Fórum do Búfalo

Versão Completa: Não basta ler a real, é preciso estudá-la.
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2
Qualquer pessoa consegue ler o nosso vasto material disponível gratuitamente. Mas poucos estudam para internalizar o conhecimento.

Não é atoa que a maioria dos universitários brasileiros são analfabetos funcionais – sim, eu sei, não dá para esperar muito depois de tantos anos de doutrinação pelo MEC, – é necessário interpretar de forma acertada o que lemos. Por esse motivo é comum vermos tópicos com dúvidas simples com soluções óbvias de membros que afirmam já terem lido os livros que disponibilizamos. Não duvido que realmente tenham feito isso, mas certamente ainda não o compreenderam.

Quanto mais aprendo, mais sei o quanto ainda sou ignorante e preciso melhorar. No entanto, é inegável o avanço que tive durante esses poucos anos desde que conheci a real, e sou muito grato a todos que me ajudaram. Creio que falta um bom tempo para colher os frutos do meu desenvolvimento, mas como no bambu chinês, já tenho uma ramificação sólida que não é visível para os alheios, mas que emergirá no “quinto ano”.

A mente é semelhante a uma xícara, tem uma determinada capacidade, portanto, não a transborde com informações em excesso, pois poderá perder o essencial. Estude pouco a real, mas a estude todos os dias. Não tenham pressa, vocês podem ganhar o bem mais precioso ao enxergar a nossa filosofia: o tempo. Sempre que lerem algum artigo façam anotações manuscritas sobre o que compreenderam e reflitam se já passou pela situação alguma vez, certamente sim, então raciocine qual a atitude mais correta que deveria ser aplicada. E o principal, ponham todas essas informações e conselhos em prática. É normal errar nas primeiras tentativas. Veja, até o simples ato de andar foi difícil no começo. Persista!

Sei que há outros membros capacitados a darem bons conselhos e é provável que apareçam aqui, mas a dicas em que expus neste texto foram valiosas para mim e espero que os ajudem nesse longo caminho.
Confessar uma coisa.

Num curso que comecei recentemente, os professores forçam os alunos a lerem o conteúdo em voz alta pra classe (até pra poupar a voz deles).

Eu fico de CARA como molecadinha mais nova não consegue ler direito! Aliás, dos 40 da turma acho que só uns 10 que conseguem ler sem muitas pausas e interrupções (eu incluso).

E como a Real atualmente é composta por molecada mais nova, é de se imaginar pq os juvenas, no geral, tem esse nível abismal... vc pede pro cara ler um NA ou Esther e o cara vai ler TUDO ERRADO (isso se ler...).

E nem é por ter a inteligência de compreender o q tá escrito, mas é pq não consegue ler direito mesmo!
(26-03-2015, 02:00 AM)AC300 Escreveu: [ -> ]Qualquer pessoa consegue ler o nosso vasto material disponível gratuitamente. Mas poucos estudam para internalizar o conhecimento.

Não é atoa que a maioria dos universitários brasileiros são analfabetos funcionais – sim, eu sei, não dá para esperar muito depois de tantos anos de doutrinação pelo MEC, – é necessário interpretar de forma acertada o que lemos. Por esse motivo é comum vermos tópicos com dúvidas simples com soluções óbvias de membros que afirmam já terem lido os livros que disponibilizamos. Não duvido que realmente tenham feito isso, mas certamente ainda não o compreenderam.

Quanto mais aprendo, mais sei o quanto ainda sou ignorante e preciso melhorar. No entanto, é inegável o avanço que tive durante esses poucos anos desde que conheci a real, e sou muito grato a todos que me ajudaram. Creio que falta um bom tempo para colher os frutos do meu desenvolvimento, mas como no bambu chinês, já tenho uma ramificação sólida que não é visível para os alheios, mas que emergirá no “quinto ano”.

A mente é semelhante a uma xícara, tem uma determinada capacidade, portanto, não a transborde com informações em excesso, pois poderá perder o essencial. Estude pouco a real, mas a estude todos os dias. Não tenham pressa, vocês podem ganhar o bem mais precioso ao enxergar a nossa filosofia: o tempo. Sempre que lerem algum artigo façam anotações manuscritas sobre o que compreenderam e reflitam se já passou pela situação alguma vez, certamente sim, então raciocine qual a atitude mais correta que deveria ser aplicada. E o principal, ponham todas essas informações e conselhos em prática. É normal errar nas primeiras tentativas. Veja, até o simples ato de andar foi difícil no começo. Persista!

Sei que há outros membros capacitados a darem bons conselhos e é provável que apareçam aqui, mas a dicas em que expus neste texto foram valiosas para mim e espero que os ajudem nesse longo caminho.

AC300, como toda postagem sua, mais uma de excelente nível.

Eu tenho vários textos que poderia colocar aqui, ou lembrar de tópicos como o do Mr. Smith, do War, do Doutrina, das reflexões do Barão e etc que batem em cima de tudo que falou, mas seria mais do mesmo.

É mister lembrarmos que é necessário 'jogar-se ao mundo' a fim de colher a Real na sua forma destilada. Ler a Real é como ler a bula do remédio, você só vai entender como ela funciona e seus efeitos colaterais de acordo com seu biotipo (sua vida) quando tomar e é por isso que todo grande old diz que a Real é adaptável, que o cara não deve buscar respostas prontas, mas procurar crescer a partir das entrelinhas e vigiar-se nas ações, como todo grande homem da história o fez. Temos Marco Aurélio como exemplo que, mesmo com tão vasto império, não caiu nas armadilhas do ego e todos os dias escrevia não sobre o que ele apropriadamente vivia, mas o que ele achava que deveria viver, no âmago existencial como homem. Temos que ter isso. Vergonha é viver de teoria, viver de reclamar, de apontar o dedo para os outros e esquecer de se fortalecer para o Bom combate, tanto nas guerras internas quanto externas do nosso cotidiano. Se cada homem fizesse isso, o dever de casa estaria cumprido, o mundo estaria melhor.

Quando a Real fala de vaidade feminina, isso diz mais para nós como devemos vigiar nossos atos do que os delas. N.A., para mim, fez o dedo indicador apontar para os outros para o polegar virar-se para você - e é isso que me faz admirá-lo mesmo não concordando com o seu gnosticismo. Pena que nem todos percebem isso e perdem tempo e dias infindos procurando sarna para se coçar, tópicos acerca da vadiagem e da luxúria feminina para terem como álibi suas próprias fraquezas e devaneios carnais.

A exposição da vadiagem feminina e das manipulações possíveis por parte das mulheres não deve ser o cerne da questão, mas porta de entrada ao debate de como não devemos fazer o mesmo, visto que somos mais racionais. Que não devemos dá-las o direito de guiar nossas vidas, porque elas mesmas necessitam do contraposto masculino para isso, em uma alegoria simples ao Yin-Yang. É puramente equilíbrio e quem se revolta com a diferenciação de forças é que não entende o mundo e fica idealizando onde, se o mundo não for como quer, não vai também se dar o trabalho de esforçar-se para construir o que deveria ser. Isso é birra.

E para isto (aprofundar-se no debate e produzir mais material no tocante as obras de N.A.) devemos estudar muito em concomitância ao que procuramos viver (como citei a necessidade no parágrafo 1). É errôneo achar que dedicar-se a ganhar dinheiro (como a evolução profissional) vai lhe trazer todo o resto, porque um espírito desequilibrado e uma mente ignorante é facilmente manipulável, vai continuar no jogo dos ratos. Tudo deve ser evoluído em conjunto para criar alicerces sólidos para o homem que desejamos ser.

E é este tipo de estudo que eu desejaria ver de forma mais séria, por mais que eu seja mais novo que alguns olds na Real e não consigo entender porque não há.
Com certeza a calourada de hoje alem de falta de humildade não por culpa deles, mas pela geração de pais modelinho social que encuba suas crias através de projetos estereotipas achando que vai sair la pelo buraco de saída da maquina de fabricar seres gregos da engenharia, medicina, etc etc, esquecem de cria-los como um filhote de búfalo e na natureza não os deixam andar com as propias patas, essa calourada ja metem os pés pelas mãos, não tem uma fonte propia de visão tudo e pegar carona no que ja existe, se acham verdadeiros semi-deus apenas com a faculdadezinha ja pensando em construir um mundo, mas o que fazem fabricam um software pra tirar chicletes da maquina da padaria, inventam chatezinho pra melhorar o zap zap, feminizinhas formam pra andar na modinha socialite pra sair com o jogador tal e tal, ja abrem a lojinha de roupas se achando a empresaria do ano, ptz quanta falta de projeto na vida, maioria dos pais ja querem ver seus bonequinhos mesmo antes de sair da puberdade, grandes empresários do ramo de sanduíche, ja enfiam guela abaixo do boneco de 5 anos, ingreis ingreis, judo kalate kaaka , depois e aula disto aula daquilo quando o moleque mal completa 10 anos ja acha que pode tudo , que pode passar por cima de tudo porque ele e o rei da padaria, chegam ao seus 15 anos sem se quer pegar num mamilinho, as bonequinhas ficam com seus sapatinhos de cristal dando aqueles sorrisinhos fanaticos em turminha nas empresa modelinho mac donald s e etc etc , e esquecem ou não o fazem por sistema familiar, de nem se quer da 1 real para alguém que precisa comprar um pão sei la , geração perdida auto suficiente de orgulho lacidez gananciosas, nos casos da real quando a vida lhe convêm de colocar um situação para desembaraço propio, desmontam feito castelos de areia, por não saber lidar com a vida aqui fora, correm pros braço da mamãe, e ja pedem xbox da vida pra encobrir o rombo feito pela vida, ou uma viajem a disney porque ta com depressão pos matrix do primeiro beijinho, geração de lencinho de papel e foda, aqueles que estão la na rua na vida na favela não tem a chance branca de poder projetar, mas a vida lhes ensinam a resistir, hoje a geração branca de pombais , ou casas de papel não duram muito ao tempo da vida , a resistencia e muita pequena porque frustram demais anos apos anos, porque veem que a vidinha não e como a vida que o papai ensinou e muitos caem na droga depressão sexo etc etc, e aquele da geraçao marrom ta la com sua marmita acompanhando o pai na sobrevivência do dia a dia levantando paredes ou administrando a boca, metendo fita na geração branca, a desigualdade social e ganancia humana apodreceu estes seres, mas voltando a real a calourada gosta de tudo mastigado acham que por direito e obrigação da geração antiga que eles merecem a simplificação do modo operante que eles so devem observar e fazer melhor que os outros sejam antigos ou atuais, mas se frustram por não conseguir internalizar os ensinamentos, vem a o chicote da vida e lhes amaldiçoa as costas por auto suficiência do saber do orgulho propio falta de humildade etc etc dão valor na aparência do modelinho social onde ele e o destaque visual material para as cadelinhas novas nas turminhas de mil shake. mundo perdido.
A vida vai ensinar muito se para antes era dificil hoje so resta a esperança coisa que e tão destruidora e ilusoria, muito se frustrarão e se perderão por não saber lidar com as porradas da vida, hoje a doença do seculo a depressão esta matando mais do que qualquer outra a doença branca a sim dizemos e do outro lado a doença marrom a vontade do ter que se transforma em ter e poder atraves de custe o que custar. o texto não segue muito o topico mas e so uma relfexão. escrita ao modo errado.
(26-03-2015, 10:59 AM)PRAGAKHAM Escreveu: [ -> ](...) a calourada gosta de tudo mastigado acham que por direito e obrigação da geração antiga que eles merecem a simplificação do modo operante que eles so devem observar e fazer melhor que os outros sejam antigos ou atuais, mas se frustram por não conseguir internalizar os ensinamentos, vem a o chicote da vida e lhes amaldiçoa as costas por auto suficiência do saber do orgulho propio falta de humildade etc etc dão valor na aparência do modelinho social onde ele e o destaque visual material para as cadelinhas novas nas turminhas de mil shake. mundo perdido. (...)

Reflexão edificante do Praga, destaquei a citação acima, mas ela merece ser lida por completo.
(26-03-2015, 02:34 PM)Raito Escreveu: [ -> ]
(26-03-2015, 10:59 AM)PRAGAKHAM Escreveu: [ -> ](...) a calourada gosta de tudo mastigado acham que por direito e obrigação da geração antiga que eles merecem a simplificação do modo operante que eles so devem observar e fazer melhor que os outros sejam antigos ou atuais, mas se frustram por não conseguir internalizar os ensinamentos, vem a o chicote da vida e lhes amaldiçoa as costas por auto suficiência do saber do orgulho propio falta de humildade etc etc dão valor na aparência do modelinho social onde ele e o destaque visual material para as cadelinhas novas nas turminhas de mil shake. mundo perdido. (...)

Reflexão edificante do Praga, destaquei a citação acima, mas ela merece ser lida por completo.

Praga como sempre Fuckyeah

Material da Real não falta.

O que falta mesmo é a coragem para organizar o conhecimento, verificar suas variáveis, adaptar à realidade e tentar melhorar continuamente.

Como as pessoas morrem de preguiça de fazer essas etapas, acaba não internalizando nada.

(26-03-2015, 10:39 AM)Azoth Escreveu: [ -> ]A exposição da vadiagem feminina e das manipulações possíveis por parte das mulheres não deve ser o cerne da questão, mas porta de entrada ao debate de como não devemos fazer o mesmo, visto que somos mais racionais . Que não devemos dá-las o direito de guiar nossas vidas, porque elas mesmas necessitam do contraposto masculino para isso, em uma alegoria simples ao Yin-Yang.

Não devemos fazer o mesmo porque somos mais racionais?

What ???????

Estais dizendo então, que mulher tem carta-branca para fazer o que faz porque não são dotada de uma maior razão?
(26-03-2015, 03:36 PM)Don Welzo Escreveu: [ -> ]
(26-03-2015, 02:34 PM)Raito Escreveu: [ -> ]
(26-03-2015, 10:59 AM)PRAGAKHAM Escreveu: [ -> ](...) a calourada gosta de tudo mastigado acham que por direito e obrigação da geração antiga que eles merecem a simplificação do modo operante que eles so devem observar e fazer melhor que os outros sejam antigos ou atuais, mas se frustram por não conseguir internalizar os ensinamentos, vem a o chicote da vida e lhes amaldiçoa as costas por auto suficiência do saber do orgulho propio falta de humildade etc etc dão valor na aparência do modelinho social onde ele e o destaque visual material para as cadelinhas novas nas turminhas de mil shake. mundo perdido. (...)

Reflexão edificante do Praga, destaquei a citação acima, mas ela merece ser lida por completo.

Praga como sempre Fuckyeah

Material da Real não falta.

O que falta mesmo é a coragem para organizar o conhecimento, verificar suas variáveis, adaptar à realidade e tentar melhorar continuamente.

Como as pessoas morrem de preguiça de fazer essas etapas, acaba não internalizando nada.

Essa parte que eu destaquei acho que é a mais importante.

Muito juvena lê, entende, aplica. Mas uma situação que sai 1 cm do padrão, ele perde o rumo. Focam na parte anterior ao destaque que eu dei, de ler, aprender... mas não conseguem colocar esse conhecimento no mundo real. E tal qual aquela história daquelas aulas de exatas, aulas de gramática "ONDE VOU USAR ISSO NA MINHA VIDA", tem gente que ainda não aprendeu como aplicar na vida real. E conhecimento não aplicado é inútil, só serve para ocupar espaço de uma coisa mais proveitosa como o confrade AC300 bem exemplificou.

Assim como eu não leio livros técnicos de áreas que não são as minhas e procuro material que me agrega algum retorno (por consequência, material que eu poderei colocar em prática - e coloco) assim deve ser o realista. Conhecimento que não é exercitado acaba sendo perdido.
(26-03-2015, 03:36 PM)Don Welzo Escreveu: [ -> ]
(26-03-2015, 02:34 PM)Raito Escreveu: [ -> ]
(26-03-2015, 10:59 AM)PRAGAKHAM Escreveu: [ -> ](...) a calourada gosta de tudo mastigado acham que por direito e obrigação da geração antiga que eles merecem a simplificação do modo operante que eles so devem observar e fazer melhor que os outros sejam antigos ou atuais, mas se frustram por não conseguir internalizar os ensinamentos, vem a o chicote da vida e lhes amaldiçoa as costas por auto suficiência do saber do orgulho propio falta de humildade etc etc dão valor na aparência do modelinho social onde ele e o destaque visual material para as cadelinhas novas nas turminhas de mil shake. mundo perdido. (...)

Reflexão edificante do Praga, destaquei a citação acima, mas ela merece ser lida por completo.

Praga como sempre Fuckyeah

Material da Real não falta.

O que falta mesmo é a coragem para organizar o conhecimento, verificar suas variáveis, adaptar à realidade e tentar melhorar continuamente.

Como as pessoas morrem de preguiça de fazer essas etapas, acaba não internalizando nada.

Exatamente confrade Don. Infelizmente o que vimos aqui na grande maioria das vezes,é o cara chegar quebrado/derrotado. Ler somente as partes dos textos que ele possa se identificar dentro do problema,ou fato que levaram o mesmo a se ferrar...e ai,fazer disso um manual engessado,tábua da salvação sem internalizar,absorver de verdade os ensinamentos. Depois o que acontece?..o cara se ferra ainda mais,se revolta e sua vida continua como a de um caranguejo....A real ajuda e muito,mais não será a tábua de salvação de ninguém,se o cara fizer tudo errado,querendo poupar tempo,querendo atalhos mastigados...o famoso " mole todo mundo quer"...esforço,dedicação,disciplina = resultados.
Como observação essa análise do Praga é realmente perfeita para os dias atuais.!!
(26-03-2015, 03:36 PM)Don Welzo Escreveu: [ -> ]
(26-03-2015, 02:34 PM)Raito Escreveu: [ -> ]
(26-03-2015, 10:59 AM)PRAGAKHAM Escreveu: [ -> ](...) a calourada gosta de tudo mastigado acham que por direito e obrigação da geração antiga que eles merecem a simplificação do modo operante que eles so devem observar e fazer melhor que os outros sejam antigos ou atuais, mas se frustram por não conseguir internalizar os ensinamentos, vem a o chicote da vida e lhes amaldiçoa as costas por auto suficiência do saber do orgulho propio falta de humildade etc etc dão valor na aparência do modelinho social onde ele e o destaque visual material para as cadelinhas novas nas turminhas de mil shake. mundo perdido. (...)

Reflexão edificante do Praga, destaquei a citação acima, mas ela merece ser lida por completo.

Praga como sempre Fuckyeah

Material da Real não falta.

O que falta mesmo é a coragem para organizar o conhecimento, verificar suas variáveis, adaptar à realidade e tentar melhorar continuamente.

Como as pessoas morrem de preguiça de fazer essas etapas, acaba não internalizando nada.

(26-03-2015, 10:39 AM)Azoth Escreveu: [ -> ]A exposição da vadiagem feminina e das manipulações possíveis por parte das mulheres não deve ser o cerne da questão, mas porta de entrada ao debate de como não devemos fazer o mesmo, visto que somos mais racionais . Que não devemos dá-las o direito de guiar nossas vidas, porque elas mesmas necessitam do contraposto masculino para isso, em uma alegoria simples ao Yin-Yang.

Não devemos fazer o mesmo porque somos mais racionais?

What ???????

Estais dizendo então, que mulher tem carta-branca para fazer o que faz porque não são dotada de uma maior razão?

Excelente sofismo. Deixarei para que releia e pense se foi isso que eu quis dizer.

Não sem antes ponderar que sua interpretação foi ridícula.
Josey Wales e Legião.

Curiosamente, fiz essa observação como base em Olavo de Carvalho no livro dele "O mínimo que vc precisa saber para não ser idiota".

E porque é curioso?

Simples. Tem confradre aqui que recomenda se desenvolver na vida e lendo os materias da Real, sem ler outros livros agregados (filosofia e política) porque isso seria pura perda de tempo.

Se vcs derem uma olhada no tópico de Olavo de Carvalo aqui no FB vão ver isso.

Mas a questão é que livros assim também soma com os livros da Real.
(26-03-2015, 04:05 PM)Don Welzo Escreveu: [ -> ]Josey Wales e Legião.

Curiosamente, fiz essa observação como base em Olavo de Carvalho no livro dele "O mínimo que vc precisa saber para não ser idiota".

E porque é curioso?

Simples. Tem confradre aqui que recomenda se desenvolver na vida e lendo os materias da Real, sem ler outros livros agregados (filosofia e política) porque isso seria pura perda de tempo.

Se vcs derem uma olhada no tópico de Olavo de Carvalo aqui no FB vão ver isso.

Mas a questão é que livros assim também soma com os livros da Real.

A vida de um homem GDR,não pode ser pautada em apenas livro,ou livros ou teorias..um somatório se constrói o que podemos ter e ser de melhor.
Evidente que pautar suas ações e convicções em determinados livros e textos,já vai somar/agregar muito a sua vida,a seu conhecimento. O que passamos e vivemos desde que nascemos,dificuldades na infância,traumas,conquistas,derrotas..os NÃO's que a vida diz a todos...tudo isso com leitura,conhecimento,assimilação dos fatos...vai nos moldando/amassando. tenho 47 anos hoje,e olho pra trás,e penso sem trocadilho...o que eu daria pra ter a cabeça e sabedoria que tenho hoje,com meus 25 anos de vida. A vida é assim mesmo,vamos morrer sem nunca sabermos e conhecermos tudo...ter humildade para reconhecer isso é o grande diferencial na minha opinião.
(26-03-2015, 04:17 PM)Legiao Escreveu: [ -> ]
(26-03-2015, 04:05 PM)Don Welzo Escreveu: [ -> ]Josey Wales e Legião.

Curiosamente, fiz essa observação como base em Olavo de Carvalho no livro dele "O mínimo que vc precisa saber para não ser idiota".

E porque é curioso?

Simples. Tem confradre aqui que recomenda se desenvolver na vida e lendo os materias da Real, sem ler outros livros agregados (filosofia e política) porque isso seria pura perda de tempo.

Se vcs derem uma olhada no tópico de Olavo de Carvalo aqui no FB vão ver isso.

Mas a questão é que livros assim também soma com os livros da Real.

A vida de um homem GDR,não pode ser pautada em apenas livro,ou livros ou teorias..um somatório se constrói o que podemos ter e ser de melhor.
Evidente que pautar suas ações e convicções em determinados livros e textos,já vai somar/agregar muito a sua vida,a seu conhecimento. O que passamos e vivemos desde que nascemos,dificuldades na infância,traumas,conquistas,derrotas..os NÃO's que a vida diz a todos...tudo isso com leitura,conhecimento,assimilação dos fatos...vai nos moldando/amassando. tenho 47 anos hoje,e olho pra trás,e penso sem trocadilho...o que eu daria pra ter a cabeça e sabedoria que tenho hoje,com meus 25 anos de vida. A vida é assim mesmo,vamos morrer sem nunca sabermos e conhecermos tudo...ter humildade para reconhecer isso é o grande diferencial na minha opinião.

[2]
(26-03-2015, 04:17 PM)Legiao Escreveu: [ -> ][quote='Don Welzo' pid='165786' dateline='1427389546']

A vida de um homem GDR,não pode ser pautada em apenas livro,ou livros ou teorias..um somatório se constrói o que podemos ter e ser de melhor.
Evidente que pautar suas ações e convicções em determinados livros e textos,já vai somar/agregar muito a sua vida,a seu conhecimento. O que passamos e vivemos desde que nascemos,dificuldades na infância,traumas,conquistas,derrotas..os NÃO's que a vida diz a todos...tudo isso com leitura,conhecimento,assimilação dos fatos...vai nos moldando/amassando. tenho 47 anos hoje,e olho pra trás,e penso sem trocadilho...o que eu daria pra ter a cabeça e sabedoria que tenho hoje,com meus 25 anos de vida. A vida é assim mesmo,vamos morrer sem nunca sabermos e conhecermos tudo...ter humildade para reconhecer isso é o grande diferencial na minha opinião.

Bem pautado legião e uma somatória de tudo, cada peça em nossas vidas tem uma função e como se ti dessem uma caixa de ferramenta e la dentro teria varias ferramentas: dificuldades na infância,traumas,conquistas,derrotas..os NÃO' essas ferramentas que vc citou, N.A Olavo e outros seria como o manual que vem nesta caixa para que da melhor forma manuseamos as ferramentas em trabalho de si mesmo, ao contrario da calourada de hoje achar que eles não devem passar pela lapidação, que não merecem o tal purgatório por serem de uma geração superior, mas o que temos e uma geração bem inferior a nossa por esta ter perdido totalmente o guia referencia do propio eu, isso vc ve do modo mais fácil, as mudanças que vem acontecendo na propia especie, trocando as identidades por achar que a sociedade acha legal, ou por fantasia fornicada, as propias lascas da vida são prêmios através delas que podemos falar que realmente estamos vivendo e não estamos mortos ou engessado, saudações aqueles que acordam a tempo para viver sua via em prol de si mesmo ,de lutar para ser melhor, para ter a dignidade que dele por direito, aquele que não e comprado, que não e vencido e dado como capacho por fêmea, um macho que não e dono da sua propia vida e um ser morto velado por um anjo do mal, não podemos correr das lutas, mas também ficar parado, achando graça as porradas na cara isso não e valido, a vida para cada porrada que lhe da, ela também te da a chance de crescer, de aprender e aplicar para ser um dia melhor e poder colher os frutos, ja chegamos a um ponto que não temos mais onde tirar explicações de melhoras lapidações para que o crescimento seja certo, isso não e uma corrida que possui chegada e la tem um premio, a chegada so chega quando os batimentos do seu coração para, fora isso trate de achar animo e motivo pra continuar porque a vida e dura e não perdoa, muito menos suas exceções e sonhos coloridos fêmeos , a vida colorida so nas novelas, acostume-se com o mundo real va pra guerra, muitos morrem se nem menos ter ido a guerra, outros cantam vitoria muito antes de ter dado o primeiro tiro a linha tênue e percorrer o campo inimigo sendo o inimigo amigo e o decisivo.
Belo tópico, confrade AC300, concordo plenamente quando você diz sobre a dosagem do conhecimento, e como quando se vai fazer uma prova, estudando um pouco todo dia, as chances de você de internalizar tudo e se dar bem são muito maiores do que se estudar tudo de uma vez. E que real monstra que o PRAGAKHAM meteu! Os pais criam os filhos hoje como se o mundo fosse cor de rosa estilo hollywood, e quando o camarada ver que não é assim, pode ser tarde demais.
Mestre Praga,separei essa parte abaixo de seu texto. Isso deveria ser lido repetidamente não só pelos calouros, mais por todos que em algum momento
pararam e buscaram entender por tudo que estavam passando,dos "porques" de apesar de acharem que estavam sendo bons,corretos,honestos..ainda sim,a vida não estava lhe proporcionando o retorno dos justos. O mundo não é justo,já falamos muito disso aqui..mais é muito menos com os desinformados,com os coitadinhos,com os vitimistas...lá fora tem uma guerra,e não entraremos mais nela pra perder!


(...) " saudações aqueles que acordam a tempo para viver sua via em prol de si mesmo ,de lutar para ser melhor, para ter a dignidade que dele por direito, aquele que não e comprado, que não e vencido e dado como capacho por fêmea, um macho que não e dono da sua própria vida e um ser morto velado por um anjo do mal"
(26-03-2015, 06:07 PM)Legiao Escreveu: [ -> ]Mestre Praga,separei essa parte abaixo de seu texto. Isso deveria ser lido repetidamente não só pelos calouros, mais por todos que em algum momento
pararam e buscaram entender por tudo que estavam passando,dos "porques" de apesar de acharem que estavam sendo bons,corretos,honestos..ainda sim,a vida não estava lhe proporcionando o retorno dos justos. O mundo não é justo,já falamos muito disso aqui..mais é muito menos com os desinformados,com os coitadinhos,com os vitimistas...lá fora tem uma guerra,e não entraremos mais nela pra perder!


(...) " saudações aqueles que acordam a tempo para viver sua via em prol de si mesmo ,de lutar para ser melhor, para ter a dignidade que dele por direito, aquele que não e comprado, que não e vencido e dado como capacho por fêmea, um macho que não e dono da sua própria vida e um ser morto velado por um anjo do mal"
Fuckyeah


Mando bem Legião nossos parafusos batem no mesmo aperto e foda mesmo so quem passou pela guerra sabe o que é um tiro da vida.
E ainda mais tem esse lado o de não entender o porque dos porques que quanto mais bonzinho honesto alegre humilde seja mais a vida lhe da porradas sem parar
e uma eterna guerra e quando aqueles titubeiam ficam desnorteados sem saber o que fazer caem no vitimismo amargo culpando ate a propia mãe, difícil e mas também não e impossível sendo porque uns alcançam outros não ai perguntamos
se aquele venceu o que ele fez como chegou ali, vou seguir estes passos e lutar, tambem quero meu lugar ao sol , pelo contrario muitos ate exibem a frase a inveja branca que ate passam a desapercebido por ser talvez algo bom um meio chicote para que a pessoa levante e corra atras do dele, mas aqueles que ainda estão caindo direto deve-se perceber a inveja negra ou o comodismo ou vitimismo.
Porque dos males o menor, melhor morrer tentando do que esperar o facão da morte lhe cegar o pescoço.
A meta e sempre seguir em frente custe o que custar difícil e parado e pior, através da oração e motivação mas praticar a execução do fazer, mas e fazer mesmo levantar a bunda da cama ou sofá e ir atras por que ninguém lhe trara o mingau na mesa ou na boca , ate mesmo pelo contrario que vc de pé lutando os inimigos já estão te esperando imagina parado sentado e como dar o pescoço na bandeja.
Ja levei porradas de todos os tipos que pensarem, algumas vezes pensando em desistir, mas algo criei dentro de mim, quanto mais apanhar, mais resistência terei, porque quando levantar serei como espada afiada não terei do ou piedade de mim mesmo. Como aquela frase o que não te mata te fortalece e assim sera ate meu ultimo dia de vida. Se não aprenderes com o erro alheio aprenderas com o chicote da vida , assim dizia meus avos e assim e muito pior.
Escolho lutar porque parado ja atestado de morto.
Através das leituras dos materiais da Real adquirimos conhecimentos que podemos utilizar para alcançar objetivos que realmente agregam em nossa vida. Temos por exemplo confrades que focaram no desenvolvimento profissional e voltaram para relatar o sucesso, nos enchendo de motivação e orgulho, como foi o caso do TheShowOff e do Mistério.

Eles são exemplos de caras que internalizaram a Real, entenderam que mais importante do que ficar teorizando sobre como "pegá mulé" e se tornarem doutores no comportamento feminino é pensar a longo prazo e buscar trazer mais qualidade para a própria vida.

É bacana quando um confrade chega aqui e relata como desenvolveu seu traquejo, saiu de um estado de friendzone para um estado de ter opções de mulheres para se relacionar, mas melhor ainda é quando confrades como os dois acima vem relatar que fizeram algo que realmente mudou o rumo de suas vidas, superando adversidades como familiares invejosos, falsos amigos, etc.
Mais importante que ler e estudar é praticar...
Nao a parte preconceituosa e misógina da real, mas a parte do desenvolvimento pessoal.
Só sei que depois da real suporto muito mais os stresses da medicina.
Praga, a frase seria atribuída à Nietzsche na obra "além do bem e do mal". Recomendada a leitura.

A reflexão é muito boa. Realmente fico contente de saber que muitos homens não cairão mais nas armadilhas femininas pois a vida os privou de benésses e a real lhe tirou-lhes a venda. Contente também porque o desenvolvimento pessoal como projeto contínuo de vida de cada indivíduo é algo vivenciado diariamente por cada um, e sei que futuramente os relatos de sucesso e compartilhamento das vitórias serão trazidos para que todos possam comemorar juntos. E grato por ter conhecido a real, e aprender antes o que talvez (talvez mesmo) só aprenderia mediante muito sofrimento lá pelos 30 ou 40's.

Sobre o comentário do Praga. O filósofo Mário Sérgio Cortella já havia citado que a geração atual é mais fraca, e os pais se omitem da autoridade, emancipando as criaças do exemplo e referenciais adultos. Estes jovens tem eles mesmos (os seus iguais) como referência e portanto a adultez é tão somente uma versão plus da infância egoísta e a adolescência exploradora e incauta. Isto tudo acrescido a uma educação pobre, cartilha marxista por todo lado, e feminização estratégica nas instituições e profissionais pouco qualificados com uma desculpa confortante a sua incompetência, só fazem de todo piorar o quadro desta geração atual que temos a tona. Os esquemas de aprendizagem foram reduzidos, e se faz muito mais com muito menos esforço, ao mesmo tempo que tolerância ao fracasso não é mais estimulada; num grupo onde a aparente felicidade é regra, seja lá ela o que seja, pouco importa desde que possam tirar fotos e mostrar ao mundo a beleza premiada com futilidade, demonstrando sobretudo não uma falência moral, mas sim a ausência dela, na medida que o homem ao ceder ao hedonismo retorna cada vez mais a sua condição animal. Se há uma moral para esta geração, a materialista e a idealista platônica talvez se adequa, ao propor que a razão destes seres néscios servirá apenas para justificar os teus apetites.
(26-03-2015, 10:08 AM)barãozin Escreveu: [ -> ]Confessar uma coisa.

Num curso que comecei recentemente, os professores forçam os alunos a lerem o conteúdo em voz alta pra classe (até pra poupar a voz deles).

Eu fico de CARA como molecadinha mais nova não consegue ler direito! Aliás, dos 40 da turma acho que só uns 10 que conseguem ler sem muitas pausas e interrupções (eu incluso).

E como a Real atualmente é composta por molecada mais nova, é de se imaginar pq os juvenas, no geral, tem esse nível abismal... vc pede pro cara ler um NA ou Esther e o cara vai ler TUDO ERRADO (isso se ler...).

E nem é por ter a inteligência de compreender o q tá escrito, mas é pq não consegue ler direito mesmo!


Esse analfabetismo funcional está em um nível alarmante. A maioria (sim, mais de 50%) das pessoas simplesmente não tem capacidade de compreender o que lê, escreve muito mal e isso inviabiliza até mesmo a comunicação escrita.

Sobre ler e estudar a Real, vou mais além: é preciso vivê-la.
Páginas: 1 2