Fórum do Búfalo

Versão Completa: Meu Primeiro Relacionamento Pós Real
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2 3
(05-05-2016, 03:07 PM)Senna Escreveu: [ -> ]Um outro tópico também interessante sobre o primeiro relacionamento pós Real é o do confrade Tim Laflour, [Relato] A Real na prática: um relacionamento desde seu início, só que nesse caso é sob uma ótica muito diferente, pois o Tim é mais novo e com menos experiência em relacionamentos.


O Tim tava indo bem na condução do relacionamento, mas pouco tempo depois, criou um tópico duvidoso que gerou umas comida de toco.... Era algo sobre "Como agradar a mulher sem deixar de ser vc mesmo..."




EDIT: É esse o topico que eu queria lembrar: [REFLEXÃO] Como ter aceitação feminina sem precisar transformar em outro homem?
(05-05-2016, 03:19 PM)Mandrake Escreveu: [ -> ]Cara cada historia trash! Jaguar e Roland vcs são nordestinos?! Pq esse tipo de historia cabulosa acontece mais por lá...

Sou gaúcho, Mandrake.

Tenho outros fatos na minha memória, narrei alguns pra complementar a ideia segundo a qual o cafajeste tende a se foder.

O peixe morre pela boca; o homem morre pelo pau.
(05-05-2016, 03:19 PM)Mandrake Escreveu: [ -> ]Cara cada historia trash! Jaguar e Roland vcs são nordestinos?! Pq esse tipo de historia cabulosa acontece mais por lá...

Sou paulista, da parte de pai, mãe, avôs e avós, bisavôs e bisavós etc.
Ótimo tópico, Jaguar. Suas palavras transparecem experiência, coisa q a juvenada anda precisando.

Enquanto tem muito leite com pêra se borrando com medo de se fuder na mão de mulher, o melhor é reservado à aqueles que aprenderam o caminho das pedras e saíram pra dar a cará à tapa.
(05-05-2016, 01:23 PM)Devoto Escreveu: [ -> ]Jaguar passo um momento parecido com o seu e também já morei com algumas mulheres 3, porém fico com pé atrás e reagir a qualquer sinal com desproporção ex ficção: machuca meu dedo corto o braço, estou há três meses porém as vezes fico me perguntando se vale mesmo se meter em mais uma situação, tô indo em frente teste em cima de teste. Ambos somos divorciados ela não tem filhos na verdade eu tenho filhas que nem me perturbam em nada. Ficamos muito bem quando estamos juntos quando cada um dorme na sua casa as vezes azeda um pouco e as vezes é bom me sinto bem também sem ela estar na minha casa ou eu na dela. Só que agora vai ter um evento a irmã dela vai casar no final de junho acho a irmã mimada pelo que ela conta e a criatura fez o cara aceitar casar na França, ela vai com certeza e eu até poderia ir não é a grana o problema o problema é meu trabalho que eu acaria perdendo uma semana pensei em ir mas depois desisti pois poderia ficar chato no trabalho ( mesmo sem risco de ser mandado embora) só que to achando esse negócio de casamento na França fantasioso e capricho da irmã dela vai ter família dela sei lá não quero participar disso e ficar mal no trabalho. Ela deve ficar 10 dias, o que acham de minha atitude em não ir e deixar rolar este evento?

Caraio Roland não tinha lido sua msg, pohha veio já vi muito e passei por situações complexas seu depoimento foi forte! tem que juntar muito equilíbrio para tocar o barco.

força e honra!
___________________________________________

Fala, Devoto.

Siga seu feeling, meu amigo. Se algo te diz que isso pode te prejudicar no trabalho, não vá, mas se isso de fato não vir a ocorrer - e grana não é problema - mete ficha.
(06-05-2016, 07:41 PM)Günter Escreveu: [ -> ]
(05-05-2016, 01:23 PM)Devoto Escreveu: [ -> ]Jaguar passo um momento parecido com o seu e também já morei com algumas mulheres 3, porém fico com pé atrás e reagir a qualquer sinal com desproporção ex ficção: machuca meu dedo corto o braço, estou há três meses porém as vezes fico me perguntando se vale mesmo se meter em mais uma situação, tô indo em frente teste em cima de teste. Ambos somos divorciados ela não tem filhos na verdade eu tenho filhas que nem me perturbam em nada. Ficamos muito bem quando estamos juntos quando cada um dorme na sua casa as vezes azeda um pouco e as vezes é bom me sinto bem também sem ela estar na minha casa ou eu na dela. Só que agora vai ter um evento a irmã dela vai casar no final de junho acho a irmã mimada pelo que ela conta e a criatura fez o cara aceitar casar na França, ela vai com certeza e eu até poderia ir não é a grana o problema o problema é meu trabalho que eu acaria perdendo uma semana pensei em ir mas depois desisti pois poderia ficar chato no trabalho ( mesmo sem risco de ser mandado embora) só que to achando esse negócio de casamento na França fantasioso e capricho da irmã dela vai ter família dela sei lá não quero participar disso e ficar mal no trabalho. Ela deve ficar 10 dias, o que acham de minha atitude em não ir e deixar rolar este evento?

Caraio Roland não tinha lido sua msg, pohha veio já vi muito e passei por situações complexas seu depoimento foi forte! tem que juntar muito equilíbrio para tocar o barco.

força e honra!
___________________________________________

Fala, Devoto.

Siga seu feeling, meu amigo. Se algo te diz que isso pode te prejudicar no trabalho, não vá, mas se isso de fato não vir a ocorrer - e grana não é problema - mete ficha.

[2]
Jaguar sorte na caminhada , aprendemos na prática pq que a real nos liberta e vc esta de prova , se esta mulher vivenciar e curtir bons momentos contigo , é só a vida proporcionando mais UM "PODER DO AGORA " para com vc ,aproveite .

FORÇA E HONRA!
Um up nesse tópico!
(02-05-2016, 12:58 AM)Jaguar Paw Escreveu: [ -> ]
A terceira é que sendo mais objetivo, mais pragmático e sem nutrir ilusões, passei a gostar mais do sexo feminino, passei a apreciar melhor o contato com elas.


Em suma, que este tópico sirva para calar a boca de quem diz que somos ''misóginos militantes''.

Viram só feminazis infiltradas no forum e acadêmicas, leiam antes de escrever merda sobre a real , ta OK ? kkk aprendam que a visão realista é uma visão masculina e não odiosa, odioso é o comportamento de muitas mulheres (e homens obvio) mas que dando a vocês o que vocês querem e não o que dizem que buscam tudo se torna menos traumatizante para os homens, e nisso a real acerta bastante.
Parabéns Jaguar pela mudança de atitude, eu mesmo faço bastante experiências por observação e isso é nítido nas mulheres, se elas demonstram algo por você e você retribui sem demonstrar mais que elas, elas gostam e seguem buscando a sua atenção, se você demonstrar por elas, jamais espere o retorno, pois não vem, me lembrou dia desses uma experiência que fiz, estava em um grupo do whatsapp e cheguei em casa e escrevi no grupo assim "cheguei, boa noite" e ninguem deu a menor moral, então simplesmente sai do grupo, foi só eu sair do grupo que me apareceram 6 mulheres implorando que eu voltasse, não dei moral para nenhuma delas e elas ficaram me torrando de mensagens por dias, daí eu resolvi fazer um teste, para uma delas eu daria atenção e as outras cinco eu continuaria ignorando, dito e feito, foi só eu agradecer a uma e falar que gostava daquela forma que ela me tratava que ela PAROU DE ME MANDAR MENSAGENS NA HORA, as outras eu continuei não dando a mínima, resultado? nos dias seguintes eu continuava recebendo mensagens de 5 mulheres, não mais de 6, ou seja... o que o Jaguar fez foi apenas jogar o jogo conforme as regras pedem, e não conforme a mulher quer.
Fazendo eco no Decocrash.Ao tentar definir o papel social da mulher, e, pensada ou acidentalmente, do feminazismo enquanto movimento, existe a frase da Simone de Beauvoir, "ninguém nasce mulher, torna-se" , Porque conosco, homens, seria diferente ? Quando se analisa a luta por igualdade entre o feminino e masculino, parte-se de um ,falso, pressuposto de que somos privilegiados, simplesmente por termos um par de bagos balançando entre nossas pernas, o suficiente pra fazer -nos sentir culpa por sermos o que somos.

Honrar o que somos, ou pretendemos ser , exige mais do que ser um gênero amorfo.
Páginas: 1 2 3