Fórum do Búfalo

Versão Completa: - Dívidas -
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2
-Tenha o controle sobre suas dívidas -

- Muitos aqui provavelmente já passaram ou passam por esta situação de endividamento nos quais ficaram sem condições de investir e consequentemente deixaram de evoluir financeiramente devido ao problema.

- Mas, como exterminar as dívidas?

- Primeiramente, recomendo a leitura deste outro tópico para evitar contrair mais dívidas com altos juros: http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=8833

Vamos lá!

- Procure todos os credores, para negociar suas dívidas. Você poderá até se surpreender com os possíveis descontos durante estas negociações. Assim como você está determinado a quitar estas dívidas, o credor estará mais disposto a negociar.

- Para não comprometer em demasia o seu salário, seria interessante retirar no máximo 30% da renda mensal para quitação das dívidas. Em alguns casos, esta porcentagem não será o suficiente, mas, por esta razão, é importante você negociar com o seu credor.

Extermine primeiramente as dívidas com os maiores juros.

Motivos: A taxa de juros (ainda mais se tratando de Brasil) estabelecem a velocidade e o crescimento destas dívidas. Quanto maior forem estas taxas, maior será a velocidade de crescimento destas mesmas dívidas. Exemplos: Cheque Especial, Cartão de Crédito, Crédito Pessoal ou Financiamento para Veículos.

- Logo em seguida, faça uma planilha financeira, onde registrará todos os seus gastos mensais para fechar as “torneiras” do desperdício. Todos os seus gastos irão para este registro, todos eles. Até mesmo se você comprar uma bala de R$ 0,10, esta mesma informação terá que constar em sua tabela. Pode até ser meio radical, mas, é necessário. Sendo assim, você identificará todos os desperdícios, e consequentemente remanejar o que conseguiu economizar para quitação das dívidas.

OBS: Você pode fazer esta tabela no Excel ou em programas específicos gratuitos encontrados pela internet.

Conclusão: Extermine as dívidas mais caras por sua alta taxa de juros. Não se comprometa a principio a quitar as dívidas de baixos juros, mas, sim as com as taxas maiores. O objetivo é eliminar as dívidas com altos juros e não as mais longas. Uma vez a dívida mais cara for quitada, passe para a próxima mais elevada e assim sucessivamente até eliminar todas elas.
Dividas são um complicador.

Sendo curto e grosso, não quer dividas, "não tenha credito".

Cartão, cheque especial, etc. mantenha distancia destes.

só compre a prazo coisas que valem muito a pena, um veiculo, sua casa, um macbook air trollface

Evite usar credito para alimentação, vestiario e material "escolar" da facul.
Morrendo de rir aqui com o Macbook Air. Trolls malditos! kkkkk

No mais, só para complementar o tópico, gostaria de tentar aqui desfazer uma falácia. Tem uma máxima que diz que não se deve trocar uma dívida por outra. Mas eu digo que se deve sim, desde que os juros da nova sejam menores. Trocar uma dívida de um cheque especial ou cartão de crédito, por exemplo, por uma dívida de consignado é um ótimo negócio. Você vai deixar de pagar juros de 7% a 16% ao mês para pagar, em alguns casos, menos de 2%. Só fazer as contas e ver que compensa sim e muito, a não ser que você tenha condições de quitar a dívida em um único mês. Aí sim vale à pena pagar e não fazer a outra dívida.
Gekko,deveria ser consultor financeiro do forum. Toda e qualquer dúvida sobre o tema,deveria ser antes de mais nada balizada por ele. Assim como assuntos de saúde,caso tenhamos um médico no grupo,etc.
(27-06-2015, 01:55 PM)cabraman Escreveu: [ -> ]Dividas são um complicador.

Sendo curto e grosso, não quer dividas, "não tenha credito".

Cartão, cheque especial, etc. mantenha distancia destes.

só compre a prazo coisas que valem muito a pena, um veiculo, sua casa, um macbook air trollface

Evite usar credito para alimentação, vestiario e material "escolar" da facul.

- kkkk rir pra caramba aqui a respeito do Macbook Air.

(29-06-2015, 08:59 AM)Gekko Escreveu: [ -> ]Morrendo de rir aqui com o Macbook Air. Trolls malditos! kkkkk

No mais, só para complementar o tópico, gostaria de tentar aqui desfazer uma falácia. Tem uma máxima que diz que não se deve trocar uma dívida por outra. Mas eu digo que se deve sim, desde que os juros da nova sejam menores. Trocar uma dívida de um cheque especial ou cartão de crédito, por exemplo, por uma dívida de consignado é um ótimo negócio. Você vai deixar de pagar juros de 7% a 16% ao mês para pagar, em alguns casos, menos de 2%. Só fazer as contas e ver que compensa sim e muito, a não ser que você tenha condições de quitar a dívida em um único mês. Aí sim vale à pena pagar e não fazer a outra dívida.

- Concordo.

- Sua resposta complementou com qualidade ao tópico.
(29-06-2015, 04:49 PM)Legiao Escreveu: [ -> ]Gekko,deveria ser consultor financeiro do forum. Toda e qualquer dúvida sobre o tema,deveria ser antes de mais nada balizada por ele. Assim como assuntos de saúde,caso tenhamos um médico no grupo,etc.

Tem o Tio Spectro que é médico.

E pessoal, eu estou sempre por aqui pra ajudar no que puder. Menos quando viajo e fico longe do meu notebook ou do que uso no trampo. Acho um saco usar o fórum pelo celular.
(29-06-2015, 09:43 PM)Gekko Escreveu: [ -> ]Acho um saco usar o fórum pelo celular.

Ja tentou usar o aplicativo tapatalk? Uso no iOS (não sei se tem pra android) e gosto bastante.

Inclusive, ele lhe notificará de várias coisas: MPs, citações, respostas no seu tópico, etc.

Eu recomendo.
sou novo portanto não me aventurei nesse mundo de dividas e empréstimos ainda.
Tenho raiva dos meus pais, eles administram muito mau o dinheiro, compram coisas desnecessárias e parcelam em infinitas vezes.

E olha que meu velho é formado em adm, o que gera mais revolta ainda.
eu só vou ter cartão de crédito para poder comprar coisas pela internet.
tenho uma política de pagar tudo a vista. Se conseguir, pretendo comprar até meu carro a vista.
Não ter dívidas é uma bênção. Poder colocar a cabeça no travesseiro e dormir o sono dos justos não tem preço!!!

GdRs não tem dívidas. Saber lidar com dinheiro, finanças, e investimentos é obrigação de todo Guerreiro da Real. Só pra vocês terem uma ideia, pessoas adquirem doenças por causa de preocupações com dívidas . Casamentos terminam por causa de dívidas ou problemas financeiros. E em casos extremos, alguns se suicidam por causa de dívidas.

Então é seríssimo esse assunto. Faz toda a diferença na vida de qualquer pessoa. Uma pena que Finanças Pessoais não é matéria obrigatória nas escolas do país.
(30-06-2015, 03:32 AM)Bruce N. Escreveu: [ -> ]sou novo portanto não me aventurei nesse mundo de dividas e empréstimos ainda.
Tenho raiva dos meus pais, eles administram muito mau o dinheiro, compram coisas desnecessárias e parcelam em infinitas vezes.

E olha que meu velho é formado em adm, o que gera mais revolta ainda.
eu só vou ter cartão de crédito para poder comprar coisas pela internet.
tenho uma política de pagar tudo a vista. Se conseguir, pretendo comprar até meu carro a vista.


A maioria das minhas compras pela internet eu pago em boleto mesmo. Até o aliexpress tá aceitando boleto agora.


(01-07-2015, 01:31 AM)Mr. Black Escreveu: [ -> ]Não ter dívidas é uma bênção. Poder colocar a cabeça no travesseiro e dormir o sono dos justos não tem preço!!!

GdRs não tem dívidas. Saber lidar com dinheiro, finanças, e investimentos é obrigação de todo Guerreiro da Real. Só pra vocês terem uma ideia, pessoas adquirem doenças por causa de preocupações com dívidas . Casamentos terminam por causa de dívidas ou problemas financeiros. E em casos extremos, alguns se suicidam por causa de dívidas.

Então é seríssimo esse assunto. Faz toda a diferença na vida de qualquer pessoa. Uma pena que Finanças Pessoais não é matéria obrigatória nas escolas do país.


Exato. O pessoal não leva a sério, mas é mais grave do que parece. Já vi gente ser afastada definitivamente do trabalho com problemas psiquiátricos, drogas ou alcoolismo por causa de dívidas e não foi só uma vez nem duas.
Salve Confrades

Não sei se é válido ressucitar um tópico de 5 anos, mas gostaria de levantar um relato de uma situação que eu estou passando que tem tudo a ver com esse tema:

Sou casado já a 11 anos, desde o namoro até os 8-9 primeiros anos do casamento tem ido as mil maravilhas. Aprendi desde criança com meus pais a guardar dinheiro, investir em ações , tesouro direto, fundos imobiliários , tenho investimentos nessas áreas e me dou muito bem.

Minha esposa por outro lado é péssima para administrar finanças, acho que isso é um mal de mulher, ela faz dívida atrás de dívida, pega um monte de empréstimo consignado, e por aí vai.

A história começa quando em meados de 2018, com aquela polarização devido as eleições, minha esposa começar a pender para uma ideologia mais esquerdista e ir ficando cada vez mais extrema, tornando nossa relação insuportável. No início de 2019 ela fez uma dívida de cerca de 4.000 reais no cartão de crédito e não tinha como pagar, foi deixando rolar até o valor chegar até uns 9.000 . Quando ela viu que tava fora de controle, ela me pediu para pedir um consignado e pagar a dívida que ela iria me pagando todo mês as parcelas, já que ela não conseguiria fazer já que o nome dela tava sujo. Bem, como casamento é cumplicidade, fui la e fiz.

A esse valor de 9000 reais somando o valor das parcelas fica em 17.000 no final do pagamento, ela sempre me pagou certinho e em dia, isso eu não tenho como reclamar. O problema é que com o passar do relacionamento , ela foi e está ficando uma feminazi, esquerdista , SJW cada vez mais extremista e está ficando impossível manter uma conversa saudável.

Estou cansado do relacionamento e quero me separar, só que como a dívida está no meu nome, não tenho condições de assumi-la sem ficar no prejuízo e a última parcela vai até maio/2021. Estou estudando maneiras de fazer renda extra, ou até mesmo aguardar acabar a última parcela e pedir o divórcio.

Alguma sugestão de quem já passou por isso ou entende mais?
Antes de iniciar minha resposta, deixarei uma frase clássica: "Casa que é gostoso!". yaoming

Quer conhecer sua namorada? Case-se com ela. Quer conhecer sua esposa? Separe-se dela.

Zoeiras a parte, vou tentar responder o meu tópico de 2015.

Sobre as dívidas, pague as que tem os maiores juros primeiro. E não necessariamente as mais caras. Já que você tem investimentos, pegue parte da Reserva e mate logo a dívida que está exclusivamente em seu nome. Nenhum juro de investimento supera os juros de uma dívida.

Sobre o seu casamento; se não tiver dependentes, eu no seu lugar meteria o pé. Agora se você fez a besteira de casar com comunhão parcial - ou pior - com comunhão total de bens, prepare o bolso. Por que a porrada na conta bancária será violenta.

E outra: Nunca (NUNCA) empreste o seu nome a ninguém. No fim, quem assumirá merda toda será você se a pessoa não pagar.

Tópico complementar: https://legadorealista.net/forum/showthread.php?tid=978 nele há outros complementares.

Sobre sua situação no geral; o máximo que podemos fazer aqui no fórum é emitir opiniões de fora, mas a decisão sempre será a sua.
(08-03-2020, 05:15 PM)Diamante Escreveu: [ -> ]Antes de iniciar minha resposta, deixarei uma frase clássica: "Casa que é gostoso!". yaoming

Quer conhecer sua namorada? Case-se com ela. Quer conhecer sua esposa? Separe-se dela.

Zoeiras a parte, vou tentar responder o meu tópico de 2015.

Sobre as dívidas, pague as que tem os maiores juros primeiro. E não necessariamente as mais caras. Já que você tem investimentos, pegue parte da Reserva e mate logo a dívida que está exclusivamente em seu nome. Nenhum juro de investimento supera os juros de uma dívida.

Sobre o seu casamento; se não tiver dependentes, eu no seu lugar meteria o pé. Agora se você fez a besteira de casar com comunhão parcial - ou pior - com comunhão total de bens, prepare o bolso. Por que a porrada na conta bancária será violenta.

E outra: Nunca (NUNCA) empreste o seu nome a ninguém. No fim, quem assumirá merda toda será você se a pessoa não pagar.

Tópico complementar: https://legadorealista.net/forum/showthread.php?tid=978 nele há outros complementares.

Sobre sua situação no geral; o máximo que podemos fazer aqui no fórum é emitir opiniões de fora, mas a decisão sempre será a sua.

Pois é meu caro, quanto ao meu casamento, eu não sou casado nem no civil nem no religioso, apenas nos juntamos mesmo, lia bastante os blogs do Silvio e Doutrina lá pelos idos de 2010-2011 e absorvi essa informação de não casar, mas como o relacionamento estava bom e dava certo foi natural que nos juntassemos com o tempo. Tanto que não tenho bens no meu nome também (carro, casa, etc). 

Essa questão de emprestar o nome, já me serviu como aprendizado depois dessa situação, realmente não é uma merda que eu pretendo voltar a fazer.

Muito bom o tópico, assim como o resto do fórum estamos sempre agregando bastante conhecimento. 

Pois é, essa é uma situação que tem muitas coisas pesando, eu estou analisando tudo de forma estratégica e tentando resolver de forma que de o mínimo de prejuízo possível. 

Valeu pela opinião confrade.
Maio 2021 dá praticamente só mais um ano mesmo.

Eu pagaria até mais pra permanecer solteiro! E pelo que falou, valeria até pagar mais pra feminazi sumir de sua vista.

Veja, independente do relacionamento, a dívida está em seu nome, mas quem deve pagar é ela. Se fosse o contrário e comigo, eu seguiria pagando para a pessoa o que a devo. É justo que ela siga pagando, mesmo sem o rrlacionamento.

Exponha os motivos para se separarem e deixe uma conta para ela lhe depositar o valor em aberto. Se ela for desonesta e mau caráter e não quiser pagar, ela que se acerte com Deus.
@Behemot se tu quer separar, espera passar maio de 2021. Se ela paga direitinho , deixa ela terminar de quitar. E quanto ao feminazismo dela, se faça de sonso. Sua relação , ao que parece, acabou, está esperando só marcar o enterro.
(08-03-2020, 07:49 PM)Behemoth Escreveu: [ -> ]
(08-03-2020, 05:15 PM)Diamante Escreveu: [ -> ]Antes de iniciar minha resposta, deixarei uma frase clássica: "Casa que é gostoso!". yaoming

Quer conhecer sua namorada? Case-se com ela. Quer conhecer sua esposa? Separe-se dela.

Zoeiras a parte, vou tentar responder o meu tópico de 2015.

Sobre as dívidas, pague as que tem os maiores juros primeiro. E não necessariamente as mais caras. Já que você tem investimentos, pegue parte da Reserva e mate logo a dívida que está exclusivamente em seu nome. Nenhum juro de investimento supera os juros de uma dívida.

Sobre o seu casamento; se não tiver dependentes, eu no seu lugar meteria o pé. Agora se você fez a besteira de casar com comunhão parcial - ou pior - com comunhão total de bens, prepare o bolso. Por que a porrada na conta bancária será violenta.

E outra: Nunca (NUNCA) empreste o seu nome a ninguém. No fim, quem assumirá merda toda será você se a pessoa não pagar.

Tópico complementar: https://legadorealista.net/forum/showthread.php?tid=978 nele há outros complementares.

Sobre sua situação no geral; o máximo que podemos fazer aqui no fórum é emitir opiniões de fora, mas a decisão sempre será a sua.

Pois é meu caro, quanto ao meu casamento, eu não sou casado nem no civil nem no religioso, apenas nos juntamos mesmo, lia bastante os blogs do Silvio e Doutrina lá pelos idos de 2010-2011 e absorvi essa informação de não casar, mas como o relacionamento estava bom e dava certo foi natural que nos juntassemos com o tempo. Tanto que não tenho bens no meu nome também (carro, casa, etc). 

Essa questão de emprestar o nome, já me serviu como aprendizado depois dessa situação, realmente não é uma merda que eu pretendo voltar a fazer.

Muito bom o tópico, assim como o resto do fórum estamos sempre agregando bastante conhecimento. 

Pois é, essa é uma situação que tem muitas coisas pesando, eu estou analisando tudo de forma estratégica e tentando resolver de forma que de o mínimo de prejuízo possível. 

Valeu pela opinião confrade.
Meu camarada so de nao ter filhos e bens no meio tu ja ganhou na mega acumulada 3 vezes. Essa dividida ai nao seria nada comparado ao vinculo vitalicio caso tivesse algum rebento a tira colo e bens a dividir, ainda mais com uma feminazi desgracada. Levante as maos pro ceu e agradeca. Se realmente for separar nao será dificil quitar essa divida e te paz de espirito caso ela nao pague. Isso nao tem preco. E so lembrando de outro ponto interessante caso tu se separe, nunca esquecer de esperar a ultima mestrucao pra evitar dor cabeca desnecessaria. E pra fechar, resolva isso o mais rapido possivel se nao tudo pode mudar e essa maluca ti enfiar uma falsa acusacao no rabo via Maria da penha. Nunca confie em mulher, ainda mais sendo esta feminazi. Fica a dica. No mais, boa sorte ai.
Como uma ideologia estraga uma pessoa e consequentemente o convívio com outras . Para essa galera podem falar mal de tudo, até da Mãe, mas não pode falar mal da ideologia. Por fim, acontece situações iguais aos do relato, e até piores pelo cotidiano de outras pessoas a fora.

Outro erro seu foi abraçar os problemas da "esposa" como se fossem os seus. Agora tem uma dívida alta em seu nome e consequentemente ficará de certa forma preso a mulher. Por fim, não irei julgá-lo, longe disso, todos nós estamos sujeito a erros.

Sucesso em sua questão.
Também sou da teoria que pagaria até mais pra ficar solteiro...feminazi, esquerdista, SJWs em casa é um combo completo pra correr pra muito longe...
Se você não tem condições nenhuma mesmo de quitar isso e precisa dela (do tipo que não tem nem um computador/celular caro/carro pra vender), então segura até a quitação...mas se ela fez isso e pelo perfil não é caso isolado, 1 ano ainda é muito tempo e ela pode fazer de novo, ai ela não vai ter grana pra te pagar (pois vai estar com outra dívida) e no fim você tá com ela e sem grana pra receber...
(08-03-2020, 04:45 PM)Behemoth Escreveu: [ -> ]Salve Confrades

Não sei se é válido ressucitar um tópico de 5 anos, mas gostaria de levantar um relato de uma situação que eu estou passando que tem tudo a ver com esse tema:

Sou casado já a 11 anos, desde o namoro até os 8-9 primeiros anos do casamento tem ido as mil maravilhas. Aprendi desde criança com meus pais a guardar dinheiro, investir em ações , tesouro direto, fundos imobiliários , tenho investimentos nessas áreas e me dou muito bem.

Minha esposa por outro lado é péssima para administrar finanças, acho que isso é um mal de mulher, ela faz dívida atrás de dívida, pega um monte de empréstimo consignado, e por aí vai.

A história começa quando em meados de 2018, com aquela polarização devido as eleições, minha esposa começar a pender para uma ideologia mais esquerdista e ir ficando cada vez mais extrema, tornando nossa relação insuportável. No início de 2019 ela fez uma dívida de cerca de 4.000 reais no cartão de crédito e não tinha como pagar, foi deixando rolar até o valor chegar até uns 9.000 . Quando ela viu que tava fora de controle, ela me pediu para pedir um consignado e pagar a dívida que ela iria me pagando todo mês as parcelas, já que ela não conseguiria fazer já que o nome dela tava sujo. Bem, como casamento é cumplicidade, fui la e fiz.

A esse valor de 9000 reais somando o valor das parcelas fica em 17.000 no final do pagamento, ela sempre me pagou certinho e em dia, isso eu não tenho como reclamar. O problema é que com o passar do relacionamento , ela foi e está ficando uma feminazi, esquerdista , SJW cada vez mais extremista e está ficando impossível manter uma conversa saudável.

Estou cansado do relacionamento e quero me separar, só que como a dívida está no meu nome, não tenho condições de assumi-la sem ficar no prejuízo e a última parcela vai até maio/2021. Estou estudando maneiras de fazer renda extra, ou até mesmo aguardar acabar a última parcela e pedir o divórcio.

Alguma sugestão de quem já passou por isso ou entende mais?

Desculpa eu me meter, (desculpa o caraio, postou pq quis kkk), mas me diz uma coisa... Vc disse que desde criança sempre aprendeu a poupar e investir não gastar com merda certo? Aí vc me diz que é casado com uma muié que gasta pra porra, faz dividas e o caralho e vc ainda assume as dividas? Como vc deixou chegar nesse ponto? 

E outra, vc sendo econômico desde pequeno e até fazendo investimentos, não tem esses 17 conto pra pagar essa merda e mandar essa filha da puta feminazi SJW pra casa do caralho?

17 MIL É DINHEIRO DE PINGA PRA SE LIVRAR DE UMA MALDITA DESSAS! ELA PODE LEVAR ATÉ SUA ALMA SE VC CONTINUAR!

Acorda pra vida meu camarada...
@Gilgamesh : Pois é meu caro, até então to levando nessa vibe mesmo, aí tenho que pesar para ver se vale a pena mesmo separar e assumir a dívida.

@Tyrant: Pois é cara, foi que eu disse acima, sempre tive uma certa educação financeira em casa, mas durante um relacionamento, principalmente relacionamento longo, a gente acaba caindo em várias mini matrix que acabamos tomando algumas decisões errôneas. Ter o dinheiro eu até tenho, mas teria que sacrificar meus investimentos para isso, se nã tiver outra alternativa vai acabar sendo o jeito.

Valeu pelas opiniões camaradas, as vezes eu fico meio hesitante pois é um relacionamento bastante longo e ela já esteve do meu lado em muitos momentos de dificuldade , por isso fica complicado tomar decisões bastante precipitadas, mas espero poder tomar a melhor decisão possível.
Páginas: 1 2