Fórum do Búfalo

Versão Completa: Lugares para viajar
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2 3 4
(27-09-2017, 12:14 PM)Challenger Escreveu: [ -> ]
(27-09-2017, 11:32 AM)Avenger Escreveu: [ -> ]
(27-09-2017, 10:15 AM)Challenger Escreveu: [ -> ]Estou procurando um litoral para descansar no fim do ano!Detalhe:irei sozinho!Estive olhando na CVC e no Decolar.com mas está difícil.Viajar para fora fica mais em conta por incrível que pareça.

De boa confrade, esquece CVC, aquilo ali é o "Mcdonalds" das agências de viagem. Ali a facada é certa! Procura por agências menores da tua cidade que provavelmente encontrará melhores condições. Ou, se tu tem tempo, pesquisa e faz por conta a viagem.

Sim,a CVC é uma facada na hora de finalizar um pacote.Apenas gosto de compará-la com a Decolar.E a diferença é grande.Infelizmente aqui na minha cidade tem agências credenciadas apenas pela CVC.
Estou entre Santos,Natal ou Florianópolis.
Santos é o problema que não tem aeroporto.O deslocamento é complicado.Floripa estou achando muito caro para 3 dias.E Natal são os horários ruins de avião e indisponibilidade de hotel em dezembro.Vamos ver o que faço aqui.
Valeu pela dica!

Se puder evite dezembro, depois do feriado de finados os preços de modo geral disparam, só abaixando novamente depois do carnaval.

Eu mesmo já tô programando minhas férias no ano que vem para abril/maio, que é baixa temporada. Já vi passagem Bsb-Recife por menos de 500 reais, nesse período.

Só não fechei ainda pq tenho que ter certeza de quando a Sra. Wales vai estar de férias e pq ainda não decidi para onde vamos - To indeciso entre Natal, João Pessoa e Maceió.

Sobre pacotes, eu prefiro montar eu mesmo meu pacote. Minha estratégia é a seguinte:


O decolar é muito bom para acompanhar o preço das passagens - tem um tipo de "alerta" que você configura e, a partir do momento que a passagem atinge aquele valor, ela te dispara um e-mail. Realmente é muito bom.

Já pra hotel, eu gosto de olhar no Booking e no Trivago, principalmente o primeiro - muitos dos locais não exigem cartão de crédito para reserva e você tem opção de cancelamento grátis. No trivago eu entro só para comparar os preços mesmo.

Já sobre os passeios, eu geralmente procuro alguém que conheça o local, ou até mesmo na internet. Monto itinerários e tal, já com noção dos preços... até esse tópico foi de extrema valia.
Challenger procure hotéis e pousadas no Booking ou TripAdvisor, ou o Trivago como o Josey citou. Esquece essas agências aí, é furada.
Sobre passagem aérea, use o app Voe Livre (tem pra Android, não sei se tbm tem pra quem usa iOS), tu pode criar um alerta e sempre que a passagem tiver alteração de preço ele te avisa.
Viajar fim de ano é facada, alta temporada, lugares cheios, dificuldade pra achar vaga, é um porre.
(28-09-2017, 11:55 AM)mente Escreveu: [ -> ]Challenger procure hotéis e pousadas no Booking ou TripAdvisor, ou o Trivago como o Josey citou. Esquece essas agências aí, é furada.
Sobre passagem aérea, use o app Voe Livre (tem pra Android, não sei se tbm tem pra quem usa iOS), tu pode criar um alerta e sempre que a passagem tiver alteração de preço ele te avisa.
Viajar fim de ano é facada, alta temporada, lugares cheios, dificuldade pra achar vaga, é um porre.

Só pra complementar a resposta do confrade Mente:

App pra passagens aéreas: skyscanner

Site para verificar estadias: airbnb - esse tem várias opções tipo pousadas, hostel, até kitinete pra alugar. Já usei algumas vezes, tem ofertas que saem mais barato que hotel, e às vezes com localização melhor. Vale a pena conferir.

Interessante sempre verificar as qualificações dos locais no tripadvisor. o Pessoal tb posta fotos dos quartos, banheiros e talz, mostrando os possíveis defeitos e qualidades.
Obrigado confrades Josey,Mente e Avenger.Deixa eu tomar um ar aqui com tanta informação!rs
O caso é que as minhas férias começam no dia 20 de dezembro e é o que eu tenho de disponibilidade.Quanto mais cedo antecipar uma viagem mais barato fica.
Vou olhar com mais calma depois, já que escolhi Niterói (RJ), por ficar mais em conta.

Abraços!
Challenger, Niterói tá com índice altíssimo de assaltos cara, eu tava pensando em me mudar pra lá e desisti por causa disso. Se for passar férias lá mesmo, atenção redobrada nas ruas.
(29-09-2017, 11:08 AM)mente Escreveu: [ -> ]Challenger, Niterói tá com índice altíssimo de assaltos cara, eu tava pensando em me mudar pra lá e desisti por causa disso. Se for passar férias lá mesmo, atenção redobrada nas ruas.

Sim,já estou ligado nisso.Vou tomar os devidos cuidados!O hotel eu já reservei.As passagens aéreas por enquanto estou olhando.Achei por R$305 (ida e volta - Santos Dumont) pela Azul.O valor mais em conta até o momento!
Um lugar que fui recenemtente foi Bariloche(Argentina), o que gostei de lá. 

1 - A arquitetura gótica de muitos lugares
2 - A limpeza da cidade(não é tão limpa quanto esperava, mas é bem mais que qualquer cidade que vi em ctba)
3 - Consigo achar roupa e tênis no meu número. Tenho 1,84m e ombros largos, aqui no Brasil e bem tenso achar sapato e roupa pra mim, lá segundo uma vendedora até sapato nª 48 é fácil achar(uso 44-45)
4 - A neve é tão boa, principalmente no cerro bayo
5 - Os chocolates caseiros
6 - Apesar da forte tradição de chocolate caseiro, o pessoal lá não é gordo. Na realidade, as mulheres de lá são bem mais bonitas que as Brasileiras, a primeira garçonete que me atendeu lá era uma ruiva de olhos azuis e magrinha...

O que não gostei
1 - Muito lotado. Muita gente deve ter aproveitado a desvalorização do peso pra ir lá(estou incluso nisto rsrs)
2 - A falta de educação, não tanto dos argentinos, mas sim dos brasileiros. É comum ver um casal ocupar uma mesa de 6-8 pessoas e forçar uma família maior a comer separado
3 - A internet lá e um lixo. Eu queria mandar foto pra família, mas muitas vezes não cosnegui
4 - O preço nos locais turísticos Pagar uma VAN + Instrutor de Sky + etc acaba ficando bem caro, o preço pode variar de acordo com o quanto o peso vale em relação ao real, mas aqui tem uma tabela de preços no Cerro Bayo > https://www.cerrobayo.com.ar/tarifas/pases.php
5 - Na cidade, só nevou no último dia que estive lá. Todos os outros dias, só vi neve nas "montanhas"...

Video de um casal Argentino em Bariloche


Agora umas fotos.

Barcos :

Mostrar ConteúdoSpoiler:

Neve
Mostrar ConteúdoSpoiler:

Construções
Mostrar ConteúdoSpoiler:

Não vou postar mais fotos pra não poluir o tópico, mas quem quiser mais fotos, veja aqui > https://imgur.com/a/oy0ngie
Vou fazer um posto sobre a China também mais tarde.
Demorei pra cacete e e posto não vai ficar tão legal quanto o do Thanatos. Não dormi essa noite e to acordado a base de pura força de vontade, fé em Nosso Senhor Jesus Cristo e cafeína. Enfim...

Primeira coisa, a China é do CARALHO. Tirem da sua cabeça a imagem de uma ditadura como Coreia do Norte ou Cuba. SObre o aspecto político, eu vejo a China mais como uma irmã distante da Rússia. Veste o ''comunismo'' por fora, mas por dentro o capitlaismo é nervoso. Obviamente com as suas ressalvas. Não tenho nenhum roteiro e vou falando das coisas com o que eu me lembrar enquanto eu escrevo.

A PRIMEIRA coisa que eu fiz quando cheguei lá for ir para a Muralha da China. Mas antes, passei por Pequim (a Muralha fica há alguns KMs de Pequim). Era 5h da manhã no horário local. Meio de novemrbo, fim do outono, quase início do inverno, temperatura de -10 graus negativos, só que sem um pingo de neve. A sensação de finalmente ver a minha respiração foi foda e o mais próximo que eu vou chegar da sensação de fumar yaoming

O que eu notei é que a cidade era EXTREMAMENTE ORGANIZADA. A cidade tinha milhares, senão, milhões de carros ao mesmo tempo, e apesar de tudo, pouco engarrafamente se tinha. As ruas eram praticamente impecáveis de limpas. A guia turística afirmou uma situação semelhante a que ocorre aqui: os preços dos apartamentos (pouquíssimas casas) são caros, então a amior parte dos estudantes moram em regiões fora das cidades. Ela citou um dado que eu não sei se é verdade: os estudantes levam em torno de pouco menos que meia hora pra chegar no centro da cidade de Pequim se sairem de suas casas que ficam há aproximadamente 20KM de distância. Minha dama que mora há mais ou menos essa distância da cidade, leva no mínimo o dobro de tempo em dias bons.

No caminho para a Muralha, a paisagem era simplesmente sensacional. Montanhas e vales. Parecia outro mundo. Uma paisagem linda. Eu vou repetir isso várias vezes durante o texto: faz quase um ano dessa viagem e eu lembro como se fosse ontem. Ao chegar na Muralha, aquela sensação que não consigo descrever, mas era muito boa. Exatamente por não saber descrever, paro por aqui.

Não sei alguns de vocês pensam assim, mas a Muralha é feita de escadas e não de rampas. Não precisa relatar a paisagem, vocês já devem saber a minha opinião. Vários lances de escadas. Eu achei que seria moleza subir. Eu sempre dou uma corrida de uns 20 minutos sem parar e fico apenas um pouco ofegante. Não aguentei subir uns 30 degraus e tive que parar porque não aguentava mais. Não contava com o ar rarefeito e o frio extremo. Só sei que explorei aquele lugar que nem uma criança. Vários estrangeiros de diersas nacionalidades. Ouvi vários idiomas por lá como o espanhol, francês, holandês, alemão e claro, o próprio chinês. Por incrível que pareça, não ouvi ninguém falando inglês lá.

Ao sair, almoçamos em um restaurante e fomos para um hotel CINCO ESTRELAS. Vocês já devem imaginar como era o atendimento. Eu sera totalmente virjão então me surpreendi com tudo. Abria a porra da porta com um CARTÃO e não com uma chave yaoming

Naquele dia eu fiquei um pouco febril. Creio que foi por conta do frio. Dormi e acordei 3 da madrugada. O meu companheiro de quarto também acordado, chamamos duas moças do nosso grupo lá pro quarto. Deixa o pau na cueca porque a chamamos pra jogar poker com a gente haha E foi muito divertido. Ficamos até umas 5 da manhã e voltamos a dormir para acordar umas 7h.

Daí, fomos para a CIDADE PROIBIDA (lugar que o CR7, principal propagador das ideias globalistas, visitou recentemente). Depois eu continuo. Mas ainda tem muito mais pra eu contar. Histórias de como eu conheci uma russa e criei um relacionamento com a mesma, de como eu fui no museu nacional da China, de quando eu visitei o arcade local e desci a porrada nos flangos de lá em Tekken...enfim, agora vou tomar outro gole de café. Que Deus os abençoe. Continuo mais tarde ou amanhã;
Digons Quantas horas de voo é daqui até a China?
Eu normalmente tendo a ter uma visão pragmática e impregnada de preconceito, a China era um desses casos. Não me sinto convencido a gastar meu suado dinheiro indo lá, mas é bom ver que nem tudo é tão vermelho quanto eu imaginei que era (apesar de eu achar que tem um pouco de maquiagem "pra gringo ver" em países de esquerda, vide Cuba que é linda pra turismo, mas não queira viver lá).

No aguardo da continuação do tópico. Pretendo visitar alguns países no futuro, considero a Europa maravilhosa pra turismo, devido aos locais históricos, e pra relaxar, qualquer país quente pra mim serve, moro em Curitiba e odeio frio e tempo nublado.
Só não viajo mais por falta de grana e tempo.

Mas por enquanto tenho uma lista até interessante na manga:

BH: gosto dessa cidade. Como citei anteriormente, o Malleta era minha segunda casa qdo tou em BH. Talvez não moraria nela, já q vejo mta gente reclamando do trânsito nojento de lá.

RJ: um lugar LOUCO demais e provavelmente a parte q mais gostei de ir no BR inteiro. Se não fosse a sensação de insegurança bizarra que sinto qdo tou lá, iria mais vezes.

Recife e arredores: Fiquei uns dias lá tempos atrás e gostei pra cacete. Tirando o sol de rachar em pleno junho, q me rendeu uma insolação qdo cismei de sair pedalando pela região e quase dei um pt  yaoming
Talvez um dia eu retorne, mas já vi a maioria das coisas q tinha q ver por lá. Se forem não deixem de ir na fábrica da Carvalheira. Me infiltrei no meio de um grupo de turistas e fiquei tomando pinga até sair tonto de lá rs

João Pessoa: Passei só um dia e achei a cidade meio suja, mas as praias são bem bonitas.

Natal: Melhor q João Pessoa, na minha opinião. Se bem que achei lá meio "vazio", parece q a cidade cresceu muito em espaço só que não tem habitante suficiente pra ocupar ela.

Como no meu "rolezinho" de bicicleta cruzei 3 estados, deu pra ter uma boa ideia de alguns lugares de SP e SC:

Vale do Ribeira/SP - é um excelente passeio pra quem mora em SP/capital e arredores, por não ser tão longe e ter um bocado de opção bacana, como praias, cidades históricas, aquele clima de interior, etc

Mesmo passando pelo PR, basicamente só fiquei em Superagui, q é um lugar muito bom pra se desligar do mundo. Leva uma barraquinha e se enfie num dos inúmeros campings de lá q provavelmente o cara sai de lá novinho.

Santa Catarina gostei demais, pelo menos pra mim nenhuma cidade é ruim, especialmente Floripa, q tenho q voltar um dia pq tem coisa DEMAIS pra fazer por lá. Joinville e Balneário Camburiu tb valem uma visita.
Parabéns Barão,e obrigado por compartilhar com todos nós suas existe experiências!!
O ideal é sempre compartilhar msm, se isso pode ajudar alguém então, melhor ainda.
@Gorlami, também sou da república de Curitiba, mas gosto e muito de frio, morar no meio dasquelas "montanhas geladas" que vi em Bariloche seria um paraíso inimaginável pra mim. Pra ser sincero até aqui na capital mais fria do país, é quente demais pra mim. Eu ainda pretendo viajar pra Ukrania e pra Tierra del Fuego(extremo sul da Argentina), mas infelizmente vai uns bons anos até eu juntar dinheiro pra isto...
(01-08-2018, 04:30 AM)Thanatos Escreveu: [ -> ]@Gorlami, também sou da república de Curitiba, mas gosto e muito de frio, morar no meio dasquelas "montanhas geladas" que vi em Bariloche seria um paraíso inimaginável pra mim. Pra ser sincero até aqui na capital mais fria do país, é quente demais pra mim. Eu ainda pretendo viajar pra Ukrania e pra Tierra del Fuego(extremo sul da Argentina), mas infelizmente vai uns bons anos até eu juntar dinheiro pra isto...

Cada louco com a sua loucura haha Eu, se Deus permitir, estou com planos de visitar (e talvez, no futuro) me mudar para a Austrália...300 dias por ano de sol, e temperatura entre 15 e 30 graus celsius. E----e

Dias nublados afetam meu humor, não sei a razão, mas não curto.
Somando apenas horas de vôo e não o tempo de espera no aeroporto, deu 23h. Poderia ser apenas 20h se eu morasse em um lugar que cruzasse o oceano direto. Tive que ir pro RJ primeiro. @Gorlami: entendo perfeitamente a tua opinião, mas felizmente é apenas isso, uma opinião. A menos que exista uma conspiração muito bem feita, o lugar difere bastante de Cuba e da Coreia do Norte. Digo isso porque conheço outros brasileiros que moram lá. Sem contar os outros estrangeiros que conheci lá. A menos que todos estejam em uma mega conspiração e são pagos pelo governo e o George Soros , o lugar é bem diferente de países fudidos pelo comunismo.

No mais, a Cidade Proibida é sensacional. Imaginem aqueles filmes bem antigos do Jackie Chan e os lugares onde ele treinava neles e é o mesmo lugar. Eu sou péssimo pra descrever o lugar, basta ppesquisar pra ver como é. O que eu posso dizer é que antes da Cidade Proibida tem a Praça Tiannamen. Basicamente é um quadrado que não tem absolutamente nada no meio, mas por algum motivo, era impressionante. Fiz questão de tirar diversas fotos. Uma coisa que eu não gostei é a adoração ao FILHO DA PUTA do Mao Tse Tung. Pra não estragar o meu relato, eu paro por aqui. Talvez o único ponto negativo da viagem. Durante a visita na cidade, fiz questão de encostar nas paredes ''pra deixar a minha marca'' haha

Em seguida, no outro dia, viajamos para Jinan, o principal destino da viagem. Lá, durante o resto dos dias, fomos para diversos pontos turísticos da cidade, inclusive o Black Tigers Spring e um lago em volta. Visitmaos também a universidade de Shendong. O tratamento para com a gente era absurdo de bom. Não me refiro apenas aos que estavam designados a nos acompanhar. Por todos os lugares que eu ia, sempre tinha um nativo que pedia pra tirar foto COMIGO. Ou então conversar comigo, mesmo que em um inglês bem quebrado. Não preciso nem comentar dos atendentes de lojas e lanchonetes. No mais, a viagem foi pasicamente isso. Tivemos outras coisas por lá, mas não creio valham a pena de serem comentadas. Qualquer pergutna é só postar.
Tirou alguma foto da cidade proibida?  Fiquei mo curioso.

De qualquer forma, se alguém for pra Argentina, eu recomendo e muito o Cerro Bayo. Achei muito bom. Deem uma olhada no mapa do local

[Imagem: 01.jpg]

[Imagem: 02.jpg][

Olhem como é bonito esta neve caindo. Ski é bem mais difícil que imaginava, mas é divertido.

Link das imagens retirado de  https://www.cerrobayo.com.ar/montana/galeria/

Um video deles 



Sim, nem deu um mês que sai de lá e já to com saudade. Era tudo tão perfeito lá. Parecia um paraíso.
Confrade, quanto gastou mais ou menos nessa viagem pra Bariloche? Eu amo esquiar, é realmente bem difícil, mas depois que você aprende é muito divertido. O problema do ski é pará-lo. Você adquire velocidade de uma maneira impressionante, e se não sabe pará-lo, já era, só caindo.. Existem dois tipos de frenagem: de baixa velocidade e alta velocidade. A de baixa velocidade, você entorta os pés para dentro e vai controlando a velocidade, devagar quase parando. Se o ski embalar e você tentar fazer isso, eles vão entrar um embaixo do outro e o capote vai ser bonito. Ai você usa o tipo de frenagem de alta velocidade. Consiste em pular girando o corpo, com os skis paralelos, incline os pés contra a neve, como se fosse golpeá-la com a sola dos pés. Os skis irão te jogar fortemente para as laterais da pista, ai você repete o processo para o outro lado, e vai ziguezagueando montanha abaixo. Depois de dominada a freada de alta velocidade é só alegria. Eu levei muitos e muitos tombos até aprender.
(03-08-2018, 10:34 AM)Gandalf Escreveu: [ -> ]Confrade, quanto gastou mais ou menos nessa viagem pra Bariloche? Eu amo esquiar, é realmente bem difícil, mas depois que você aprende é muito divertido. O problema do ski é pará-lo. Você adquire velocidade de uma maneira impressionante, e se não sabe pará-lo, já era, só caindo.. Existem dois tipos de frenagem: de baixa velocidade e alta velocidade. A de baixa velocidade, você entorta os pés para dentro e vai controlando a velocidade, devagar quase parando. Se o ski embalar e você tentar fazer isso, eles vão entrar um embaixo do outro e o capote vai ser bonito. Ai você usa o tipo de frenagem de alta velocidade. Consiste em pular girando o corpo, com os skis paralelos, incline os pés contra a neve, como se fosse golpeá-la com a sola dos pés. Os skis irão te jogar fortemente para as laterais da pista, ai você repete o processo para o outro lado, e vai ziguezagueando montanha abaixo. Depois de dominada a freada de alta velocidade é só alegria. Eu levei muitos e muitos tombos até aprender.

É complicado que o peso argentino é bem instável. Variação do peso no ultimo mês

[Imagem: 1oXY66G.jpg]
fonte https://www.xe.com/currencycharts/?from=...RL&view=1M

As passagens de avião foram caras, pra economizar um pouco tive que na volta, sair de Bariloche se nao me engano as 15h, esperar no aeroporto várias horas sem lugar pra sentar, depois de chegar em guarulhos em torno da meia noite e esperar até as 5:00 am pra voltar pra república de Curitiba. Mas não fui eu quem pagou isto.

Quando eu fui, contanto aluguel de roupas, aluguel de equipamento de ski, tacha do local, etc dava mais ou menos R$400,00 por pessoa e uma aula coletiva de ski eu não lembro quanto ficou. To arredondando. Pode ficar mais caro ou barato dependendo do valor do peso. Quanto a hotel, quem cuidou disto foi minha mãe, mas aqui tem uns preços ( https://www.cerrobayo.com.ar/CotizaTuSkiweek/ ) e as taxas do "Cerro Bayo" ( https://www.cerrobayo.com.ar/tarifas/pases.php )

Tinha um pessoal lá falando italiano, outro falando alemão e outro inglês, mas a maioria dos turistas estavam falando português brasileiro ou espanhol com sotaque não argentino. Eu imagino que Bariloche seja barato pros Europeus/Americanos, mas não pros Brasileiros. Eu não aproveitei muito o Ski, pois fiquei com medo de atropelar uma criancinha que tava lotado lá.
Páginas: 1 2 3 4