Fórum do Búfalo

Versão Completa: Depois de NA
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2 3
Boa noite!

Estou chegando agora, já li NA e quase tudo do fórum onde posso dizer com toda certeza que me identifico muito com o site.

Comecei há uns dois anos lendo NA, nem me lembro de como cheguei nele, só sei que fez e faz a grande diferença positiva pra mim.

Sou casado há muitos anos, tenho filhos e sempre vivi na matrix, não saí dela mais tento de todas as maneiras adquirir conhecimentos e colocar em prática aquilo que acho que mereça ser mais importante na minha vida sem também prejudicar eu e meus filhos.

Como na música meus primeiros erros, se pudesse mudava muita coisa e uma delas seria NÃO SER TÃO OBCECADO PELA MINHA MULHER, fato este que atrapalhou demais a minha ascensão pessoal e profissional, inclusive a dela.

Estava sempre como um cachorrinho atrás, abanando o rabo e satisfazendo todas as vontades sendo a maior parte de cunho psicológico.

É brincadeira o que foi capaz de fazer com o meu psicológico, totalmente destruído e isso me fez também tentar destruir o dela, mesmo que de forma inconsciente e animal.

O amor que sinto ainda é muito grande e não consigo largar, ainda mais que tivemos filhos nos últimos seis anos, isso me consome porque nossa relação é um pouco destruída em virtude do passado e ela consegue me deixar furioso com um piscar de olhos ou com tiradas insanas.

Ao menos, há dois anos, lendo NA, minha vida melhorou um pouco porque comecei a entender coisas que não percebia e passei e compreender melhor o que estava acontecendo comigo e então passei a administrar melhor meus sentimentos.

Poderia falar horas sobre tudo que aconteceu comigo, já sou homem de meia idade e se tive umas cinco mulheres na adolescência foi muito, pois ao entrar na maioridade, fiquei preso na matrix até os dias de hoje com a mesma.

Não é fácil sair totalmente da matrix, parece como uma droga que não tem cura e traz pensamentos insanos acerca de destruição e se não fosse Deus em mim, nem sei o que poderia ter acontecido.

Amigos, se posso chamar assim, parabéns por essas idéias fantásticas do fórum, claro, tem coisa que eu não compartilho ou não entendo, cada cabeça uma sentença e quero dizer que a cada dia me torno mais forte emocionalmente e escrever estas palavras aqui para mim, está sendo uma verdadeira descarga destes sentimentos negativos que possuo porque é muito difícil conversar com alguém sobre esses assuntos, infelizmente não conheço ninguém com sabedoria suficiente, só matrixianos que quando falo de NA, putz, que perda de tempo... Entretanto agora sinto que vou mais pra frente neste fórum o qual pretendo participar com uma regularidade no mínimo semanal.

Obrigado e abraços!
Citar:O amor que sinto ainda é muito grande e não consigo largar, ainda mais que tivemos filhos nos últimos seis anos, isso me consome porque nossa relação é um pouco destruída em virtude do passado e ela consegue me deixar furioso com um piscar de olhos ou com tiradas insanas.

Amor não é sentimentalismo, mas como vc tem filhos, já deve saber disso.

Bom, o conselho é simples, mas não é fácil: não se irrite, não fique furioso. Isso demonstra fraqueza e a certeza de que ela está no controle. Simplesmente ignore, fique calmo e seja frio quando ela tentar aplicar este tipo de truque. Você tem que demonstrar liderança Smile

Destro

Apresente-se aqui :

http://forum.bufalo.info/showthread.php?...0#pid68110

Você foi muito apegado ainda bem que esta saindo desta esta no lugar certo .
(24-06-2013, 10:25 PM)Tiago Escreveu: [ -> ]
Citar:O amor que sinto ainda é muito grande e não consigo largar, ainda mais que tivemos filhos nos últimos seis anos, isso me consome porque nossa relação é um pouco destruída em virtude do passado e ela consegue me deixar furioso com um piscar de olhos ou com tiradas insanas.

Amor não é sentimentalismo, mas como vc tem filhos, já deve saber disso.

Bom, o conselho é simples, mas não é fácil: não se irrite, não fique furioso. Isso demonstra fraqueza e a certeza de que ela está no controle. Simplesmente ignore, fique calmo e seja frio quando ela tentar aplicar este tipo de truque. Você tem que demonstrar liderança Smile

Com certeza é isso porque é exatamente assim que ela se comporta: fria e calma quando eu que deveria agir dessa maneira mas ao mesmo tempo é difícil porque ela conhece os meus pontos fracos em discussões, além do que a patroa, vou chamá-la assim, é boa e rápida nas respostas, além de complicado dar uma a altura que me faça ficar na liderança. Eu tento internalizar a real e acabo fraquejando em situações de arranca rabo principalmente na hora do rala e rola onde a patroa sempre quer fazer a mesma rotina, tipo, jogo rápido, sem emoção, sempre na mesma hora e nunca quer inovar, acabo sempre perguntando se ela não gosta de mim, penso que ela pensa em outro, essas idiotices.
Cara você vive numa sociedade feminazi, você se casou, você tem filhos, você acha que a sua mulher não vai mandar em você? Claro que vai, ela tem suporte legal, cultural e emocional pra isso. Entenda isso de uma vez e aceite sua situação, não adianta discutir com mulher elas sempre vão ganhar. Nós homens nessa sociedade que criamos somos massacrados e oprimidos...isso que você sente vários confrades sentem e eu sinto.
Vou te dar a solução: desapego.
Não discuta, não espere nada de bom dela, fique na sua poltrona viril e quando ela mandar comprar manteiga vai la e compre...volte pra casa de a manteiga pra ela e não fale nada...volte pra sua poltrona viril e continue assistindo os documentários viris da discovery.
A noite o rala e rola ta ruim....bata uma antes de deitar, jogue agua fria no pau mas acima de tudo não sinta raiva pois é isso que ela quer ao te dar sexo de baixa qualidade, te manter encucado enquanto você choraminga tentando entender oque está havendo....se ela está afim de outro...etc... esqueça do sexo, você é casado...sexo acabou pra você.
E comece a dizer claramente oque está te incomodando (sem mimimi) exemplo: Não estou gostando da forma como você transa comigo...pronto vire pro lado da cama e não olhe na cara dela...lembre se você vai perder a discussão. ...Então fique calado e deixe ela lá falando que nem uma matraca....pode acontecer três coisas:
1-ela não falar nada.
2-ela falar que nem uma louca e ir dormir emburrada
3-ela falar que nem uma louca e agarrar seu pau.
Só esteja preparado pro 4: ela falar que ta saindo com outro. Por isso você tem que estar desapegado pra exercer sua autoridade. Alguma coisa você vai arrancar dela.
Não tem formula mágica, não quer dizer que ser desapegado vai fazer ela te amar mais, nem que a tentativa de exercer autoridade surto algum efeito...
...mas tenho certeza que você estará mais próximo de sair da matrix e ser um GdR e dar bons exemplos para os seus filhos...pois é por eles que você se mata de trabalhar.
Arrume um hobby...vai pescar...aeromodelismo...tiro ao alvo...desvie esse energia pra alguma coisa.
Força e honra confrade.
Cara, primeiramente: que bom que você nos encontrou. Tenho percebido mais e mais que a Real é a única "ferramenta" capaz de recolocar os casamentos nos eixos, a partir de uma perspectiva de reaver a liderança masculina na relação, que é o que ELAS desejam, em última análise. Como um cara casado, te dou boas vindas.

Quanto ao seu caso em particular e lendo seu relato, me vejo na mesma situação que a sua se não tivesse tido contato com os textos de N.A. e com o extinto blog do SK lá pelos idos de 2007. Casamento conturbado, muitas brigas, desentendimentos constantes e submissão completa a ela. Não tenho (como você) a agravante dos filhos, mas imagino o peso que eles possuem e como são capazes de virar uma relação de cabeça pra baixo.

Acredito que o primeiro passo você já deu, que é perceber que a coisa não vai bem. Isso é ótimo. Agora, se você quer mesmo que seu casamento dê certo, cabe unicamente a VOCÊ retomar as rédeas da situação e guiar sua família num bom rumo pra todos.

A primeiríssima coisa que você deve fazer é retomar o controle sobre si mesmo. Feche-se em si mesmo mais vezes, saia sozinho pra correr, nadar, pescar, malhar, fazer trilha, etc., e ponha seus pensamentos no lugar. Antes de desejar o domínio sobre sua relação e sua esposa, você deve ter domínio sobre si mesmo e sobre seus pensamentos. E a única maneira de se fazer isso é conhecendo a si mesmo. Passe um pouco de tempo sozinho, fazendo algo que você goste. Pratique exercícios ou fique sentado olhando o vazio, que seja, mas faça-o como um momento de autoconhecimento. Num momento de epifania, você vai perceber que está só no mundo, mas que há pessoas que dependem de você. Perceba que não estou falando de amor, essa fantasia tosca e inútil. Estou falando de educação e liderança.

Se você quer ser um bom pai e um pai de família honrado, deve ter absoluto domínio sobre si mesmo para só então ter condições de cuidar daqueles que de você dependem. Como fazer isso se você é emocionalmente fraco e se abala com manipulaçõezinhas bobas?

Essas qualidades da liderança sempre andam de mãos dadas com o desapego. Desapegue-se da sua esposa e de seus filhos! Eles podem abandonar você amanhã pela manhã, seus filhos ou esposa podem se envolver com drogas ou você pode perdê-los na semana que vem num terrível acidente de carro, sabia? Esteja sempre preparado pro pior, por isso nunca deixe de usufruir os bons momentos que sua família lhe proporcionar. Mas enquanto não sobrevier uma desgraça, tenha-os sob seu olhar atento o máximo que puder, justamente pra evitar (o mais humanamente possível) que essas tragédias aconteçam.

Disse isso em outro tópico, mas não custa relembrar: nenhum homem está 100% livre de levar chifres nas próximas 24 horas. Durma com essa. Desapegando-se desse medo bobo de ser traído ou trocado, sua vida vai fluir mais tranquilamente porque você vai ocupar sua cabeça com coisas mais úteis. Veja que me refiro ao medo, que é verdadeiramente algo inútil e que só nos põe pulga atrás da orelha. Se ela te trair, traiu. Ponto. Game over pra ela. Mas se não aconteceu, não aconteceu! Ponto. A vida já é complicada por si só o bastante pra ficarmos inventando merda pra enfiar na cuca.

Pra finalizar, você deve aprender a desarticular os joguinhos emocionais que ela te impõe. Aí, amigão, não tem receita de bolo... Nesse campo elas são o Anderson Silva e nós, um bando de gordos-tetinha-faixas-branca dentro de um octógono que elas já dominam. Não dá pra ganhar de uma mulher no terreno do emocional e do psicológico. Somos incomparavelmente inferiores a elas nesse sentido. Nossa única chance de não perder (sempre) esse jogo, é não jogá-lo. É ignorar sua mulher, seus mimimis e as respostas prontas que ela te dá e que te desnorteiam. Vamos relembrar os conselhos do N.A. e seguir a tática que ele menciona, que nunca custa repetir:

Nessahan Alita Escreveu:O segredo para se defender de todas as artimanhas femininas de manipulações e torturas mentais/emocionais consiste em não nos identificarmos com as estratégias da mulher, isolando-a em seus próprios atos caprichosos e contraditórios. Para tanto, é imprescindível não estar apaixonado, o que se consegue somente por meio da morte dos egos. Então ela realizará seus jogos sozinha e sorverá toda a loucura que tentou introduzir em nosso coração. Tal poder é conseguido quando rompemos com a identificação por meio do forte trabalho de eliminação do sentimentalismo.

Entendeu?

Nessahan Alita Escreveu:As torturas psicológicas visam testar e selecionar o melhor [...]. Aqueles que temem perder a companheira, que se apressam em agradá-la e se submetem aos seus caprichos são considerados imprestáveis para o sexo por serem emocionalmente débeis e, caso não sejam descartados imediatamente, são marcados para desempenharem a mera função de provedores ou escravos emocionais.

Quanto mais você a pressionar para te amar, dar sexo e ficar ao seu lado, mais repulsivo será. É que a dinâmica da mulher é regida pelo seguinte princípio: seus amores são dirigidos apenas àqueles que delas não necessitam, de preferência em nenhum sentido [...]. Quanto mais você correr atrás, pior será.

As mulheres nos testam e nos infernizam, mas o desejo delas é perder essa guerra! Como elas são exímias jogadoras e manipuladoras, só com manipulações e jogos é que elas descobrem estar com um homem emocionalmente forte ou com um fracote chorão.

Uma coisa que aprendi ao longo do tempo e que melhorou fortemente meu casamento: nunca peça desculpas, mesmo quando estiver errado! Mude de ideia, se corrija e siga outro caminho, mas não dê satisfações dos seus atos. No máximo, comunique-a do que você decidiu.

É isso que o cabeça do casal faz: ele vai, sem perguntar e sem se abalar, porque sabe que o papel do pai é prover, cuidar, educar e liderar.
É isso que um verdadeiro marido faz e que verdadeiramente faz uma mulher feliz: estar ao lado de um homem que a domine.

A tarefa é difícil e nem sempre é reconhecida. Por isso os Homens de Verdade do passado eram brutos, rústicos e sistemáticos, porque é isso que um Homem é: um homem.
Que coisa, não tinha visto a resposta do Spectro. Ficou bem parecida!
Isso só pode ser um indicativo de que a Real anda bem sintonizada! Fuckyeah
A cada dia que passa, eu sinto mais orgulho de fazer parte deste lugar de resgate da honra e da dignidade masculina.

John Romano, meu velho, a sua resposta foi fenomenal. Fuckyeah
(25-06-2013, 02:06 AM)Spectro Escreveu: [ -> ]Cara você vive numa sociedade feminazi, você se casou, você tem filhos, você acha que a sua mulher não vai mandar em você? Claro que vai, ela tem suporte legal, cultural e emocional pra isso. Entenda isso de uma vez e aceite sua situação, não adianta discutir com mulher elas sempre vão ganhar. Nós homens nessa sociedade que criamos somos massacrados e oprimidos...isso que você sente vários confrades sentem e eu sinto.
Vou te dar a solução: desapego.
Não discuta, não espere nada de bom dela, fique na sua poltrona viril e quando ela mandar comprar manteiga vai la e compre...volte pra casa de a manteiga pra ela e não fale nada...volte pra sua poltrona viril e continue assistindo os documentários viris da discovery.
A noite o rala e rola ta ruim....bata uma antes de deitar, jogue agua fria no pau mas acima de tudo não sinta raiva pois é isso que ela quer ao te dar sexo de baixa qualidade, te manter encucado enquanto você choraminga tentando entender oque está havendo....se ela está afim de outro...etc... esqueça do sexo, você é casado...sexo acabou pra você.
E comece a dizer claramente oque está te incomodando (sem mimimi) exemplo: Não estou gostando da forma como você transa comigo...pronto vire pro lado da cama e não olhe na cara dela...lembre se você vai perder a discussão. ...Então fique calado e deixe ela lá falando que nem uma matraca....pode acontecer três coisas:
1-ela não falar nada.
2-ela falar que nem uma louca e ir dormir emburrada
3-ela falar que nem uma louca e agarrar seu pau.
Só esteja preparado pro 4: ela falar que ta saindo com outro. Por isso você tem que estar desapegado pra exercer sua autoridade. Alguma coisa você vai arrancar dela.
Não tem formula mágica, não quer dizer que ser desapegado vai fazer ela te amar mais, nem que a tentativa de exercer autoridade surto algum efeito...
...mas tenho certeza que você estará mais próximo de sair da matrix e ser um GdR e dar bons exemplos para os seus filhos...pois é por eles que você se mata de trabalhar.
Arrume um hobby...vai pescar...aeromodelismo...tiro ao alvo...desvie esse energia pra alguma coisa.
Força e honra confrade.

Hahaha, boa!

Quando tiver saindo com ela de carro, dê umas secadas em alguma gostosa na rua, quando tiver vendo uma panicat tbm. Quando passar uma boazuda não finga que não está vendo pra não magoá-la, arregale os olhos. Isso vai dar uma balançada no ego dela. Chegue em horários aleatórios em casa de vez em quando, sem dar explicações.
No mais desapego sempre, amor verdadeiro só existe de pais para filhos, o resto é conversa fiada.
Força e Honra!
(25-06-2013, 09:57 AM)Sorine Escreveu: [ -> ]A cada dia que passa, eu sinto mais orgulho de fazer parte deste lugar de resgate da honra e da dignidade masculina.

John Romano, meu velho, a sua resposta foi fenomenal. Fuckyeah
Eu acho que o Barão podia pegar o texto do John e do Spectro, mesclar os dois e colocar no Canal... seia um ótimo material de leitura pros novatos que se encontram nessa situação.
(25-06-2013, 03:06 AM)John Romano Escreveu: [ -> ]Que coisa, não tinha visto a resposta do Spectro. Ficou bem parecida!
Isso só pode ser um indicativo de que a Real anda bem sintonizada! Fuckyeah

Tão sintonizada que eu li o primeiro post, e pensei no que escrever. DEpois fui lendo cada resposta e dizendo, ok, fulado já falou isso, beltrano já falou isso. E pronto fiquei sem novidade nenhuma a colocar no tópico.

Só quero acrescentar uma coisa. Amigo eu sou casado, sei o que você escreveu ali na minha própria carne. Mas graças a real e ao foco pessoal: EM MIM. Sobrevivi! E sobrevivo a cada dia!

Foca em você e no seu desenvolvimento pessoal, se ela começar a lhe podar nessa tentativa de crescimento quer dizer que seu amor não é correspondido. Só isso! e não mtem nada de errado em amar alguém, o que está errado é: amar quem não merece amor.
Xamã,

Sei exatamente o que você está sentindo, pois passo o mesmo.
Já percebi que ler e entender a Real é uma coisa. Praticar é bem mais difícil.
Difícil no sentido de conseguir o desapego. Entender as mulheres ( dos outros ) e o que elas fazem, ficou totalmente previsível para mim.
Por isso que eu concordo com a ala dos não-strikers: o GDR só se torna um GDR mesmo, se ele se relaciona. Os strikers só conseguem ser fodões porque não estão se relacionando. Quem só tem sexo-casual, não sabe o que é conviver com as manipulações.
O próprio Nessahan ( criador da Real ) diz que escreve para homens monogâmicos e não fornicários.

Um grande abraço e força. Sei como é difícil. Mas conseguiremos.
(25-06-2013, 03:06 AM)John Romano Escreveu: [ -> ]Que coisa, não tinha visto a resposta do Spectro. Ficou bem parecida!
Isso só pode ser um indicativo de que a Real anda bem sintonizada! Fuckyeah

Porra jhon romano acho que você se expressou melhor que eu, meteu a real com força...mas é bom ver que to seguindo o caminho certo.

Vou mandar fazer um quadro com a frase: quanto mais amor você cobrar, mais repudiado será.
Mano eu recomendo urgentemente ler o livro

Os Princípios que Regem a Interação Social

http://manhood101br.blogspot.com.br/p/blog-page.html

Me ajudou muito, saber punir e recompensar e usar a minha autoridade foi ótimo.
É razoável exigir-se que todos leiam TODO o material básico da Real antes de começar a postar nos fóruns.
O básico seriam os livros do NA, do Van Creveld, da Esther Villar e Os Pincípios (citado acima).
Só com isso, o cara já está anos-luz à frente da manginada lambe-salto perdida mundo afora.
(25-06-2013, 02:06 AM)Spectro Escreveu: [ -> ]Cara você vive numa sociedade feminazi, você se casou, você tem filhos, você acha que a sua mulher não vai mandar em você? Claro que vai, ela tem suporte legal, cultural e emocional pra isso. Entenda isso de uma vez e aceite sua situação, não adianta discutir com mulher elas sempre vão ganhar. Nós homens nessa sociedade que criamos somos massacrados e oprimidos...isso que você sente vários confrades sentem e eu sinto.
Vou te dar a solução: desapego.
Não discuta, não espere nada de bom dela, fique na sua poltrona viril e quando ela mandar comprar manteiga vai la e compre...volte pra casa de a manteiga pra ela e não fale nada...volte pra sua poltrona viril e continue assistindo os documentários viris da discovery.
A noite o rala e rola ta ruim....bata uma antes de deitar, jogue agua fria no pau mas acima de tudo não sinta raiva pois é isso que ela quer ao te dar sexo de baixa qualidade, te manter encucado enquanto você choraminga tentando entender oque está havendo....se ela está afim de outro...etc... esqueça do sexo, você é casado...sexo acabou pra você.
E comece a dizer claramente oque está te incomodando (sem mimimi) exemplo: Não estou gostando da forma como você transa comigo...pronto vire pro lado da cama e não olhe na cara dela...lembre se você vai perder a discussão. ...Então fique calado e deixe ela lá falando que nem uma matraca....pode acontecer três coisas:
1-ela não falar nada.
2-ela falar que nem uma louca e ir dormir emburrada
3-ela falar que nem uma louca e agarrar seu pau.
Só esteja preparado pro 4: ela falar que ta saindo com outro. Por isso você tem que estar desapegado pra exercer sua autoridade. Alguma coisa você vai arrancar dela.
Não tem formula mágica, não quer dizer que ser desapegado vai fazer ela te amar mais, nem que a tentativa de exercer autoridade surto algum efeito...
...mas tenho certeza que você estará mais próximo de sair da matrix e ser um GdR e dar bons exemplos para os seus filhos...pois é por eles que você se mata de trabalhar.
Arrume um hobby...vai pescar...aeromodelismo...tiro ao alvo...desvie esse energia pra alguma coisa.
Força e honra confrade.

Obrigado pela força confrade, bater uma já virou até rotina, desapegar é foda mas faço força pra isso, exemplo foi ontem a noite mesmo que fiquei no sofá quieto e sem falar nada, só vendo ela puxar assunto e querendo falar as coisas do dia, etc, percebeu que eu tava longe, surte efeito o desapego, com certeza, até acho que ela queria ralar mas me mantive na minha, quietão! Gozado que quando a gente se sente dono de si realmente a raiva passa!
Cara vai aplicando um pouco por dia pq é muita informação vc verá como seu casamento terá outro rumo! Leia os princípios da interação social do link #15 aí sim vc vai ser um cara completo e vai bater o pau na mesa.
(25-06-2013, 03:03 AM)John Romano Escreveu: [ -> ]Cara, primeiramente: que bom que você nos encontrou. Tenho percebido mais e mais que a Real é a única "ferramenta" capaz de recolocar os casamentos nos eixos, a partir de uma perspectiva de reaver a liderança masculina na relação, que é o que ELAS desejam, em última análise. Como um cara casado, te dou boas vindas.

Quanto ao seu caso em particular e lendo seu relato, me vejo na mesma situação que a sua se não tivesse tido contato com os textos de N.A. e com o extinto blog do SK lá pelos idos de 2007. Casamento conturbado, muitas brigas, desentendimentos constantes e submissão completa a ela. Não tenho (como você) a agravante dos filhos, mas imagino o peso que eles possuem e como são capazes de virar uma relação de cabeça pra baixo.

Acredito que o primeiro passo você já deu, que é perceber que a coisa não vai bem. Isso é ótimo. Agora, se você quer mesmo que seu casamento dê certo, cabe unicamente a VOCÊ retomar as rédeas da situação e guiar sua família num bom rumo pra todos.

A primeiríssima coisa que você deve fazer é retomar o controle sobre si mesmo. Feche-se em si mesmo mais vezes, saia sozinho pra correr, nadar, pescar, malhar, fazer trilha, etc., e ponha seus pensamentos no lugar. Antes de desejar o domínio sobre sua relação e sua esposa, você deve ter domínio sobre si mesmo e sobre seus pensamentos. E a única maneira de se fazer isso é conhecendo a si mesmo. Passe um pouco de tempo sozinho, fazendo algo que você goste. Pratique exercícios ou fique sentado olhando o vazio, que seja, mas faça-o como um momento de autoconhecimento. Num momento de epifania, você vai perceber que está só no mundo, mas que há pessoas que dependem de você. Perceba que não estou falando de amor, essa fantasia tosca e inútil. Estou falando de educação e liderança.

Se você quer ser um bom pai e um pai de família honrado, deve ter absoluto domínio sobre si mesmo para só então ter condições de cuidar daqueles que de você dependem. Como fazer isso se você é emocionalmente fraco e se abala com manipulaçõezinhas bobas?

Essas qualidades da liderança sempre andam de mãos dadas com o desapego. Desapegue-se da sua esposa e de seus filhos! Eles podem abandonar você amanhã pela manhã, seus filhos ou esposa podem se envolver com drogas ou você pode perdê-los na semana que vem num terrível acidente de carro, sabia? Esteja sempre preparado pro pior, por isso nunca deixe de usufruir os bons momentos que sua família lhe proporcionar. Mas enquanto não sobrevier uma desgraça, tenha-os sob seu olhar atento o máximo que puder, justamente pra evitar (o mais humanamente possível) que essas tragédias aconteçam.

Disse isso em outro tópico, mas não custa relembrar: nenhum homem está 100% livre de levar chifres nas próximas 24 horas. Durma com essa. Desapegando-se desse medo bobo de ser traído ou trocado, sua vida vai fluir mais tranquilamente porque você vai ocupar sua cabeça com coisas mais úteis. Veja que me refiro ao medo, que é verdadeiramente algo inútil e que só nos põe pulga atrás da orelha. Se ela te trair, traiu. Ponto. Game over pra ela. Mas se não aconteceu, não aconteceu! Ponto. A vida já é complicada por si só o bastante pra ficarmos inventando merda pra enfiar na cuca.

Pra finalizar, você deve aprender a desarticular os joguinhos emocionais que ela te impõe. Aí, amigão, não tem receita de bolo... Nesse campo elas são o Anderson Silva e nós, um bando de gordos-tetinha-faixas-branca dentro de um octógono que elas já dominam. Não dá pra ganhar de uma mulher no terreno do emocional e do psicológico. Somos incomparavelmente inferiores a elas nesse sentido. Nossa única chance de não perder (sempre) esse jogo, é não jogá-lo. É ignorar sua mulher, seus mimimis e as respostas prontas que ela te dá e que te desnorteiam. Vamos relembrar os conselhos do N.A. e seguir a tática que ele menciona, que nunca custa repetir:

Nessahan Alita Escreveu:O segredo para se defender de todas as artimanhas femininas de manipulações e torturas mentais/emocionais consiste em não nos identificarmos com as estratégias da mulher, isolando-a em seus próprios atos caprichosos e contraditórios. Para tanto, é imprescindível não estar apaixonado, o que se consegue somente por meio da morte dos egos. Então ela realizará seus jogos sozinha e sorverá toda a loucura que tentou introduzir em nosso coração. Tal poder é conseguido quando rompemos com a identificação por meio do forte trabalho de eliminação do sentimentalismo.

Entendeu?

Nessahan Alita Escreveu:As torturas psicológicas visam testar e selecionar o melhor [...]. Aqueles que temem perder a companheira, que se apressam em agradá-la e se submetem aos seus caprichos são considerados imprestáveis para o sexo por serem emocionalmente débeis e, caso não sejam descartados imediatamente, são marcados para desempenharem a mera função de provedores ou escravos emocionais.

Quanto mais você a pressionar para te amar, dar sexo e ficar ao seu lado, mais repulsivo será. É que a dinâmica da mulher é regida pelo seguinte princípio: seus amores são dirigidos apenas àqueles que delas não necessitam, de preferência em nenhum sentido [...]. Quanto mais você correr atrás, pior será.

As mulheres nos testam e nos infernizam, mas o desejo delas é perder essa guerra! Como elas são exímias jogadoras e manipuladoras, só com manipulações e jogos é que elas descobrem estar com um homem emocionalmente forte ou com um fracote chorão.

Uma coisa que aprendi ao longo do tempo e que melhorou fortemente meu casamento: nunca peça desculpas, mesmo quando estiver errado! Mude de ideia, se corrija e siga outro caminho, mas não dê satisfações dos seus atos. No máximo, comunique-a do que você decidiu.

É isso que o cabeça do casal faz: ele vai, sem perguntar e sem se abalar, porque sabe que o papel do pai é prover, cuidar, educar e liderar.
É isso que um verdadeiro marido faz e que verdadeiramente faz uma mulher feliz: estar ao lado de um homem que a domine.

A tarefa é difícil e nem sempre é reconhecida. Por isso os Homens de Verdade do passado eram brutos, rústicos e sistemáticos, porque é isso que um Homem é: um homem.

Romano, ler o que você escreveu é de uma riqueza incomparável, citando NA então... só um animal pra não compreender e a partir dai ser um homem melhor. O fato é que eu sempre me desculpei pelas coisas que dizia e fazia, dava horário pra todos os meus atos, pensava nela o dia inteiro e só isso já era o suficiente pra entrar em desespero! Nunca vi coisa igual, meu pensamento mais avassalador é de que se outro macho cobrir ela, putz, nem sei viu, acho que só com camisa de força, puta sentimento esse que inferniza e agora sei que parece que são elas que colocam isso na gente. Os filhos, cara, são as coisas mais maravilhosas da minha vida mas ao mesmo tempo ajudou a foder todo o meu relacionamento e você está certo sobre o destino, eu tento manter o controle e até obtenho um certo sucesso e vou ficar mais esperto... só que é como se eu estivesse a mil km entende, minha mulher não me vê como antigamente quando não tinha eles, sei que pareço um chorão, realizei esse sonho dela assim como outros e agora sobre elas quererem aqueles que dela não necessitam, vou tentar incorporar mais disso e ler mais NA que como você sabe deve ser lido e relido várias vezes.
(25-06-2013, 02:06 AM)Spectro Escreveu: [ -> ]Cara você vive numa sociedade feminazi, você se casou, você tem filhos, você acha que a sua mulher não vai mandar em você? Claro que vai, ela tem suporte legal, cultural e emocional pra isso. Entenda isso de uma vez e aceite sua situação, não adianta discutir com mulher elas sempre vão ganhar. Nós homens nessa sociedade que criamos somos massacrados e oprimidos...isso que você sente vários confrades sentem e eu sinto.
Vou te dar a solução: desapego.
Não discuta, não espere nada de bom dela, fique na sua poltrona viril e quando ela mandar comprar manteiga vai la e compre...volte pra casa de a manteiga pra ela e não fale nada...volte pra sua poltrona viril e continue assistindo os documentários viris da discovery.
A noite o rala e rola ta ruim....bata uma antes de deitar, jogue agua fria no pau mas acima de tudo não sinta raiva pois é isso que ela quer ao te dar sexo de baixa qualidade, te manter encucado enquanto você choraminga tentando entender oque está havendo....se ela está afim de outro...etc... esqueça do sexo, você é casado...sexo acabou pra você.
E comece a dizer claramente oque está te incomodando (sem mimimi) exemplo: Não estou gostando da forma como você transa comigo...pronto vire pro lado da cama e não olhe na cara dela...lembre se você vai perder a discussão. ...Então fique calado e deixe ela lá falando que nem uma matraca....pode acontecer três coisas:
1-ela não falar nada.
2-ela falar que nem uma louca e ir dormir emburrada
3-ela falar que nem uma louca e agarrar seu pau.
Só esteja preparado pro 4: ela falar que ta saindo com outro. Por isso você tem que estar desapegado pra exercer sua autoridade. Alguma coisa você vai arrancar dela.
Não tem formula mágica, não quer dizer que ser desapegado vai fazer ela te amar mais, nem que a tentativa de exercer autoridade surto algum efeito...
...mas tenho certeza que você estará mais próximo de sair da matrix e ser um GdR e dar bons exemplos para os seus filhos...pois é por eles que você se mata de trabalhar.
Arrume um hobby...vai pescar...aeromodelismo...tiro ao alvo...desvie esse energia pra alguma coisa.
Força e honra confrade.

Não sei se estou respondendo de maneira certa clicando em CITAR mas ai vai: Depois de duas décadas eu comecei a jogar futebol novamente com novos amigos ha dois meses, uma vez por semana e fazia muito tempo que não me sentia tão bem. A gente conversa, fala besteira, faz churras e isso é ótimo, tanto que fico até ansioso pros próximos encontros de futeba. Essa é outra prova que se olharmos para nós, esquecemos pelo menos um pouco do relacionamento precário e somos mais felizes. O sexo bom realmente acabou ha muito tempo, tomei chá de buceta (li em algum lugar do fórum ou no canal sobre isso) um bom tempo no começo antes do casamento e um pouco antes de cada filho. A fase de namoro faz mais de vinte anos, sou quarentão... Meu filho mais velho tem seis de idade (tenho três) então calculem... Juro que eu pensava totalmente diferente ha mais de vinte anos, achava aquilo mágico e que teria fartura de sexo realmente bom mas não foi bem assim, nem um pouco. Acho que é por isso que as outras me enchem os olhos apesar da minha ser bonita, se é que é minha, tenho que tirar esse ideia de posse também. Mas essa de falar do sexo ruim e virar pro lado vou fazer sim, vou criar coragem mesmo porque sempre tive medo de fazer essas coisas, achava que ela ia dar pro primeiro que aparecesse como forma de me punir ou ficar sem falar nada durante dias e eu sem rala e rola mas vou colocar em prática e que seja o que Deus quiser de agora em diante e ainda, vou tentar controlar minha raiva, talvez, saindo do lugar onde ela esteja.
Páginas: 1 2 3