Fórum do Búfalo

Versão Completa: Conte sua vida antes e depois de conhecer a real!
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7
(14-01-2014, 08:13 PM)Pragmático Escreveu: [ -> ]Fala confrades como hj estou de folga,estou com um tempo extra fico aqui no fórum,e resolvi fazer 3 miniS relatoS DE COMO NÃO AGIR NUM RELACIONAMENTO (não criarei um tópico pra isso)como foi minha desastrosa vida matrixiana...então

Bom,nunca fui um cara pegador,sempre fui tímido,nunca quis pegar qqr garota e não era qualquer uma que me agradava,(acho que é um bom sinal)namorei uma vez na minha vida( 2 meses ,foi aqui me fudi) mas não sabia comandar uma relação,pois tinha em minha mente que tinha que agradar a mulher pra conquistar ela facepalm:

sempre fui de pegar garotas esporadicamente,não tinha essa obsessão de ter uma meta pra pegar mulher e tals,se aparecesse eu gostasse e pegava,meu objetivo era ( e é)trabalhar estudar e conquistar minhas coisas,mais sempre acreditava na mulher exceção PQP :rage

Bom primeiramente vou informar minha idade ,tenho 27 anos, e alguns fatos aconteceram entre 15 até uns 22 anos...

a primeira matrix que eu tive foi com uma garota que conheci no colégio eu tinha 15 anos ela tbm,o nome dela era eduarda,minha prima fez um esquema pra mim,e como não tinha nada a perder,peguei ela na saidera do colégio,ela era bonita gostosa,tinha um rabão e umas coxas grossas,uma tentação,,,porra peguei ela normal e tals,mas nunca dei atenção pra ela ,dai ela começou se apaixonar por mim,
minha prima dizia que ela tava encantada e não sei oq,po resolvi continuar ficando com ela,dava uns malhos nela na casa da minha prima,mas não cheguei a comer elaDodgy,apesar dela ter uma fama de metedeira rsrs,mais eu cabaço iludido comecei a gostar dela e comecei a correr atras dela,ia na frente da casa dela,procurava ela no colégio,e acho que ela percebeu q tinha me fisgado dai me fudi,ela começou a me desprezar,e u apaixonado ia na casa da minha prima saber notícias dela e tals,cai no poço da matrix....

dai dei uma afastada mas mesmo assim gostando dela e pensando nela direto,e tbm acreditava que nós estavamos ficando,inocência minha,ela foi numa festa e fiquei sabendo através da minha prima(gostosa porém safada)q ficou com um cafinha do colégio q tinha fama de pegador...não vi mais ela,só deixei um recado pra ela através da minha prima,falei o seguinte:"diz pra ela que ela é uma vadia,puta ,galinha uma vaca do caralho."
foi assim que terminou essa situação.

foi difícil ,mas desapeguei ,mas continuei sendo um merda,sai do colégio,trampava fazia uns bico de servente de pedreiro,mas a maioria das vezes desempregado...de uma época dessa ,mudou-se pra perto de casa uma ninfetinha ruiva,magrinha de aparelho,tipo aquelas minas que vc só vê do colégio pra casa ,da casa pro colégio,o nome dela era aline,filho de um militar, e de uma enfermeira,eu tinha 17 e ela 15,

porra pra mim essa era a moça pra casar,e começei da uma sondada nela,era a época do flogão,consegui o flogão dela,ela não tinha muitos amigos,descobri o colégio onde ela estudava,comecei a ir na saída do colégio,mas puta q pariu ja tinha um CAFINHA METIDO A BRIGUENTO,E BEM ARTICULADO NAS PALAVRAS(até fiquei amigo dele depois,por causa disso)conversando com ela ,ja fiquei com um ciumes ,sem mesmo ter conversado com ela,mas eu pensei:foda-se vou pegar essa mina tenho que fazer algo.Não lembro mas peguei o fone dela e mandei uma telemensagem facepalm:facepalm:facepalm:
puts foi assim que tive o primeiro "contato",no outro dia fui na saida do colégio,e vi ela com o cafinha,fiquei observando de longe e vi os dois no maior amasso,puts,decepção mta decepção.

fui falar com ele,(tava doido pra meter a porrada,sou muito explosivo e virilyaoming) mas o cara foi tão de boa comigo q troquei uma idéia e falei q tinha mandado uma tele mensagem pra ela e pedir desculpas,não sabia que ela tava de rolo com ele,ele falou que tava de boa e não queria nada sério,e tava doido pra terminar com ela,pq queria pegar outra(o fdp pegava altas)e ia fazer um esquema pra mim.

ele terminou com ela nos dias seguintes ,e mais tarde fez esquema pra mim,adivinha :ela não quis.
pow mas eu bobo,não queria desistir assim,fácil,pensei comigo vou virar amigo dela e assim será mais fácilfacepalm:
dai sempre ia eu o cafinha e ela na entrada e na saída do colégio,conversando,durante uma ano ,nisso descobri os gostos dela e virei um amigaço,manginão,cheguei até visitar a casa dela,ganhei o respeito dos pais e viram que eu era um bom rapaz.Mas eu era um bobo apaixonado e queria namorar,casar ter filhos com ela.Puts

não aguentei mais,quando levei ela pro colégio em um dia, depois de mais de um ano na friendzone avançada,tasquei um beijo nela,mas adivinha quem apareceu bem na hora? O PAI DELA,com uma cara de decepção vendo eu e sua filha única se beijando.
depois desse episódio ,fiquei escondido alguns dias pensando que o pai dela ia me arrancar o coro(ele era militar dos brabo e tinha um revólver)
foi assim que acabou essa situação.

essa que eu vou contar-lhes foi a mais "séria" eu ja tava com 21 Anos ,um trampo honrado,tinha 2 anos de treino sério 41 de braço(anteriormente eu era seco,60 kg),tava giga e destacado,fui numa festa da cidade ,e eu um brother, na boa ,na minha curte a festa toda,na volta eu o brother caminhando para casa(a festa era perto de casa),uma gata me da uma moral,ela tava com 3 amigas e me chama de canto,troquei 3 palavras e se atracamo nos beijos,porra ela era de pele bronzeada,cintura fina, lábios carnudos,tinha aparelho ,um quadril gostoso e uma bunda empinada(eu adoro minas com quadril largo,e cintura fina) ela pegou sua bike que tava na casa da amiga e me deu uma carona (ela pedalou) e ficou seriamente atraida por mim,perguntou de onde que eu era que nunca viu eu por aqui e blá blá.E eu solteiro querendo arrumar uma gatinha,topei marcar um encontro no dia seguinte,

No dia seguinte marcamos um encontro na praia,ela foi de biquini e vi aquele rabão já fiquei de pau duro(eu tenho a libido muito alta rs) inicialmente eu só queria comer ela,não dava importancia nem corria muito atras,mas ela com seu jeito "meigo e doce' ganhou meu coraçãoHeart
Voltei pro poço da matrixfacepalm:

depois de uma semana ,ela me pede em namoro no msn,eu aceito,eu acreditava que tinha encontrado a exceção,ela parecia ser de boa família,tirava notas boas,tinha projeto de vida,trabalhava de voluntária(que moça boazinha)fora que era gostosa ,bonita e se cuidava.

ME APAIXONEEEEEII(8)

bom,me apaixonei,mas demonstrava muito em excesso,através de orkut e msn era só declarações minhas,e ela retornava com 1% ...
dei presentinhos,muita atenção tudo errado,, como o figurino manda...

COMPRA DAS ALIANÇAS;

Fomos nun sábado comprar a aliança,já sentia uma frieza dela,mas só olha o que aconteceu no dia:perdi minha carteira com 300 conto no caminho,já era um mal sinal(consegui recuperar 3 dias depois,um velhinho achou e me devolveu com dinheiro e tudo) ...eu puto da cara volto muito nervoso por ter perdido a carteira e não poder comprar a aliança.

termino da relação:

depois de 2 meses, ela terminou,mas foi culpa minha,demonstrava muita carência,e era de fato muito grudento,ligava no telefone dela direto,queria ver ela direto e tals,porque me apaixonei

reatando:

depois de 7 meses eu afundado na matrix,alto estima lá embaixo,ela me chama no msn e diz que ta arrependida que tinha planos pra nós 2,e eu bobo dei uma chance ,marcamos um encontro na praia,e ela tava muito mais gostosa e rabuda,me atolei ainda mais na matrix,detalhe ela dizia que era virje,e eu respeitando a todo momento,não forçando -a.

terminando

outra semana ligo pra ela e pergunto se vamos nos ver no final de semana,ela disse que queria falar algo sério.
marcamos na pracinha,e ela veio com uns papo:"se fosse pra dar certo ja teria dado outra vez e não sei oq e não sei oq"
mandei ela se fuder e virei as costas,mesmo com uma dor por dentro fiz isso .
fiquei um tempo depressivo e revoltado.

depois de um tempo vi o face dela ela ta com uma cara,que tem 2 carros e uma moto e ganha uma nota.

vi ela um tempo atras ta magra e feia.

Parece que você está contando a minha vida em certos trechos... Mas e aí confrade? Depois que saiu da matrix?!


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk
To em processo de desapego,não ta sendo fácil,sinto ainda a matrix batendo de leve,mudei meu comportamento e até consegui pegar umas garotas que eram consideradas " difíceis " ,mas é aquela história estou tratando as mulheres todas igualmente,não quero encarar como uma revolta(isso é pessimo) mas como um aprendizado e um mecanismo de defesa.Quero ter sucesso pessoal e profissional,ser um cara centrado.
(15-01-2014, 12:47 PM)Pragmático Escreveu: [ -> ]To em processo de desapego,não ta sendo fácil,sinto ainda a matrix batendo de leve,mudei meu comportamento e até consegui pegar umas garotas que eram consideradas " difíceis " ,mas é aquela história estou tratando as mulheres todas igualmente,não quero encarar como uma revolta(isso é pessimo) mas como um aprendizado e um mecanismo de defesa.Quero ter sucesso pessoal e profissional,ser um cara centrado.

Como é bom ler isso!!! Força confrade, continuemos assim sempre!

- Força e honra.


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk
Um UP nesse tópico para falar minha vida:

Antes: Obeso, viciado, zero de poupança, casado com m$ol e um pai relapso.

Hoje: Ainda gordo, mas emagrecendo, viciado em recuperação, já tenho alguma poupança, solteiro e um pai mais presente.

Ainda tem muito o que melhorar, mas já comecei a jornada.
Um UP nesse tópico
Antes: 22 anos, 1,79m, 98Kg, barrigudo, quebrado, bebia pra caraleo, vivia me humilhando por uma gata, perdoei um chifre, terminei no segundo mas ainda amava, corria atrás e implorava para transar, dirigia um gol 1997 vermelho, pagava aluguel pra gata morar, ela não trabalhava, celular moto G1, não tinha um puto no bolso.

Depois: 31 anos, 1,79m, 81kg, 10% de gordura, peitoral saltando, braços delineados, bebo raramente e pouco, curto mais uma bala de vez de quando, estou beirando os 100 mil em aplicações, meta para dezembro é ter 125 mil investidos. Casa com piscina, Veloster branco com teto solar na garagem, Galaxy s8 e dezenas de bucetas aos meus pés, sou meio promiscuo (preciso melhorar isso ainda), semana passada comi uma morena deusa na sexta, uma loira siliconada no sábado e repeti a morena no domingo, rs rs rs.
Antes: eu nunca fui um completo mangina porque por pior que meu pai fosse ele era o típico cafajeste e com ele, eu observava e aprendia sua maneira de ver o mundo, por isso sempre tive uma espécie de orgulho masculino e nunca me humilhei por mulher, já sofri muito cortando relações que feriam meu orgulho, mas nunca voltei atras. Mas mesmo assim eu era ingênuo e muito inseguro.
Depois: a real pra mim foi um dos meus melhores conselheiros, é como se algum Tio ou avó próximo com bastante experiência de vida me desse conselhos todos os dias. Eu aprendi a a enxergar mais a longo prazo e ver padrões de comportamentos em pessoas que sempre se repetem. E também a me afastar de situações ruins. E até hoje fico surpreso em como coisas que falamos aqui que acontece na vida de outras pessoas se repetirem na nossa ou de pessoas próximas, enfim quem não aprendem com a história tende a repetir ela e a real nos ajuda a não repetir o erro de outras pessoas.
(02-04-2019, 12:32 PM)Senhor Escreveu: [ -> ]Antes: 22 anos, 1,79m, 98Kg, barrigudo, quebrado, bebia pra caraleo, vivia me humilhando por uma gata, perdoei um chifre, terminei no segundo mas ainda amava, corria atrás e implorava para transar, dirigia um gol 1997 vermelho, pagava aluguel pra gata morar, ela não trabalhava, celular moto G1, não tinha um puto no bolso.

Depois: 31 anos, 1,79m, 81kg, 10% de gordura, peitoral saltando, braços delineados, bebo raramente e pouco, curto mais uma bala de vez de quando, estou beirando os 100 mil em aplicações, meta para dezembro é ter 125 mil investidos. Casa com piscina, Veloster branco com teto solar na garagem, Galaxy s8 e dezenas de bucetas aos meus pés, sou meio promiscuo (preciso melhorar isso ainda), semana passada comi uma morena deusa na sexta, uma loira siliconada no sábado e repeti a morena no domingo, rs rs rs.

Faca um tópico contando sua história, acredito que o relato de reviravolta pode ser de grande valia para o fórum.
(03-04-2019, 03:11 PM)BillPaiva Escreveu: [ -> ]
(02-04-2019, 12:32 PM)Senhor Escreveu: [ -> ]Antes: 22 anos, 1,79m, 98Kg, barrigudo, quebrado, bebia pra caraleo, vivia me humilhando por uma gata, perdoei um chifre, terminei no segundo mas ainda amava, corria atrás e implorava para transar, dirigia um gol 1997 vermelho, pagava aluguel pra gata morar, ela não trabalhava, celular moto G1, não tinha um puto no bolso.

Depois: 31 anos, 1,79m, 81kg, 10% de gordura, peitoral saltando, braços delineados, bebo raramente e pouco, curto mais uma bala de vez de quando, estou beirando os 100 mil em aplicações, meta para dezembro é ter 125 mil investidos. Casa com piscina, Veloster branco com teto solar na garagem, Galaxy s8 e dezenas de bucetas aos meus pés, sou meio promiscuo (preciso melhorar isso ainda), semana passada comi uma morena deusa na sexta, uma loira siliconada no sábado e repeti a morena no domingo, rs rs rs.

Faca um tópico contando sua história, acredito que o relato de reviravolta pode ser de grande valia para o fórum.

Grato pela curiosidade confrade, realmente tenho centenas de histórias para contar, mas acho que da grande maioria delas eu não me orgulho muito. Embora tenha um bom salário atualmente, sinto que desperdicei um potencial incrível durante uma trajetória meio torta. 

Mas qualquer dia, deixo um dos meus causos no fórum.
Eu era um rapaz de igreja com 17/18 anos e estava me guardando para casar virgem. Arrumei uma namoradinha, cuja beleza era acima do que se podia esperar para um cara com o aspecto cadavérico como era o meu. O relacionamento se deu, acredito, pelo fato de eu participar da orquestra da igreja: o que me dava certa popularidade... Durante meu namoro com essa moça – que a chamarei de fulana Nº 0001 - responsável pelo meu primeiro beijo aos 17 anos (aos 17!), era notório que ela pagava muito pau para outros dois “IRMÃOS DA IGREJA”, colegas meus. O motivo: os caras haviam acabado de entrar na onda de academia, que até então não era tão disseminada como é hoje. Resultado: os moleques ficaram mais fortes que os demais “IRMÃOS”, e isso chamava muito a atenção das “IRMANZINHAS”.
 
Passou-se um punhado de meses e, claro, ela terminou comigo. Sofri muito! Chorei até no trabalho (meu 1º trabalho!), de tal maneira que meus colegas de escritório tiveram que me acudir: esse é o coração inocente de um jovem homem de 17/18 anos! Mas a porrada final estava por vir... Um daqueles caras que passou a treinar, o que mais chamava a atenção da fulana nº 0001, veio falar comigo para eu esquecer ela, pois a desgraçada não prestava. Insisti para ele dar maiores explicações. E ele as deu!!! Acho que fez o que ele fez pelo fato de que nós (eu e ele) não éramos “amigos”, apenas colegas da igreja. Eu estava em uma roda com os camaradas, e este cara disse que a fulana nº 0001 havia ligado para ele naquele fim de semana. Disse ainda que na ocasião da ligação ele estava sozinho em casa, e a convidou...
 
Vai vendo...
 
Na frente dos meus camaradas, ele disse a seguinte frase: “A fulana nº 0001 pelada é uma delícia, ela faz depilação com cera”. Imaginem como eu me senti escutando isso sobre a minha ex namorada, que havia terminado comido dias atrás e que, com a qual, eu planejava me casar virgem! Não acabou; ele disse ainda que ela bateu uma punheta pra ele, porém, garantiu que em razão da “doutrina da igreja”, não transaram. Porém, completou dizendo não ter se furtado em tirar uma foto dela, pelada e de bruços em cima da cama dele.
 
Galera, aqui faço uma advertência: por mais absurdo que pareça, eu não estou exagerando nem aumentando a história!  Naquela situação, eu fique apenas calado, sem reação. Meus camaradas falaram para o tal cara: “Fulano, você está mentindo”. E, para colocar a cereja do bolo, o cara disse: “Não estou mentindo não, olhem a foto aqui...” E o celular passou de mão em mão... Chegando na minha vez... não tive coragem de olhar. Fim do relato!
 
Eu deveria ter ficado puto, estourado e partido pra cima dele? Talvez sim e talvez não! Imaginem um jovem rapaz triste pela perda da namorada, vendo uma verdade como essa sendo rasgada e revelada, com direito a desonra vindo da parte de um Alpha qualquer! Simplesmente, fiquei quieto e fui embora para casa, sereno, na companhia de um cara que era o meu único amigo naquele cenário: o gordinho tosco. (kkkkkkkkkkk Abraço pra você mano!).
 
Não vou perder tempo criticando desgraçada da moça, e dizer que ela foi a maior filha da puta do Brasil. Apesar de tudo, ela terminou comigo antes (aparentemente). Mas essa porra doeu pra caralho na época... Eu mal podia passar a mão na bunda da menina, em razão das tradições da igreja, e logo em seguida fico sabendo disso tudo!
 
Tal foi a minha primeira experiência com relacionamentos!
Carai, Véi Gonça! Batismo de fogo, hein!
Eu aprendi recentemente depois das pós pós real a ser mais tranquilo.... A observar mais a vida... A esperar as coisas acontecerem... A não me afobar nem ficar ansioso demais com as coisas....

Acho que tou ficando velho.
(15-10-2019, 01:15 AM)Velho Gonçalves Escreveu: [ -> ]
Eu era um rapaz de igreja com 17/18 anos e estava me guardando para casar virgem. Arrumei uma namoradinha, cuja beleza era acima do que se podia esperar para um cara com o aspecto cadavérico como era o meu. O relacionamento se deu, acredito, pelo fato de eu participar da orquestra da igreja: o que me dava certa popularidade... Durante meu namoro com essa moça – que a chamarei de fulana Nº 0001 - responsável pelo meu primeiro beijo aos 17 anos (aos 17!), era notório que ela pagava muito pau para outros dois “IRMÃOS DA IGREJA”, colegas meus. O motivo: os caras haviam acabado de entrar na onda de academia, que até então não era tão disseminada como é hoje. Resultado: os moleques ficaram mais fortes que os demais “IRMÃOS”, e isso chamava muito a atenção das “IRMANZINHAS”.
 
Passou-se um punhado de meses e, claro, ela terminou comigo. Sofri muito! Chorei até no trabalho (meu 1º trabalho!), de tal maneira que meus colegas de escritório tiveram que me acudir: esse é o coração inocente de um jovem homem de 17/18 anos! Mas a porrada final estava por vir... Um daqueles caras que passou a treinar, o que mais chamava a atenção da fulana nº 0001, veio falar comigo para eu esquecer ela, pois a desgraçada não prestava. Insisti para ele dar maiores explicações. E ele as deu!!! Acho que fez o que ele fez pelo fato de que nós (eu e ele) não éramos “amigos”, apenas colegas da igreja. Eu estava em uma roda com os camaradas, e este cara disse que a fulana nº 0001 havia ligado para ele naquele fim de semana. Disse ainda que na ocasião da ligação ele estava sozinho em casa, e a convidou...
 
Vai vendo...
 
Na frente dos meus camaradas, ele disse a seguinte frase: “A fulana nº 0001 pelada é uma delícia, ela faz depilação com cera”. Imaginem como eu me senti escutando isso sobre a minha ex namorada, que havia terminado comido dias atrás e que, com a qual, eu planejava me casar virgem! Não acabou; ele disse ainda que ela bateu uma punheta pra ele, porém, garantiu que em razão da “doutrina da igreja”, não transaram. Porém, completou dizendo não ter se furtado em tirar uma foto dela, pelada e de bruços em cima da cama dele.
 
Galera, aqui faço uma advertência: por mais absurdo que pareça, eu não estou exagerando nem aumentando a história!  Naquela situação, eu fique apenas calado, sem reação. Meus camaradas falaram para o tal cara: “Fulano, você está mentindo”. E, para colocar a cereja do bolo, o cara disse: “Não estou mentindo não, olhem a foto aqui...” E o celular passou de mão em mão... Chegando na minha vez... não tive coragem de olhar. Fim do relato!
 
Eu deveria ter ficado puto, estourado e partido pra cima dele? Talvez sim e talvez não! Imaginem um jovem rapaz triste pela perda da namorada, vendo uma verdade como essa sendo rasgada e revelada, com direito a desonra vindo da parte de um Alpha qualquer! Simplesmente, fiquei quieto e fui embora para casa, sereno, na companhia de um cara que era o meu único amigo naquele cenário: o gordinho tosco. (kkkkkkkkkkk Abraço pra você mano!).
 
Não vou perder tempo criticando desgraçada da moça, e dizer que ela foi a maior filha da puta do Brasil. Apesar de tudo, ela terminou comigo antes (aparentemente). Mas essa porra doeu pra caralho na época... Eu mal podia passar a mão na bunda da menina, em razão das tradições da igreja, e logo em seguida fico sabendo disso tudo!
 
Tal foi a minha primeira experiência com relacionamentos!

Só discordo da parte de ter partido pra cima do cara. Ele não tem responsabilidade nenhuma pelo relacionamento de vocês que acabou - creio ainda que até te fez um favor pra acabar de vez com a imagem de "santa" da donzela, mas enfim... isso seria de cabeça fria. Na hora também não sei se manteria o controle.

Voltando ao assunto central do tópico, já relatei minha história em alguns tópicos aqui, e respondendo à pergunta, a principal diferença que eu vejo é com relação à "criar expectativas".

Hoje não espero nada (ao mesmo tempo em que espero tudo) de qualquer um. Como o Spec disse, observar mais, esperar as coisas acontecerem, não ficar afobado nem ansioso.





==============================================================================================================

Off-topic:

Esse final de semana passado estive ocupado fazendo um curso e lá conheci uma donzela com potencial pra uma história parecida.

Durante o intervalo, interagindo com os colegas, peguei por alto a ficha da dita cuja:
Família tradicional, ela com 19 anos diz nunca ter beijado na boca e ser virgem. Relacionamentos: só um, à distância. Universitária (cursando direito), rostinho angelical, roupas discretas, sem muita maquiagem. Um chamado sem escalas pra Matrix.

No entanto, no decorrer do curso, deu pra notar alguns detalhes ... um dos caras que também fazia parte da turma era "estilo alfa" - militar de carreira, em forma, e de personalidade expansiva. Embora eu estivesse concentrado na aula, tava evidente que a mina tava "encharcada" pelo cara.

Enfim, o que vai ocorrer são cenas dos próximos capítulos... e eu sinceramente não tenho curiosidade nenhuma (até porque essa história eu já vi várias vezes antes) haha
Josey, se essa fulana aí fosse tudo isso mesmo, nem você nem ninguém teria ficado sabendo de todos estes detalhes sobre a vida dela assim tão fácil. Gente realmente reservada não se abre assim revelando detalhes de suas vidas e relacionamentos.

Mas isso é normal entre vadias enrustidas. Certa vez uma conhecida me revelou que em seu primeiro dia de faculdade numa turma praticamente só de mulheres o assunto que rolou enquanto elas se apresentavam e se conheciam era a respeito de quantos caras elas já haviam dado.

Como diz o novo Joca, "A vida é assim".
Gente as novinhas querem explorar sua sexualidade, querem desbravar o mundo pintoniano assim como queremos desbravar o mundo vaginante.

Exemplos de novinhas que querem alphas com cara de santinha são oque mais vivi na vida.... Tanto do lado do alpha quando do lado do estudante fudido....no fim das contas o importante é que me diverti a beça.
(15-10-2019, 04:07 PM)Tyrant Escreveu: [ -> ]Josey, se essa fulana aí fosse tudo isso mesmo, nem você nem ninguém teria ficado sabendo de todos estes detalhes sobre a vida dela assim tão fácil. Gente realmente reservada não se abre assim revelando detalhes de suas vidas e relacionamentos.

Mas isso é normal entre vadias enrustidas. Certa vez uma conhecida me revelou que em seu primeiro dia de faculdade numa turma praticamente só de mulheres o assunto que rolou enquanto elas se apresentavam e se conheciam era a respeito de quantos caras elas já haviam dado.

Como diz o novo Joca, "A vida é assim".

Isso é fato.

Enfim, durante esse papo no intervalo ela sempre ficou naquela de "virtue signaling" e tal, quem sabe já mal intencionada pro lado do cara, pagando de santa pra ver se ele se interessava.

Ao menos a um primeiro olhar poderia realmente ser verdade, mas hoje em dia como eu já disse eu sou o tipo de cara que confia desconfiando, não espero nada e ao mesmo tempo espero tudo de todos...
nada impede que aquele "anjinho" curta bacanais com dúzias de jebas, bem como poderia ser verdade toda aquela história.

Não é o tipo de história que me convence/engana, ainda mais sendo que foi um único contato, mas como falei, pra muitos esse "arquétipo" de mina da igreja comportadinha é um passaporte só de ida pra matrix.
E como o spectro falou, elas tem tanta curiosidade e desejo carnal quanto nós, então... se isso for verdade, quem sabe na primeira gozada ela não se "perde"? hahahah
Essa semana aqui em Curitiba, uma pirralha de 12 anos marcou (via internet) de ir transar com um cara de 27 anos, usando fake. O cara foi preso, e ela disse que "sabia bem o que estava fazendo: queria sexo".

Reflitam.
Bom dia Confrades,

Antes de conhecer a real eu era o típico garoto mimado, sofria bullying, tímido e sem atitude nenhuma! 
Meus pais separados e tios que tinham histórico desastrosos com mulheres, um deles chegou a ficar louco por uma que o abandonou no noivado. 
Após conhecer a real eu comecei a estudar, trabalhar e fazer academia. Consegui ter o carro do ano, me formar e desenvolver profissionalmente, mas ainda acreditava na mulher exceção e acabei caindo na armadilha da paixão com meu primeiro namoro. Depois de meses "trancafiado" pela paixão eu comecei a ler Nessahan Alita, que me ajudou fortemente a sair da matrix. Hoje eu estou sóbrio, e após o ultimatum que dei na moça, ela passou a "me respeitar". Creio que um certo deslize ou falta de progresso na relação faça eu terminar, pois hoje estou com o controle da minha vida e ela com medo da rejeição e desejo de continuidade (como diz Nessahan) ainda está do meu lado, mas não sei até quando essa relação irá render. 

Saudações a todos!
Não mudou muita coisa, aprendi primeiro na prática, meio que já sabia que tais comportamentos eram errados. Só não sabia que existiam 4 livros detalhando os joguinhos. E eu não me lasquei muito como alguns aí antes de conhecer 'A real" milagrosa salvadora. No máximo pensei "Hm, interessante, existem fóruns de gente que pensa parecido comigo, vou acessar mais aqui".
Antes da Real eu acreditava em muié
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7