Fórum do Búfalo

Versão Completa: Primeiro namoro pós-real
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2 3
Descobri a Real em meio a um namoro conturbado com a minha BM. Foi um choque tão grande que não aguentei a revolta e meti a real na minha ex. O final foi o de praxe: terminamos e sofri bastante por conta do apego e apaixonamento.

Nesses 6 meses de solteiro curti bastante. Aumentei consideravelmente meu círculo social, comi bastante mulher e acabei pegando a fama de mulherengo, pois sempre estava com uma mulher diferente nas festas. Tenho o físico atlético, faço academia diariamente e já tenho a vida financeira estabilizada, ou seja, no meu círculo social sou um destacado. Dava festas na minha casa, ia pra baladas top aqui na minha cidade, sempre liderando e organizando as saídas com o pessoal, e etc. É impressionante como a minha vida mudou com relação a atração que comecei a causar nas pessoas. De repente, eu estava em uma situação que tinha boceta diferente pra comer todo dia, mulheres apaixonadas, declarações de amor e "amigos" prontamente disponíveis para me fazer companhia nas minhas aventuras. Porém, sempre mantive o pé no chão, pois sabia da Real.

Entretanto, comecei a me cansar dessa vida de promiscuidade. Chegou a um ponto que comer bocetas diferentes já não estava me satisfazendo. E foi justamente nesse momento que conheci uma pessoa e me interessei em ter um relacionamento fixo.

Depois de quase 6 meses, estou me aventurando no primeiro relacionamento pós-real. É impressionante como tudo fica mais claro. Porém, a luta não é fácil. Sempre li muito NA, doutrinador, SK, o fórum e outros materiais da Real. Estou relendo todos novamente e tentando me manter vigilante para não ser tragado de volta para a matrix.

A minha namorada é top, muito linda mesmo e novinha. Porém já percebi que ela é durona. Vai ser uma ótima prova de fogo pra eu praticar toda a teoria e ensinamentos para conduzir a relação da melhor forma.

Gostaria que os confrades aqui me alertassem sobre os cuidados que tenho que tomar nessa batalha, pois mesmo conhecendo a Real, nunca devemos subestimar esse ser de 2 buracos (parafraseando o praga... rsrs).
(20-01-2015, 10:23 PM)Tiago Sorine Escreveu: [ -> ]Este tópico pode ajudá-lo um pouco:

[Ferramentas da Real] Passo a passo para saber se tá na hora de namorar.

esse topico é do caralho , vale a pena ler
sei nao hein..

o cara eh meio louco.

diz que conhece a real mas quer conselho pra nao sofrer no novo relacionamento

o cara fala que ta desapegado mas ja acha a namorada Top, novinha, e durona como disse.

ta errado isso..
Meu caro, gostei da sua forma de pensar, sendo sempre claro e com o pé no chão. Então já começou esse namoro certo, sabendo dos riscos.

Depois que adquirimos o conhecimento Realista que nos é passado, geralmente nos confrontamos com diversas novas informações que dão um belo tapa na nossa cara, então se prepare, você agora tem uma visão real das coisas como são e como serão. Geralmente o primeiro namoro após a Real é torturante e por muito tempo PIOR do que seus antigos relacionamentos, você diversas vezes se questionará sobre sua companheira em algum dado momento de briga ou que ela dá uma pisada na bola. Por experiência própria você vai notar todas as coisinhas que sua namorada fizer agora e você ficará louco, mas calma, é que agora você consegue perceber tudo, antes as coisas aconteciam e você ou não ligava ou sequer percebia, vai com certeza notar que as mulheres são muito mimadas (mesmo aquelas que tem certa humildade no seu agir), muito implicantes e etc, etc ,etc. Então vá sempre com calma em tudo, analise e reanalise tudo na sua mente, a partir de agora você vai começar a pensar muito mais sobre as coisas no seu relacionamento, não falo romanticamente, mas criticamente. Vá com calma e sempre com um pé atrás, eu disse UM, e não dois ou três. Nunca faça ou deixe de fazer as coisas achando, apenas quando tiver certeza. Um bom exemplo que posso te dar logo de cara que aconteceu comigo é que minha primeira namorada pós-real vez ou outra, não sempre, minha namorada reclamava de que eu era muito grosso e sem educação com ela, de fato as vezes eu sou assim mas nunca sem motivo; eu ficava louco com isso, menina mimada, chata, enjoada que não larga do meu pé - tá loco, se for assim sempre eu to caindo fora - e foi assim umas duas ou três vezes, nós estávamos de boa e ela exclamava que eu estava sem grosso ou sem educação quando eu falava algo mais duro, nada de mais pra tanta exclamação. Foi então que eu percebi que ela na verdade vinha pro meu lado em estado de carência e queria apenas carinho e que eu passasse segurança pra ela, visto que o pai dela era um bloco de cimento em questão de conversar, mostrar apreço, nem um carinho pai e filha tinha, então vez ou outra quando ela tava em um estado de carência ela queria que eu passasse esses sentimentos pra ela, queria que eu a abraçasse e mostrasse que me importava. Coisinhas bobas que não custam nada, e se eu fizesse isso e passasse um pouco de carinho e segurança pra ela tudo mudava, tanto que eu continuava sendo da mesma maneira e até xingar já xinguei mas ela nunca mais ficou feito uma menininha chorona falando que eu sou bruto ou algo assim. Veja só, eu também era muito na minha no começo do namoro, seja apenas neutro, não faça nem desfaça. Faça o que você quiser quando sua consciência mandar, por vezes achamos que N.A é um livreto que podemos seguir passo a passo quando na verdade não é bem assim, é por tentativa e aprendizado. Então, veja só, eu percebi o que ela me pedia e a dei, nada de romântico demais, mangina demais, ou algo que vai contra o proposto em um namoro, que o homem passe um pouco de carinho e segurança para sua parceira. Posso te passar com certeza que esse namoro vai te enriquecer em conhecimento muito mais do que qualquer coisa que possamos dizer aqui ou livro que possamos te recomendar, mas nem por isso vou deixar de te recomendar um texto do Doutrinador:

http://doutrinador.net/2011/11/25/como-s...onamentos/

Pra resumir tudo que eu te passei é essa frase que tá no texto: "Se ela estiver num de seus melhores dias, então saia com ela e aproveite. Mulheres tendem a respeitar homens que sabem lidar com as flutuações de temperamento delas, sem endeusá-las o tempo todo."
(21-01-2015, 10:22 AM)Menegotto Escreveu: [ -> ]sei nao hein..

o cara eh meio louco.

diz que conhece a real mas quer conselho pra nao sofrer no novo relacionamento

o cara fala que ta desapegado mas ja acha a namorada Top, novinha, e durona como disse.

ta errado isso..

Nesse caso, eu dizer que ela é bonita, nova e durona foram apenas constatações de fatos e não demonstração de apego.

(21-01-2015, 10:51 AM)Conrad Escreveu: [ -> ]Meu caro, gostei da sua forma de pensar, sendo sempre claro e com o pé no chão. Então já começou esse namoro certo, sabendo dos riscos.

Depois que adquirimos o conhecimento Realista que nos é passado, geralmente nos confrontamos com diversas novas informações que dão um belo tapa na nossa cara, então se prepare, você agora tem uma visão real das coisas como são e como serão. Geralmente o primeiro namoro após a Real é torturante e por muito tempo PIOR do que seus antigos relacionamentos, você diversas vezes se questionará sobre sua companheira em algum dado momento de briga ou que ela dá uma pisada na bola...

[...]

Pra resumir tudo que eu te passei é essa frase que tá no texto: "Se ela estiver num de seus melhores dias, então saia com ela e aproveite. Mulheres tendem a respeitar homens que sabem lidar com as flutuações de temperamento delas, sem endeusá-las o tempo todo."

Nossa, você falou muita coisa pela qual estou passando!

Realmente está sendo bem torturante. Fico tentando analisar cada movimento dela ou meu sob a ótica da Real. Depois fico pensando se não estou sendo precavido ou neurótico demais com coisas simples e bobas.

Em algumas situações, a Real já me deu um bom direcionamento:
  1. Ela saiu para uma churrascaria com o pessoal do trabalho pra comemorar um aniversário de um deles. Até aí nada de tão grave. O problema é que ela não me avisou. Falei que ela poderia ficar a vontade pra comer e beber por aí com quem eu não conheço, porém ela fazendo isso estaria me autorizando a fazer o mesmo. Ela tentou discutir, argumentar, aquela novela toda. Mas me mantive firme e não entrei na discussão.
  2. Já tentou jogar a culpa em mim, porém como eu estava com a razão do meu lado ficava firme no meu posicionamento unilateral. Ela sempre lutava, mas acabava cedendo e em alguns casos até pedindo desculpas pelo comportamento errado.
  3. Já me recusei a entrar em discussões improdutivas.
  4. Um ponto que merece destaque é o sexo, que com as minhas ex-namoradas era sempre romântico/carinhoso. Não fazia certas coisas por medo em desagradá-las, que elas ficassem pensando que eu as estava tratando como putas, etc. Nesse atual, está sendo muito intenso/selvagem. Faço de tudo e percebo que ela está adorando (gozada na boca, comer de 4 puxando o cabelo, tapa na bunda, diversas posições, palavrões, etc). Depois da última vez que fizemos sexo, quando estávamos deitados descansando, ela soltou pela primeira vez um "eu gosto tanto de estar com você". Então creio que nesse quesito eu tive uma evolução considerável depois de conhecer a Real.

O que acho interessante é que, a cada metida de Real que dou ela percebe que não pode agir da mesma forma e aceita à minha autoridade (ou pelo menos finge).

Não é tão simples como nos livros, porém está sendo realmente uma ótima aprendizagem. Estou seguindo sempre com expectativas baixas, sem esperar muita coisa ("Quem não acredita, jamais será enganado.").

E caso eu seja derrubado em combate, me levanto outra vez. Acredito que somente indo pro front dessa forma é que irei realmente internalizar a Real.
Eu quando encontro uma mina que trepa que nem uma "vadia" fico desconfiado...algo tem errado pode ter certeza que ela já passou por treinamento com algum cafa. Mas eu não sei ainda como vai ser os meus relacionamento futuros, pois estou descobrindo a REAL ainda e cada vez mais me revolto com tudo que estou lendo. Boa sorte com o seu relacionamento parceiro.
(21-01-2015, 05:06 PM)O Lorde Escreveu: [ -> ]Eu quando encontro uma mina que trepa que nem uma "vadia" fico desconfiado...algo tem errado pode ter certeza que ela já passou por treinamento com algum cafa. Mas eu não sei ainda como vai ser os meus relacionamento futuros, pois estou descobrindo a REAL ainda e cada vez mais me revolto com tudo que estou lendo. Boa sorte com o seu relacionamento parceiro.

Legal fera. Se relacione com mulheres que praticam apenas papai e mamãe.
(21-01-2015, 06:11 PM)frost Escreveu: [ -> ]
(21-01-2015, 05:06 PM)O Lorde Escreveu: [ -> ]Eu quando encontro uma mina que trepa que nem uma "vadia" fico desconfiado...algo tem errado pode ter certeza que ela já passou por treinamento com algum cafa. Mas eu não sei ainda como vai ser os meus relacionamento futuros, pois estou descobrindo a REAL ainda e cada vez mais me revolto com tudo que estou lendo. Boa sorte com o seu relacionamento parceiro.

Legal fera. Se relacione com mulheres que praticam apenas papai e mamãe.

Acho que você não entendeu o que eu quis dizer...apenas disse sobre a forma da mina trepar..mas claro que é uma delicia pegar uma "vadia" que saiba tudo...coisa linda..kkkk
(21-01-2015, 05:06 PM)O Lorde Escreveu: [ -> ]Eu quando encontro uma mina que trepa que nem uma "vadia" fico desconfiado...algo tem errado pode ter certeza que ela já passou por treinamento com algum cafa. Mas eu não sei ainda como vai ser os meus relacionamento futuros, pois estou descobrindo a REAL ainda e cada vez mais me revolto com tudo que estou lendo. Boa sorte com o seu relacionamento parceiro.

Eu que comando a putaria toda. Em todas eu percebi uma certa inabilidade dela e com o tempo foi melhorando. Fico com o pé atrás, pois ela pode estar fingindo. Então não sei ao certo se ela já fez algo do tipo com algum cafa antes de mim.

Mas eu abstraio isso, sempre coloco na cabeça que ela já fez anal giratório com vários antes de mim. Isso ajuda sempre a me manter desapegado.
(21-01-2015, 06:11 PM)frost Escreveu: [ -> ]
(21-01-2015, 05:06 PM)O Lorde Escreveu: [ -> ]Eu quando encontro uma mina que trepa que nem uma "vadia" fico desconfiado...algo tem errado pode ter certeza que ela já passou por treinamento com algum cafa. Mas eu não sei ainda como vai ser os meus relacionamento futuros, pois estou descobrindo a REAL ainda e cada vez mais me revolto com tudo que estou lendo. Boa sorte com o seu relacionamento parceiro.

Legal fera. Se relacione com mulheres que praticam apenas papai e mamãe.
yaoming
(21-01-2015, 12:29 PM)dejahbrasil Escreveu: [ -> ]Não é tão simples como nos livros, porém está sendo realmente uma ótima aprendizagem. Estou seguindo sempre com expectativas baixas, sem esperar muita coisa ("Quem não acredita, jamais será enganado.").

E caso eu seja derrubado em combate, me levanto outra vez. Acredito que somente indo pro front dessa forma é que irei realmente internalizar a Real.

Ah se metade dos juvenas que chegam aqui soubessem disso...

Mas é isso aí cara, você vai passar raiva, vai querer mandar tudo pra pqp, vai passar bons momentos, vai gostar da mina se ela for firmeza, é natural e você com certeza sempre cresce em aprendizado. Joinha:
Na fase da Matrix, os erros no relacionamento são o de praxe: apego, sentimentalismo exacerbado, romantismo, descuido, falta de culhões, desatenção e etc... A soma destes erros levam o homem a sucumbir e as consequências disso já são sabidas.

Perceba que a revolta inicial seguida de uma promiscuidade (como o confrade mesmo disse), nada mais é do que uma armadilha de um ego machucado mas ainda vivo, que no fim leva apenas a uma gradual destruição do corpo e da mente (bebida, tabaco, sexo desenfreado, perda patrimonial e etc), no fim o vazio existencial só cresce. Fazendo uma rápida analogia, se na fase da Matrix existia um "vício" e a BM apenas o adestrou, na fase da promiscuidade, os "vícios" se diversificaram e potencializaram para consequências nefastas. Assim sendo, se o primeiro contato com a Real te empurra para frente, a revolta apenas o faz andar em círculos, travando o seu próprio desenvolvimento.

É por isso que você vê por aí muita gente que tem contato com a Real, mas que passa o resto da vida travado na fase da revolta, sem avançar, sem conseguir superá-la. No fundo, estas pessoas acabam odiando mais a realidade do que a Matrix, são pessoas que nunca estiveram preparadas para descobrir o que estava por trás da "cortina", e que lamentavelmente precisam da Matrix para continuar vivendo. Paciência.

Agora, com a cabeça no lugar, é o momento de canalizar os esforços para si. Atentando-se a manter o foco em benefício próprio, o tal desenvolvimento pessoal, mas não "corrompê-lo" como na fase da promiscuidade, mas sim em atender as reais e importantes necessidades.
Quanto as dicas, o confrade Conrad já postou um excelente texto que aplica a Real aos relacionamentos, e aqui mesmo no fórum existem inúmeras discussões a respeito e relatos para serem estudados.

Sucesso!
Se tu mesmo disse que já leu muito NA, doutrinador, SK, o fórum e afins, então você deve saber o que fazer.
Mas só saber não basta, tem que colocar em prática.
(22-01-2015, 04:13 AM)Chanceler Escreveu: [ -> ]Perceba que a revolta inicial seguida de uma promiscuidade (como o confrade mesmo disse), nada mais é do que uma armadilha de um ego machucado mas ainda vivo, que no fim leva apenas a uma gradual destruição do corpo e da mente (bebida, tabaco, sexo desenfreado, perda patrimonial e etc), no fim o vazio existencial só cresce. Fazendo uma rápida analogia, se na fase da Matrix existia um "vício" e a BM apenas o adestrou, na fase da promiscuidade, os "vícios" se diversificaram e potencializaram para consequências nefastas. Assim sendo, se o primeiro contato com a Real te empurra para frente, a revolta apenas o faz andar em círculos, travando o seu próprio desenvolvimento.

Você acaba de descrever com perfeição o meu comportamento assim que conheci a Real. Isso perdurou por cerca de 2 ~ 3 meses. Foi aí que, lendo o fórum, ask's de GdR's respeitados, alguns materiais da Real e muita reflexão/auto-avaliação, percebi que estava agindo de forma errada. Eu estava gastando tempo, energia e recursos em algo que não iria me levar a lugar algum.

Agradeço pela orientação, pois lendo essa sua resposta só confirma que agora eu estou indo na direção certa.
(22-01-2015, 05:29 AM)Zlatan Escreveu: [ -> ]Se tu mesmo disse que já leu muito NA, doutrinador, SK, o fórum e afins, então você deve saber o que fazer.
Mas só saber não basta, tem que colocar em prática.

Apesar de já ter lido todos os livros do NA, SK, doutrinador e afins, por muitas vezes sou surpreendido em situações que não sei o que fazer. É nessas horas que vejo que somente teoria não é suficiente.

É tanto conhecimento nos materiais que eu deixo passar muita coisa. Por isso a necessidade de sempre estar relendo tudo, que é o que estou fazendo. E fazer isso estando dentro de um relacionamento está sendo mais enriquecedor ainda.

Outro ponto importante de destacar é que, passada a fase de revolta, estou relendo muita coisa e interpretando sob uma outra perspectiva.
Sim cara, é mediante as experiências e o tempo mesmo que você vai colocando em prática e criando novos hábitos a partir desta nova lente que NA e a Real lhe proporcionam. Tenho 8 anos lendo, e digo que ainda preciso aprender muito em prática. Mas o legal é que a cada nova exp, você se pega num degrau acima, nunca na mesma falha de antes. Dai que aos poucos você percebe seu próprio progresso nesta e noutras esferas.
Seja humilde consigo aceitando os momentos que vier os sentimentos destrutivos e corrigir eles imediatamente ate voltar ao equilibrio.

Eu vou dar exemplo o NA , não por se referencia ou coisa do tipo , mas , pelo estilo de reflexão que eu entro lendo os textos dele que acaba sendo muito aproveitoso

Se vem alguma pertubação na mente , leio uns trechos de algum dos livros faço outra reflexão e vejo onde acabei cedendo essa pertubação e ja corrijo pra não acabar afundando ou coisas do tipo.

Eu gosto de visitar o forum quando estou bem , pois tendo opiniões diversas dos confrades não me influencio , leio os comentarios e com a mente eo espirito bem faço uma reflexão filtrando aquilo que preciso para corrigir um possivel erro ou para acrescentar em algo e depois aplico no dia a dia sabendo que é algo que interiorizei por mim e não por seguir os outros

Então confrade na minha opinião , recomendo tu separar materiais fixos para quando precisar ter ali o facil acesso sabendo que encontrará o equilibrio e humildade para aceitar seus momentos e corrigir
(22-01-2015, 10:00 AM)dejahbrasil Escreveu: [ -> ]Você acaba de descrever com perfeição o meu comportamento assim que conheci a Real. Isso perdurou por cerca de 2 ~ 3 meses. Foi aí que, lendo o fórum, ask's de GdR's respeitados, alguns materiais da Real e muita reflexão/auto-avaliação, percebi que estava agindo de forma errada. Eu estava gastando tempo, energia e recursos em algo que não iria me levar a lugar algum.

Agradeço pela orientação, pois lendo essa sua resposta só confirma que agora eu estou indo na direção certa.

Eu entendo que a revolta inicial é um indicativo de que a pessoa de facto leu um material da Real, foi capaz de entendê-lo e interpretá-lo. Basicamente, é capaz de entender a realidade por trás das coisas no dia de hoje (Matrix).

Deste ponto, inúmeras reações podem surgir, afinal, por anos fomos "programados" a acreditar e entender as coisas de acordo com uma visão. Não obstante, ninguém gosta de descobrir que foi feito de idiota por anos e consequentemente maltratado. A maioria comeu o pão que o diabo amassou antes de encontrar a Real, e partindo disto, a cafagestagem é apenas uma forma de expressar a revolta contra o sistema. Entretanto, esta manifestação, enraizada neste estágio, não oferece suporte para superar este ponto no Desenvolvimento Pessoal de cada um. (Meu juízo de valor)
No fim, é uma armadilha do próprio ego, ancorando a pessoa neste ponto da vida impossibilitando que ela avance para outros estágios.

Aproveitando a oportunidade, a dica do confrade hellblazer é oportuna para refletir e colocar a cabeça no lugar. Também recomendo a leitura desta reflexão do barão: http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=8126
Aos poucos, após muito estudo, prática e experiência de vida, você vai ver que é possível dar passos muito maiores dentro da Real rumo, não apenas a um Desenvolvimento Pessoal pleno, mas sim a independência emocional.
(24-01-2015, 09:35 PM)Chanceler Escreveu: [ -> ]
(22-01-2015, 10:00 AM)dejahbrasil Escreveu: [ -> ]


a cafagestagem é apenas uma forma de expressar a revolta contra o sistema. Entretanto, esta manifestação, enraizada neste estágio, não oferece suporte para superar este ponto no Desenvolvimento Pessoal de cada um. (Meu juízo de valor)

Me fez lembra de um amigo muito proximo !
Ele entrou nessa de ser cafajeste e etc , conheço ele desde pequeno e tivemos um crescimento bem aproximado , porem teve um namoro conturbado durante 3 anos com uma menina que ja demonstrava ser suspeita e totalmente dissimulada , porem dps disso deu aquele basta pra namoro e resolveu cair no mundo

O problema não é ele sair comendo as vadias , o problema eq ele esta fugindo da realidade do problema interno q ele não resolveu , anda ate vendo materiais PUA e saindo com as meninas porem quando eu vejo ele sinto que ele não esta satisfeito com ele mesmo , parece q faz essas coisas pra provar que ta bem mas não está

Rapaziada o negocio é feio , vejo ele nessa situação é igual ver essas vadias q passam a vida na balada postando no face que estão felizes e na verdade estão na merda igual os caras que acabam saindo

E eu digo para os confrades que estão ai descobrindo a REAL e achando q ser cafajeste é a solução dos problemas que estarão enganados , vão tomar no cu se usarem a cafajestagem como ferramenta de fuga dos problemas

vou ate citar um trecho do livro ''como lidar com mulheres de NA'' q diz bem : " Se você não estiver disposto a ser forte e não for interiormente corajoso , é melhor desistir de ser macho e virar uma borboleta... ou então mude de ideia e se disponha a adquirir coragem ''

Acredito que apenas o relacionamento pode te expor suas fraquezas , medos e pertubações mentais de forma completa , porem , caberá a vc enfrentar isso sozinho com consciência e humildade em ir trabalhando esses defeitos , por isso acho importante a mulher na vida do homem , pois acabam conseguindo abrir portas do nosso interior q um amigo ou familiar não conseguiriam abrir e te forçam a enfrentar.

Mas esteja preparado pra lutar consigo e não com ela , pois ela só vai abrir a caixa de pandora e liberar demonios que habitam em vc , se vc perder , vc será assombrado por eles , se vc ganhar , crescerá espiritualmente e reconhecerá que esta se tornando senhor de si enviando as trevas pro lugar que elas vieram sem pertubar o seu paraíso e deixar a caixa zerada ( que pode ser representado o ego )
Páginas: 1 2 3