégia, ela fingi que não quer, para driblar o azar."

^
As mulheres como sempre, achando que somos telepatas kakakakakaka

Tem também outro aspecto: o de colocar em fatores externos a responsabilidade de estar solteira. Ou seja, nunca é culpa delas!
Antigamente, a reclamação era contra os cafajestes, que não queriam um relacionamento sério, Puta que pariu facepalm:
Eu no futuro, comemorando a subida vertiginosa das minhas ações em empresas de anti depressivos, artigos femininos, etc:

[Imagem: size_590_Eike_Batista.jpg]

Esses artigos sempre deixam meu dia feliz. Big Grin
Citar:"Com tanto gay na cidade, o que sobrou para as mulheres em Campo Grande?

Na mesa do bar, as três amigas solteiras só comprovam o que as mulheres há tempos vêm reclamando. Hoje em dia há tanto gay em Campo Grande que falta opção hetero para a mulherada.
Antigamente, a reclamação era contra os cafajestes, que não queriam um relacionamento sério. Agora, o alvo é a turma gay. “Há anos tem muito gay na balada e, levando em conta que há mais mulher do que homem na cidade, claro que dificulta mais ainda a paquera e arrumar namorado”, comenta Viviane, de 29 anos.

Simples, os heteros estão percebendo que "balada" é uma bosta e não serve pra nada se você não for um destacado. Ir num lugar muvucado, pagando entrada e bebida cara, ouvindo musica ruim, pra tomar fora de mulher mediana não vale a pena.

Citar:"Para não parecer preconceito, ela ressalta que a confirmação vem até da concorrência. “Tenho muitos amigos gays e eles mesmos assumem isso, que a mulherada perdeu espaço”
A comerciária Taty Santinoni diz que depende da balada. Na eletrônica, por exemplo, não adianta investir que provavelmente vai levar um fora porque o cara não gosta de mulher. “É um problema, diminui nossos partidos”, explica.

Gays adoram baladas eletrônica, heteros não gostam desse lixo. Você não caça urso polar, numa ilha tropical (isso só tem em LOST).

Citar:""No final do jogo, o que sobra é alguém comprometido, sertanejo ou canalha", protesta a universitária Giuliana Pedra, de 26 anos.

Canalha é o cara que sempre se deu bem nessas "baladas" justamente porque as mulheres sempre deram ( e dão) condição pra eles. Não tem porque eles mudarem, o problema é que agora eles estão mirando nas meninas mais novinhas de 18-20 anos


Citar:"O resultado é tempos sem alguém para chamar de seu. Solteira há mais de cinco anos, Natália, 25 anos, reclama que se ainda hoje está sem namorado é por pura falta de pretendente. A vontade de encontrar a famosa tampa da panela existe, mas descobrir alguém é que está difícil. “O circuito de Campo Grande é pequeno e isso diminuí as chances”, avalia.

Como não reclamou que foi “abandonada” é porque ela que deu o pé na bunda do ex. Provavelmente porque estava no auge e achou que seria assim a vida toda. Chutou o oficial e foi brincar no carrossel de picas.

Citar:"A preocupação começou por conta da idade. “Daqui a pouco tenho 30 e quero ter uma família”. As amigas brincam que estão à espera de um milagre. Já Natália acha que quanto mais pede, menos chances tem de namorar. Então, como estratégia, ela fingi que não quer, para driblar o azar.

Errado, a preocupação começou quando o poder de barganha começou a cai drasticamente, pois as menininhas de 18 estão mais periguetes que a geração das trintonas e como estão mais bonitas as balzacas ficaram pra escanteio.

Citar:"Gabriela, também solteira, conta que aproveita a vida, o que tem seus prós e contras. Mas já adianta que na noite não paquera.

Na noite não paquera (mais), ficou séria...sei. chegando nos 30 todas elas “ficam sérias”

Citar:"A amiga Gabriele, solteira há menos tempo, só um mês depois de um namoro que durou 5 anos, quer aproveitar a vida de solteira e ainda não sentiu na pele a dificuldade para se arranjar um namorado. .

Diferença de inteligência e sabedoria: inteligência é aprender com os próprios erros, sabedoria é aprender com o erro dos outros. Outra que está superestimando o seu poder de barganha e seu valor de mercado, não aprendeu nada com a reclamação das colegas e vai esperar chegar nos 30 pra ficha cair...

Citar:"Em outra mesa, duas amigas, que ficaram com medo de revelar a nome, estão sozinhas há mais de sete anos. Uma delas acredita que o a falta de homem no mercado para um compromisso sério também se dá pela ausência de homens dispostos a ficar com uma só, já que hoje em dia as mulheres estão "mais fáceis".

Não eram as feministas que falavam que casamento é uma opressão patriarcal e que elas queriam o “direito” de se relacionar com várias pessoas? E ainda inventaram o tal do “poliamor”? E ninguém poderia julga-las por serem “fáceis”? ahahahahha
Incrivel que todas querem o direito de serem facéis, mas quando o poder de barganha vai caindo e a carência aparecendo, todas ficam moralistas (moças sérias) e reclamando como “as outras mulheres estão ficando fáceis”. Só elas podem reclamar que as outras estão fáceis...

Citar:" “Querer eu quero, mas tá difícil”, reclama Gabriela, de 25 anos. Ela conta que só namorou uma vez, aos 18 anos de idade, e de lá pra cá "até pegar gripe tá difícil". Tímida, ela não gosta de sair à caça, prefere um programa calmo, como um encontro em um barzinho com as amigas, e enquanto isso ela espera a alma gêmea chegar. “Uma hora chega”.

“Sou exigente”. Modo de dizer, eu queria desde que seja um alfa, pois eu mereço um alfa.

Citar:"Para as experientes, as noites já comprovaram que balada não é local certo para quem quer compromisso. "Os que não são gays, não querem compromisso sério, na maioria das vezes. Também não acredito que se possa encontrar alguém pra namorar na balada", diz a secretária Evelin, de 28 anos.
Jura que a noite não é lugar sério pra compromisso? Que o cafa que elas tanto veneram não quer um relacionamento.
Citar:""O jeito é encontrar alguém que faz parte do mesmo círculo de amigos”, reforça a bancária Lizziane, de 23 anos.

Não dá, vocês não conseguem ficar com o amiguxo, pois ele não tem “pegada”.
Isso ai papo furado....existem homens sim com certeza, mas não o homens que elas idealizam, rico, destacado, modelo, forte..e por ai vai.....os medianos que se fodam, elas preferem ficar solteiras e reclamando da vida.
(26-02-2013, 03:37 PM)Sacerdote John Preston Escreveu: [ -> ]Quem sabe elas dêem uma procurada num lugar chamado Friendzone...

Acho essa possibilidade um tanto improvável,talvez em casos mais desesperados ai talvez ela aceite.
Bem-feito pra elas, ficam esperando o Príncipe encantado, escolhendo, querendo o cara mais rico, bonito, destacado, "o fodão" e desprezam o pobre do cara que não sendo rico, etc.... mas bem intencionado chega nela e toma logo um esculacho.
Acontece que as mulheres quando se aproximam dos 30, bate o mede de ficar pra titia, ainda mais concorrendo com piriguetes de 18 anos.

Chupa essa manga suas feministas de merda.
Essas hipócritas do caralho, como bem disse o Sacerdote John Preston e Gekko, na Friendzone deve estar cheio, mas o nível que elas querem, ou que elas acham que merecem nunca aparece um. Ê Hipocrisia. Deixa o tempo fazer o trabalho dele.
Ah mais eu estou rindo. Como é trágico e....tão cômico. Com o tempo isso será generalizado e elas estarão dando tiro pra tudo quanto é lado.

Dolores....Oh Dolores....explica isso pra nós. Já sei, é culpa do patriarcado opressor!
(26-02-2013, 08:16 PM)Sorine Escreveu: [ -> ]Essas hipócritas do caralho, como bem disse o Sacerdote John Preston e Gekko, na Friendzone deve estar cheio, mas o nível que elas querem, ou que elas acham que merecem nunca aparece um. Ê Hipocrisia. Deixa o tempo fazer o trabalho dele.
Ah mais eu estou rindo. Como é trágico e....tão cômico. Com o tempo isso será generalizado e elas estarão dando tiro pra tudo quanto é lado.

O que seria demais era se os friendzonados aprendessem NA, Game, PUA, whatever, e começarem a faturar as novinhas. Aí sim iríamos ver levas e levas de desesperadas lá em MT.

Aliás, tem algum GdR no Mato Grosso?

Sartana

É galera,devagarzinho o saldão de balzacas esta começando.
Em 10 anos sobrara balzaca bonitinha para comer,quero esta vivo para aproveitar esse feirão.
Em 10 anos elas é que estarão nos cantando,esperem e vcs vão ver.
(26-02-2013, 09:01 PM)Exterminador Escreveu: [ -> ]É galera,devagarzinho o saldão de balzacas esta começando.
Em 10 anos sobrara balzaca bonitinha para comer,quero esta vivo para aproveitar esse feirão.
Em 10 anos elas é que estarão nos cantando,esperem e vcs vão ver.

Já imaginou as balzacas medianas tendo que dar cantada, levar para jantar fora, buscar e deixar de carro, pagar motel, etc? yaoming


Algumas já fazem isso com alfas/cafas.

Sartana

(26-02-2013, 09:03 PM)Gekko Escreveu: [ -> ]
(26-02-2013, 09:01 PM)Exterminador Escreveu: [ -> ]É galera,devagarzinho o saldão de balzacas esta começando.
Em 10 anos sobrara balzaca bonitinha para comer,quero esta vivo para aproveitar esse feirão.
Em 10 anos elas é que estarão nos cantando,esperem e vcs vão ver.

Já imaginou as balzacas medianas tendo que dar cantada, levar para jantar fora, buscar e deixar de carro, pagar motel, etc? yaoming


Algumas já fazem isso com alfas/cafas.

yaoming até que não era uma má ideia.
Eu iria economizar uma boa grana.yaoming
Os filhos da puta em vez de ir trepar e ganhar grana, vão atras de coleira.
As filhas da puta em vez de ir lavar roupa, e dar, vão atras do homem ilusão.
Elas querem e um galã de novela com muito dinheiro no bolso pra lamber o salto.
Coitadinhas se cair na mão do papai vira pano de chão.
Estes tipinhos de mulher quando estava em BH e a mesma merda, feias arrumadas com avon, se achando as mais , esperando o principe,
no desespero , acabam sendo usadas facilmente.
(26-02-2013, 09:34 PM)PRAGAKHAM Escreveu: [ -> ]Os filhos da puta em vez de ir trepar e ganhar grana, vão atras de coleira.
As filhas da puta em vez de ir lavar roupa, e dar, vão atras do homem ilusão.
Elas querem e um galã de novela com muito dinheiro no bolso pra lamber o salto.
Coitadinhas se cair na mão do papai vira pano de chão.
Estes tipinhos de mulher quando estava em BH e a mesma merda, feias arrumadas com avon, se achando as mais , esperando o principe,
no desespero , acabam sendo usadas facilmente.

Gostei da tua nova assinatura.
Páginas: 1 2