Fórum do Búfalo

Versão Completa: ( LIVRO) A COMPLEXA SEDUÇÃO DA MATRIX.
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2 3
A COMPLEXA SEDUÇÃO DA MATRIX.
Uma critica conservadora a Real.

A COMPLEXA SEDUÇÃO DA MATRIX. PDF

Vale sua leitura...

FONTE ;BLOG DO AUGUSTO.
Descrição do referido livro...

Citar:A Real é um tema controverso no meio conservador. Tratando a Matrix como ilusão, temos na Real um movimento de homens que alertam para os perigos da Matrix amorosa e da ideologia feminazi. O que há de errado com os relacionamentos modernos? Apresentamos neste pequeno eBook a teoria realista e analisamos até que ponto ela é útil na guerra cultura.

Diante de um emaranhado de mentiras, um conjunto de ilusões ao que tange os relacionamentos modernos, identificar uma mentira, contudo, é apenas o primeiro passo. Se uma mentira é trocada por outra, o esforço foi insuficiente. É trocar uma matrix por outra. A verdade liberta, mas a falsa sensação de descobrir a verdade engana.

Como lidar diante de um novo panorama? De repente começamos a ver e – dando tapa na cara em si próprio – indagar: “como eu não percebi isso antes? Era tão óbvio”. Imerso em um ambiente de confusão, infelizmente, não é difícil acontecer de trocar um caminho errado por outro.

Se é verdade que a Real tem uma teoria informal que consegue fazer uma boa leitura dos relacionamentos amorosos modernos, até que ponto este conhecimento está sendo usado de modo a beneficiar o homem na luta contra o feminazismo? Adentrando na polêmica, tentamos responder essa importante pergunta.
Estou lendo o livro, está bem interessante pois é bastante recente, Inclusive aborda o caso PAC-B da crente do John Reese. Tenho certeza que após essa informação o número de downloads do livro irá decolar. yaoming
Li uns posts do blog do cara. Bem conservador catolico e realista. Pelo que me parece mais um que conheceu o Olavo e acordou pra vida!
Fiquei afim de ler, até o final de janeirao eu leio e dou meu parecer aqui.
Na hora que eu abri o documento no GoogleDocs, tinha 12 pessoas lendo ao mesmo tempo yaoming
Parece interessante li só o enunciado pois não estou no meu "pc" agora, ontem discutia com um "pua" da vida exatamente o que o autor relata, que é o fato da pessoa sair de uma "matrix" e entrar em outra.
O autor é um punheteiro intelectual.

O livro é um saco.

O cara pega juvenas e casos isolados e põe como "a Real". (o caso John Reese eu só postei pq eu sabia q ia trazer uma audiência do caralho! E trouxe, tanto q tem até veados escrevendo livros sobre isso rs)

E se vc ainda aponta falhas na "obra" do sujeito o filho da puta vem e fala "vc é relativista".

Um cuzão desses tem q levar cusparadas na cara e tapas na nuca pra ver se aprende a ser homem.

Como falei no MR, é só um qqer chegar escrevendo bonitinho q não poucos abrem as pernas pro cara. Vê se se orientam.
É fácil falar. Difícil é ser nóis yaoming
Nem vou perder meu tempo pra ler essa bosta. Barão ja deu a letra, e pelo visto, essa punhetação intelectual não vai me trazer nada de novo e útil.

Pro caralho com essa bosta!!
Li umas 10 pags, não aguentei ler o resto!
ta rolando agora uma comunidade do facebook chamada a verdadeira real.........

nem perco meu tempo com essas merdas.
Li um terço do livro e começou a bater um desinteresse, laguei um pouco de lado. Quando terminar de ler faço minhas observações. Mas uma coisa eu concordo com o Barão, é desgastante ficar teorizando demais a coisa como esse cara está fazendo, isso tem que ser pra quem gosta de filosofar em cima da Real, como é o caso do Lawlyet.
(30-01-2014, 03:58 PM)barão_kageyama Escreveu: [ -> ]O autor é um punheteiro intelectual.

O livro é um saco.

O cara pega juvenas e casos isolados e põe como "a Real". (o caso John Reese eu só postei pq eu sabia q ia trazer uma audiência do caralho! E trouxe, tanto q tem até veados escrevendo livros sobre isso rs)

E se vc ainda aponta falhas na "obra" do sujeito o filho da puta vem e fala "vc é relativista".

Um cuzão desses tem q levar cusparadas na cara e tapas na nuca pra ver se aprende a ser homem.

Como falei no MR, é só um qqer chegar escrevendo bonitinho q não poucos abrem as pernas pro cara. Vê se se orientam.

Só postei o livro,porque como eu disse acima,vale mais pela leitura.
LI UM POUCO,E ACHEI O MAIS DO MESMO.
E O IMPORTANTE É ISSO SE QUALQUER UM, INDEPENDENTE QUE SEJA ,ESCREVER UM LIVRO OU ARTIGO,E NÃO VIER DE ENCONTRO COM COM NOSSA LINHA DE PENSAMENTO,VAI TOMAR UMA PEDRADA.


AGORA TODO MATERIAL QUE VIER COM O NOME**REAL**TEM QUE SER BEM ANALISADO COM RESSALVAS,PORQUE O INTUITO É LEVAR AO MAIOR NUMERO DE PESSOAS,O MELHOR CONTEUDO DE MATERIAL JA PUBLICADO.
(30-01-2014, 07:38 PM)Raito Escreveu: [ -> ]Li um terço do livro e começou a bater um desinteresse, laguei um pouco de lado. Quando terminar de ler faço minhas observações. Mas uma coisa eu concordo com o Barão, é desgastante ficar teorizando demais a coisa como esse cara está fazendo, isso tem que ser pra quem gosta de filosofar em cima da Real, como é o caso do Lawlyet.

Devo ter lido 1/4 do livro.

O que me parece é que esses autores conservadores querem pegar a Real, dar uma polida, cortar uns pedaços que eles não gostam, e a encaixarem no conservadorismo! yaoming

Caros intelectuais de esquerda/direita/centro, a Real é mais do que isso. Tanto que homens de qualquer vertente ideológica (ou sem vertente definida, como eu) podem se beneficiar muito dela.

É aquele papo: na teoria, tem que dar tudo certo; na prática, a teoria não funciona.

E a Real é a prática pra todas as teorias do relacionamento Homem-mulher. Fuckyeah

Deixem de querer anexar às suas lutas ideológicas algo que é maior do que vocês, meus caros intelectuais! yaoming
Li o livro de uma vez só e depois voltarei com calma.
Olhem, não é tão ruim quanto a princípio parece, desde que você tenha estômago para certas referências teórico-bibliográficas do autor.
Alguns dados interessantes:
1) O autor confessa, no fim do livro, que a "crítica da Real" foi só um pretexto para que ele colocasse em ordem reflexões sobre outro tema: o combate eficiente ao marxismo cultural e o resgate dos valores tradicionais, do ponto de vista conservador;
2) O ponto em que ele bate bastante não me surpreendeu em nada: ele diz que há uma heterogeneidade nos círculos da real a respeito da moralidade tradicional. E afirma que os realistas com valores conservadores acabam sendo "coniventes" com os que não abraçam esses valores, para manter a unidade do movimento;
3) O resumo que ele faz da Real até que é razoável, com poucas omissões, mas vai interessar mais a quem não a conhece. Não deixa de ser propaganda grátis;
4) Agora, é muito recomendável a parte do livro em que ele explica a dissociação cognitiva como instrumento do marxismo cultural e do feminazismo. Bem interessante. É o ponto alto do livro.
5) Mas há afirmações com clara intenção provocativa, reconheço. Não são muitas, mas vão deixar os confrades irritados. É preciso passar alto por elas, sem levar para o pessoal.
(30-01-2014, 08:46 PM)Rider Escreveu: [ -> ]
(30-01-2014, 07:38 PM)Raito Escreveu: [ -> ]Li um terço do livro e começou a bater um desinteresse, laguei um pouco de lado. Quando terminar de ler faço minhas observações. Mas uma coisa eu concordo com o Barão, é desgastante ficar teorizando demais a coisa como esse cara está fazendo, isso tem que ser pra quem gosta de filosofar em cima da Real, como é o caso do Lawlyet.

Devo ter lido 1/4 do livro.

O que me parece é que esses autores conservadores querem pegar a Real, dar uma polida, cortar uns pedaços que eles não gostam, e a encaixarem no conservadorismo! yaoming

Caros intelectuais de esquerda/direita/centro, a Real é mais do que isso. Tanto que homens de qualquer vertente ideológica (ou sem vertente definida, como eu) podem se beneficiar muito dela.

É aquele papo: na teoria, tem que dar tudo certo; na prática, a teoria não funciona.

E a Real é a prática pra todas as teorias do relacionamento Homem-mulher. Fuckyeah

Deixem de querer anexar às suas lutas ideológicas algo que é maior do que vocês, meus caros intelectuais! yaoming

Pra mim a real é: Homens ajudando homens á agirem como bons homens em um mundo onde todo mundo não sabe oque é ser bom. Nem homem. O resto é política.
Vejam o que o autor escreveu na pag. 28, 2º parágrafo:

"Há certo pessimismo na Real. A hegemonia feminazi impregnada no “senso comum” assusta a quem saiu da matrix. A conversão de uma vadia famosa é vista sob a ótica negativista. Transparece certo sentimento de “uma vez vadia, sempre vadia” que é o resultado de levar às últimas conseqüências o conceito de “lado obscuro feminino”. Um processo de conversão certamente não é fácil, mas se algo é difícil, significa que deve ser deixado?" (original sem destaques)

Ele estava caminhando bem até aqui. facepalm:

Ainda não finalizei a leitura, prevejo outras pérolas.
Pior q o Destro explicou mt bem esse ponto aí no podcast dele.

Esses palpiteiros são foda...
Ele fala sobre o processo de conversão.
Na verdade a vadia pode se converter, se converter é fácil, o dificil é passar pelo processo de SANTIFICAÇÃO e MORTIFICAÇÃO da carne. Coisa que muita vadia EU TENHO CERTEZA QUE NÃO PASSA.

Essas mulheres que deram a vida toda, ex-atriz pornos, ex-putas....
Não entendem que não adianta só se converter e sair por ai gritando que é crente e todo mundo vai perdoar....

Não é assim que procede.

É um trabalho espiritual lento e gradual até que uma pessoa se torne santificada, não é da noite pro dia.

Por isso não acredito nessas conversões charlatãs, de pessoas que são batizadas com 30 dias de igreja, essas pessoas não vivem o evangelho.
(01-02-2014, 04:42 AM)Raito Escreveu: [ -> ]Vejam o que o autor escreveu na pag. 28, 2º parágrafo:

"Há certo pessimismo na Real. A hegemonia feminazi impregnada no “senso comum” assusta a quem saiu da matrix. A conversão de uma vadia famosa é vista sob a ótica negativista. Transparece certo sentimento de “uma vez vadia, sempre vadia” que é o resultado de levar às últimas conseqüências o conceito de “lado obscuro feminino”. Um processo de conversão certamente não é fácil, mas se algo é difícil, significa que deve ser deixado?" (original sem destaques)

Ele estava caminhando bem até aqui. facepalm:

Ainda não finalizei a leitura, prevejo outras pérolas.

A conversão tem que ser vista de forma negativista. Mesmo que ela se converta (yaoming), ela ainda fez toda a putaria, e seria aquilo tudo já comentado, o marido iria tomar no cu com o passado dela do mesmo jeito. E me diga, ninguém vê a mente dos outros, como vamos saber se uma pessoa realmente se converteu? Apenas ações são julgadas, apenas ações valem alguma coisa, caráter sem ações não vale nada.
Páginas: 1 2 3