Fórum do Búfalo

Versão Completa: Tópico do governo Bolsonaro (acompanhamento)
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33
A escolha de Paulo Guedes como ministro da economia e Moro como ministro da justiça foi um acerto imensurável por parte de Bolsonaro. Enquanto Guedes representa menos impostos e menos burocracia, Moro representa a aplicação da lei para os que se acham 'intocáveis'.
(02-11-2018, 03:03 AM)Jaguar Paw Escreveu: [ -> ]
(02-11-2018, 02:39 AM)Digons Escreveu: [ -> ]Você caiu na narrativa esquerdista? Primeiro que o Moro não deu a última palavra no caso do Lula. Você deve se lembrar que o Lula pôde recorrer mil vezes, então faria mais sentido pegar um juiz do TRF4 ou entao do TSE.

E digo mais, o Moro não prendeu o Lula pra ser escolhido ministro. Creio que seja o contrário, ele foi escolhido como ministro por prender o Lula e mais outros vagabundos.

Isso de que houve um ''acordo'' entre o Bolso e o Moro não passa de mais uma narrativa que a esquerda vai usar pra tentar soltar o Lula, mas vai ficar por isso mesmo.

Eu não compro a narrativa esquerdista porém tenho a consciência de que o NaziPT continua vivo e forte (o Nordeste, por exemplo, foi consolidado como uma fortaleza nazipestista), portanto se o Bolsonaro me pedisse conselho sobre se deveria ou não nomear o Moro ministro, eu o aconselharia a não fazer isto. Pois, além de todo o poder de mídia deles, os ditos cujos já começam a aprender a fazer uso das redes sociais (aturar a minha cunhada no Zap hoje foi foda) e tal nomeação seria a confirmação da narrativa deles que o Molusco é inocente.

E a esta altura do campeonato, e tendo em mente a idade do Lula, o que o NaziPT mais quer é transformá-lo em um mártir e a nomeação do Moro os ajuda um bocado nisto.

Em suma, faltou malícia ali.

Não faz muito sentido dizer isso porque o Lula foi condenado em duplo grau de jurisdição com argumentos e fatos de alto valor probatório.

O que a militância nazipestista diz, pouco importa, eles inocentam os nazipetistas nas redes sociais desde sempre.
(01-11-2018, 07:23 PM)Tim Laflour Escreveu: [ -> ]Sei que aqui não é o local certo pra isso, mas como a bandeira do Bolsonaro é a do liberalismo econômico, então e vou perguntar aqui mesmo

A gente sempre ouve aquele exemplo que demonstra bem como a concorrência é boa para as pessoas: se uma empresa faz parte de um monopólio e sabe que seus clientes não tem onde comprar produtos se não com ela, então ela não tem motivação para fazer produtos melhores ou baixar preços. Do contrário, com bastante concorrência, ela é forçada a sempre manter um bom nível e preços atrativos, do contrário perderá para os concorrentes. Ok. Perguntas:

Quem é o concorrente da google hoje? Podemos dizer que ninguém, já que 99,9% das pessoas usam o google.com para pesquisar algo na internet. Mesmo assim a google está sempre melhorando seus serviços, e eles continuam sendo grátis. Qualquer concorrente que tente se aproximar, ela logo o compra e mantém seu monopólio. Porque nesse caso a ausência de concorrência não faz com que a Google "relaxe"?

Pergunta 2: a impressão que fica com o liberalismo é que uma empresa pequena e com bons produtos vai aparecer, roubar concorrentes da empresa grande, forçando ela a fazer produtos melhores ou baixar o preço. Mas o que vejo acontecendo é aquele cartel de 3 ou 4 empresas enormes dominando o mercado, e quando alguma empresa pequena aparece, é logo comprada ou não sobrevive tanto tempo a ponto de roubar clientes das grandes.

Pergunta 3: Como fica a concorrência quando temos serviços que simplesmente nao podemos escolher, como água, luz, estradas, saneamento, etc? Na imensa maioria dos casos não temos a opção de escolher por qual estrada seguir viagem, e mesmo que possamos, as estradas são administradas pela mesma empresa normalmente. Ninguém pode escolher de quem receber a energia elétrica, ou pra onde irá nossa merda ao dar a descarga. Como fica o liberalismo nessa caso? Licitações que escolhem "melhor" empresa para estes serviços não me parece algo muito inteligente, pois além de rolar muita propina e esquemas, quem garante que a empresa ganhadora irá prestar o serviço que propôs? Lembrem-se que ela não terá concorrência.

Sobre a primeira pergunta, o google tem sim concorrência, mas é de longe o melhor site de buscas. Os serviços têm sido melhorados pela plataforma porque o mercado funciona assim, se os serviços ficarem obsoletos a empresa é sobrepujada. Foi o que aconteceu no embate entre o orkut e o facebook, em que o facebook tornou-se uma ferramenta muito mais inovadora (e com mais inteligência artificial para fazer o membro da rede, escravo).

A segunda pergunta é fácil de ser respondida. Todos os setores mais regulados pelo Estado são os com maiores ocorrências de monopólios, oligopólios e cartéis, TODOS: Telecomunicações, energia, setor aéreo, etc. Já se perguntou o porquê de nenhuma empresa norte-americana de telecomunicações tentar competir no Brasil? É um investimento extremamente alto (lidar com agências reguladoras, burocracia, alta carga tributária, etc) para um retorno incerto. As empresas menores que tentam competir no mercado injusto logo são dissolvidas pela série de imposições estatais que as impede de sobreviverem, enquanto as que já estão estabilizadas no mercado não têm os mesmos problemas em se manterem de pé.

Veja o exemplo em relação a terceira pergunta. Aqui no ES, a empresa que fornece água é a CESAN. Além de eu ter que pagar a conta de água, pago ainda 80% de taxa de esgoto incluída na conta (um valor absurdamente caro, em alguns bairros é de 100%). Mas aí é que tá, o brasileiro tem apreço por agências reguladoras, enquanto o norte-americano (citando o país do capitalismo) tem apreço pela concorrência (se a empresa for ruim, perde o cliente). Num cenário de concorrência, você não tem o benefício de reclamar das empresas a não ser que por redes sociais, mas tem o benefício de simplesmente se desvincular da prestadora de serviços e escolher outra. Aqui no Brasil, não existe a opção de se desvincular, e qualquer queixa feita contra a prestadora de serviços será em vão, já que são inúmeras as reclamações e as instituições que se encarregam da defesa do consumidor pouco conseguem fazer para ajudar.

Basicamente, o cenário é esse, quem se acostumou com o cenário de laissez-faire simplesmente muda de empresa, de marca, de prestadora de serviços quando se sente destratado, enquanto que no Brasil, a única opção é ficar calado, já que não existe concorrência, e as instituições encarregadas da defesa do consumidor são pouco efetivas.

Como você já deve saber, a abstenção do Estado nos Estados Unidos é benéfica em diversas áreas, a mais discutida no Brasil hoje, é a trabalhista. Tudo o que escrevi serve para os direitos trabalhistas, por que você sairia do Brasil e iria para um país em que não teria uma carteira de trabalho assinada? Simples, o empregador vai te pagar mais já que não dará tanta satisfação ao Estado. Longe do sensacionalismo midiático em relação ao liberalismo econômico e para concluir o raciocínio: por parte do Estado, menos intervenção significa mais qualidade de vida do cidadão.
Vamos ver, tenho lá minhas ressalvas com essa onda neoconservadora, mas vamos ver... Tem tudo para ser um bom governo.
Opa, aí entra uma questão, o Google ganhar horrores do governo norte-americano. Isso só prova que liberalismo pleno nunca existiu.

Esse foi um dos motivos que me fez deixar de ser ancap tornar-me nacionalista. Sei que os ancaps brutalistas, como o Hans-Hermann Hoppe, são contrários ao monopólio privado, mas a questão é que não confio que as pequenas comunidades, mesmo armadas, possam fazer frente ao poderio de uma MONSANTO, por exemplo.

Creio, atualmente, que se o estado alimenta os monopólios, cabe ao estado eliminá-los. Cabo ao estado colocar o mercado de joelhos e não contrário.

Os problemas com esse meu pensamento é que isso só resulta em duas alternativas: a social-democracia e o fascismo.

E, sinceramente, nesses últimos tempos, estou cada vez mais ficando admirado com alguns aspectos do fascismo de Mussolini.
Taserto

Você sabe das consequências de um Estado super inchado, meu filho?
[Imagem: 45348733_493368217851705_808567092138737...e=5C775AD8]
Rsrs....já fui em algumas palestras do Guedes aqui no RJ. O cara, apesar de toda a formação, é um sujeito super simples e tem esse estilo papo reto o tempo todo mesmo, confirmo.

Certamente que tem muito detalhe do plano econômico que ele não pode sair falando tão abertamente. Mas as evidências empíricas, no geral, estão do lado do liberalismo. O máximo que alguém do contra pode dizer é sobre usar a História, num horizonte de tempo maior, pra justificar o Estado se metendo em tudo da vida do cidadão.

Cara, esse Saoshyant é retardado..
Tem uns comentários nesse podcast do YT defendendo o ex-senador.

Mostrar ConteúdoSpoiler:

Do tipo, "não, ele também foi enganado..."

"é que antes, ele acreditava no pt, como muitos eleitores, quando o país tava economicamente bem ..."

SÉRIO, não tem condições.

Um eleitor ser ludibriado É MUITO DIFERENTE DE UM POLÍTICO PROFISSIONAL que está há vinte anos na política, pra se fazer de inocente, e de 2 anos pra cá, mudar pra direita política, O MALTA É UM OPORTUNISTA, UM POLÍTICO A MODA ANTIGA, simples assim.

Se é LADRÃO, AINDA NÃO FOI DECIDIDO, ISSO É DÚVIDA E NADA PROVADO.

O que é fato é que o mesmo é, no mínimo, UM PERDULÁRIO.

Logo, o presidento faria bem em não dar-lhe um ministério - e junto, o foro privilegiado.
único medo que eu tenho é que o Bolsonaro não consiga resolver tanta m4rda que a esquerda causou no país e a conta caia pra direita. Tipo o Macri na Argentina que foi eleito depois de décadas de peronismo e não conseguiu fazer muita coisa. Aliais, curioso ressaltar que o Macri na Argentina ta sendo acusado de ser racista pela mídia esquerdopata ( http://www.uscannenbergmedia.com/2017/02...on-policy/

É inegável que a Argentina ta numa situação triste, tem a maioria dos problemas de terceiro mundo como corrupção endêmica, instabilidade econômica e a maioria dos problemas de primeiro mundo como imigração em massa e obesidade, o politicamente correto lá parece pelo menos não ser muito forte. 
O Macri não fez mudanças necessárias, em um ano de governo, e a bomba estourou na mão dele . Tudo que o peronismo queria.
(03-11-2018, 08:58 AM)Saoshyant Escreveu: [ -> ]Vamos ver, tenho lá minhas ressalvas com essa onda neoconservadora, mas vamos ver... Tem tudo para ser um bom governo.
Opa, aí entra uma questão, o Google ganhar horrores do governo norte-americano. Isso só prova que liberalismo pleno nunca existiu.

Esse foi um dos motivos que me fez deixar de ser ancap tornar-me nacionalista. Sei que os ancaps brutalistas, como o Hans-Hermann Hoppe, são contrários ao monopólio privado, mas a questão é que não confio que as pequenas comunidades, mesmo armadas, possam fazer frente ao poderio de uma MONSANTO, por exemplo.

Creio, atualmente, que se o estado alimenta os monopólios, cabe ao estado eliminá-los. Cabo ao estado colocar o mercado de joelhos e não contrário.

Os problemas com esse meu pensamento é que isso só resulta em duas alternativas: a social-democracia e o fascismo.

E, sinceramente, nesses últimos tempos, estou cada vez mais ficando admirado com alguns aspectos do fascismo de Mussolini.

[Imagem: For%C3%A7as_especiais%2C_Comandos_%2826646206001%29.jpg]

Só acompanhando seu raciocínio aqui, meu "xófen"...
Uma pena mesmo. Eis aí um exemplo de ''direita'' (é o que eu escuto que ele é) que não deu certo. Aliás, alguém poderia, por obséquio, explicar o que faltou pro Macri fazer?

EDIT: será que ele não tinha o apoio do congresso? Se esse for o caso, não vai ter como fazer muita coisa mesmo. E pelo jeito, o Bolso tem o apoio de muitos deputados e senadores.
(05-11-2018, 12:47 AM)Digons Escreveu: [ -> ]Uma pena mesmo. Eis aí um exemplo de ''direita'' (é o que eu escuto que ele é) que não deu certo. Aliás, alguém poderia, por obséquio, explicar o que faltou pro Macri fazer?

EDIT: será que ele não tinha o apoio do congresso? Se esse for o caso, não vai ter como fazer muita coisa mesmo. E pelo jeito, o Bolso tem o apoio de muitos deputados e senadores.

Mas ai que ta, a constituição de 88 dita praticamente TUDO. Mexer nela só com PEC que precisa se não me engano de 2/3 de aprovação. Posso ta falando asneira, o ideal seria que alguém da área de direito esclarecesse, mas eu ouvi que PEC vai ser difícil do Bolso passar.

Ele conseguiu fazer a reforma tributária, mas mudanças mais a fundo como cortar burocracia, cortar leis trabalhistas e etc ele infelizmente não conseguiu. Sobre a Argentina, vejam isto

[Imagem: GDP_per_capita_of_Argentina,_percent_of_...-2008).png]

Mas mesmo antes da reforma, gasolina e carro na Argentina é menos da metade do preço do Brasil.
Com essas eleições aprendi q só se deve falar alguma coisa depois q o fato aconteceu, pq tá louco, é reviravolta demais rolando.

Vamo ver se o bolso vai conseguir bater de frente com o mamute.
Uma coisa importante é que todo esse pessoal do Novo e alguns do PSL estão dispostos a facilitar a comunicação, até pra sugerir projetos e tal.

O que eu vou sugerir é pra levar adiante a não obrigatoriedade do voto. Sabem porque geral dos políticos até hoje não gostam disso né....mais fácil de comprar votos com esmolas. Se somente as pessoas realmente decididas politicamente votarem, a Esquerda não se cria tão fácil....

Acho que não teremos uma janela de oportunidade assim tão cedo. A melhor hora é agora.
Uma boa ideia do Amoedo é acabar com o horário político obrigatório.
Não só em época de eleições.
Acabar com verbas estatais pra imprensa.
Acabar com publicidade de empresas estatais que possuem monopólios (correios petrobrás, etc.).
Acabar com o financiamento estatal pra partidos políticos.
Acabar com a VOZ DO BRASIL.
Coisas simples e medidas extremamente populares, que gerariam uma economia imensa e daria um choque de gestão em termo ideológico.

Ah, e Macri não é "a direita" da Argentina, é no máximo um João Doria argentino (o que já é muito melhor do que os governos aliados ao foro de são paulo que estavam por lá antes). O próprio Doria já disse que se inspira no Macri, mas que não se inspir no Trump.
Por isso o Bolsonaro é nosso presidente, porque ele sim se inspira em Trump.
Projetos de lei comuns (criação de leis) é maioria simples (metade + 1 dos votos, não dos presentes). Se empatar o presidente vota e desempata.
Projetos de lei complementar (alteração em leis) é maioria absoluta (metade + 1 da casa). Não há empate.
PEC são 3/5 da casa
Existem outros casos, como os 2/3 do impeachment, Requerimentos que tb são maioria simples, etc...
Horário político na TV já deu mesmo...aliás, a gente já imagina que hoje em dia não tem metade da relevância que tinha até alguns anos atrás....

Acabar com o voto obrigatório é bom até pra boa parte da bancada que se elegeu agora. Eles irão capitalizar isso se votarem favorável, e a Esquerda que vota de forma realmente ideológica e os militantes, acredito que não sejam suficientes pra ganhar eleição. Se nessa agora, já perderam....imaginem se o voto fosse facultativo (como é nos EUA e demais países realmente democráticos: voto tem que ser um direito, não uma obrigação).

Eu tenho minhas ressalvas com o pessoal do MBL, mas eles têm esse mérito de sempre manter canal aberto a sugestões. O Kataguiri mesmo, que se elegeu agora é um.

O Bolsonaro falou que iria, no que depender dele, acabar com a reeleição, começando por ele mesmo. Não acho que ele vá levar isso em frente....na verdade até prefiro o modelo atual mesmo: 4 anos, e se o povo sentir que vale mais 4, se reelege. Acho que é bem aceito até pelo povão que, 4 anos pra resolver tanta coisa do Brasil é pouco tempo....
O mais importante agora é focar em passar as reformas. Temos que acompanhar e pressionar os deputados e senadores para aprovarem os projetos do governo de simplificação tributária e a reforma da previdência. Caso isso passe, poderemos viver um novo ciclo de grandes altas na bolsa!

https://www.clubedospoupadores.com/acoes...bolsa.html

Portanto, preparai-vos e aportai, daqui a dez anos quem não estiver rico perdeu uma grande chance que a vida não costuma oferecer duas vezes.
Longe de ser um exemplo de caráter e honestidade; mas dadas as circunstâncias, o Temeroso deve deixar o governo provisório com uma impressão favorável.

Ressalvadas as críticas - merecidas - a ele e ao MDB. Vai deixar a casa relativamente bem arrumada para o Bolsomito assumir, depois de ter tirado da inércia pautas-bomba do naipe das reformas trabalhistas e do teto de gastos.

E pode emplacar - faltando 1 mês e meio - para findar o ano e seu governo.

1-Passou uma reforma trabalhista que flexibiliza um pouco as relações de trabalho. Deu margem pra contratos temporários e poder à negociação patrão/empregado. Foi muito pouco, mas num país tão engessado como Brasil é algo a se considerar.

2-Derrubou o imposto sindical. Mesmo com toda uma pressão dos lobbys - estes apoiados por partidos esquerdistas - contrários.

3-Deu andamento a uma regulamentação para processos de avaliação de desempenho de funças, afetando em tese, sua estabilidade. É algo tímido, mas em face de quase quinze anos de governo nazipestista, isso era a pouco tempo um tema tabu.

4-No momento tenta passar a reforma previdenciária, embora com o atual quadro legislativo, as chances sejam poucas.

5-Nomeou logo no início de seu governo provisório, uma equipe econômica ortodoxa, e com independência, sem ingerências políticas eleitoreiras, deixando presidente do BC, ministro da fazenda e equipe do copom, livres pra definir sua política de preços de mercado. E o mercado entendeu isso, com o país, deixando a maior recessão da história e, com inflação debelada e juros em declínio.

6-Seu maior feito, a aprovação de uma lei de teto de gastos - que põe um freio na escalada de gastos do Estado, que do contrário, estaria o país com uma dívida (e rolagem da mesma) em níveis maiores do que os de hoje.

Os defeitos têm aparecido no notíciário e são fundados, mas fica esse registro do que o próximo governo do mito, pode aproveitar apesar do necessário 'rompimento' com o estilo de política tradicional de conchavos políticos.
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33