Fórum do Búfalo
Merda e merda de gritos ! - Versão de Impressão

+- Fórum do Búfalo (http://forum.bufalo.info)
+-- Fórum: Mulheres/Feminazismo/Relacionamentos (http://forum.bufalo.info/forumdisplay.php?fid=4)
+--- Fórum: Geralzão da Real (http://forum.bufalo.info/forumdisplay.php?fid=8)
+--- Tópico: Merda e merda de gritos ! (/showthread.php?tid=2131)

Páginas: 1 2


Merda e merda de gritos ! - Viril - 27-11-2012

Olá pessoal.
Antes do assunto que quero abordar aqui, quero deixar claro porque isso me irrita.
Na minha criação, aumentar a voz para alguém era uma falta de respeito TREMENDA, OU SEJA se eu grita-se com algum familiar eu tomava um tapa no meio da boca, eu não tolero falta de respeito...

E como já relatei aqui que discuti com uma garota na faculdade e blablabla, as coisas já estão normal então estou falando com uma parte da sala.

Mas Hoje, aconteceu algo que me irritou profundamente e não sei como devo agir caso isso venha a acontecer, pois nunca tinham gritado comigo como vem acontecendo.
-faculdade de playboy e patricinhasfacepalm:

Depois de uma nota ruim de um trabalho na faculdade fui falar com o professor e o mesmo falou para comparecer na sala X, dia X para discutir sobre a nota, e o trabalho era em grupo (fui obrigado a manter grupo),e na saida, estava indo para a porta com uma garota do grupo e ela falou que o professor estava ali e para irmos falar com ele, ai eu fui indo atras dele, e perguntei o pq ela queria falar com ele, ela comentou sobre o trabalho e nisso falei que não precisava, nesse momento ela deu um berro facepalm: falando alguma merda e me reprimindo por não ter ido atras do cara, no momento fiquei meio puto, mas me controlei e falei algo próximo a isso:

-Ei, por que você não vai lá falar com ele?
-Eu não vou sozinha.
-Então não grite, se não vou achar que você não tem educação.

Não sei se agi da forma certa, mas na minha sala tem muita, PATRICINHA MIMADA que tratam os imbecis assim, e comigo o buraco é mais em baixo, não aceito falta de respeito. tanto que até agora só aconteceu duas vezes coisas assim, mas para mim já é muito.. e com os bixas betas enrustidos elas fazem o dia inteiro...

Então putos! minha vontade mesmo era mandar ela tomar no cú, simples assim... mas não sei se agi de forma correta....


RE: Merda e merda de gritos ! - Destro - 27-11-2012

Falar gritando é uma das característica mais odiosas de mulher ,e gritar por tudo também,você falou com ela e se ela continuar gritando altere a voz também não deixa ela por as azinhas de fora ,senão ela monta em cima ,trate-a como ela te tratar .


RE: Merda e merda de gritos ! - Tiago Sorine - 27-11-2012

Pra mim vc agiu certíssimo!! Foi educado porém firme e duro!
Pra mim tbm gritar com quem não se conhece ou não é uma falta de respeito do caralho.
Pra mostra segurança e firmeza no que diz não precisa aumentar a voz pra ninguém!
E se ela te conhece da outra vez que vc teve aquele lance do grupo, ela sabe o mato que ela está lenhando. Só o fato de vc ter falado a questão da educação ela já deve ter pirado.

Exame de futurologia: Prevejo séquiço daqui a 2 meses se a continuar tratando assim com autoridade!

Agiu certo sim!


RE: Merda e merda de gritos ! - Mestre Laveley - 27-11-2012

Vc agiu certo. Deu uma reprimenda e um aviso ao mesmo tempo.

Agora se acontecer de novo, já sabe.


RE: Merda e merda de gritos ! - Gekko - 27-11-2012

Berrar com vadia é coisa de bicha que dá piti. Vc agiu certo. Mostrou que tem mais educação e mais classe do que ela. Sempre que possível, evite esse tipo de gente.


RE: Merda e merda de gritos ! - Viril - 27-11-2012

Bom saber que consegui agir de forma correta e vou manter isso.
Valeu pessoal Smile
É foda essas mulheres mimadas que tem tudo do papai na hora que quer...


RE: Merda e merda de gritos ! - Joe Bloggs - 27-11-2012

Espere ficar sozinho com ela de novo (melhor em alguma festa) chegue perto do ouvido dessa perva e pergunte tranquilamente: "Anda meio nervosa, o que foi, ta precisando de alguma coisa?" Pronto, ela vai te dar ou te deixar em paz.
Assim que funciona o sistema!

Joe


RE: Merda e merda de gritos ! - Petulante - 28-11-2012

(27-11-2012, 11:46 PM)Joe Bloggs Escreveu: Espere ficar sozinho com ela de novo (melhor em alguma festa) chegue perto do ouvido dessa perva e pergunte tranquilamente: "Anda meio nervosa, o que foi, ta precisando de alguma coisa?" Pronto, ela vai te dar ou te deixar em paz.
Assim que funciona o sistema!

Joe

Não faça isso, você pode estar levantando a bola pra tomar uma cortada. ainda mais em festa.

Mulher, adora gritar pra se aparecer. Ela com certeza tá doida pra gritar em público até ver o teu limite.

Se isso acontecer, use da mesma técnica, não berre, não desça ao mesmo nível mas se imponha como macho. Mas sempre sem partir pra agressão:

Veja um exemplo classico de onde isso pode chegar: (isso aconteceu comigo)

Vadia aos berros - Ow seu vagabundo, seu bandido, você não é homem pra assumir suas responsabilidades não?

Neste momento umas 20 pessoas, olharam pra ver o barraco que iria se formar. E mais gente juntava....

Eu em um tom de voz em que só ela escutava - Venha dizer isso aqui na minha cara! Perto de mim!

O hamster dela pensou "Vítima mode: On"

Vadia ainda aos berros - POrque? vai me bater? é isso? gente, ele bate em mulher, sabiam?

Levantei a voz (mas ainda sem berrar, só projetando como fazem as pessoas no teatro) e disse:
Não preciso disso pra te bater, se fosse pra te bater eu iria até você e te arrebentava, você e esse paspalho de merda que tá do teu lado. Agora se tu for mulher vem aqui pro debate de frente, olhando na bola do meu olho, se tu for mulher!

O paspalho era o namorado, que tava do lado tentando acalmar o benzinho dele. Mas quando ouviu essa de paspalho, falou pra ela deixa que eu resolvo essa parada, aí os dois discutiram, e ela resolveu vir na frente dele, pois queria mostrar em público que sim, ela era mulher!

Ela veio até mim. Isso mostrou que a partir dali, eu estava no caminho certo, eu não me movi, controlei a situação, e pra quem estava ao lado, todos pensavam na linguagem corporal do manda/obedece incrustado no ato de ir e vir.

Quando ela chegou perto eu disse firmemente mas baixinho- Você é ridícula, não sabe o que está falando e nem onde está se metendo. Se eu quisesse acabar com tua vida não iria fazer isso em público muito quanto menos de dia. Portanto quando ME AMEAÇAR tome cuidado, muito cuidado. E sobre a minha responsabilidade, eu não te prometi nada, nem mandei você assinar nada com ninguém, nem sei de onde você tirou a idéia de que eu iria te dar qualquer coisa. Eu não devo nada a você, existe justiça, se você quiser cobrar algo de mim, cobre lá, pois nosso relacionamento terminou a muito tempo, não fomos casados, e nem filhos tivemos....

Neste momento ela me interrompe querendo gritar algo....

Aí sim coube um berro, com a voz grossa, mostrando os dentes, e com dedo em riste: Cala a boca caralho! Eu não terminei!

Ela calou eu continuei dizendo no mesmo tom de antes:
- Tua buceta não é de ouro.... quer arrancar alguma coisa, tem esse trouxa do teu lado pra trabalhar de burro de carga pra te comer....

A tática co isso foi fazer ELE partir pra cima, o que de fato aconteceu.... Tomou um chute no saco e ficou imobilizado, ela se desesperou e ficou gritando pra eu parar, segurei ele pela camisa, enquanto ele tentava assimilar o que aconteceu, e disse sem berros mas ainda alto:

- Não adianta discutir com você, se quer dar uma de louca, dê a vontade, mas não comigo! Vou virar as costas e vou sair daqui, você não tem postura, não tem classe, e ainda fez esse retardado apanhar. Vai lavar roupa, que lugar de lavadeira é no tanque.

Taquei o caboclo no chão, ele bateu a cabeça, ela passou o foco pra ele, ficou de mimimi, eu virei as costas e fui embora.



RE: Merda e merda de gritos ! - Blanka - 28-11-2012

Petulas,

Essa história terminou aí??


Viril,

ACHO que caberia sim essa zuação do Joe...embora só você possa calcular com mais precisão...


RE: Merda e merda de gritos ! - TheShowOFF - 28-11-2012

Mas que foda hein Petulas, só não acho certo dar chute no saco, um soco no fígado ou chute na rótula em situações mais tensas...

Quanto ao criador do tópico, eu não acho certo tratar com educação quem te tratar como um pedaço de bosta não...
Eu apenas levantaria meu tom de voz falando olhando pros olhos de forma séria:
" Pense muito antes de falar merda comigo, tu achas que é quem?" Ou algo parecido, nem daria tempo da vadia responder, viraria as costas e me mandaria sem nem olhar pra trás...


RE: Merda e merda de gritos ! - Tiago Sorine - 28-11-2012

(28-11-2012, 12:52 PM)Petulas Escreveu:
(27-11-2012, 11:46 PM)Joe Bloggs Escreveu: Espere ficar sozinho com ela de novo (melhor em alguma festa) chegue perto do ouvido dessa perva e pergunte tranquilamente: "Anda meio nervosa, o que foi, ta precisando de alguma coisa?" Pronto, ela vai te dar ou te deixar em paz.
Assim que funciona o sistema!

Joe

Não faça isso, você pode estar levantando a bola pra tomar uma cortada. ainda mais em festa.

Mulher, adora gritar pra se aparecer. Ela com certeza tá doida pra gritar em público até ver o teu limite.

Se isso acontecer, use da mesma técnica, não berre, não desça ao mesmo nível mas se imponha como macho. Mas sempre sem partir pra agressão:

Veja um exemplo classico de onde isso pode chegar: (isso aconteceu comigo)

Vadia aos berros - Ow seu vagabundo, seu bandido, você não é homem pra assumir suas responsabilidades não?

Neste momento umas 20 pessoas, olharam pra ver o barraco que iria se formar. E mais gente juntava....

Eu em um tom de voz em que só ela escutava - Venha dizer isso aqui na minha cara! Perto de mim!

O hamster dela pensou "Vítima mode: On"

Vadia ainda aos berros - POrque? vai me bater? é isso? gente, ele bate em mulher, sabiam?

Levantei a voz (mas ainda sem berrar, só projetando como fazem as pessoas no teatro) e disse:
Não preciso disso pra te bater, se fosse pra te bater eu iria até você e te arrebentava, você e esse paspalho de merda que tá do teu lado. Agora se tu for mulher vem aqui pro debate de frente, olhando na bola do meu olho, se tu for mulher!

O paspalho era o namorado, que tava do lado tentando acalmar o benzinho dele. Mas quando ouviu essa de paspalho, falou pra ela deixa que eu resolvo essa parada, aí os dois discutiram, e ela resolveu vir na frente dele, pois queria mostrar em público que sim, ela era mulher!

Ela veio até mim. Isso mostrou que a partir dali, eu estava no caminho certo, eu não me movi, controlei a situação, e pra quem estava ao lado, todos pensavam na linguagem corporal do manda/obedece incrustado no ato de ir e vir.

Quando ela chegou perto eu disse firmemente mas baixinho- Você é ridícula, não sabe o que está falando e nem onde está se metendo. Se eu quisesse acabar com tua vida não iria fazer isso em público muito quanto menos de dia. Portanto quando ME AMEAÇAR tome cuidado, muito cuidado. E sobre a minha responsabilidade, eu não te prometi nada, nem mandei você assinar nada com ninguém, nem sei de onde você tirou a idéia de que eu iria te dar qualquer coisa. Eu não devo nada a você, existe justiça, se você quiser cobrar algo de mim, cobre lá, pois nosso relacionamento terminou a muito tempo, não fomos casados, e nem filhos tivemos....

Neste momento ela me interrompe querendo gritar algo....

Aí sim coube um berro, com a voz grossa, mostrando os dentes, e com dedo em riste: Cala a boca caralho! Eu não terminei!

Ela calou eu continuei dizendo no mesmo tom de antes:
- Tua buceta não é de ouro.... quer arrancar alguma coisa, tem esse trouxa do teu lado pra trabalhar de burro de carga pra te comer....

A tática co isso foi fazer ELE partir pra cima, o que de fato aconteceu.... Tomou um chute no saco e ficou imobilizado, ela se desesperou e ficou gritando pra eu parar, segurei ele pela camisa, enquanto ele tentava assimilar o que aconteceu, e disse sem berros mas ainda alto:

- Não adianta discutir com você, se quer dar uma de louca, dê a vontade, mas não comigo! Vou virar as costas e vou sair daqui, você não tem postura, não tem classe, e ainda fez esse retardado apanhar. Vai lavar roupa, que lugar de lavadeira é no tanque.

Taquei o caboclo no chão, ele bateu a cabeça, ela passou o foco pra ele, ficou de mimimi, eu virei as costas e fui embora.

Hellyeah mothefucker!!
Que foda!!!




RE: Merda e merda de gritos ! - Mestre Laveley - 28-11-2012

(28-11-2012, 03:32 PM)TheShowOFF Escreveu: Mas que foda hein Petulas, só não acho certo dar chute no saco, um soco no fígado ou chute na rótula em situações mais tensas...

Não tem dessa não. Se o cara partiu pra cima dele, vale tudo para se defender; chute no saco, soco no pescoço e dedada no olho.

Oq não pode é apanhar de graça. Se o cara partiu pra violência, merece isso e um pouco mais.

Eu sempre fui pequeno e no colégio sempre vinha aqueles bruta-montes querendo me bater, se aproveitando da minha fraqueza. Mas eu não deixava por menos, dava chute no saco, mordia a orelha, as vezes até me armava com paus, cadeiras, até prego eu levava na mochila e etc. Não é deslealdade quando vc está apenas se defendendo.

E eu sabia que no dia que eu deixasse barato, iria apanhar todos os outros dias.


RE: Merda e merda de gritos ! - Tiago Sorine - 28-11-2012

(28-11-2012, 09:58 PM)Mestre Laveley Escreveu: Eu sempre fui pequeno e no colégio sempre vinha aqueles bruta-montes querendo me bater, se aproveitando da minha fraqueza. Mas eu não deixava por menos, dava chute no saco, mordia a orelha, as vezes até me armava com paus, cadeiras, até prego eu levava na mochila e etc. Não é deslealdade quando vc está apenas se defendendo.

Tbm fui assim, pequeno e fraco! E o que tiver eu pegava pra me defender!
Tive sorte tbm pq sempre tive amigos grandes aí ajudava um pouco!! yaoming



RE: Merda e merda de gritos ! - Joe Bloggs - 28-11-2012

A ideia eh sempre passar pra elas o inverso do que elas tanto pregam, que sao as fodonas, decididas e o caralho.
Talvez tenha me expressado mal.
Fazer ela entender mais ou menos essas frases: " Oh histerica do caralho, seu problema eh piru?? Por isso que esta desequilibrada???" Mas sempre de uma forma sutil.

Nao eh uma cantada, eh dizer pra ela que se ela quiser vai levar uma pirocada pra ficar mais calma. E pronto

Mas ta valendo tb a opiniao dos amigos como sempre!!

Tenho dito

Joe


RE: Merda e merda de gritos ! - Petulante - 29-11-2012

(28-11-2012, 01:45 PM)Blanka Escreveu: Petulas,

Essa história terminou aí??


Viril,

ACHO que caberia sim essa zuação do Joe...embora só você possa calcular com mais precisão...

Não essa treta foi grande, ficou por quase um ano, mas ela desistiu. Ela trocou de paspalho várias vezes, e cada vez um se achava ser o cavaleiro branco, mas só esse partiu pra cima, o resto ficava de mimimi junto ou nem ligava.

O motivo: banal, eu tinha emprestado um cheque pra ela pagar uma dívida de míseros 200 reais. Quando ela veio falar um monte, eu falei "nunca mais olha na minha cara". Como ela não tinha descontado o cheque ainda sustei o talão inteiro e fiz um BO de roubo.



RE: Merda e merda de gritos ! - C.O.B.R.A - 29-11-2012

(28-11-2012, 12:52 PM)Petulas Escreveu:
(27-11-2012, 11:46 PM)Joe Bloggs Escreveu: Espere ficar sozinho com ela de novo (melhor em alguma festa) chegue perto do ouvido dessa perva e pergunte tranquilamente: "Anda meio nervosa, o que foi, ta precisando de alguma coisa?" Pronto, ela vai te dar ou te deixar em paz.
Assim que funciona o sistema!

Joe

Não faça isso, você pode estar levantando a bola pra tomar uma cortada. ainda mais em festa.

Mulher, adora gritar pra se aparecer. Ela com certeza tá doida pra gritar em público até ver o teu limite.

Se isso acontecer, use da mesma técnica, não berre, não desça ao mesmo nível mas se imponha como macho. Mas sempre sem partir pra agressão:

Veja um exemplo classico de onde isso pode chegar: (isso aconteceu comigo)

Vadia aos berros - Ow seu vagabundo, seu bandido, você não é homem pra assumir suas responsabilidades não?

Neste momento umas 20 pessoas, olharam pra ver o barraco que iria se formar. E mais gente juntava....

Eu em um tom de voz em que só ela escutava - Venha dizer isso aqui na minha cara! Perto de mim!

O hamster dela pensou "Vítima mode: On"

Vadia ainda aos berros - POrque? vai me bater? é isso? gente, ele bate em mulher, sabiam?

Levantei a voz (mas ainda sem berrar, só projetando como fazem as pessoas no teatro) e disse:
Não preciso disso pra te bater, se fosse pra te bater eu iria até você e te arrebentava, você e esse paspalho de merda que tá do teu lado. Agora se tu for mulher vem aqui pro debate de frente, olhando na bola do meu olho, se tu for mulher!

O paspalho era o namorado, que tava do lado tentando acalmar o benzinho dele. Mas quando ouviu essa de paspalho, falou pra ela deixa que eu resolvo essa parada, aí os dois discutiram, e ela resolveu vir na frente dele, pois queria mostrar em público que sim, ela era mulher!

Ela veio até mim. Isso mostrou que a partir dali, eu estava no caminho certo, eu não me movi, controlei a situação, e pra quem estava ao lado, todos pensavam na linguagem corporal do manda/obedece incrustado no ato de ir e vir.

Quando ela chegou perto eu disse firmemente mas baixinho- Você é ridícula, não sabe o que está falando e nem onde está se metendo. Se eu quisesse acabar com tua vida não iria fazer isso em público muito quanto menos de dia. Portanto quando ME AMEAÇAR tome cuidado, muito cuidado. E sobre a minha responsabilidade, eu não te prometi nada, nem mandei você assinar nada com ninguém, nem sei de onde você tirou a idéia de que eu iria te dar qualquer coisa. Eu não devo nada a você, existe justiça, se você quiser cobrar algo de mim, cobre lá, pois nosso relacionamento terminou a muito tempo, não fomos casados, e nem filhos tivemos....

Neste momento ela me interrompe querendo gritar algo....

Aí sim coube um berro, com a voz grossa, mostrando os dentes, e com dedo em riste: Cala a boca caralho! Eu não terminei!

Ela calou eu continuei dizendo no mesmo tom de antes:
- Tua buceta não é de ouro.... quer arrancar alguma coisa, tem esse trouxa do teu lado pra trabalhar de burro de carga pra te comer....

A tática co isso foi fazer ELE partir pra cima, o que de fato aconteceu.... Tomou um chute no saco e ficou imobilizado, ela se desesperou e ficou gritando pra eu parar, segurei ele pela camisa, enquanto ele tentava assimilar o que aconteceu, e disse sem berros mas ainda alto:

- Não adianta discutir com você, se quer dar uma de louca, dê a vontade, mas não comigo! Vou virar as costas e vou sair daqui, você não tem postura, não tem classe, e ainda fez esse retardado apanhar. Vai lavar roupa, que lugar de lavadeira é no tanque.

Taquei o caboclo no chão, ele bateu a cabeça, ela passou o foco pra ele, ficou de mimimi, eu virei as costas e fui embora.

Não deixo berrar comigo, e não falo baixo porra nenhuma.

Mando tomar no CU, xingo de volta que se foda (isso só aconteceu comigo uma única vez em uma balada e cada um foi pro seu lado) mas se não tivesse faria do mesmo jeito.

O engraçado é que Traficante favelado/Playboy jiu-jiteiro de bairro nobre, grita, xinga, bate, cospe na cara, humilha, arma barraco e a vadia além de ficar piana, volta pro cara.

Se ela gritou primeiro, perdeu o respeito e deixou livre para fazer o que quiser, não quis dalogar. Se ela quisesse diálogo continuaria falando baixo aí sim caberia o diálogo.

Não sei porquê muitos tem um certo receio de gritar e falar alto com uma arrombada que vai querer crescer pro teu lado. Acho que é algum vestígio de matrix (não me refiro específicamente ao autor da postágem) em que "gritar com mulher é feio".

Teria falado baixo se fosse o um homem?

Acho que fez o certo tendo auto-controle necessário para lidar com a situação. Eu não conseguiria ter feito.


RE: Merda e merda de gritos ! - Mestre Laveley - 29-11-2012

(29-11-2012, 11:06 AM)Petulas Escreveu:
(28-11-2012, 01:45 PM)Blanka Escreveu: Petulas,

Essa história terminou aí??


Viril,

ACHO que caberia sim essa zuação do Joe...embora só você possa calcular com mais precisão...

Não essa treta foi grande, ficou por quase um ano, mas ela desistiu. Ela trocou de paspalho várias vezes, e cada vez um se achava ser o cavaleiro branco, mas só esse partiu pra cima, o resto ficava de mimimi junto ou nem ligava.

O motivo: banal, eu tinha emprestado um cheque pra ela pagar uma dívida de míseros 200 reais. Quando ela veio falar um monte, eu falei "nunca mais olha na minha cara". Como ela não tinha descontado o cheque ainda sustei o talão inteiro e fiz um BO de roubo.

Hehehehe, mas ai tu forçou a barra tbm né!

Emprestou a parada e depois fez BO de roubo.... ai é pra fude mesmo com a garota!!!


RE: Merda e merda de gritos ! - Gekko - 29-11-2012

Eu sou a favor de não gritar a menos que seja absolutamente necessário. N. A., na descrição do perfil masculino ideal, enumerou algumas características desejáveis, entre elas não gritar. Falar grosso, em tom imperativo e impor respeito sim, mas gritar parece coisa de vadia histérica dando piti.


RE: Merda e merda de gritos ! - Mestre Laveley - 29-11-2012

(29-11-2012, 01:22 PM)C.O.B.R.A Escreveu:
(28-11-2012, 12:52 PM)Petulas Escreveu:
(27-11-2012, 11:46 PM)Joe Bloggs Escreveu: Espere ficar sozinho com ela de novo (melhor em alguma festa) chegue perto do ouvido dessa perva e pergunte tranquilamente: "Anda meio nervosa, o que foi, ta precisando de alguma coisa?" Pronto, ela vai te dar ou te deixar em paz.
Assim que funciona o sistema!

Joe

Não faça isso, você pode estar levantando a bola pra tomar uma cortada. ainda mais em festa.

Mulher, adora gritar pra se aparecer. Ela com certeza tá doida pra gritar em público até ver o teu limite.

Se isso acontecer, use da mesma técnica, não berre, não desça ao mesmo nível mas se imponha como macho. Mas sempre sem partir pra agressão:

Veja um exemplo classico de onde isso pode chegar: (isso aconteceu comigo)

Vadia aos berros - Ow seu vagabundo, seu bandido, você não é homem pra assumir suas responsabilidades não?

Neste momento umas 20 pessoas, olharam pra ver o barraco que iria se formar. E mais gente juntava....

Eu em um tom de voz em que só ela escutava - Venha dizer isso aqui na minha cara! Perto de mim!

O hamster dela pensou "Vítima mode: On"

Vadia ainda aos berros - POrque? vai me bater? é isso? gente, ele bate em mulher, sabiam?

Levantei a voz (mas ainda sem berrar, só projetando como fazem as pessoas no teatro) e disse:
Não preciso disso pra te bater, se fosse pra te bater eu iria até você e te arrebentava, você e esse paspalho de merda que tá do teu lado. Agora se tu for mulher vem aqui pro debate de frente, olhando na bola do meu olho, se tu for mulher!

O paspalho era o namorado, que tava do lado tentando acalmar o benzinho dele. Mas quando ouviu essa de paspalho, falou pra ela deixa que eu resolvo essa parada, aí os dois discutiram, e ela resolveu vir na frente dele, pois queria mostrar em público que sim, ela era mulher!

Ela veio até mim. Isso mostrou que a partir dali, eu estava no caminho certo, eu não me movi, controlei a situação, e pra quem estava ao lado, todos pensavam na linguagem corporal do manda/obedece incrustado no ato de ir e vir.

Quando ela chegou perto eu disse firmemente mas baixinho- Você é ridícula, não sabe o que está falando e nem onde está se metendo. Se eu quisesse acabar com tua vida não iria fazer isso em público muito quanto menos de dia. Portanto quando ME AMEAÇAR tome cuidado, muito cuidado. E sobre a minha responsabilidade, eu não te prometi nada, nem mandei você assinar nada com ninguém, nem sei de onde você tirou a idéia de que eu iria te dar qualquer coisa. Eu não devo nada a você, existe justiça, se você quiser cobrar algo de mim, cobre lá, pois nosso relacionamento terminou a muito tempo, não fomos casados, e nem filhos tivemos....

Neste momento ela me interrompe querendo gritar algo....

Aí sim coube um berro, com a voz grossa, mostrando os dentes, e com dedo em riste: Cala a boca caralho! Eu não terminei!

Ela calou eu continuei dizendo no mesmo tom de antes:
- Tua buceta não é de ouro.... quer arrancar alguma coisa, tem esse trouxa do teu lado pra trabalhar de burro de carga pra te comer....

A tática co isso foi fazer ELE partir pra cima, o que de fato aconteceu.... Tomou um chute no saco e ficou imobilizado, ela se desesperou e ficou gritando pra eu parar, segurei ele pela camisa, enquanto ele tentava assimilar o que aconteceu, e disse sem berros mas ainda alto:

- Não adianta discutir com você, se quer dar uma de louca, dê a vontade, mas não comigo! Vou virar as costas e vou sair daqui, você não tem postura, não tem classe, e ainda fez esse retardado apanhar. Vai lavar roupa, que lugar de lavadeira é no tanque.

Taquei o caboclo no chão, ele bateu a cabeça, ela passou o foco pra ele, ficou de mimimi, eu virei as costas e fui embora.

Não deixo berrar comigo, e não falo baixo porra nenhuma.

Mando tomar no CU, xingo de volta que se foda (isso só aconteceu comigo uma única vez em uma balada e cada um foi pro seu lado) mas se não tivesse faria do mesmo jeito.

O engraçado é que Traficante favelado/Playboy jiu-jiteiro de bairro nobre, grita, xinga, bate, cospe na cara, humilha, arma barraco e a vadia além de ficar piana, volta pro cara.

Se ela gritou primeiro, perdeu o respeito e deixou livre para fazer o que quiser, não quis dalogar. Se ela quisesse diálogo continuaria falando baixo aí sim caberia o diálogo.

Não sei porquê muitos tem um certo receio de gritar e falar alto com uma arrombada que vai querer crescer pro teu lado. Acho que é algum vestígio de matrix (não me refiro específicamente ao autor da postágem) em que "gritar com mulher é feio".

Teria falado baixo se fosse o um homem?

Acho que fez o certo tendo auto-controle necessário para lidar com a situação. Eu não conseguiria ter feito.

A questão é justamente essa: auto controle.

Vc não precisa gritar pra impor respeito. Justo pelo contrário, se vc sair sempre gritando por ai vai apenas comprovar que vc é um descontrolado histérico assim como a mulher que está gritando com vc.


RE: Merda e merda de gritos ! - Petulante - 29-11-2012

(28-11-2012, 09:58 PM)Mestre Laveley Escreveu:
(28-11-2012, 03:32 PM)TheShowOFF Escreveu: Mas que foda hein Petulas, só não acho certo dar chute no saco, um soco no fígado ou chute na rótula em situações mais tensas...

Não tem dessa não. Se o cara partiu pra cima dele, vale tudo para se defender; chute no saco, soco no pescoço e dedada no olho.

Oq não pode é apanhar de graça. Se o cara partiu pra violência, merece isso e um pouco mais.

Eu sempre fui pequeno e no colégio sempre vinha aqueles bruta-montes querendo me bater, se aproveitando da minha fraqueza. Mas eu não deixava por menos, dava chute no saco, mordia a orelha, as vezes até me armava com paus, cadeiras, até prego eu levava na mochila e etc. Não é deslealdade quando vc está apenas se defendendo.

E eu sabia que no dia que eu deixasse barato, iria apanhar todos os outros dias.

Cara chute no saco, pisadura na rótula, mordida na jugular, e outras coisinhas do tipo, são parte até de uma arte marcial extremamente bufalesca (na minha opinião) o Krav-Maga.

O foco é sobrevivência, e em uma briga de rua não existe regras, vale até dedo no olho, terra na cara etc...

Se vc vive na perifa, nego parte pra cima de ti com faca, vidro, e outras coisas mais, imagina se vou ficar com dó de chutar um saco!