Fórum do Búfalo

Versão Completa: E AGORA ? "Bíblia "sim", Constituição "não" A lei de Deus deve prevalecer"
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
[Imagem: 380164_306658032707921_100000911815432_9...0769_n.jpg]
NÃO SEI SE O FORUM PERMITE ESSE TIPO DE POS´T, SE NÃO FOR PERMITIDO ME DESCULPE E QUERO DEIXAR BEM CLARO QUE NÃO SOU CONTRA NENHUM TIPO DE RELIGIÃO.
Olhando um dia pela internet, acho está imagem e fico com um grande receio, tenho muito medo do que possa acontecer com o Brasil, Conseguimos observar um grande aumento do número de igrejas evangélicas
no Brasil e com isso o extremismo e o fanatismo religiosos podem afetar e muito na qualidade de vida dos brasileiros e também na politica do nosso país!

Muitos dos confrades com toda certeza, já viu alguma coisa ou leu sobre o pastor que virou presidente da comissão de direitos humanos e etc.
Eu fico muito assustado com isso fico imaginando um Edir macedo como presidente do nosso País...
O que os confrades acham sobre isso ? Eu sou contra totalmente isso é uma loucura acabar com a constituição ?
[Imagem: images?q=tbn:ANd9GcSk1G5pX_oKbIpi8To5W0f...1_ZD40lqqL]

Esta campanha é defendida por um pastor que já foi preso por intolerância religiosa o nome dele é "Tupirani".
Para quem quiser ler mais sobre o assunto ...
http://anovacruzada.blogspot.com.br/2013...rteza.html
Melhor uma vida regida pela fé e justiça divina que por leis feministas. A Constituição está deixando de representar o povo a cada dia que passa.
Isso é coisa de idiotas.

Qqer religioso sério jamais apoiaria uma idiotice dessas.

Primeiro pq o próprio Jesus já deixou claro que deve haver uma separação entre a religião e o estado ("dai a César o que é de César..."). Segundo pq, pelo menos a igreja católica e protestante, não foram feitas para legislar nesses assuntos. Eles mesmos pulam fora dessa bomba. Eles podem ter influência e participar do debate. Mas mandar diretamente? Nunca.

Só ver q nos tempos do auge do Vaticano lá nos idos da idade média eles conviviam numa boa com os reis da época. Claro, faziam lá o seu lobby, mas isso é a coisa mais normal do mundo. Qqer grupo organizado do mundo vai fazer lobby a favor das coisas q eles defendem.
(13-03-2013, 04:05 PM)Spirit Escreveu: [ -> ]Melhor uma vida regida pela fé e justiça divina que por leis feministas. A Constituição está deixando de representar o povo a cada dia que passa.

Prefiro ainda lutar por um constituição igualitária, para todos os cidadãos, mas cada um com sua forma de pensar, não prefiro uma constituição feminazi e nem uma baseada em um livro ou pensamento religioso!
Como um estado laico o Brasil deve dar direito a seus cidadãos de seguir toda e qualquer religião, mas a constituição em si protege esse direito!
Sem a constituição e com a bíblia em seu lugar um ATEU e um Espirita teria os mesmos direitos que um cristão ?
(13-03-2013, 04:22 PM)barão_kageyama Escreveu: [ -> ]Isso é coisa de idiotas.

Qqer religioso sério jamais apoiaria uma idiotice dessas.

Primeiro pq o próprio Jesus já deixou claro que deve haver uma separação entre a religião e o estado ("dai a César o que é de César..."). Segundo pq, pelo menos a igreja católica e protestante, não foram feitas para legislar nesses assuntos. Eles mesmos pulam fora dessa bomba. Eles podem ter influência e participar do debate. Mas mandar diretamente? Nunca.

Só ver q nos tempos do auge do Vaticano lá nos idos da idade média eles conviviam numa boa com os reis da época. Claro, faziam lá o seu lobby, mas isso é a coisa mais normal do mundo. Qqer grupo organizado do mundo vai fazer lobby a favor das coisas q eles defendem.

Concordo plenamente, que isso não é coisa de um religioso sério, mas o que eu tenho receio é que podem muitos "cegos" apoiarem essas ideias e a longo prazo um grande problema pode se instaurar no Brasil, conheço vários evangélicos sérios e nem deles aprovam essas ideias !
Ah, e não é pq se deve ter uma separação entre religião e estado q os religiosos tem q ficar de fora do debate (como mts "chateus" - mistura de chato com ateu, de extração militonta - querem). Tem q participar e se no fim a versão dele prevalecer com o apoio do povo, blz.
(13-03-2013, 04:30 PM)barão_kageyama Escreveu: [ -> ]Ah, e não é pq se deve ter uma separação entre religião e estado q os religiosos tem q ficar de fora do debate (como mts "chateus" - mistura de chato com ateu, de extração militonta - querem). Tem q participar e se no fim a versão dele prevalecer com o apoio do povo, blz.

Bom, também concordo que deva existir sim uma participação de pastores e de padres, de pais de santos ou o que forem dentro do estado e da politica, pois não deixam de ser cidadãos, Agora o que não pode existir são comentários racistas e preconceituosos de qualquer forma seja na questão de religião ou em qualquer outro tipo, por meios desses que estão la representando o povo.
Agora fico imaginando em um futuro não muito distante, um número grande de deputados de uma só religião, com um presidente do senado da mesma religião e com um presidente da câmera da mesma religião, aprovando leis que podem ir contra a constituição e segregando uma parte da população. Com esses loucos ai criando uma campanha contra a constituição ... eu não ficaria surpreso.
Se alguém conhecer padre prefeito, padre vereador, padre deputado... Pode se fazer uma denuncia à Santa Sé. A Igreja Católica proibe que se tornem candidatos a cargo político.

Aquele bispo do paraguaio (acho que o nome é Lugo) que sofreu impeachment teve que sair da Igreja. Ou é um, ou é outro. É por isso que não se vê deputado padre, mas só pastor.

(13-03-2013, 04:22 PM)Rob Young Escreveu: [ -> ]não prefiro uma constituição feminazi e nem uma baseada em um livro ou pensamento religioso!

Mas os preceitos de uma constituição devem provir de algum lugar... De modo que as leis sejam legitimas, ou seja, de aceitação.

No caso do ocidente, elas estão sustentada pela moralidade judaico-cristã.

É importante ter conhecimento deste fato, do contrário nos tornaremos o que José Ortega y Gasset chamou de 'senhores satisfeitos', pessoas que se beneficiaram de um grande legado do passado e que por desconhecimento deste legado acabará servindo de massa de manobra para a destruição das bases que os sustentam.

Não é um assunto fácil. Eu mesmo tenho muito estudo pela frente sobre este assunto, mas uma literatura bem interessante para começar é Tocqueville - A democracia da américa. Link: http://pt.scribd.com/doc/70483975/TOCQUE...ins-Fontes

Então temos que fugir da armadilha maquiavélica de usar a liberdade para destruir a liberdade.

Tocqueville em seu livro deixa claro que a democracia não é indestrutível, pelo contrário, ela pode ser usada como meio para sua própria destruição. Inclusive é este o princípio da ação gramsciana, o uso da democracia para destruição da mesma.

Qualquer semelhança com as ações que o PT vem tomando (ler o famoso PNDH-3), não é mera coincidência.

(13-03-2013, 04:22 PM)Rob Young Escreveu: [ -> ]Como um estado laico o Brasil deve dar direito a seus cidadãos de seguir toda e qualquer religião, mas a constituição em si protege esse direito!

Correct!

Só faço um adendo em relação ao termo que grifei, pois é uma das guerras políticas/culturais da atualidade. A tática dos ateus militantes consiste em deturpar o conceito de Estado Laico para dar-lhe um significado de Estado Ateu. O que está em jogo é uma batalha de rótulo que pode criar pretextos legais para a perseguição religiosa.
(13-03-2013, 04:28 PM)Rob Young Escreveu: [ -> ]
(13-03-2013, 04:22 PM)barão_kageyama Escreveu: [ -> ]Isso é coisa de idiotas.

Qqer religioso sério jamais apoiaria uma idiotice dessas.

Primeiro pq o próprio Jesus já deixou claro que deve haver uma separação entre a religião e o estado ("dai a César o que é de César..."). Segundo pq, pelo menos a igreja católica e protestante, não foram feitas para legislar nesses assuntos. Eles mesmos pulam fora dessa bomba. Eles podem ter influência e participar do debate. Mas mandar diretamente? Nunca.

Só ver q nos tempos do auge do Vaticano lá nos idos da idade média eles conviviam numa boa com os reis da época. Claro, faziam lá o seu lobby, mas isso é a coisa mais normal do mundo. Qqer grupo organizado do mundo vai fazer lobby a favor das coisas q eles defendem.

Concordo plenamente, que isso não é coisa de um religioso sério, mas o que eu tenho receio é que podem muitos "cegos" apoiarem essas ideias e a longo prazo um grande problema pode se instaurar no Brasil, conheço vários evangélicos sérios e nem deles aprovam essas ideias !

Ah eu duvido.

Claro q nunca se pode desprezar demais idiotas. Mas pelo menos o idiota de tipo religioso costuma ser pisado pela esquerda, logo eles não tem vez rs
(13-03-2013, 05:02 PM)Tiago Escreveu: [ -> ]
(13-03-2013, 04:22 PM)Rob Young Escreveu: [ -> ]não prefiro uma constituição feminazi e nem uma baseada em um livro ou pensamento religioso!

Mas os preceitos de uma constituição devem provir de algum lugar... De modo que as leis sejam legitimas, ou seja, de aceitação.

No caso do ocidente, elas estão sustentada pela moralidade judaico-cristã.
Concordo com o que você disse confrade, mas porém, o que eu quis dizer é que seria inconstitucional e errado utilizar somente a Bíblia digamos como "constituição", como esses pseudo intelectuais evangélicos querem! Eu não sou evangélico e nem católico, mas respeito todas as religiões, mas respeito ainda mais o meu direito de pensar diferente ...
Confrades Jesus nunca foi a favor de alterar costumes, normas ou deveres governamentais, ele mesmo falou que o reino dele era o do céu.
Ele deixou Leis sim, mas as mesmas são através do sacrifício moral, espiritual e a reforma ético sentimental. Bem diferente do que se prega hj em dia.
Esses caras estão viajando.
O que eles querem uma nova Jazira Cristã?
Uma França, latino Americana?

Loucura
(13-03-2013, 04:05 PM)Spirit Escreveu: [ -> ]Melhor uma vida regida pela fé e justiça divina que por leis feministas. A Constituição está deixando de representar o povo a cada dia que passa.

Também penso assim. Sem contar que os evangélicos NUNCA terão número suficiente para governar o país. Eles no máximo fazem barulho e impedem ou adiam algumas aberrações como o PL 122. Mas isso é só enquanto o Supremo não resolve legislar e enfiar tudo goela abaixo.
(13-03-2013, 05:34 PM)Abreu Escreveu: [ -> ]Confrades Jesus nunca foi a favor de alterar costumes, normas ou deveres governamentais, ele mesmo falou que o reino dele era o do céu.
Ele deixou Leis sim, mas as mesmas são através do sacrifício moral, espiritual e a reforma ético sentimental. Bem diferente do que se prega hj em dia.
Esses caras estão viajando.
O que eles querem uma nova Jazira Cristã?
Uma França, latino Americana?

Loucura
Não sei bem o que eles querem, mas pelo que entendi eles dizem que não precisam votar por que seguem apenas as leis de Deus...
(13-03-2013, 06:23 PM)Gekko Escreveu: [ -> ]
(13-03-2013, 04:05 PM)Spirit Escreveu: [ -> ]Melhor uma vida regida pela fé e justiça divina que por leis feministas. A Constituição está deixando de representar o povo a cada dia que passa.

Também penso assim. Sem contar que os evangélicos NUNCA terão número suficiente para governar o país. Eles no máximo fazem barulho e impedem ou adiam algumas aberrações como o PL 122. Mas isso é só enquanto o Supremo não resolve legislar e enfiar tudo goela abaixo.
Pode ser que sim, eu não duvido de mais nada, Bandidos que deveriam estar presos, estão no poder, como o confrade falou ali encima é sempre bom duvidar ... E essa PL 122 se for aprovada ai fode tudo de vez! Mas ainda tenho esperança que uma inutilidade dessas seja esquecida e o projeto de lei que libera o porte de arma para os cidadãos de bem seja aprovado isso sim é de importância para a sociedade brasileira!
(13-03-2013, 05:23 PM)Rob Young Escreveu: [ -> ]
(13-03-2013, 05:02 PM)Tiago Escreveu: [ -> ]
(13-03-2013, 04:22 PM)Rob Young Escreveu: [ -> ]não prefiro uma constituição feminazi e nem uma baseada em um livro ou pensamento religioso!

Mas os preceitos de uma constituição devem provir de algum lugar... De modo que as leis sejam legitimas, ou seja, de aceitação.

No caso do ocidente, elas estão sustentada pela moralidade judaico-cristã.
Concordo com o que você disse confrade, mas porém, o que eu quis dizer é que seria inconstitucional e errado utilizar somente a Bíblia digamos como "constituição", como esses pseudo intelectuais evangélicos querem! Eu não sou evangélico e nem católico, mas respeito todas as religiões, mas respeito ainda mais o meu direito de pensar diferente ...

Nem os Judeus dos tempos do antigo testamento faziam isso confrade. Eles tinham duas linhas de ação... Em uma linha estavam os 10 mandamentos que eram a base fixa... Na outra linha, debatiam-se as circunstâncias e as leis, digamos, "flexiveis".

É de um amadorismo violento propor este tipo de atuação. Se você quiser, eu posso transcrever para você uma passagem do livro de Bento XVI - Jesus de Nazaré - que relata esta realidade. É um dado histórico muito bom para dar nos dedos desses fundamentalistas.