Fórum do Búfalo

Versão Completa: Namorando dando vacilo após vacilo, devo meter o pé?
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2 3
nao vou render muito pq a galera já falou o suficiente.

ou assuma que eh corno e aceite ou pé na bunda. seja feliz !
(24-11-2014, 12:56 AM)wolfram Escreveu: [ -> ]Eu não consigo sentir ciúmes dela, e acho que de ninguem, mesmo tudo isso tendo acontecido, sinto só um pouco de raiva, mas minha mente nesses casos sempre me diz pra punir, então comecei a ser totalmente seco com ela, não respondo mais, não faço questão de ver ela, não falo mais nada e trato muito mal! Só que ontem ela veio aqui em casa pedindo perdão, querendo conversar, deitou em mim e me abraçou e não quis mais me soltar, e eu imóvel sem falar nada, ela chorando muito, assim como já chorou em várias situações, não ligo pro chorinho dela, mas me pareceu mto sincera as desculpas, e assim me fez ter uma certa dó, claro que eu não cedi a pressão, depois de 2 horas nessa situação dela chorando e me agarrando, simplesmente levei ela pra casa, e me despedi com um beijo na bochecha! Sei que tenho que terminar, mas essa minha caracteristica de não sentir raiva da situação me faz ter um pouco de dó dela, alguem meta a real e me diga o que acham, e como posso fazer pra não sentir dó e meter o pé dela, mesmo conhecendo a real a cerca de 5 anos essa é uma das primeiras provas de fogo que tive!

QUAL O NOME DESTA PEÇA E Shakespeare?
Vc ta sentindo a exceção no ar? e natal vc acredita em papai noel ?
Vc conhece a real em 5 dias isso que vc quis dizer?

Se por uma, vc ja abalou as estruturas sem estar apegado, imagine quando algumas te der um chá de buceta apimentado a sua carência com conhecimento de 5 dias da real?
Imagine quando realmente aquele brioko invadir seu cerebro e frita-lo 100% de saudades sexuais ou emocionais.
Se não for firme nas suas decisões doa a quem doer, seja quem for, independente dos resultados dos outros não dos seus.
Se os seus resultados não são validos pra vc , mas dos outros são vc e um cara vendido, assolado a rotina comum de tudo que ja vimos escrito aqui.
Ligue o fodas para os outros em matéria de fêmea, se gero desconfiança e porque neste mato tem coelho
se esta apegado bomba ninja, se não esta continue usando-a ate colocar outra no lugar ou use em modo duplo.
[Imagem: file.php?id=14101&t=1]

Relaxa cara yaoming
(26-11-2014, 02:40 AM)Chanceler Escreveu: [ -> ]Confrade, boa noite!

Já começou que o relacionamento é em cidades diferentes, sendo que o contato físico é menos diário. É bom, porém, para um namoro, é extremamente perigoso e estímula a vagabundagem. Tenha em mente a possibilidade de que algo pode ter sido aprontado nesta distância, e marque que as variações de humor e atitude quando nos contatos físicos entre vocês, são diretamente ligados e influenciados pelas situações que aconteceram na cidade dela, e que muitas você não poderá descobrir, devendo se escorar em seus instintos e ficar atento aos sinais emanados por ela.

Veja que ao fazer um "trato" com ela sobre as festas, você no mínimo deveria ter ciência do risco que isto implicaria. Sinceramente, não entendo a tua surpresa, já que foi algo que colheu ao dar esta liberdade. Lembre das lições de N.A, tu deu um estímulo a ela, a possibilidade de ir a uma festa, e a mesma foi em um evento com amigas de caráter duvidoso, se envolveu com caras que possuem contato com ela MAIOR do que você, se embebedou, tirou fotos com os mesmos tentando adulterá-las e continua a manter contato com eles nas suas costas. Resumindo, você deu corda a ela, e a mesma se enforcou, seguiu perfeitamente os passos de N.A e descobriu o caráter oculto da mesma, mas na hora de tomar uma atitude, pipocou.

Caso o impasse, as dúvidas, o medo e o teu sentimento de justiça (não querer tomar uma atitude sem provas em concreto) ainda te dificultarem o raciocínio, faça o seguinte, volte no tempo, se imagine no evento de gala todo comportado e sério. Agora, imagine a sua namorada bebendo, bêbada, rodeada de machos, tirando foto com eles e a amiga-cúmplice adulterando a foto para meter no Facebook (tornar público).

Na possibilidade que o confrade entenda pela manutenção do relacionamento, eu alerto que você perdeu o timing de ter tomado uma única atitude direta e decisiva. Ficar discutindo extensivamente o fato, fazer barraco em cima disso, continuar remoendo dia após dia, não leva a nada, é só o que ela quer, te atingir. O confrade deveria ter no momento tomado uma única e decisiva atitude, seja ela para o término ou para um ultimato. Como perdeu este momento, perdeu de vez o controle e o respeito. Quando a mesma fala que isto é algo superado, demonstra que você ainda adentra ao mérito disto mesmo depois da discussão/comprovação, o que só vem a reforçar a tua inércia quando deveria ter tomado uma única e decisiva atitude. Mantendo o relacionamento, a sensação de melhora será aparente, pois desta vez ela irá se esforçar duplamente (manter a aparência e aprontar escondida). Não obstante, você já foi testado, agora ela sabe qual o teu limite e se encontra municiada do mesmo, passará a te testar até conseguir avançar o mesmo.
É o caso do marido que pega a mulher traindo e não faz nada, dias depois pega ela com dois... Entende?

Eu vou divergir um pouco dos confrades aqui, não acho que seja uma discussão de indícios de infidelidade, mas sim prova cabais de que esta ocorreu. Na possibilidade de que não tenha sido agora, o péssimo caráter dela (pelas atitudes que teve, e devidamente comprovadas) dá margem a entender que anteriormente você já pode ter sido traído.
Quanto a este caráter, acredito que seja indiscutível que a mesma não atende aos critérios mínimos de relacionamento pelas atitudes que ela praticou, e que o confrade conseguiu descobrir.

No teu lugar eu me sentiria traído, terminaria não apenas pela suposta traição, mas pelo comportamento dela.

Por fim, que fique claro que você tem total ciência dos fatos e que deverá tomar uma atitude, nós apenas estamos emitindo opiniões com base nas informações prestadas.

Confrade Chanceler,foi muito feliz em sua conclusão. Se resolvemos entrar em um relacionamento,devemos conduzí-lo e não deixar a "corda frouxa". É rédea curta,porque se não amigo..é isso que estamos vendo. E outra que porra é essa de grupinho do de macho?
Acredito que o que lhe resta é avaliar,o custo benefício como falou o
confrade Free Bird.
(26-11-2014, 02:40 AM)Chanceler Escreveu: [ -> ]Confrade, boa noite!

Já começou que o relacionamento é em cidades diferentes, sendo que o contato físico é menos diário. É bom, porém, para um namoro, é extremamente perigoso e estímula a vagabundagem. Tenha em mente a possibilidade de que algo pode ter sido aprontado nesta distância, e marque que as variações de humor e atitude quando nos contatos físicos entre vocês, são diretamente ligados e influenciados pelas situações que aconteceram na cidade dela, e que muitas você não poderá descobrir, devendo se escorar em seus instintos e ficar atento aos sinais emanados por ela.

Veja que ao fazer um "trato" com ela sobre as festas, você no mínimo deveria ter ciência do risco que isto implicaria. Sinceramente, não entendo a tua surpresa, já que foi algo que colheu ao dar esta liberdade. Lembre das lições de N.A, tu deu um estímulo a ela, a possibilidade de ir a uma festa, e a mesma foi em um evento com amigas de caráter duvidoso, se envolveu com caras que possuem contato com ela MAIOR do que você, se embebedou, tirou fotos com os mesmos tentando adulterá-las e continua a manter contato com eles nas suas costas. Resumindo, você deu corda a ela, e a mesma se enforcou, seguiu perfeitamente os passos de N.A e descobriu o caráter oculto da mesma, mas na hora de tomar uma atitude, pipocou.

Caso o impasse, as dúvidas, o medo e o teu sentimento de justiça (não querer tomar uma atitude sem provas em concreto) ainda te dificultarem o raciocínio, faça o seguinte, volte no tempo, se imagine no evento de gala todo comportado e sério. Agora, imagine a sua namorada bebendo, bêbada, rodeada de machos, tirando foto com eles e a amiga-cúmplice adulterando a foto para meter no Facebook (tornar público).

Na possibilidade que o confrade entenda pela manutenção do relacionamento, eu alerto que você perdeu o timing de ter tomado uma única atitude direta e decisiva. Ficar discutindo extensivamente o fato, fazer barraco em cima disso, continuar remoendo dia após dia, não leva a nada, é só o que ela quer, te atingir. O confrade deveria ter no momento tomado uma única e decisiva atitude, seja ela para o término ou para um ultimato. Como perdeu este momento, perdeu de vez o controle e o respeito. Quando a mesma fala que isto é algo superado, demonstra que você ainda adentra ao mérito disto mesmo depois da discussão/comprovação, o que só vem a reforçar a tua inércia quando deveria ter tomado uma única e decisiva atitude. Mantendo o relacionamento, a sensação de melhora será aparente, pois desta vez ela irá se esforçar duplamente (manter a aparência e aprontar escondida). Não obstante, você já foi testado, agora ela sabe qual o teu limite e se encontra municiada do mesmo, passará a te testar até conseguir avançar o mesmo.
É o caso do marido que pega a mulher traindo e não faz nada, dias depois pega ela com dois... Entende?

Eu vou divergir um pouco dos confrades aqui, não acho que seja uma discussão de indícios de infidelidade, mas sim prova cabais de que esta ocorreu. Na possibilidade de que não tenha sido agora, o péssimo caráter dela (pelas atitudes que teve, e devidamente comprovadas) dá margem a entender que anteriormente você já pode ter sido traído.
Quanto a este caráter, acredito que seja indiscutível que a mesma não atende aos critérios mínimos de relacionamento pelas atitudes que ela praticou, e que o confrade conseguiu descobrir.

No teu lugar eu me sentiria traído, terminaria não apenas pela suposta traição, mas pelo comportamento dela.

Por fim, que fique claro que você tem total ciência dos fatos e que deverá tomar uma atitude, nós apenas estamos emitindo opiniões com base nas informações prestadas.

Tópico encerrado. Todos voltem para asua casas. O show acabou. Vamo, circulando, PORRA!
(24-11-2014, 12:56 AM)wolfram Escreveu: [ -> ]Engatei em um namoro com uma menina tranquila, totalmente inexperiente, não era baladeira, não parecia ser muito de joguinhos, na dela, virgem, bonita, estudiosa e respeitada na cidade! Já namoro com ela a 1 ano e 11 meses, o primeiro ano foi tranquilo demais, sem briguinhas bobas, sexo farto(dura até hoje quando eu quero), muito carinho dos dois lados, sem ciúmes e etc. como todo mundo que já namorou sabe!

Depois desse panorama geral posso começar o meu relato e o pedido de ajuda! Após o primeiro ano de namoro, começaram-se as brigas, os joguinhos de ciúmes, mas na maioria das vezes eu sempre me fudia, dava corda na discussão e ela ficava fria durante dias, sendo que eu nem tinha feito nada de errado! Ambos estudamos em cidades diferentes, porém a família dela é da minha cidade, assim nos vemos toda sexta, fds e as vezes durante a semana. Porém teve um desses fins de semana que eu tive que ir em uma festa de gala e não poderia levar ela, nada demais, conversei com ela e ficou acertado que eu iria nessa festa, e ela poderia sair pra festa que ela estivesse afim enquanto eu estava nela! Até ai tudo bem, ambos iam sair, saimos separados, tudo foi normal, conversamos quando cada um chegou e fui dormir. Passou-se uma semana, o celular dela tava aberto no whatsapp dando sopa, enquanto ela tava tomando banho aproveitei pra dar aquela olhada marota, e vi que ela tava num grupo só de homens da sala dela, grupo criado especificamente pra combinar os detalhes da festa, onde iam beber antes e etc. Pelas mensagens não tinha nada demais, ela mesmo nem respondeu nada. Porém ela não tinha me contado absolutamente nada sobre ter ido beber em algum lugar antes da festa, e pra piorar, uma amiga dela postou uma foto com minha namorada no facebook, percebi que a foto tava cortado e solicitei a minha namorada a foto real, e tinha um cara do lado dela, ela alegou veementemente que ele tinha saido na foto de repente (pois na foto ele tava em movimento, e realmente parece que saiu do nada), mas eu não engoli isso, e agora vem o outro problema, já meu!

Eu não consigo sentir ciúmes dela, e acho que de ninguem, mesmo tudo isso tendo acontecido, sinto só um pouco de raiva, mas minha mente nesses casos sempre me diz pra punir, então comecei a ser totalmente seco com ela, não respondo mais, não faço questão de ver ela, não falo mais nada e trato muito mal! Só que ontem ela veio aqui em casa pedindo perdão, querendo conversar, deitou em mim e me abraçou e não quis mais me soltar, e eu imóvel sem falar nada, ela chorando muito, assim como já chorou em várias situações, não ligo pro chorinho dela, mas me pareceu mto sincera as desculpas, e assim me fez ter uma certa dó, claro que eu não cedi a pressão, depois de 2 horas nessa situação dela chorando e me agarrando, simplesmente levei ela pra casa, e me despedi com um beijo na bochecha! Sei que tenho que terminar, mas essa minha caracteristica de não sentir raiva da situação me faz ter um pouco de dó dela, alguem meta a real e me diga o que acham, e como posso fazer pra não sentir dó e meter o pé dela, mesmo conhecendo a real a cerca de 5 anos essa é uma das primeiras provas de fogo que tive!

Ah, já passei por algo semelhante. Namorei durante cinco anos e minha ex escondeu algo de mim, por sorte achei um fake e descobri tudo e terminei a relação. Elas choram, fazem toda essa simulação para tentar esconder suas mentiras. Não acredite.

Por que cortou a foto?

Grupo no Whats com Homens? Dodgy

Esse tipo de atitude acontece todos os dias em relacionamentos, eu vejo no bus e metro, por exemplo, mulheres com aliança de compromisso e casamento com conversas em grupos com homens e mulheres, putarias e mais putarias. Inclusive tenho exemplos na minha família. facepalm:

Tenho um amigo aqui do trabalho que conversa altas putarias com uma colega do antigo emprego dele. Daí conversei com ele sobre isso, da possibilidade do marido ver o whats e dar merda pro lado dele, sabe o que ele respondeu? Que nada, ela falou que deleta tudo e que ele nem sonha nessas conversas. facepalm:

No entanto, um realista não pode admitir esse tipo de coisa em seu relacionamento. Ou a mulher se comporta direito ou é pnb.

Você diz ter cinco anos de real e ainda parece ter dúvidas. Sua namorada apresentou sinais de vadiagem, isso não deve ser admitido.

Agora me responde, se você não tivesse visto essas merdas com certeza iria ser enganado por muito mais tempo. E tem mais, isso foi o que você viu, imagina o que tem de pior escondido no subconsciente da sua namorada.
Fiquei curioso, como assim achou um fake? e descobriu? Pode falar mais sobre?

Abraço
Chanceler fechou o tópico, perfeito!

E outra confrade "Namorada dando vacilo após vacilo", no primeiro vacilo, é pé no rabo sem dó!
(26-11-2014, 09:08 AM)Tim Laflour Escreveu: [ -> ]Deixa eu ver se entendi...você PERMITIU que sua namorada fosse à festa que quisesse, sem nenhuma regra, e depois ficou bravinho que ela bebeu antes de sair? facepalm:

Cara, você tinha uma festa de gala e por algum motivo ela não devia ir, cabe A ELA aceitar isso e confiar em você. Essa coisa de permitir que ela faça o mesmo (ir em outra festa) passa uma falsa sensação de igualdade, mas que na cabeça dela soa como "ele vai na festa pegar todas, vou fazer o mesmo". Nunca funciona.

Como disseram, agora você tem que ver o custo x beneficio dessa relação. Parece que os jogos vão começar agora, caso você escolha por continuar. A forma com que ela pediu desculpas foi muito exagerada pra quem foi a uma festa e não fez nada demais, não acha? Porque cortaram a foto? Porque ela não te disse que ia beber nessa casa que só tem homens? Cabe a você decidir, baseado na sua relação. A princípio isso seria um absurdo e o término a melhor opção, mas só você a conhece e sabe até que ponto isso pode significar algo...

Permiti, pois ela estava insistindo pra eu ir nessa festa com ela a semanas, mas de última hora não pude ir, como ela não poderia ir na minha, liberei de ela ir na dela! Eu já sabia a parte teórica de NA quando ele dizia que deviamos dar corda algum dia e ver se ela se enforcava, só que não percebi que eu estava fazendo, então na inocência nem me toquei que algo poderia acontecer, foi até bom eu ter feito isso, melhor do que se eu descobrisse que era assim numa festa daqui a 2, 3 anos!

Foi exagerada mesmo, nunca vi ela assim, me agarrou e deitou em cima de mim e não queria sair nem fudendo, precisei de ser um pouco grosso para tira-lá de cima de mim!

(26-11-2014, 05:24 PM)johnmcclane Escreveu: [ -> ]
(24-11-2014, 12:56 AM)wolfram Escreveu: [ -> ]

Ah, já passei por algo semelhante. Namorei durante cinco anos e minha ex escondeu algo de mim, por sorte achei um fake e descobri tudo e terminei a relação. Elas choram, fazem toda essa simulação para tentar esconder suas mentiras. Não acredite.

Por que cortou a foto?

Grupo no Whats com Homens? Dodgy

Esse tipo de atitude acontece todos os dias em relacionamentos, eu vejo no bus e metro, por exemplo, mulheres com aliança de compromisso e casamento com conversas em grupos com homens e mulheres, putarias e mais putarias. Inclusive tenho exemplos na minha família. facepalm:

Tenho um amigo aqui do trabalho que conversa altas putarias com uma colega do antigo emprego dele. Daí conversei com ele sobre isso, da possibilidade do marido ver o whats e dar merda pro lado dele, sabe o que ele respondeu? Que nada, ela falou que deleta tudo e que ele nem sonha nessas conversas. facepalm:

No entanto, um realista não pode admitir esse tipo de coisa em seu relacionamento. Ou a mulher se comporta direito ou é pnb.

Você diz ter cinco anos de real e ainda parece ter dúvidas. Sua namorada apresentou sinais de vadiagem, isso não deve ser admitido.

Agora me responde, se você não tivesse visto essas merdas com certeza iria ser enganado por muito mais tempo. E tem mais, isso foi o que você viu, imagina o que tem de pior escondido no subconsciente da sua namorada.


Verdade, como disse no quote acima, caso essa situação ficasse para o futuro, teria descoberto o verdadeiro lado oculto dela só depois de muito tempo, onde eu talvez estaria pensando em formar uma família, ou coisa do tipo e teria desperdiçado boa parte do meu tempo!

Como assim fake?
(26-11-2014, 04:28 AM)wolfram Escreveu: [ -> ]Belo post, ta de parabéns mesmo pelo que escreveu, me descreveu perfeitamente! O que me sinto agora é meio impotente de ter deixado esse caso passar, eu deveria ter terminado na mesma hora!

Quanto a parte de cidades diferentes, estimula mesmo, mesmo que não abertamente, pois a família dela mora na cidade onde resido atualmente, e ela vem pra cá toda sexta e só vai embora na segunda, pelo menos vendo menos enjoou menos! Quando você diz de ultimato, perdi o timing mesmo, deixei passar o momento do ultimato, e só me restou o término! Muitos confrades dizem que não é grandes coisas o que ela fez, que toda mulher faz isso, mas como eu já disse anteriormente, eu acharia normal isso pra uma marmitinha, não teria nem como eu reclamar, mas ela quem foi que eu escolhi pra namoro!

Com esse tempo que deixei passar depois do acontecimento, ela se voltou contra mim com vários argumentos de coisas que ela acha parecido que eu já fiz (coisas totalmente desproporcionais, muito menos piores), e fiquei cedendo a pressão dela tentar virar.
Resumindo o fato, ela fez merda, correu atrás, chorou, me abraçou, chorou mais, depois que eu meti o pé dos abraços dela, 1 dia após ela voltou ao normal, me julgando e reclamando do meu jeito de ser, o que resta é o término mesmo.

Confrade, boa noite!

Você teve 'sorte' que a colega cometeu o vacilo e entregou a menina, já que isto poderia ter acontecido nas tuas costas sem que você ao menos suspeitasse.
Mulheres são especialistas em discussões, mesmo que estas não tenham lógica. Não vale a pena entrar neste campo, é perda de tempo, até porque você já desmascarou o caráter dela. Por isso, os momentos mais decisivos dos relacionamentos devem ser planejados e executados de uma única e decisiva vez. Ficar remoendo, discutindo coisas antigas, indecisões e dúvidas apenas desqualificam o macho perante elas, pois são características comportamentais femininas.

O fato dela partir pra cima de você, transferindo responsabilidade, chorar e as tentativas de agradá-lo, decorrem do ego ferido, já que você conseguiu quebrar a imagem que ela possuía de ser a tal "mulher certinha". São meras táticas de tentar prendê-lo no antigo relacionamento e tentar desarmá-lo de um ultimato ou término.
Não caia nesta tentativa, é normal este tipo de pressão vinda de pedidos de desculpa, promessas de amor eterno, chá de buceta e por aí vai.

Voltar com ela, depois das provas cabais de vadiagem e falta de caráter nada mais é do que um retrocesso, falta de respeito a si próprio e uma profunda dor de cabeça, já que o controle que você possuía no relacionamento foi para o espaço, e a tendência é que ela queira tornar a tua vida um inferno tentando romper o teu limite e te instrumentalizar como um objeto.

É sempre importante fixar o erro cometido, estudá-lo e tomar o devido cuidado nos relacionamentos futuros. O confrade 'Phenomenon', em outro tópico ( http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=8058 ), valeu-se de uma tática muito interessante, abrir um .doc e listar todos os erros cometidos e estudá-los para não cometê-los no futuro e em outros relacionamentos.
Ao menos, ao menos, dá para tirar uma lição boa disso, a técnica do N.A que você aplicou indiretamente deu resultado, já que ela acabou caindo e liberou o caráter promíscuo dela. Só que ao utilizá-la, deve se ter em conta as possibilidades que podem advir da mesma, além de que devemos estar preparados para os resultados, sabendo valer-se deles para tomar uma atitude. É como ter todos os instrumentos necessários, porém, não utilizá-los por medo.

Uma dica interessante é praticar um desapego geral sobre o sexo feminino. Ele te ajudaria bastante no futuro quando você vir a se deparar com momentos como estes, já que te dá um aumento de confiança, sensação de controle e a perda de qualquer tipo de 'remorso' quando precisar tomar decisões terminativas em relacionamentos.
Fake, explique isso, rapaz?
(26-11-2014, 11:05 PM)Chanceler Escreveu: [ -> ]
(26-11-2014, 04:28 AM)wolfram Escreveu: [ -> ]Belo post, ta de parabéns mesmo pelo que escreveu, me descreveu perfeitamente! O que me sinto agora é meio impotente de ter deixado esse caso passar, eu deveria ter terminado na mesma hora!

Quanto a parte de cidades diferentes, estimula mesmo, mesmo que não abertamente, pois a família dela mora na cidade onde resido atualmente, e ela vem pra cá toda sexta e só vai embora na segunda, pelo menos vendo menos enjoou menos! Quando você diz de ultimato, perdi o timing mesmo, deixei passar o momento do ultimato, e só me restou o término! Muitos confrades dizem que não é grandes coisas o que ela fez, que toda mulher faz isso, mas como eu já disse anteriormente, eu acharia normal isso pra uma marmitinha, não teria nem como eu reclamar, mas ela quem foi que eu escolhi pra namoro!

Com esse tempo que deixei passar depois do acontecimento, ela se voltou contra mim com vários argumentos de coisas que ela acha parecido que eu já fiz (coisas totalmente desproporcionais, muito menos piores), e fiquei cedendo a pressão dela tentar virar.
Resumindo o fato, ela fez merda, correu atrás, chorou, me abraçou, chorou mais, depois que eu meti o pé dos abraços dela, 1 dia após ela voltou ao normal, me julgando e reclamando do meu jeito de ser, o que resta é o término mesmo.

Confrade, boa noite!

Você teve 'sorte' que a colega cometeu o vacilo e entregou a menina, já que isto poderia ter acontecido nas tuas costas sem que você ao menos suspeitasse.
Mulheres são especialistas em discussões, mesmo que estas não tenham lógica. Não vale a pena entrar neste campo, é perda de tempo, até porque você já desmascarou o caráter dela. Por isso, os momentos mais decisivos dos relacionamentos devem ser planejados e executados de uma única e decisiva vez. Ficar remoendo, discutindo coisas antigas, indecisões e dúvidas apenas desqualificam o macho perante elas, pois são características comportamentais femininas.

O fato dela partir pra cima de você, transferindo responsabilidade, chorar e as tentativas de agradá-lo, decorrem do ego ferido, já que você conseguiu quebrar a imagem que ela possuía de ser a tal "mulher certinha". São meras táticas de tentar prendê-lo no antigo relacionamento e tentar desarmá-lo de um ultimato ou término.
Não caia nesta tentativa, é normal este tipo de pressão vinda de pedidos de desculpa, promessas de amor eterno, chá de buceta e por aí vai.

Voltar com ela, depois das provas cabais de vadiagem e falta de caráter nada mais é do que um retrocesso, falta de respeito a si próprio e uma profunda dor de cabeça, já que o controle que você possuía no relacionamento foi para o espaço, e a tendência é que ela queira tornar a tua vida um inferno tentando romper o teu limite e te instrumentalizar como um objeto.

É sempre importante fixar o erro cometido, estudá-lo e tomar o devido cuidado nos relacionamentos futuros. O confrade 'Phenomenon', em outro tópico ( http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=8058 ), valeu-se de uma tática muito interessante, abrir um .doc e listar todos os erros cometidos e estudá-los para não cometê-los no futuro e em outros relacionamentos.
Ao menos, ao menos, dá para tirar uma lição boa disso, a técnica do N.A que você aplicou indiretamente deu resultado, já que ela acabou caindo e liberou o caráter promíscuo dela. Só que ao utilizá-la, deve se ter em conta as possibilidades que podem advir da mesma, além de que devemos estar preparados para os resultados, sabendo valer-se deles para tomar uma atitude. É como ter todos os instrumentos necessários, porém, não utilizá-los por medo.

Uma dica interessante é praticar um desapego geral sobre o sexo feminino. Ele te ajudaria bastante no futuro quando você vir a se deparar com momentos como estes, já que te dá um aumento de confiança, sensação de controle e a perda de qualquer tipo de 'remorso' quando precisar tomar decisões terminativas em relacionamentos.

Obrigado pelas dicas confrade, isso que você citou de ter um arquivo .doc com os erros que ela cometeu eu já tinha, até erros bobos que ela tinha feito eu tinha lá anotado, e cada vez que ela vinha de drama pra cima de mim eu dava uma lida, e cagava para os dramas dela, ai ela ficava aquela coisa doida né, ficava 1 dia sem falar comigo e voltava mansinha mansinha!

Atualizando pro pessoal que postou, estou a uns 3 dias ignorando todas e quaisquer mensagens dela, e esperando o fim de semana chegar para eu terminar, se eu ver que não irei conseguir terminar ao vivo por dó, mandarei uma simples mensagem no whatsapp!
(26-11-2014, 01:01 PM)Legiao Escreveu: [ -> ]Confrade Chanceler,foi muito feliz em sua conclusão. Se resolvemos entrar em um relacionamento,devemos conduzí-lo e não deixar a "corda frouxa". É rédea curta,porque se não amigo..é isso que estamos vendo. E outra que porra é essa de grupinho do de macho?
Acredito que o que lhe resta é avaliar,o custo benefício como falou o
confrade Free Bird.

Só vi a sua postagem agora, desculpe confrade.

Sim, eu concordo. O relacionamento não deixa de ser uma guerra, e perderá aquele que não estiver no controle da situação (Aqui, eu entendo que cabe até a estratégia de deixá-las achar que estão no controle).

Entretanto, não existe a necessidade de se omitir e deixar a mulher solta, até porque aí seria previsível a traição. Mas, aqueles que possuem já um desapego bem maturado, é válida até a estratégia adotada pelo confrade 'wolfram', consubstanciada pelo N.A de dar a liberdade e observar a máscara cair.
Se cair, é o término. Se ela segurar, você assume a situação.

Como o relacionamento é desgastante, se for possível evitar situações cansativas no mesmo, valendo-se destes artifícios, tem mais é que usar, até porque ninguém conhece 100% a pessoa com quem vai se relacionar apenas pelo que ela fala.

Não adentrei ao mérito do custo-benefício por uma opção pessoal, entendo que na possibilidade de um término por traição, não existiria espaço para marmitá-la.

(27-11-2014, 05:17 AM)wolfram Escreveu: [ -> ]Obrigado pelas dicas confrade, isso que você citou de ter um arquivo .doc com os erros que ela cometeu eu já tinha, até erros bobos que ela tinha feito eu tinha lá anotado, e cada vez que ela vinha de drama pra cima de mim eu dava uma lida, e cagava para os dramas dela, ai ela ficava aquela coisa doida né, ficava 1 dia sem falar comigo e voltava mansinha mansinha!

Atualizando pro pessoal que postou, estou a uns 3 dias ignorando todas e quaisquer mensagens dela, e esperando o fim de semana chegar para eu terminar, se eu ver que não irei conseguir terminar ao vivo por dó, mandarei uma simples mensagem no whatsapp!

Confrade, bom dia!

É bom anotar tudo que puder para análise posterior, mas sem aquele ideal vingativo, e sim como um exercício simples de ler, interpretar e tornar aquilo inerente em você. É da prática que se adquire a experiência e o conhecimento, e muitas vezes ao se relacionar, não conseguimos ter o espaço e tempo para conseguir estudar com calma os erros.

Acho que cabe um adendo. Se você não se sentir 100% para realizar o término ao vivo, ou achar que pode acabar fraquejando, é melhor não arriscar, deixe o whatsapp preparado. Após os ensinamentos da Real, término é algo sem volta.

Ao contrário do que aconteceu, aproveite estes dias para limpar a cabeça e planejar passo-a-passo o que irá falar, como falar, como irá se portar e etc. Se possível, até faça um roteiro. Como diz N.A, seja direto, objetivo, detenha o controle, fale com calma e comando de voz, não se exalte, especifique os porquês e as consequências das condutas dela, e conclua pelo fim direto (Sem frescuras do tipo 'acho melhor', 'o que você acha...'), lembre-se que este é o teu momento. Quando elas estão acuadas, é comum as velhas táticas de tentar desestabilizá-lo (Esteja atento, algumas podem surtar, tentar humilhar o homem, revelar traições, tentar um chá de buceta, tentar descaracterizar o término, tentar manter o macho na coleira com uma suposta amizade e por aí vai...)
Por fim, não deixe que ela tente controlar a situação, lembre-se, o término ocorreu por falhas delas, e não suas, ela já teve espaço para apresentar as suas justificações/motivos/desculpas/provas. Você já a ouviu, formou o seu juízo e vai comunicá-la, esta é a formalidade do ato, e é assim que deve ocorrer.

Frieza, honra, calma, controle e respeito. Lembre-se, quem tem que sair de cabeça erguida do ato é você, pois, a culpa do término foi pela falta de caráter e vagabundagem alheia, e não sua. Sua única responsabilidade aqui, foi a de não ter tomado a necessária medida no momento oportuno.

Assim que possível, corte imediatamente o contato com ela após o término. Repito, é uma situação sem volta.

Depois, nos conte como foi!
Abraços!
Eu iria na do Free Bird.

Faz o cálculo do sexo que você vai ganhar. A maioria das mulheres só tem isso à oferecer mesmo.

O que além disso? Dinheiro? Carinho? Status?

Você já tá numa posição boa, meio desapegado e calculista, sem medo de terminar. O problema é terminar e começar a ficar apegado por não ter uma outra fonte de sexo. Já aconteceu isso comigo.

No seu lugar eu ficaria de boa, pouco me fudendo pro que ela fez, metendo bastante nela. Nesse meio tempo iria administrar outras possíveis marmitas ou até mesmo namorada. Assim que estiver montado com outra, dá um chute no cu dessa vadia promíscua e começa a meter na outra, se possível, mais gostosa.

Mas é importante você deixar o seu relacionamento voltar como era antes, porque enquanto você tá sendo frio, ela chora na sua frente e pelas costas dá mole pra outros, provavelmente pro cara da foto cortada também. Mulher ODEIA ficar sozinha, por isso ela já está preparando os lados dela.

De um jeito ou de outro, alguém vai estar metendo nela. De preferência que este alguém seja você, por enquanto.
Ah, cara! Você aidna acha que essa vadia merece te ver de novo?
Eu, se fosse você, terminava pelo whats mesmo,. Dizendo o seguinte: ''ah, eu descobri que quero coisas diferentes do que você. Sia a sua vida e eu sigo a minha.''

A partir daí, bloqueia no whats, face, email e tudo mais que tiver.

Ela merece isso
(27-11-2014, 09:24 AM)Daniel Corleone Escreveu: [ -> ]Eu iria na do Free Bird.

Faz o cálculo do sexo que você vai ganhar. A maioria das mulheres só tem isso à oferecer mesmo.

O que além disso? Dinheiro? Carinho? Status?

Você já tá numa posição boa, meio desapegado e calculista, sem medo de terminar. O problema é terminar e começar a ficar apegado por não ter uma outra fonte de sexo. Já aconteceu isso comigo.

No seu lugar eu ficaria de boa, pouco me fudendo pro que ela fez, metendo bastante nela. Nesse meio tempo iria administrar outras possíveis marmitas ou até mesmo namorada. Assim que estiver montado com outra, dá um chute no cu dessa vadia promíscua e começa a meter na outra, se possível, mais gostosa.

Mas é importante você deixar o seu relacionamento voltar como era antes, porque enquanto você tá sendo frio, ela chora na sua frente e pelas costas dá mole pra outros, provavelmente pro cara da foto cortada também. Mulher ODEIA ficar sozinha, por isso ela já está preparando os lados dela.

De um jeito ou de outro, alguém vai estar metendo nela. De preferência que este alguém seja você, por enquanto.

Essa é uma boa também...
Enfim, ce que sabe o que faz
(27-11-2014, 11:54 AM)Digons Escreveu: [ -> ]
(27-11-2014, 09:24 AM)Daniel Corleone Escreveu: [ -> ]Eu iria na do Free Bird.

Faz o cálculo do sexo que você vai ganhar. A maioria das mulheres só tem isso à oferecer mesmo.

O que além disso? Dinheiro? Carinho? Status?

Você já tá numa posição boa, meio desapegado e calculista, sem medo de terminar. O problema é terminar e começar a ficar apegado por não ter uma outra fonte de sexo. Já aconteceu isso comigo.

No seu lugar eu ficaria de boa, pouco me fudendo pro que ela fez, metendo bastante nela. Nesse meio tempo iria administrar outras possíveis marmitas ou até mesmo namorada. Assim que estiver montado com outra, dá um chute no cu dessa vadia promíscua e começa a meter na outra, se possível, mais gostosa.

Mas é importante você deixar o seu relacionamento voltar como era antes, porque enquanto você tá sendo frio, ela chora na sua frente e pelas costas dá mole pra outros, provavelmente pro cara da foto cortada também. Mulher ODEIA ficar sozinha, por isso ela já está preparando os lados dela.

De um jeito ou de outro, alguém vai estar metendo nela. De preferência que este alguém seja você, por enquanto.

Essa é uma boa também...
Enfim, ce que sabe o que faz

Isso mesmo,mulher odeia ficar sozinha...e naturalmente todas,sempre tem o "plano B".
Depois de dias ignorando ela, tinha bloqueado ela no whatsapp, ela conseguiu me mandar msg de outro celular! No inicio correndo atrás demais, falando que tava sofrendo muito que meu tratamento com ela não era humano! Até que eu fui só dando corda pra ver aonde ia, falei que a gente ia ter que conversar uma coisa ao vivo e que eu não iria falar pelo celular, e ela falando que ta sofrendo muito por problemas familiares, e aquele todo mimimi de garota arrependida, até que ela apelou com minhas acusações e soltou assim do nada pra desmoralizar: "Você nem faz sexo mais comigo, enjoou do meu corpo, está a duas semanas sem transar comigo e não comparece e me satisfaz mais na cama, uma das coisas mais vergonhosas pro homem" Nem liguei, sei que durante todo o namoro nunca passei mais de 1 dia sem comer ela, foi só uma tentativa desesperada de me diminuir e eu não conseguir procurar outra mulher pra meter, simplesmente a bloqueei desse outro número, eu tinha resolvido terminar ao vivo com ela, mas depois dessa baixaria toda que foi o papo de hoje, acho que nem vou comunicar o término pra ela não, só desaparecer da vista dela mesmo!
(27-11-2014, 11:39 PM)wolfram Escreveu: [ -> ]Depois de dias ignorando ela, tinha bloqueado ela no whatsapp, ela conseguiu me mandar msg de outro celular! No inicio correndo atrás demais, falando que tava sofrendo muito que meu tratamento com ela não era humano! Até que eu fui só dando corda pra ver aonde ia, falei que a gente ia ter que conversar uma coisa ao vivo e que eu não iria falar pelo celular, e ela falando que ta sofrendo muito por problemas familiares, e aquele todo mimimi de garota arrependida, até que ela apelou com minhas acusações e soltou assim do nada pra desmoralizar: "Você nem faz sexo mais comigo, enjoou do meu corpo, está a duas semanas sem transar comigo e não comparece e me satisfaz mais na cama, uma das coisas mais vergonhosas pro homem" Nem liguei, sei que durante todo o namoro nunca passei mais de 1 dia sem comer ela, foi só uma tentativa desesperada de me diminuir e eu não conseguir procurar outra mulher pra meter, simplesmente a bloqueei desse outro número, eu tinha resolvido terminar ao vivo com ela, mas depois dessa baixaria toda que foi o papo de hoje, acho que nem vou comunicar o término pra ela não, só desaparecer da vista dela mesmo!

LOL, ocorreu EXATAMENTE como NA ''previu''.

A mina usou todas as cartas, e depois apelou pra sua masculinidade, querendo dizer que você é um viadão. Você está correto. Esquece logo. Considere esse namoro como terminado. Pra ela ter chorado desse modo, era porque ela não devia ter nenhum plano B, ou porque ela queria convencer você de todas as formas.

Essa vadia não merece ter você pessoalmente. Ela não merece te ouvir. Ela não merece as suas palavras. VOCÊ É BOM DEMAIS PRA ELA! Deu pra me entender?

Agora te aviso que provavelmente ela vai arranjar outros números pra falar com você. Nesses casos, nem responde. Bloqueia nesse número também. Final feliz pra você!
(28-11-2014, 01:11 AM)Digons Escreveu: [ -> ]
(27-11-2014, 11:39 PM)wolfram Escreveu: [ -> ]Depois de dias ignorando ela, tinha bloqueado ela no whatsapp, ela conseguiu me mandar msg de outro celular! No inicio correndo atrás demais, falando que tava sofrendo muito que meu tratamento com ela não era humano! Até que eu fui só dando corda pra ver aonde ia, falei que a gente ia ter que conversar uma coisa ao vivo e que eu não iria falar pelo celular, e ela falando que ta sofrendo muito por problemas familiares, e aquele todo mimimi de garota arrependida, até que ela apelou com minhas acusações e soltou assim do nada pra desmoralizar: "Você nem faz sexo mais comigo, enjoou do meu corpo, está a duas semanas sem transar comigo e não comparece e me satisfaz mais na cama, uma das coisas mais vergonhosas pro homem" Nem liguei, sei que durante todo o namoro nunca passei mais de 1 dia sem comer ela, foi só uma tentativa desesperada de me diminuir e eu não conseguir procurar outra mulher pra meter, simplesmente a bloqueei desse outro número, eu tinha resolvido terminar ao vivo com ela, mas depois dessa baixaria toda que foi o papo de hoje, acho que nem vou comunicar o término pra ela não, só desaparecer da vista dela mesmo!

LOL, ocorreu EXATAMENTE como NA ''previu''.

A mina usou todas as cartas, e depois apelou pra sua masculinidade, querendo dizer que você é um viadão. Você está correto. Esquece logo. Considere esse namoro como terminado. Pra ela ter chorado desse modo, era porque ela não devia ter nenhum plano B, ou porque ela queria convencer você de todas as formas.

Essa vadia não merece ter você pessoalmente. Ela não merece te ouvir. Ela não merece as suas palavras. VOCÊ É BOM DEMAIS PRA ELA! Deu pra me entender?

Agora te aviso que provavelmente ela vai arranjar outros números pra falar com você. Nesses casos, nem responde. Bloqueia nesse número também. Final feliz pra você!

Isso mesmo que aconteceu! Ela viu que eu não ia perdoar ela, e tentou mais um pouco, quando ela viu que já tava tudo perdido resolveu apelar pro que desse, e isso não me atingiu, pois uma coisa que não deixei faltar nesse relacionamento era sexo! Assim, tentou me atingir a minha masculinidade pra dar aquele sentimento em mim de "Se eu não compareço com ela, nunca vou conseguir mais comparecer com ninguem" mas não funcionou!, a 1 mês atrás se ela falasse isso pra mim eu ia xingar ela demais, xingar ela, a mãe dela, o pai, todo mundo que tivesse ao meu alcance, depois mandaria tomar no cú, ela ia vir pedir desculpas, eu ia perdoar, e ia ficar por isso mesmo!
Páginas: 1 2 3