Fórum do Búfalo

Versão Completa: Aplicando Nessahan Alita Na Prática (Inédito)
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
Agora tem a aprovação do Padilhão.

Já podem fazer a entrevista pra ele passar pra Búfalo?

@Profano
Cara, trabalho fantástico. Eu pensava em dar meus relatos como exemplo, mas você o faz de maneira super prática. Parabéns! Estou aguardando seus próximos tópicos!
A anos não surgia alguém tão promissor, vamos ver como será a evolução dele.
Bom, então vou mandar uma pergunta pra você, @Profano:

Nesse tipo de atitude que estamos lidando agora (o afastamento repentino e a frieza), qual a quantidade de tempo que é o ideal e o máximo tolerável de esperar? Ou a espera pode ser indefinida? Nesse tipo de atitude é válido usar um ultimato?

Esse é um ponto que não está bem claro em grande maioria dos materiais do Nessahan, e que clarece bastante de exemplos práticos.

Força e honra
Apenas pra fechar meu relato e resumir...

Ela tava me ligando várias vezes, depois de só uns diazinhos sem falar (ou digitar) comigo. Como não ia ignorar ela pra sempre, pensei em atender e falar com ela.

Claro, ela ainda se fingia (ou então ignorava completamente, coisa de gente desligada) o que tinha acontecido, ainda insiste no papo de me perguntar o que foi. Eu falei o que era, comuniquei que não gostei da atitude dela nos dias anteriores e por isso estava daquele jeito.

Então, claro, você já devem saber o resto: ela ficou com raiva por ter sido ignorada propositalmente daí começou a tentar brigar e polemizar. Claro, sou cabeça fria e não funcionou. Depois a próxima etapa lógica: Ela iria tentar reverter a culpa pra mim. Eu que não ia cair nessa armadilha, apenas fui direcionando a conversa para as falhas dela. Estive sempre com a razão do meu lado, então foi bem fácil. Daí já sabem, quando falha isso também, elas partem logo para a chantagem emocional: "Não sei se quero continuar (o relacionamento)".

Claro, não teve outra, meti um ultimato pra ela se decidir. Até o último segundo ela tentou resistir, fugir de ter que responder, tentar polemizar mais, etc. Só fiz voltar tudo o que ela falou pra ela mesmo. Não deu outra... Ontem estava um doce comigo e tivemos um ótimo dia juntos (um dos melhores, praticamente). Claro, um pouquinho ressentida, tentava meio que sair por cima de alguma forma, mas é óbvio que ela não ia cumprir com a palavra dela de terminar. Foi tudo joguinho besta. Ao fim do dia ela falou que queria continuar (bem, estava meio óbvio já, apesar de que eu me preparava para o pior também).

Se vocês repararem a sequência é quase sempre essa mesmo: Brigar/polemizar -> Transferir culpa -> Chantagem emocional. Se a garota que está com vocês partir para as últimas consequências, meta um ultimato e acabou. Elas podem tentar te enrolar, mas as atitudes dela entregaram que aquilo era só um blefe descarado.

Engraçado é que no terreno do ultimato eu fico muito mais tranquilo (já tenho alguma experiência com isso), pois é tudo ou nada, e elas simplesmente não suportam isso. Como esse relacionamento com essa garota é praticamente uma aposta, tanto faz eu ganhar ou perder, estou disposto a correr os riscos e tirar meu aprendizado disso. Se você super-estima demais um relacionamento (ah, "essa é pra casar/construir família/etc"), no primeiro sinal de uma garota dessas vire a esquina e passe pra próxima e eu explico o porquê.

O que eu tirei desse caso a respeito da guria é que essa daí é durona e não cede, não dá uma palavra de que vai melhorar nem nada, falta muita humildade e docilidade. Dá para ter um relacionamento tranquilo por um tempo, mas dificilmente no longo prazo. Ela parece que não gosta de se comprometer a nada, então... O saldo final é que ao menos ela ficou um pouco mais esperta de que chantagem não funciona comigo, huehuehue.

Aos confrades: Fiquem de olho pois esse tipo de mulher não-dócil não vai mudar por sua causa. Fim do relato.
(17-08-2018, 02:03 PM)Wild Escreveu: [ -> ]Bom, então vou mandar uma pergunta pra você, @Profano:

Nesse tipo de atitude que estamos lidando agora (o afastamento repentino e a frieza), qual a quantidade de tempo que é o ideal e o máximo tolerável de esperar? Ou a espera pode ser indefinida? Nesse tipo de atitude é válido usar um ultimato?

Esse é um ponto que não está bem claro em grande maioria dos materiais do Nessahan, e que clarece bastante de exemplos práticos.

Força e honra

Cara, eu tinha digitado um texto resondendo sua pergunta, e deixado algumas considerações e dicas. So que nao deu tempo de postar, antes do seu relato final (correria dmais) O texto ta pronto, mas vc ja finalizou seu relato, ai nem compensa postar. Quer que poste? Que ai posto e ainda faço outro texto deixando minhas conclusoes finais, sobre esse ultimato meio errado (quase certo certo) que vc deu nela
Pode ficar a vontade. Tudo é dica pro pessoal, é passar experiência pra frente o que importa.

A propósito, desculpa assaltar sua postagem para mostrar esse relato, mas acho que ela cabia bem com o tema.

Nosso objetivo no fim é o mesmo, mostrar aplicação prática dos princípios do Nessahan Alita. Então pode mais que ficar a vontade mesmo.

Força e honra!
(17-08-2018, 02:03 PM)Wild Escreveu: [ -> ]Bom, então vou mandar uma pergunta pra você, @Profano:

Nesse tipo de atitude que estamos lidando agora (o afastamento repentino e a frieza), qual a quantidade de tempo que é o ideal e o máximo tolerável de esperar? Ou a espera pode ser indefinida? Nesse tipo de atitude é válido usar um ultimato?

Esse é um ponto que não está bem claro em grande maioria dos materiais do Nessahan, e que clarece bastante de exemplos práticos.

Força e honra

Olha, quando acontece isso no seu relacionamento:
 
“quando o comportamento de sua namorada não te agradar, dê um gelo e ignore-a. Você a verá então desesperada tentando descobrir o que está acontecendo. Não revele ou perderá o domínio da situação. Encontre um meio de mostrar-lhe que está sendo rejeitada pela má conduta e resista até que ocorra a mudança da forma que você quer. Então a premie com muito carinho, bilhetinhos, seja amigo, compreensivo e protetor mas mantenha-se à espera, em alerta porque logo o problema voltará. Adestre-a assim aos poucos mas alterne o padrão de vez em quando para não ficar previsível ou será você o dominado.
Quando somos frios e distantes, duas possibilidades se abrem: a mulher se desespera, ficando insegura, ou te esquece de vez. De todas as maneiras, você ficará sabendo o teor real dos sentimentos que se ocultavam por trás das enganosas palavras. Se ela realmente estiver apaixonada, não te deixará ir embora, virá atrás de você. Se não vier, é porque nunca te amou antes e somente queria te enrolar. Não tenha medo da verdade. Seja frio sem temor mas não continuamente indiferente.” (Alita)
 

 
Se realmente você gostar da sua companheira, ao ser frio e distante com ela, você fica muito ansioso, querendo que ela mande mensagem logo, pra acabar com aquele clima ruim, dependendo do seu nível de apego vai chegar um momento que você vai pensar (se não já pensou ne):
 
“Caramba, por que eu to fazendo isso, a relação estava muito melhor antes, mesmo ela sendo daquele jeito, mas é o jeito dela, e eu já estou acostumado com ela assim... Há sla, eu gosto dela daquele jeito mesmo, não adianta querer mudar ela não, as vezes essa mulher era a mulher da minha vida e eu estou jogando a oportunidade fora... Ai que bobeira a minha, brigar por causa disso (Vc vai sempre achar q foi bobeira ter ficado frio quando ver q não vai dar certo) acho que não precisa de fazer isso que estou fazendo, bobeira minha”



Pq isso acontece?? A paixão é muito parecida com o vício da cocaína, quando você está apegado (VICIADO)  e do nada se afasta droga que massageia o seu vício (Sua namorada) você fica criando historinha na cabeça pra voltar, é normal.
É tipo a masturbação, vc vê vídeos e vídeos aconselhando que masturbação com pornografia faz mal, mas ai passa 5 dias sem fornicação, e você pensa “Há, bater punheta não mata ninguém não, meus amigos tudo faz isso e é feliz, não broxa nem nada, vou voltar” Ai depois bate uma e se arrepende.
 
Então se você realmente se sente ansioso pra ela se desculpar logo, lá vai as dicas:
 
Estabeleça um prazo na sua mente, mais ou menos assim:

“Vou esperar 10 dias, se ela não vir falar comigo, ai desisto de tudo”
Se você estabelece um prazo pra você mesmo, a sua mente fica mais tranquila, por que ela (Sua mente) sabe que ainda falta tantos dias pra ela (Namorada) falar com você, então te deixa relaxado, menos preocupado e ansioso, pensando: Será que ela vai falar cmg agora?? Enfim.
(Se ela não te mandar mensagem dentro dos 10 dias, não significa nada, não significa que você terá que mandar mensagem pra ela. Isso é só um prazo pra te deixar confortável, é meio que um desapego temporário, e funciona muito bem)
 
Há uns 3  dias, eu chamei uma menina pra sair, ela é muito tímida.  Chegando no local, ela fez “Cudocinhozinho” na hora de me beijar. Quis fazer de difícil... (Pra quem pensou que ela não me beijou por causa do meu hálito, eu estava mascando um Trident de morango na hora, minha boca estava top)

Porra carai, a mina fala pra todo mundo que quer me pegar, eu chego perto dela, ela fica toda timidazinha sorrindo de canto e jogando charminho mexendo no cabelo, pra na hora de eu gastar dinheiro levando ela pra um lugar, pra pegar ela, ela fazer cu doce?? Ela viu que eu achei ruim, e até disse:
“é que minha boca ta muito ressecada, (Realmente estava descascando muito o lábio superior, mas acho q era cú doce mesmo) mas no próximo encontro nosso, eu juro que vou te beijar”

Cheguei em casa, não mandei mensagem pra ela, e nem ela me mandou mensagem, já faz 3 dias isso. Eu estabeleci o prazo de 10 dias na minha mente,  e estou super tranquilo, não estou ansioso (Pois tenho muita vontade de pegar ela, ela mora na esquina da minha casa, é uma branquinha, novinha, loirinha, coisa mais gostosinha (Nota 8 ou 9 por ai) não vou precisar nem levar pra motel, nem gastar dinheiro, é só ela atravessar a rua e ir pra minha casa. Então realmente não tem como não pensar:” Porra essa mina tem que falar comigo, pq uma oportunidade desssas cara???? Do outro lado da rua fii, slc cachorro vou comer dmais kk”)

Se você esta pensando: Pra que fazer isso, se você não quer nada sério com ela?
Eu não estou fazendo nada, só estou seguindo as flutuações dela, como a água no estado líquido, que assume a forma do recipiente que o contém. 

Isso serve como treinamento também, treinamento até de desapego. Sem contar que se eu parecer um desesperado atrás dela, logo ela me deixa em segundo plano.

Hoje faz 3 dias q não nos falamos, se ela falar comigo, vou avisar vocês aqui, mas acho que ela vai sim mandar mensagem. Se não mandar, foda- se. Se passar de um prazo muito grande, como 20- 30 dias, e ela resolver mandar mensagem, não compensa ser frio e distante com ela, compensa mais trata- la super bem com um “Oii sumidinha, sdds!”. Ai você pega e pronto, cai fora, não cria vínculos.

No seu caso, se sua namorada demorar muito tempo, (tipo 1 mês) pra vir falar com você novo, trate -a amavelmente, e na primeira oportunidade, use- a apenas como uma marmitinha,  estabeleça uma relação totalmente aberta. OU, termine de vez, exclua o contato.

OBS: Eu não fugi do assunto principal, como disse, a intenção dos meus tópicos é mostrar na pratica, também com exemplos meus.
 
Você citou na postagem acima, o seguinte: ” Daí ela respondeu: Sei lá, me diz o que é"

“Até agora não respondi nada.”

 
Bem, quando digo pra você agir com frieza e indiferença, (quando o comportamento dela não agradar) não significa dar Vácuo o tempo todo na sua mulher. Isso ai já é abusar da boa vontade dela. Se ela te perguntar algo ou te mandar mensagem, e você não  responder, vai estar soando que você esta deixando claro que NÃO QUER MAIS NADA COM ELA. 

Pode ate funcionar com algumas mulheres que estão apegadas em ti, mas em outras, não. (Obvio que se ela tivesse muito apegada em você, os vácuos constantes funcionaria, ela iria ficar te ligando o tempo todo, mas acho que não é não é o caso dela)

Quando falo pra agir com indiferença com ela, significa, trata- la como a moça do caixa de supermercado. Ou seja, você responde ela normalmente, mas  a trata como alguém que não tem consideração alguma. Tratar com indiferença significa NÃO TRATAR DIFERENTE, tratar como uma qualquer, mas sem ser mau educado.

Vou citar novamente meu tópico:
“Entao, eu respondia cada mensagem dela meio com falta de interesse, de atenção, de cuidado, de consideração, com um estado de tranquilidade daquele que não se envolve com as situações (Mas sem ser grosso ou sem educação) Eu queria que ela sentisse falta daquele carinho que dou as vezes, e daquele cuidado e proteção... “

Se você der vácuo sempre que ela te mandar mensagem, você não estará mantendo- a na dúvida, mas sim, deixando CLARO, que você não quer mais nada. (Mais você infelizmente quer, a intenção é só castigar pelo mal comportamento)

Como disse, o vácuo constante funciona DEPENDENDO DO CONTEXTO, no seu contexto, acho mais interessante:
- Demorar responder as mensagens
-não demonstrar entusiasmo nas respostas
-parar de demonstrar proteção e empatia
 
Você me perguntou também se “ Nesse tipo de atitude é válido usar um ultimato?
 
Como o seu nível de apego está um pouquinho elevado (como vi no relato) acho um pouco arriscado. Mas... Responsabilidade sua. Eu gosto mais de usar o Ultimato, quando já comuniquei 2 ou 3 vezes. Mas, você que sabe.

Respondendo a última pergunta:
 “qual a quantidade de tempo que é o ideal e o máximo tolerável de esperar? Ou a espera pode ser indefinida?”
 
Preciso deixar umas considerações para você entender melhor.

Você deve ser paciente (mas entendo que o seu apego te atrapalha um pouco)
Acontece que mulheres são muito resistente ao tempo, fica tranquilo, pois se ela realmente CEDER,  vai demorar um pouco, 3 dias de espera pra você, é o mesmo que 1 hora de espera, para elas. A mulher aguenta esperar muito mais tempo que o homem. (e faz isso de forma tranquila) Olha o que NA diz:
 
“53. São física e psiquicamente lentas (resistentes ao tempo) em certas situações: demoram para serem encantadas, para terem o orgasmo, para tomarem decisões, para sentirem falta de sexo, suportam esperar muito tempo, são pacientes etc.”
 
 
“O tempo é um grande aliado feminino nos joguinhos. As dúvidas prolongadas através do tempo provocam sofrimento emocional
 
 
Portanto, calma. Se ela Ceder, tudo bem. Se ela não ceder... Cara, ela nunca te amou, NUNCA!


Estabeleça outro prazo na sua mente, de acordo com seu nível de apego. Por exemplo: Pense consigo mesmo “Vou esperar uns 20 dias para ela vir falar comigo” (Se estiver muito apegado, escolha um pouco mais de 20, mas não garanto resultado satisfatório, pois você está apegado, e tem grandes chances de não resistir) Supondo que ela passou do dia, não falou com você, escolha uma dessas opções:
 
1-     Assuma pra você mesmo que ela nunca te amou, talvez ela até curtia ficar contigo, mas não servia para relacionamento sério. Como citei no tópico lá  em cima:
Algumas mulheres se submetem facilmente quando exercemos uma autoridade protetora e nos deixam guiar suas vidas após testarem e comprovarem nossa firmeza de propósito e segurança. Outras, mais refratárias por influências feministas, costumam resistir mais e há algumas que definitivamente não se submetem. Estas últimas devem ser empurradas na direção oposta pois não possuem vocação alguma para a função de esposas e nem mesmo para serem companheiras fixas. Servem apenas para o sexo casual e superficial, não possuindo nenhuma outra utilidade em nossa vida amorosa. Nasceram para o sexo casual e não são recomendáveis para um relacionamento sério.”
Então, exclua tudo que te faz lembrar ela, apague as mensagens, fotos, delete das redes sociais. ESQUEÇA ELA DE VEZ

2-     Termina de vez com ela, (Antes que ela termine primeiro) pra ficar por cima da relação (elas não suportam terminar e ficar por baixo, vai tentar te submeter de qualquer forma)
 
3-     Use o Ultimatum (Eu não usaria, mas fica a seu critério). Mas não espere pra usar depois dos 20 dias, seria muita cara de pau. Lá pro quinto dia de resistência dela, use.
 
4-     Rebaixe- a, para uma relação totalmente aberta, usando- a somente para o sexo (Se estiver apegado não irá funcionar, portanto recomendo a primeira alternativa, caso ela não quebre a resistência)
 
5-     Boa sorte
 
OBS: Os textos relacionados a MULHERES, podem soar meio mangina, por que o assunto (foco) principal é esse, MULHER (Comportamento, como agir etc.)
(20-08-2018, 02:45 PM)Wild Escreveu: [ -> ]Apenas pra fechar meu relato e resumir...

Ela tava me ligando várias vezes, depois de só uns diazinhos sem falar (ou digitar) comigo. Como não ia ignorar ela pra sempre, pensei em atender e falar com ela.

Claro, ela ainda se fingia (ou então ignorava completamente, coisa de gente desligada) o que tinha acontecido, ainda insiste no papo de me perguntar o que foi. Eu falei o que era, comuniquei que não gostei da atitude dela nos dias anteriores e por isso estava daquele jeito.

Então, claro, você já devem saber o resto: ela ficou com raiva por ter sido ignorada propositalmente daí começou a tentar brigar e polemizar. Claro, sou cabeça fria e não funcionou. Depois a próxima etapa lógica: Ela iria tentar reverter a culpa pra mim. Eu que não ia cair nessa armadilha, apenas fui direcionando a conversa para as falhas dela. Estive sempre com a razão do meu lado, então foi bem fácil. Daí já sabem, quando falha isso também, elas partem logo para a chantagem emocional: "Não sei se quero continuar (o relacionamento)".

Claro, não teve outra, meti um ultimato pra ela se decidir. Até o último segundo ela tentou resistir, fugir de ter que responder, tentar polemizar mais, etc. Só fiz voltar tudo o que ela falou pra ela mesmo. Não deu outra... Ontem estava um doce comigo e tivemos um ótimo dia juntos (um dos melhores, praticamente). Claro, um pouquinho ressentida, tentava meio que sair por cima de alguma forma, mas é óbvio que ela não ia cumprir com a palavra dela de terminar. Foi tudo joguinho besta. Ao fim do dia ela falou que queria continuar (bem, estava meio óbvio já, apesar de que eu me preparava para o pior também).

Se vocês repararem a sequência é quase sempre essa mesmo: Brigar/polemizar -> Transferir culpa -> Chantagem emocional. Se a garota que está com vocês partir para as últimas consequências, meta um ultimato e acabou. Elas podem tentar te enrolar, mas as atitudes dela entregaram que aquilo era só um blefe descarado.

Engraçado é que no terreno do ultimato eu fico muito mais tranquilo (já tenho alguma experiência com isso), pois é tudo ou nada, e elas simplesmente não suportam isso. Como esse relacionamento com essa garota é praticamente uma aposta, tanto faz eu ganhar ou perder, estou disposto a correr os riscos e tirar meu aprendizado disso. Se você super-estima demais um relacionamento (ah, "essa é pra casar/construir família/etc"), no primeiro sinal de uma garota dessas vire a esquina e passe pra próxima e eu explico o porquê.

O que eu tirei desse caso a respeito da guria é que essa daí é durona e não cede, não dá uma palavra de que vai melhorar nem nada, falta muita humildade e docilidade. Dá para ter um relacionamento tranquilo por um tempo, mas dificilmente no longo prazo. Ela parece que não gosta de se comprometer a nada, então... O saldo final é que ao menos ela ficou um pouco mais esperta de que chantagem não funciona comigo, huehuehue.

Aos confrades: Fiquem de olho pois esse tipo de mulher não-dócil não vai mudar por sua causa. Fim do relato.
Seu erro foi apenas ter revelado o por que de estar agindo daquela forma. Isso dá espaço para ela discutir. Falando o motivo, ela iria querer transferir a culpa.

Uma dica: sempre que a mulher discutir com a intenção de transferir a culpa, deixe ela falando sozinho, saia do local imediatamente, faça isso repetidas vezes, sempre que ela tentar. Não seja bobo, ou os dias de frieza serão jogados em vão
VOCÊ FOI BEM, ESTÁ NO CAMINHO CERTO PARA TER SUCESSO EM SEU RELACIONAMENTO.

 
Bem amigos, que AULÃO AO VIVO tivemos neste tópico heim?? Vocês puderam acompanhar tudo em tempo real, que é importante ler os livros, para aplicar NA em seus relacionamentos. Isso mesmo TUDO EM TEMPO REAL, E DE FORMA PRÁTICA.
A que nível esse forum chegou heim? Muito bom
Fantástico, meu caro, muito bem mesmo. Grande aula aqui tivemos!

Como nota rápida só pra fechar a princípio eu não queria ter sido punitivo com ela, só estava falando pouco, demorando pra responder, com falta de entusiasmo e tal. Mas depois da última atitude dela eu tornei isso numa punição. Dificilmente funcionou como punição "in loco", mas mais como sinal de alerta para algumas das atitudes dela. Então foi mais como forma de exigir respeito mesmo.

Uma coisa legal é que realmente estava pensando num prazo mental pra dar pra ela. Como a gente se comunica todo dia, o tempo de uma semana seria o tolerável, e de fato toda essa manobra, incluindo ultimato e tudo mais, durou esse prazo mesmo. Funciona muito bem pra tranquilizar. Como ele não é nenhuma peguete, é namorada e tudo mais, o prazo se torna diferente do de uma outra garota qualquer. Eu perguntei de tempo mas a verdade é que isso tem que ser medido de acordo com o tempo e o teor da relação. Eu mesmo tenho relativa tranquilidade de aguentar bem a passagem do tempo, mas já algumas mulheres (as mais inseguras ou curiosas) sairiam na desvantagem contra mim.

Apego ainda tenho um pouco mais do que queria por ela (nada que me sabote, prefiro sofrer sozinho do que me submeter a certas coisas), mas nessa empreitada descobri que ela também tem algum por mim. Ou ao menos algum interesse, né, (de mulher interesseira por algum atributo ou suporte que o homem possa oferecer). No fim ela perdia mais do que eu se ela se separasse por bobagem que ela falou. Engraçado que eu fui pegar algo que emprestei pra ela, e me voltou com um presentinho, coisa que ela nunca fez antes, sem contar que já me trata normalmente.

Acho difícil que eu vá usar esse tipo de recurso de novo com ela (dar um gelo). Vou ficar só no espelho discretamente, ignorar certas atitudes, apoiar atitudes negativas e desmascarar, alternadamente, de forma a criar um "padrão" imprevisível. De toda forma, já observei uma ou outra atitude que não gostei nela, por isso digo que um downgrade pra "amizade colorida (ou benefícios, se preferir)" parece ser uma aposta segura para este caso, e é o que eu irei fazer caso ela não se enquadre, o que pelo perfil dela já é de se esperar.

Qualquer outro caso interessante vou relatar por essas bandas. Fique a vontade para abrir outros tópicos para podermos discutir outros pontos interessantes.

Força e honra!
Tenho algumas observações sobre a citação:

“quando o comportamento de sua namorada não te agradar, dê um gelo e ignore-a. Você a verá então desesperada tentando descobrir o que está acontecendo. Não revele ou perderá o domínio da situação. Encontre um meio de mostrar-lhe que está sendo rejeitada pela má conduta e resista até que ocorra a mudança da forma que você quer. Então a premie com muito carinho, bilhetinhos, seja amigo, compreensivo e protetor mas mantenha-se à espera, em alerta porque logo o problema voltará. Adestre-a assim aos poucos mas alterne o padrão de vez em quando para não ficar previsível ou será você o dominado.
Quando somos frios e distantes, duas possibilidades se abrem: a mulher se desespera, ficando insegura, ou te esquece de vez. De todas as maneiras, você ficará sabendo o teor real dos sentimentos que se ocultavam por trás das enganosas palavras. Se ela realmente estiver apaixonada, não te deixará ir embora, virá atrás de você. Se não vier, é porque nunca te amou antes e somente queria te enrolar. Não tenha medo da verdade. Seja frio sem temor mas não continuamente indiferente.” (Alita)
 

Não se esqueçam que em uma relação, a convivência muitas vezes molda as atitudes de cada um, e inconscientemente faz com que a gente descubra as atitudes que dão certo e as que não dão. Por exemplo, supondo que após uma atitude reprovável, o homem passe a ignorar e ser frio com a parceira. Caso depois de um tempo ela peça desculpas e entenda que errou, 2 coisas acontecem: primeira (a que NA cita): com o tempo ela perceberá que essa atitude não é correta e deixará de fazê-la. Porém a segunda coisa NA não diz: você, com sua atitude, demonstrou que ser frio e ignorar dá certo, e a partir disso, qualquer atitude que a parceira julgue reprovável de sua parte dará o "aval" para que ela faça o mesmo. Senti na pele isso algumas vezes, quando algumas atitudes erradas minhas (na visão dela) fez com que ela passasse a me ignorar ou ser fria, coisa que aprendeu comigo, obviamente.

Então meus caros, não sigam um roteiro em um relacionamento. Em uma relação mais séria como namoro ou casamento, lidamos com dezenas de "mini-casos" diariamente com nossa parceira, e cada caso é um caso a ser analisado. Seguir uma receita de bolo tem seus prós e contras, e não só prós como parece. Em muitos casos de atitudes reprováveis, ao invés de eu dar um gelo e ignorar, simplesmente puxei minha namorada num canto pra conversar sério do porque aquilo era errado e como aquilo prejudicava nossa relação. Ela pode achar exagero, achar ruim, ficar brava ou reagir negativamente o quanto quiser, mas tenho certeza que no futuro ela fará o mesmo comigo caso eu faça algo errado, e isso só irá beneficiar a relação.
(22-08-2018, 01:57 PM)Tim Laflour Escreveu: [ -> ]Tenho algumas observações sobre a citação:

“quando o comportamento de sua namorada não te agradar, dê um gelo e ignore-a. Você a verá então desesperada tentando descobrir o que está acontecendo. Não revele ou perderá o domínio da situação. Encontre um meio de mostrar-lhe que está sendo rejeitada pela má conduta e resista até que ocorra a mudança da forma que você quer. Então a premie com muito carinho, bilhetinhos, seja amigo, compreensivo e protetor mas mantenha-se à espera, em alerta porque logo o problema voltará. Adestre-a assim aos poucos mas alterne o padrão de vez em quando para não ficar previsível ou será você o dominado.
Quando somos frios e distantes, duas possibilidades se abrem: a mulher se desespera, ficando insegura, ou te esquece de vez. De todas as maneiras, você ficará sabendo o teor real dos sentimentos que se ocultavam por trás das enganosas palavras. Se ela realmente estiver apaixonada, não te deixará ir embora, virá atrás de você. Se não vier, é porque nunca te amou antes e somente queria te enrolar. Não tenha medo da verdade. Seja frio sem temor mas não continuamente indiferente.” (Alita)
 

Não se esqueçam que em uma relação, a convivência muitas vezes molda as atitudes de cada um, e inconscientemente faz com que a gente descubra as atitudes que dão certo e as que não dão. Por exemplo, supondo que após uma atitude reprovável, o homem passe a ignorar e ser frio com a parceira. Caso depois de um tempo ela peça desculpas e entenda que errou, 2 coisas acontecem: primeira (a que NA cita): com o tempo ela perceberá que essa atitude não é correta e deixará de fazê-la. Porém a segunda coisa NA não diz: você, com sua atitude, demonstrou que ser frio e ignorar dá certo, e a partir disso, qualquer atitude que a parceira julgue reprovável de sua parte dará o "aval" para que ela faça o mesmo. Senti na pele isso algumas vezes, quando algumas atitudes erradas minhas (na visão dela) fez com que ela passasse a me ignorar ou ser fria, coisa que aprendeu comigo, obviamente.

Então meus caros, não sigam um roteiro em um relacionamento. Em uma relação mais séria como namoro ou casamento, lidamos com dezenas de "mini-casos" diariamente com nossa parceira, e cada caso é um caso a ser analisado. Seguir uma receita de bolo tem seus prós e contras, e não só prós como parece. Em muitos casos de atitudes reprováveis, ao invés de eu dar um gelo e ignorar, simplesmente puxei minha namorada num canto pra conversar sério do porque aquilo era errado e como aquilo prejudicava nossa relação. Ela pode achar exagero, achar ruim, ficar brava ou reagir negativamente o quanto quiser, mas tenho certeza que no futuro ela fará o mesmo comigo caso eu faça algo errado, e isso só irá beneficiar a relação.

Não esta sendo uma receita de bolo. Como citamos desde o início do Tópico, são técnicas que servem mais para o INÍCIO da relação. Aplicando- as no início, inconscientemente ela vai percebendo q há um homem líder na relação, ela terá um respeito maior por você. Isso vai te facilitar por exemplo, guiar a relação pro bem, e evitar algumas dores de cabeça (q realmente são inevitáveis) Com o passar dos anos, as coisas vão sim mudando, nao é necessário dar gelo nela toda às vezes, NA diz que temos que ir mudando o jeito de desarmar os jogos, para nao ficar previsível e ela desconfiar. 


"Adestre-a assim aos poucos mas alterne o padrão de vez em quando para não ficar previsível ou será você o dominado."
 
Eu concordo quando você diz que, quando o comportamento da sua namorada não te agrada, você chama ela em um canto e diz que não gostou de tal ato. Corretíssimo sua atitude. Mas você não concorda que, se ela nao te der ouvidos, e continuar agindo assim, mesmo depois de você ter comunicado 3 ou 4 vezes, não é viável usar o ultimato?  (Fazendo isso, você já está alternando o padrão)

Sobre você ter dito que:
“Senti na pele isso algumas vezes, quando algumas atitudes erradas minhas (na visão dela) fez com que ela passasse a me ignorar ou ser fria, coisa que aprendeu comigo, obviamente.”

Posso te dar uma dica? Quando a sua atitude realmente desagrada- la, e vc realmente estiver errado, nao espera ela te dar um gelo, aceite seu erro, converse com ela, diz q sente muito e nao se repetirá.
Isso fará com que nas próximas atitudes desagradáveis dela, ela nao fique resistente e passe a se desculpar tambem, como voce fez.



Não é uma receita de bolo, é que o foco principal dos livros de NA, é ensinar tecnicas para desaprovar o mal comportamento das espertinhas. Como ele foca o livro todo nisto, parece que ele está sendo radical.

Exemplo:
 Você nao passa na prova de volante, e depois de 5 anos dirige da mesma FORMA que aprendeu lá. Mas você internalizou alguns conhecimentos que te deixam em alerta para usar na hora necessária. Com o tempo você passa a ser maleável, deixa de dar uma seta aqui, ou outra ali... Mas quando um semáforo fecha, você AUTOMATICAMENTE não avança. Você não deixa de dar umas boas buzinadas quando outro carro por pouco acertou o seu, entendeu? não é pra seguir uma receita, é só pra internalizar o conteúdo. depois que aprender, o seu próprio cérebro vai ativar um mecanismo de defesa e te avisar “olha, isso ai não esta certo, sua mulher esta te fazendo de besta, reveja isso ai”

Eu leio a bíblia para ter uma vida melhor espiritualmente, mas não sigo ela como uma receita de bolo.

Não precisa ser radical, mas, aconselho, pelo menos usar sempre a técnica do espelho. 

E sobre isso que voce falou:
"Não se esqueçam que em uma relação, a convivência muitas vezes molda as atitudes de cada um, e inconscientemente faz com que a gente descubra as atitudes que dão certo e as que não dão."

Eu discordo em partes. (O engraçado é que nos relacionamentos em que a mulher é a lider, não existe isso de MOLDAR, né?) Ja percebeu que nos relacionamentos atuais, é só o homem que é moldado?? É muito escravo de buça nesse mundo. A mulher caga no homem, faz o que quer, e o homem passa a relação toda tentando se adaptar a ela, mas ela não faz um esforço para se adaptar a ele. Pois ele tem medo de perde- la. O que ela quiser ele faz, se não fizer, ela da birra, chora, Fica emburrada, ameaça término e o cara cede.  Isso acontece por que elas ja nascem com o instinto manipulador, voltado a preservação da espécie.
E hoje o homem heterossexual acha bonito ser escravo, chega no futebol de sábado contando pros amigos que a mulher que manda, que a mulher quase nao deixou ele sair. O homem atual parece que acha lindo sorrir de piadinhas em que ELE é o "faz e obedece".,
———————————————————





JA APROVEITANDO PRA ATUALIZAR MEU RELATO, SOBRE A MENINA QUE NAO ME BEIJOU POR QUE ESTAVA COM A BOCA DESCASCANDO.

Ela me mandou mensagem no 6º dia (ontem à noite) (é que eu tinha digitado o texto a mais de uma semana e não tinha enviado.) 
Tudo certo Graças a Deus. Vou pro abate novamente

E @wild, muito bom saber q sua mulher te recebeu com presentinho kkk muito feliz cara, viu? Isso mostra que você tem valor, nao é um zé ruela qualquer que deixa ser dominado. Realmente atitudes como a sua, deixa a mulher mais apegada, como a minha (do primeiro relato) também ficou. O afastamento gera muita saudade. Muito bom
@Profano, você entendeu bem o ponto. Gostei da sua resposta e como você está atento com a situação atual da maioria dos homens comprometidos.
Isso é o que chamamos de manjar dos paranauê!
Nosso amigo #PROFANO Entendeu bem o texto, contexto e ensinamentos, tomara que na vida real seja tão simples assim. Cada ser humano é distinto um do outro e as mulheres, em sua plenitude são   tão fáceis quanto dar nó em pingo d agua ou fechar a torneira
Mas a maneira de debater esse assunto ficou bem interessante de ler, o pequeno causo Wild tb deu um gas a mais no assunto todo.
Gostei da leitura!!
Esse ponto de moldar ou ser moldado é especialmente interessante, ainda mais nesse mundo onde as mulheres querem ceder cada vez menos. Bem sabemos que um relacionamento é um compromisso onde ambas partes tem que fazer renúncias e concessões, mas as mulheres parecem ficar incomodadas com isso. É a famosa síndrome de querer comer o o bolo e guardar o bolo ao mesmo tempo.

Vou trabalhar em especial cuidado essa questão de saber direcionar bem o relacionamento daqui em diante, pois essa mesma não falando que vai mudar ou não, dará pra observar se mudará com suas atitudes (pois ela agora sabe que terão um peso) e é isso o que importa.
Agora posso falar: profano para veterano.
Quem eh você profano, de onde vens? Quem tu és? Fale mais de você.
Um abraço fraternal do seu tio spectro.
(21-08-2018, 08:47 PM)Profano Escreveu: [ -> ]Se você esta pensando: Pra que fazer isso, se você não quer nada sério com ela?
Eu não estou fazendo nada, só estou seguindo as flutuações dela, como a água no estado líquido, que assume a forma do recipiente que o contém. 

Isso serve como treinamento também, treinamento até de desapego. Sem contar que se eu parecer um desesperado atrás dela, logo ela me deixa em segundo plano.

Excelente. Essa era a minha dúvida, Profano.

Com base na citação sua acima, indago ao discípulo de N.A:

Tratando-se de mulheres que não estamos apegados, apenas queremos desfrutar do sexo ou transformá-las em marmitas para dias frios  ;'D'D, é SENSATO/PRUDENTE jogar com máscaras? Digo, fingir algum papel conforme a situação, sendo romântico, ou paciente, ou atencioso, enfim, jogar conforme as perspectivas que observamos como desejos íntimos da espertinha?

Ela pode pensar em manipular, mas você vai disfarçar com uma máscara sua real intenção. Talvez você queira se comportar como algo que soe "mangina", mas, veja bem, você tem opções, você quer apenas o sexo, e aí depois de tê-lo jogar conforme o que N.A ensina.

N.A não nos ensina a ser cafajestes e nem é essa a intenção. Esse "baile das máscaras" a qual me refiro seria com mulheres espertinhas, que pensam está manipulando, no entanto, sua real intenção continua bem escondida na máscara que ela mesmo projetou.

O que acha, Profano?
O profano esta sendo sabatinado, yaoming yaoming  Muito bom, acompanhando!!!!!
(23-08-2018, 01:50 PM)consigliere Escreveu: [ -> ]
(21-08-2018, 08:47 PM)Profano Escreveu: [ -> ]Se você esta pensando: Pra que fazer isso, se você não quer nada sério com ela?
Eu não estou fazendo nada, só estou seguindo as flutuações dela, como a água no estado líquido, que assume a forma do recipiente que o contém. 

Isso serve como treinamento também, treinamento até de desapego. Sem contar que se eu parecer um desesperado atrás dela, logo ela me deixa em segundo plano.

Excelente. Essa era a minha dúvida, Profano.

Com base na citação sua acima, indago ao discípulo de N.A:

Tratando-se de mulheres que não estamos apegados, apenas queremos desfrutar do sexo ou transformá-las em marmitas para dias frios  ;'D'D, é SENSATO/PRUDENTE jogar com máscaras? Digo, fingir algum papel conforme a situação, sendo romântico, ou paciente, ou atencioso, enfim, jogar conforme as perspectivas que observamos como desejos íntimos da espertinha?

Ela pode pensar em manipular, mas você vai disfarçar com uma máscara sua real intenção. Talvez você queira se comportar como algo que soe "mangina", mas, veja bem, você tem opções, você quer apenas o sexo, e aí depois de tê-lo jogar conforme o que N.A ensina.

N.A não nos ensina a ser cafajestes e nem é essa a intenção. Esse "baile das máscaras" a qual me refiro seria com mulheres espertinhas, que pensam está manipulando, no entanto, sua real intenção continua bem escondida na máscara que ela mesmo projetou.

O que acha, Profano?

Claro que SIM, concordo plenamente.
Se a menina for “espertinha”, aproveite, passe um TRATOR em cima dela. Segundo NA,
Não ha problema algum em ser manipulador com as “espertinhas”,  mas se a pessoa for honesta e sincera, prefiro não brincar muito com o sentimento dela, seria bem imoral, tadinha.

Sobre sua
Pergunta: Se é correto ser romântico, atencioso, mesmo que soe meio “mangina” para comer uma mina.

É válido sim. Os cafajestes fazem isso com perfeição.
Escolher ser Cafageste, é uma opção sua. Tem lá suas qualidades, mas também ha varios pontos negativos. Nao condeno.
Mas se a mina for firmeza, sincera e legal, 
aconselho o que Friedrich Nietzsche diz quando se refere em: Ser “Além do bem e do mau”  Seguindo característica proximas a do Homem Ideal, que NA cita.

Mas se quiser só marmitar essas “dona” ai, que se acha a fodona manipuladora, ao invés de você agir como cafajeste, retenha características positivas de um cafa.
Faça o que quiser, Finja, prometa/não dê, minta sobre sua pessoa, tanto faz, só não se relacione sério com ela.

 Eu estou numa correria danada aqui, mas queria ter tempo pra achar nas obras de NA, trechos em que ele cita, isso.



Tem até algumas tecnicas que funcionam comigo, onde consigo prender mulheres espertinhas, que ja estão atraídas por mim, pela paixão.
Ao ver que ela ja esta atraída, eu começo o jogo da maldade (mas nao é isso a intenção delas? Nos prender pela paixao? Elas só nao te conta isso, mas fica sempre em stand-by) mas nao exagero na dose, quando vejo que o apego dela está no início, eu ja mando a REAL (na verdade eu mando A MENTIRA kkk)

Eu: “Eu nao quero nada serio por enquanto, to focado na minha carreira profissional, estudos, e outras coisas pessoais q me impede. Mas vamos continuar ficando, deixa acontecer, quem sabe acontece não e?”

Assim eu mantenho uma marmitinha fixa, e ainda preservo ela na dúvida. A intenção é soar na cabeça dela mais ou menos o seguinte:

“talvez... dependendo... com o tempo vc me faz mudar de idea e a gente tenha algo serio, mas nao te garanto nada, pois deixei bem avisado que nao queria”




Eu poderia muito bem fazer como os cafas, quanto mais ela estiver apegada, mais eu fingir, mais eu prometer o mundo e nao dar nada. Mas convenhamos, é UM SACO mulher/marmita apaixonada, 
mulher que você nao quer nada serio te enchendo o saco, mandando mensagem o tempo todo, te enchendo as paciencia. É horrível, eu mesmo não tenho paciência. Entao eu vou pisando o pé no freio


Mas quando estou com uma garota em que pretendo relacionar seriamente, (tipo essa do meu primeiro relato) não uso com maldade, tento deixa- la apaixonada, para guia melhor a relação. (O que seria também uma técnica bem vazia, fútil, sabendo que a paixão dura em média 2 anos. Mas não deixa de ser importante. Pois uma mulher que Entra numa relação Apaixonada, te deixa guia- la para onde você quiser. Basta que seja honesto com ela, e guie a relação para o BEM. Quando passar os dois anos e a paixao acabar, ela ja vai ter entendido como funciona o negócio, e te respeitará)
———————————————————

Mudando de assunto. Eu gostaria muito de abrir um tópico respondendo a pergunta do @spectro, sobre como treinar o desapego.
Mas estou muito sem tempo. 

Quando tiver mais livre, farei o texto. 

Acontece que estou próximo de talvez, de descobrir o remédio do desapego, algo que talvez ninguém da real tenha comentado.

Vou comentar um pouco:

NA explica que para eliminar a paixão, ou desapegar, devemos  fazer através da auto análise, certo???
Funciona comigo?? Sim funciona. 

Se você pegar uma foto da sua “paixonite” ficar la olhando 30 min e fazendo a análise por via racional, voce vai eliminar o desapego, talvez de forma temporária ou permanente (depende de varios fatores) mas nem todos irão conseguir facil

É difícil fazer isto, pode uma pessoa aqui fazer a técnica da Foto, (que eu uso e que funciona comigo), e nao funcionar com ela. As vezes você não se concentra o suficiente, não tem ninguém pra te auxiliar, etc

MAS, ENTRETANTO, TODAVIA, tive uma idéia que pode funcionar de forma muito mais eficaz pra qualquer pessoa.

Chama- se AUTO HIPNOSE, ou técnicas de PNL. Se voce pegar a manha dá hipnose, você Destrói, ninguém te para. No youtube ha vários videos de auto- hipnose, eu cheguei a ver video ensinando “como esquecer a ex” usando auto hipnose. Voce fecha os olhos, entra em um estado mental específico, e vai aceitando as sugestões para eliminar o apego. (Fica um narrador no video Te orientando a todo momento) Voce pode ate criar Âncoras, que são botões, (estalar um dedo, por exemplo. etc) que, se instalados corretamente no subconsciente, te faz acessar o mesmo estado mental, de desapego e desapaixonamento. Ou você pode pagar um hipnologo, Para fazer algumas sessões, que te ajude a ser uma pessoa desapegada no amor. Seria a auto-análise que NA cita, só que de forma mais profunda (direto no subconsciente)


Estava conversando com um Hipnologo renomadíssimos agorinha, pelo whatzapp, eu vou fazer algumas perguntas a ele sobre esse assunto. Dependendo, eu posso ate conseguir algum material com ele (grátis ou não) em video, de auto hipnose para eliminar o desapego e compartilhar com vocês. Se desse certo, seria A descoberta da REAL, não? Talvez eu esteja falando abobrinha, Por isso não criei um tópico pra falar sobre isso, vou procurar mais informações. Vamos torcer para que essa descoberta se cumpra
—————————————————-

Obs: VOU MUDAR O TÍTULO DESSE TÓPICO PARA “APLICANDO NA, NA PRÁTICA”
Navegando, achei no youtube alguns videos de auto hipnose.

Achei esse interessante:

Áudio Hipnose Esquecer Alguém Emocionalmente - comprove!
..
https://www.youtube.com/watch?v=-I6gsZROszw


Veja alguns comentarios neste video, comprovando a eficácia (Lembrando que são ciclos de 21 dias) 

Gi Busca
1 mês atrás
"Meu primeiro dia foi dia 01/07, chorei ao colocar o boneco na gaveta cinza, mas um relacionamento de 8 anos com idas e vindas, só causando dores a ambas as partes, foi minha melhor decisão...ao 21 dia eu postarei falando como as coisas estão...torçam por mim...e obrigado por esse vídeo."

1 mês depois


Gi Busca
4 semanas atrás
"Peço desculpas por não ter respondido antes. Eu gostaria de dizer que estou me sentindo ótima, é quase inacreditável a maneira como se sinto, eu pensava que seria impossível esquecê-lo em tão pouco tempo, já que foi um relacionamento de quase 08 anos. Ouvi o áudio de hipnose por exatamente 21 dias, e no ultima dia eu estava em duvida, pois eu não sentia raiva, amargura ou amor por ele, e sim apenas gratidão, achei isso estranho, mas no dia seguinte aquele sentimento de gratidão aumentou e comecei a ter vontade de me curtir, curtir a vida, fazer amizades, fazer cursos etc., me senti viva de novo, eu era muito dependente, e vivia em função daquele relacionamento toxico. Gratidão eterna."



------------------------------------------------------------------------------------------------------



Emanuel Fabrizzi
1 semana atrás
"Não irei menti assim que iniciei pensei um audio no youtube gratuito vai me ajudar em algo caraaaaaa caraaaa isso E Muito Perfeito
Hoje 16/08 meu primeiro dia ja senti esse energia diferente."

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------


[url=https://www.youtube.com/channel/UC6rxByVoUi5shsXCuVzN4vw][/url]
Sampaio Sampaio 

3 semanas atrás
"cara não acreditava muito em hipnose, mas quem ja ta na merda... foi então que li os cometários e fiz tem 4 dias e continuo fazendo, a primeira vez foi muito interessante pois depois que terminou a dor no peito, a angustia, passou, ainda penso nela mas é diferente, não doi, o coração não dispara mais, da primeira vez chorei lembrando das coisa mas foi muito bom depois, ja estava algumas semanas sofrendo e os videos motivacionais que via ajudavam pouco, mas agora estou bem melhor, muito obrigado!"
Falando de maneira bem geral, tanto a análise "racional" (olhar numa foto por 30 min.), como pela via da oração repetida que NA ensina (uma espécie de transe), como da hipnose... No fundo tudo não passa de hipnose mesmo, ou PNL básica. O ser humano é uma criatura altamente adaptável, e nosso cérebro é uma ferramenta excelente se conseguirmos moldá-lo corretamente.

Há pessoas que usam técnicas de PNL para fins interessantes e melhorias pessoais, assim como outros usam para tirar vantagem de nós (ex.: sedutores profissionais, propaganda e marketing em geral, etc.) de forma a nos induzir desejos e afins. Eu queria que o mundo fosse um lugar mais fácil pra quem quer ter a mente livre, mas tomar das nossas vias de indução já é uma guerra diária que temos que fazer, uma das grandes.

Não deixa de ser uma área muito interessante. Nunca li muito a respeito, mas se eu quiser prezar pelo que tenho nessa minha cachola vou ter que aprender como funciona as artimanhas nesse nível. Aí tá uma coisa que NA nem a literatura clássica que temos aqui não cobre, mas que alguns coachs e sedutólogos já usam e o prof. Olavo de Carvalho já alertou pra existência.

Agora mudando de assunto... Uma coisa que sempre quis fazer foi uma releitura/resumo da obra geral de NA. Concentrar tudo num livro só, complementar, atualizar algumas coisas. Acho algo importante de ser feito, uma re-síntese do material dos livros dele (e do blog e outros como entrevistas ou do Orkut). Seria basicamente reorganizar as ideias e núcleos de assuntos em outra organização mais ampla e abrangente. Claro, seria algo extra-oficial, ele não autorizou nada do tipo, mas seria muito legal de ser feito. O que acha da ideia?
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12