Fórum do Búfalo

Versão Completa: A juventude Brasileira atual
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2 3
Apois então: Depois de longos (na verdade, nem tão longos) meses interagindo em doses homeopáticas no fórum e de maneira muito invasiva, eu resolvi abrir outro tópico.


Como eu sou bem novo (Não só para os padrões) do fórum e portanto muito do que eu estou vivendo agora já é um fato passado e batido pra 99% dos confrades, eu resolvi falar da única coisa que está em voga na minha vida atualmente e é algo que eu creio que apenas eu posso falar com mais propriedade justamente por estar inserido nesse nicho da sociedade: A juventude brasileira atual.


Baseado nas minhas impressões e um leve conhecimento sobre a juventude X (ou y,z; Eu não sei essas nomenclaturas de viadão), decidi fazer um apanhado dos grupinhos que mais me chamam a atenção e a conclusão que se pode tirar depois de feitas todas essas observações.


Vale salientar também que eu me refiro aos adolescentes em geral de RECIFE (Cidade onde moro), então algumas coisas do que eu falar podem não se aplicar pras outras capitais ou interiores desse Brasilzão.


Feitas estas considerações, vamos para o texto em si:


A JUVENTUDE BRASILEIRA DISSECADA


Eu posso me classificar como um 'outsider' por não me encaixar na maioria desses sub-grupinhos ou me encaixar em alguns mas não por completo. Eu tenho uma lista extremamente seleta de amigos e até mesmo neles eu noto traços repetidos (e consequentemente em mim também).


Nas escolas/bairros mais abonados, tem os 'sou riquinho mas quero ser favela'. Essa galerinha acha estilo escutar damassaclan, colocar alargador, repetir jargões esquerdistas de rappers traficantes e fazer apologia inconscientemente a agenda marxista. Ficam compartilhando essas poesias tacanhas de páginas como "Beco do poeta", "Haikaiss letras" e "Brasileiríssimos" (Essa é a pior disparada.


Acham que são politizados mas não passam de fantoches.


Aí chega nos bairros menos abonados, e que consequentemente tem escolas menos abonadas, e aí que vem os reais favelas. Um povo que cresceu escutando toda sorte de MC que você imaginar vomitando as putarias mais intragáveis e decadentes que um ser humano poderia conceber. Nem Sade seria tão...Sádico. (Piada ruim).


O que acontece é que essas porras grudam no cérebro da pessoa, e aliada as experiências de vida dela, todos as carnificinas, toques de recolher e assaltos que esse cidadão presenciou, bem, isso influencia as pessoas. Os 'adolescentes favela' aqui em Recife adoram citar as músicas do MC Sheldon "O meu corpo tá mexendo sozinho..." e gírias de favelado como "Cuida bem da tua bebê" e outras merdas do tipo, além de terem na ponta da língua a última música que o MC pica mole acabou de gravar (Saber a tabela periódica que é bom nada, né seu porra?).


Isso, se tratando dos meninos. As meninas são tudo isso que eu citei mas em menores quantidades, embora haja o agravante das roupas de puta e da aspiração secreta (e as vezes nem secreta) de ser uma puta de luxo (Já ouvi isso de uma). Geralmente encontrados no Ibura (Sim, o bairro com o maior índice de contaminação de aedes aegypti) e em outros bairros no 'estilo'.


A seguir vem os fracassados feministas(os). Essa gentaralha ADORA repetir jargões feministas e inconscientemente (até porque são tão incompetentes que nem pra saber de onde a ideologia podre que aderiram vem) também propagam a agenda marxista. As meninas em especial adoram andar que nem putas com shortinhos atolados no cu e se embebedar em festas requebrando até o chão (AO SOM DE MC SHELDON) e bancarem a espírito livre.


São burras, não fazem nada de importante ou relevante na vida além de postar fotos exibindo o corpo ou a cara espinhenta no "bostaface" ou compartilharem mais imagens bostas da "Brasileiríssimos", "Iconoclastia incendiária", "feminazismo sem demagogia" e outras bostas do gênero. O pior é saber que uma dessas (serviu até de base pra eu escrever esse parágrafo) namora um amigo meu que aspira ser PADRE e o cara pensa sériamente em desistir da vida clerical por causa dela. E nem mangina no sentido clássico o cara é...


A seguir vem os indies, os metidos a cult e os invisíveis. Mas não vou poder comentar agora. Vou deixar como uma parte 2...
(17-03-2016, 12:30 AM)Sidebottom Escreveu: [ -> ]Apois então: Depois de longos (na verdade, nem tão longos) meses interagindo em doses homeopáticas no fórum e de maneira muito invasiva, eu resolvi abrir outro tópico.


Como eu sou bem novo (Não só para os padrões) do fórum e portanto muito do que eu estou vivendo agora já é um fato passado e batido pra 99% dos confrades, eu resolvi falar da única coisa que está em voga na minha vida atualmente e é algo que eu creio que apenas eu posso falar com mais propriedade justamente por estar inserido nesse nicho da sociedade: A juventude brasileira atual.


Baseado nas minhas impressões e um leve conhecimento sobre a juventude X (ou y,z; Eu não sei essas nomenclaturas de viadão), decidi fazer um apanhado dos grupinhos que mais me chamam a atenção e a conclusão que se pode tirar depois de feitas todas essas observações.


Vale salientar também que eu me refiro aos adolescentes em geral de RECIFE (Cidade onde moro), então algumas coisas do que eu falar podem não se aplicar pras outras capitais ou interiores desse Brasilzão.


Feitas estas considerações, vamos para o texto em si:


A JUVENTUDE BRASILEIRA DISSECADA


Eu posso me classificar como um 'outsider' por não me encaixar na maioria desses sub-grupinhos ou me encaixar em alguns mas não por completo. Eu tenho uma lista extremamente seleta de amigos e até mesmo neles eu noto traços repetidos (e consequentemente em mim também).


Nas escolas/bairros mais abonados, tem os 'sou riquinho mas quero ser favela'. Essa galerinha acha estilo escutar damassaclan, colocar alargador, repetir jargões esquerdistas de rappers traficantes e fazer apologia inconscientemente a agenda marxista. Ficam compartilhando essas poesias tacanhas de páginas como "Beco do poeta", "Haikaiss letras" e "Brasileiríssimos" (Essa é a pior disparada.


Acham que são politizados mas não passam de fantoches.


Aí chega nos bairros menos abonados, e que consequentemente tem escolas menos abonadas, e aí que vem os reais favelas. Um povo que cresceu escutando toda sorte de MC que você imaginar vomitando as putarias mais intragáveis e decadentes que um ser humano poderia conceber. Nem Sade seria tão...Sádico. (Piada ruim).


O que acontece é que essas porras grudam no cérebro da pessoa, e aliada as experiências de vida dela, todos as carnificinas, toques de recolher e assaltos que esse cidadão presenciou, bem, isso influencia as pessoas. Os 'adolescentes favela' aqui em Recife adoram citar as músicas do MC Sheldon "O meu corpo tá mexendo sozinho..." e gírias de favelado como "Cuida bem da tua bebê" e outras merdas do tipo, além de terem na ponta da língua a última música que o MC pica mole acabou de gravar (Saber a tabela periódica que é bom nada, né seu porra?).


Isso, se tratando dos meninos. As meninas são tudo isso que eu citei mas em menores quantidades, embora haja o agravante das roupas de puta e da aspiração secreta (e as vezes nem secreta) de ser uma puta de luxo (Já ouvi isso de uma). Geralmente encontrados no Ibura (Sim, o bairro com o maior índice de contaminação de aedes aegypti) e em outros bairros no 'estilo'.


A seguir vem os fracassados feministas(os). Essa gentaralha ADORA repetir jargões feministas e inconscientemente (até porque são tão incompetentes que nem pra saber de onde a ideologia podre que aderiram vem) também propagam a agenda marxista. As meninas em especial adoram andar que nem putas com shortinhos atolados no cu e se embebedar em festas requebrando até o chão (AO SOM DE MC SHELDON) e bancarem a espírito livre.


São burras, não fazem nada de importante ou relevante na vida além de postar fotos exibindo o corpo ou a cara espinhenta no "bostaface" ou compartilharem mais imagens bostas da "Brasileiríssimos", "Iconoclastia incendiária", "feminazismo sem demagogia" e outras bostas do gênero. O pior é saber que uma dessas (serviu até de base pra eu escrever esse parágrafo) namora um amigo meu que aspira ser PADRE e o cara pensa sériamente em desistir da vida clerical por causa dela. E nem mangina no sentido clássico o cara é...


A seguir vem os indies, os metidos a cult e os invisíveis. Mas não vou poder comentar agora. Vou deixar como uma parte 2...

Esses grupos sempre existiram e continuarão a existir, com algumas variações!

É próprio dos jovens a despreocupação com a vida futura. Eles acham que tudo se resume ao aqui e agora mas, com o passar dos anos, descobrem que a banda não toca bem assim...

Se terão futuro ou não, problema deles! Tô nem aí! Tô focado em mim e em meu desenvolvimento!

yaoming
Aqui no Estado de São Paulo a moda é ser chave, ou chavoso.

Exemplo:
[Imagem: 1975067_491381560966547_1671802623_n.jpg]

Reparem na mãozinha...

Outra coisa que vejo no estado de SP são os famosos SWAGs:

[Imagem: swag600x400_1.jpg]


O objetivo dos jovens é serem famosinhos no Facebook, quanto mais likes você tiver, mais status você tem.

Ainda existem também os loucos de doce (PSICODÉLICOS), estes estão em todas as baladas, o objetivo é ficar fora do ar a noite inteira, segundo eles isso é curtir.

DOCE (LSD):
[Imagem: Bike+1943.jpg]


Ainda existem aqules que são uma variação de tudo isto, são adolescentes que não tem estilo definido, o que importa é chamar a atenção, o indivíduo entra na balada de chinelo, um oculos juliet, um chapéu indiana jones e uma camisa com mini estampas da cannabis sativa.

Existem também os skatistas:

[Imagem: 13174141.jpeg]


Estes são os principais, mas ainda existem muitas variações, a moda agora é ser diferente, famosinho é aquele que tem o tênis diferente de todo mundo.


Uma coisa que percebi frequentando os lugares com muitos jovens é que não existe mais o chaveco do homem na mulher. O objetivo é ficar louco na festa, tanto homem e mulher, a putaria come solta, no outro dia geral tem desculpa esfarrapada.

EDIT:


AINDA EXISTEM AS UNIVERSITARIAS QUE ESTÃO EM TODOS CHURRAS, MUITA CACHAÇA MESMO!

[Imagem: ConcursoGarotaRoxyUniver.jpg]

TEM A TURMA DO LEGALIZE E NARGUILLEIROS!

[Imagem: fPgj9VCL_400x400.jpeg]

VOU EDITANDO AOS POUCOS.
(17-03-2016, 05:38 PM)Mr. L Escreveu: [ -> ]Aqui no Estado de São Paulo a moda é ser chave, ou chavoso.

Exemplo:
[Imagem: 1975067_491381560966547_1671802623_n.jpg]

Reparem na mãozinha...

Outra coisa que vejo no estado de SP são os famosos SWAGs:

[Imagem: swag600x400_1.jpg]


O objetivo dos jovens é serem famosinhos no Facebook, quanto mais likes você tiver, mais status você tem.

Ainda existem também os loucos de doce (PSICODÉLICOS), estes estão em todas as baladas, o objetivo é ficar fora do ar a noite inteira, segundo eles isso é curtir.

DOCE (LSD):
[Imagem: Bike+1943.jpg]


Ainda existem aqules que são uma variação de tudo isto, são adolescentes que não tem estilo definido, o que importa é chamar a atenção, o indivíduo entra na balada de chinelo, um oculos juliet, um chapéu indiana jones e uma camisa com mini estampas da cannabis sativa.

Existem também os skatistas:

[Imagem: 13174141.jpeg]


Estes são os principais, mas ainda existem muitas variações, a moda agora é ser diferente, famosinho é aquele que tem o tênis diferente de todo mundo.


Uma coisa que percebi frequentando os lugares com muitos jovens é que não existe mais o chaveco do homem na mulher. O objetivo é ficar louco na festa, tanto homem e mulher, a putaria come solta, no outro dia geral tem desculpa esfarrapada.

hehehe é isto mesmo confrade e "manginisticamente" falando não existe "barganha" melhor "para pegar ar 9vinha" do que um juliet na cara, cabelo chave, garrafas de bebida cara, fumar maconha, usar doce, tenis de "milzão", e qualquer carro com som alto.

Ser bombado? Bem Vestido? Falar bem?
Conta, mas muito pouco.
Os jovens atualmente estão dessa forma tudo por criação dos pais os pais parecem que tem medo dos seus filhos. tem medo de chamar atenção , de dar umas palmadas boas quando necessário.

Oque mais vejo em baile funks são meninas e meninos de 13,14 ,15 anos usando drogas. Baforando , Fumando , Bebendo , caindo de bebada , caindo por efeito das drogas , dando para homens mais velhos.

Aonde esta os pais de umas criaturas dessas? se os pais de umas crianças dessas realmente se importassem com elas , concerteza nao estariam a noite 3 horas da manha na rua , bebendo e baforando LOLO. o pior de tudo e ver no outro dia elas Gabando-se de suas putaria realizadas durante a noite , das bebidas que bebeu , dos PT's que aconteceu , das drogas inaladas , e isso tudo na cabeça deles e tudo normal , e os pais deixando tudo acontecer de boa , e ' normal para idade deles'
(17-03-2016, 06:19 PM)DON ROCKY Escreveu: [ -> ]Os jovens atualmente estão dessa forma tudo por criação dos pais

Oque mais vejo em baile funks são meninas e meninos de 13,14 ,15 anos , aqui em minas gerais as meninas vestem shorts que nem mesmo servem nelas , devem pegar da irma vadia mais velha , passam uma prancha quente no cabelo enche a cara de pó roial , e sai para a noite para curtir os baile.

Aonde esta os pais de umas criaturas dessas? se os pais de umas crianças dessas realmente se importassem com elas , concerteza nao estariam a noite 3 horas da manha na rua , bebendo e baforando LOLO. o pior de tudo e ver no outro dia elas Gabando-se de suas putaria realizadas durante a noite , das bebidas que bebeu , dos PT's que aconteceu , das drogas inaladas , e isso tudo na cabeça deles e tudo normal , e os pais deixando tudo acontecer de boa , e ' normal para idade deles'


Verdade kkkkkkkk
(17-03-2016, 06:17 PM)Agenor12 Escreveu: [ -> ]hehehe é isto mesmo confrade e "manginisticamente" falando não existe "barganha" melhor "para pegar ar 9vinha" do que um juliet na cara, cabelo chave, garrafas de bebida cara, fumar maconha, usar doce, tenis de "milzão", e qualquer carro com som alto.

Ser bombado? Bem Vestido? Falar bem?
Conta, mas muito pouco.

Tudo isto usando réplicas, diga-se de passagem. Digo isto pois já vi neguinho com a pachorra de falsificar até etiqueta e andar com ela para dizer que era "original", isto há mais de 5 anos, quando juliet começou a bombar.

Um fim de semana destes mesmo, eu encerando o carro e vi uma cena cômica: um mlk de uns 16 anos vizinho meu comprou uma garrafa de "rédilaibel", ficou tirando fotos para postar no facelixo, junto com os amiguinhos parasitas, foi só a garrafar secar que nego dispersou igual barata fugindo de baygon. yaoming
E não pensem que isso só ocorre na "cidade grande", aqui no interior também rola essas putarias(em menor grau).
(17-03-2016, 06:36 PM)Gary Holt Escreveu: [ -> ]
(17-03-2016, 06:17 PM)Agenor12 Escreveu: [ -> ]hehehe é isto mesmo confrade e "manginisticamente" falando não existe "barganha" melhor "para pegar ar 9vinha" do que um juliet na cara, cabelo chave, garrafas de bebida cara, fumar maconha, usar doce, tenis de "milzão", e qualquer carro com som alto.

Ser bombado? Bem Vestido? Falar bem?
Conta, mas muito pouco.

Tudo isto usando réplicas, diga-se de passagem. Digo isto pois já vi neguinho com a pachorra de falsificar até etiqueta e andar com ela para dizer que era "original", isto há mais de 5 anos, quando juliet começou a bombar.

Um fim de semana destes mesmo, eu encerando o carro e vi uma cena cômica: um mlk de uns 16 anos vizinho meu comprou uma garrafa de "rédilaibel", ficou tirando fotos para postar no facelixo, junto com os amiguinhos parasitas, foi só a garrafar secar que nego dispersou igual barata fugindo de baygon. yaoming

Hilário, a juventude, digo, a grande parte da juventude é doentia.
(17-03-2016, 06:43 PM)Mr. L Escreveu: [ -> ]
(17-03-2016, 06:36 PM)Gary Holt Escreveu: [ -> ]
(17-03-2016, 06:17 PM)Agenor12 Escreveu: [ -> ]hehehe é isto mesmo confrade e "manginisticamente" falando não existe "barganha" melhor "para pegar ar 9vinha" do que um juliet na cara, cabelo chave, garrafas de bebida cara, fumar maconha, usar doce, tenis de "milzão", e qualquer carro com som alto.

Ser bombado? Bem Vestido? Falar bem?
Conta, mas muito pouco.

Tudo isto usando réplicas, diga-se de passagem. Digo isto pois já vi neguinho com a pachorra de falsificar até etiqueta e andar com ela para dizer que era "original", isto há mais de 5 anos, quando juliet começou a bombar.

Um fim de semana destes mesmo, eu encerando o carro e vi uma cena cômica: um mlk de uns 16 anos vizinho meu comprou uma garrafa de "rédilaibel", ficou tirando fotos para postar no facelixo, junto com os amiguinhos parasitas, foi só a garrafar secar que nego dispersou igual barata fugindo de baygon. yaoming

Hilário, a juventude, digo, a grande parte da juventude é doentia.

HAHAHAHH

RédiLêibou falsificado feito de whisky barato misturado com cachaça, fabricado no P sul da CeiLondres e nego ainda acha que isso é ostentar, hahaha.

Cara, vi isso demais... Nego com Springblade cor neon réplica, Juliet parecendo um parabrisa de caminhão falsificado, Cordão de lata banhado, "sonzão" do carro montado com peça comprada na RobAuto ou Feira do Rolo/Priquito¹ dividido em 30 x e o cara achando que é playboy...

( 1 - Demais confrades, adaptem à realidade das suas regiões, P sul, CeiLondres, RobAuto e Feira do Rolo e do Priquito são locais míticos aqui do DF, né não Gary? HAHAHA)
Aqui no meu estado é modinha andar de chapéu country, camisa listrada, calça apertada estilo sertanejo universitário. Sem falar em tocar o berrante, andar à cavalo, e ter um estilo parecido com cantores como Luan Santana, Gustavo Lima, e essas merdas.

Os universitários querem ir pra festas, encher a cara ate vomitar, e chegar em casa "loko". Ai no outro dia ficam falando "Nossa, fulano bebeu ate desmaiar, loko demais kkkkkkkkkk". Basicamente, ser universitário se resume em destruir seu corpo com as mais variadas drogas.

Esqueci de dizer. Mas as mulheres novinhas querem ir pra festinha se embebedar, ficar com vários aleatórios e no outro dia se gabar disso. Esses dias conversando com um ex-colega de sala, ele me fala que foi em uma festa, e no meio dela, uma mulher casada começa a se esfregar nele, lamber e coisas do tipo. Pelo que me disse ele não encarou, o fato de ser casada pesou ali na consciência dele.
(17-03-2016, 07:38 PM)Царь - Czar Escreveu: [ -> ]Aqui no meu estado é modinha andar de chapéu country, camisa listrada, calça apertada estilo sertanejo universitário. Sem falar em tocar o berrante, andar à cavalo, e ter um estilo parecido com cantores como Luan Santana, Gustavo Lima, e essas merdas.

Os universitários querem ir pra festas, encher a cara ate vomitar, e chegar em casa "loko". Ai no outro dia ficam falando "Nossa, fulano bebeu ate desmaiar, loko demais kkkkkkkkkk". Basicamente, ser universitário se resume em destruir seu corpo com as mais variadas drogas.


Se resume em foderem com o corpo/Saúde além de serem ETERNOS caixas eletronicos ambulantes, pois os Retardados daqui pagam cerveja, dão carona, fazem as macaquices e não pegam ninguém.

Tenho uns amigos que estão caindo na Real e largando mão de serem trouxas.
Ha, o tópico tá rendendo. Bom que vocês se disporam a contar suas impressões a respeito do lugar em que vocês vivem. Eu não vou poder terminar o texto agora, embora ainda falte uma metade dele (Sim, outro texto desse tamanho) e eu precise fazer umas 'revisões' e adaptações, já que eu escrevi o tópico num frenesi de 20 minutos e não pensei em muita coisa.

Mas os Cults e os Indies são só uma variável do mesmo grupinho nojento, além d'eu ter omitido os zueirinhos de internet que as vezes se mesclam com os invisíveis e as vezes não.

Bem, é isso.
Eu me identifiquei com a seguinte passagem:

"Eu posso me classificar como um 'outsider' por não me encaixar na maioria desses sub-grupinhos ou me encaixar em alguns mas não por completo. Eu tenho uma lista extremamente seleta de amigos e até mesmo neles eu noto traços repetidos (e consequentemente em mim também)."

Tenho 19 anos, ainda sou jovem e convivo com jovens, não surpreendentemente. Mesmo estando na suposta melhor escola de engenharia da América Latina, a repetição dos padrões citados no tópicos é gritante. Porém, como a maioria das pessoas são ricas, o padrão que mais se repete por aqui é o de pagar de intelectual. Ser feminazi, por exemplo, virou uma moda. Várias garotas dizendo que são feministas só porque devem achar legal ser uma.

Bom, não consigo me identificar com nenhum dos grupos. Eu gosto de algumas músicas alternativas, mas quando vejo esse povo que frequenta o Lollapalooza me dá vontade de vomitar. Eu simplesmente não tenho o menor interesse por esse tipo de grupo formado, em sua maioria, por jovens imbecis.
(17-03-2016, 10:08 PM)Shinji Kagawa Escreveu: [ -> ]Eu me identifiquei com a seguinte passagem:

"Eu posso me classificar como um 'outsider' por não me encaixar na maioria desses sub-grupinhos ou me encaixar em alguns mas não por completo. Eu tenho uma lista extremamente seleta de amigos e até mesmo neles eu noto traços repetidos (e consequentemente em mim também)."

Tenho 19 anos, ainda sou jovem e convivo com jovens, não surpreendentemente. Mesmo estando na suposta melhor escola de engenharia da América Latina, a repetição dos padrões citados no tópicos é gritante. Porém, como a maioria das pessoas são ricas, o padrão que mais se repete por aqui é o de pagar de intelectual. Ser feminazi, por exemplo, virou uma moda. Várias garotas dizendo que são feministas só porque devem achar legal ser uma.

Bom, não consigo me identificar com nenhum dos grupos. Eu gosto de algumas músicas alternativas, mas quando vejo esse povo que frequenta o Lollapalooza me dá vontade de vomitar. Eu simplesmente não tenho o menor interesse por esse tipo de grupo formado, em sua maioria, por jovens imbecis.

Mandou a letra.

Vale ressaltar também que muitos dos relatos dos confrades foram mais em relação a jovens adultos do que adolescentes de fato. Não deixa de ser juventude, mas mesmo assim eu me refiro a uma galerinha um pouco mais nova...
hj as novinha ja olha querendo pica
(17-03-2016, 10:08 PM)Shinji Kagawa Escreveu: [ -> ]Eu me identifiquei com a seguinte passagem:

"Eu posso me classificar como um 'outsider' por não me encaixar na maioria desses sub-grupinhos ou me encaixar em alguns mas não por completo. Eu tenho uma lista extremamente seleta de amigos e até mesmo neles eu noto traços repetidos (e consequentemente em mim também)."

Tenho 19 anos, ainda sou jovem e convivo com jovens, não surpreendentemente. Mesmo estando na suposta melhor escola de engenharia da América Latina, a repetição dos padrões citados no tópicos é gritante. Porém, como a maioria das pessoas são ricas, o padrão que mais se repete por aqui é o de pagar de intelectual. Ser feminazi, por exemplo, virou uma moda. Várias garotas dizendo que são feministas só porque devem achar legal ser uma.

Bom, não consigo me identificar com nenhum dos grupos. Eu gosto de algumas músicas alternativas, mas quando vejo esse povo que frequenta o Lollapalooza me dá vontade de vomitar. Eu simplesmente não tenho o menor interesse por esse tipo de grupo formado, em sua maioria, por jovens imbecis.

No meu tempo, se pagava de intelectual no orkut colocando frases de efeito e postando fotos de pobreza para demonstrar nobreza de espírito diante da realidade cruel.

Na prática, era tudo, menos aquilo que aparentava ser. Parecia mais uma avatar do que propriamente uma pessoa (quem lembra da época daqueles avatares do orkut?).

Já a classe mais rica quando queria demonstrar ser intelectual, adorava pagar de revolucionário. Mas só fachada, era mais para ocupar a mente com alguma coisa e se aparecer para algumas pessoas.

Não existia esse negócio de feminazi, era bem raro.

Vai ver por isso que na época do orkut os relatos eram mais sinistros, porque ainda existia uma porcentagem de idealização que se mantinha graças ao fato de elas não terem chegado ao fundo do posso e ser difícil de reconhecer quem era vadia ou não na época.

Atualmente, ficou muito mais fácil saber quando uma mulher é vadia ou não.

Fiquei curioso em relação a esse Lollapalooza. O que é exatamente isso ?????
Eu já não sou tão jovem assim, mas pelo que dá pra perceber, aqui no PR, interior, os jovens não tem essa modinha escrota de ser funkeiro. Tem a piazada que rebaixa carro e etc, mas é vestido de forma "normal" por assim dizer. As guria não são tão metidas a funkeira, apesar que aumentou os ouvintes dessa bosta de uns tempos para cá.

Mas uma coisa que é unanimidade é que as meninas, 9vinhas e mais velhas, todas andam com calção enfiado no cu.
Da pra ter uma ideia ´porque a mulher moderna gosta DE SEXO ANAL!
(18-03-2016, 12:49 PM)Herculles Escreveu: [ -> ]Eu já não sou tão jovem assim, mas pelo que dá pra perceber, aqui no PR, interior, os jovens não tem essa modinha escrota de ser funkeiro. Tem a piazada que rebaixa carro e etc, mas é vestido de forma "normal" por assim dizer. As guria não são tão metidas a funkeira, apesar que aumentou os ouvintes dessa bosta de uns tempos para cá.

Mas uma coisa que é unanimidade é que as meninas, 9vinhas e mais velhas, todas andam com calção enfiado no cu.
Eu também, por aqui a piazada só curte essas porras de sertanejo manginaversitario, de encher o rabo de alcool até cair e ficar vomitando. De qual região tu é?(se não quiser responder blz)
Páginas: 1 2 3