Fórum do Búfalo
[Relato] A Real na prática: um relacionamento desde seu início - Versão de Impressão

+- Fórum do Búfalo (http://forum.bufalo.info)
+-- Fórum: Mulheres/Feminazismo/Relacionamentos (http://forum.bufalo.info/forumdisplay.php?fid=4)
+--- Fórum: Recomendados (http://forum.bufalo.info/forumdisplay.php?fid=9)
+--- Tópico: [Relato] A Real na prática: um relacionamento desde seu início (/showthread.php?tid=4237)

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Tim Laflour - 07-11-2013

Um fato curioso que aconteceu agora a pouco:

Estavamos combinando onde iríamos sair pra comer esse final de semana, e ela me perguntou:

- Onde vamos?
- No Barzinho X.
- Ah você já está decidido assim? Que lindo.

Bom...nessa hora me veio na cabeça um parágrafo do livros dos princípios que regem a interação social, que diz o seguinte:

"Se você não conduzir um relacionamento com sua autoridade, a desordem irá imperar, a cooperação irá se deteriorar, a reciprocidade irá acabar e a atração irá se apagar aos
poucos. Uma hora ele acabará. Da mesma forma, se você não exercer autoridade sobre sua vida, sua saúde irá se deteriorar, seu desempenho no trabalho ou na escola irá cair, seus ganhos irão despencar e a insatisfação aumentará. Sempre que as coisas se movem para a desordem, elas inevitavelmente morrerão."


Estava percebendo que sempre que saíamos, eu perguntava pra ela se ela queria ir para tal lugar ou para onde ela gostaria de ir. Um erro grave. Fui tirar a dúvida com outra mulher (que trabalha comigo). Perguntei se ela prefere que o marido decida onde eles vão ou se ela prefere que ele pergunte a ela. Não deu outra. Segue a resposta:

- Prefiro que ele escolha
- Vc tem a oportunidade de escolher onde quer ir..mas prefere q ele decida?
- Nós mulheres preferimos assim... pq esperamos ser surpreendidas..embora isso raramente acontece... o Junior pergunta TODA vez que a gente vai sair ele pergunta onde eu quero ir... morro de raiva


Quer dizer, elas têm a oportunidade de escolher onde querem ir, mas preferem que nós a conduzamos. Se uma coisa eu aprendi com isso, é que eu ainda preciso ler muito, mas MUITO o material daqui yaoming


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Tiago Sorine - 07-11-2013

(07-11-2013, 01:07 PM)Tim Laflour Escreveu: Um fato curioso que aconteceu agora a pouco:

Estavamos combinando onde iríamos sair pra comer esse final de semana, e ela me perguntou:

- Onde vamos?
- No Barzinho X.
- Ah você já está decidido assim? Que lindo.

Bom...nessa hora me veio na cabeça um parágrafo do livros dos princípios que regem a interação social, que diz o seguinte:

"Se você não conduzir um relacionamento com sua autoridade, a desordem irá imperar, a cooperação irá se deteriorar, a reciprocidade irá acabar e a atração irá se apagar aos
poucos. Uma hora ele acabará. Da mesma forma, se você não exercer autoridade sobre sua vida, sua saúde irá se deteriorar, seu desempenho no trabalho ou na escola irá cair, seus ganhos irão despencar e a insatisfação aumentará. Sempre que as coisas se movem para a desordem, elas inevitavelmente morrerão
."


Estava percebendo que sempre que saíamos, eu perguntava pra ela se ela queria ir para tal lugar ou para onde ela gostaria de ir. Um erro grave. Fui tirar a dúvida com outra mulher (que trabalha comigo). Perguntei se ela prefere que o marido decida onde eles vão ou se ela prefere que ele pergunte a ela. Não deu outra. Segue a resposta:

- Prefiro que ele escolha
- Vc tem a oportunidade de escolher onde quer ir..mas prefere q ele decida?
- Nós mulheres preferimos assim... pq esperamos ser surpreendidas..embora isso raramente acontece... o Junior pergunta TODA vez que a gente vai sair ele pergunta onde eu quero ir... morro de raiva


Quer dizer, elas têm a oportunidade de escolher onde querem ir, mas preferem que nós a conduzamos. Se uma coisa eu aprendi com isso, é que eu ainda preciso ler muito, mas MUITO o material daqui yaoming
[Image: debate-plinio-globo-01-20100930-size-598.jpg]


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Spectro - 07-11-2013

Exatamente Tim. Mas tente aperfeiçoar isso, a mulher não quer só que você escolha onde ir, ela quer ser liderada, quer ver você liderando a sua vida, e sendo autor da sua própria história.


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Tim Laflour - 11-12-2013

Bom confrades, atualizando para quem acompanhou meu caso:

Acredito que eu não esteja agindo da maneira como deveria agir. Algumas coisas estão mudando, e a principal delas é a liberdade da dita cuja perante a mim. No começo era um respeito enorme. Ela parava pra me ouvir, concordava, aceitava e incorporava o que eu havia dito, seja qual fosse o assunto. Hoje, qualquer bronca/chamada de atenção/conversa que temos, ela se revolta, é contra ou vira a cara. Acredito que tenha perdido o respeito que havia no começo. Algumas coisas não mudaram: ela continua mandando mensagens todo santo dia, falando que me ama, fazendo planos, me liga, quer estar junto, é transparente e parece feliz. Porém essa questão do respeito está me intrigando.

Certa vez ela veio em minha casa, e meus pais estão morando comigo esses tempos. Ela os adora e eles também gostam muito dela. Minha mãe principalmente. Elas ficam jogando joguinhos de celular e ela quase sempre janta por aqui. Sim, sei que estou entrando em um beco sem saída, mas isso está me servindo como um grande aprendizado e eu não estou com medo de errar.
Voltando... nesse tempo que ela fica aqui, ficamos bem distantes. Claro que não vamos ficar na pegação diante dos meus pais, mas o problema não é só a distância física, o problema é que eu perco totalmente a moral e o respeito em minha própria casa. Elas ficam falando meus podres e me botando pra baixo. Coisas do tipo: o Tim é fresco pra comer, o Tim não sabe nem fazer tal coisa. Ou mesmo quando não entendi algo ou disse algo errado, ao invés de me corrigirem, ficam me zuando. Seria irrelevante se fossem poucas vezes. Mas a noite inteira é assim.
Resultado: a noite vai longe e eu sou hostilizado, ganho só uns beijinhos e pra elas está tudo bem, nem mesmo percebem o que fazem. Ignorar a situação é quase impossível quando você vê pessoas tão próximas de você expondo seus defeitos e esquecendo suas virtudes. Meu pai fica mais na dele, e nem percebe a situação.

Não quero ser grosso ou forçar para que eles percebam isso, mas hoje, logo que isso começou, eu me afastei. Fiquei no quarto mexendo no celular e não deu 10 minutos para elas gritarem da sala "owww Tim...ta brigado com a gente? vem cá". Obvio que quando cheguei, elas estavam falando de mim e não fizeram questão de parar. Me encontro em uma situação impossível de se reverter, em que o respeito está sendo perdido e eu não consigo recuperá-lo. Comecei a fazer menos piadas, rir menos, ser mais sério e incisivo em minhas colocações, mas acredito que eu já esteja rotulado por elas de "inexperiente sem moral". Final de ano faremos uma viagem ao litoral (ela, eu e minha família), e lá será a prova de fogo. Ou terei férias ótimas, ou será tempo/dinheiro jogado fora pela falta de descanso e paz.

Acho que preciso tomar alguma atitude drástica para reverter isso, mas não sei qual. Se não o fizer, a situação só tende a piorar.


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Tiago Sorine - 11-12-2013

(11-12-2013, 10:39 AM)Tim Laflour Escreveu: Bom confrades, atualizando para quem acompanhou meu caso:

Acredito que eu não esteja agindo da maneira como deveria agir. Algumas coisas estão mudando, e a principal delas é a liberdade da dita cuja perante a mim. No começo era um respeito enorme. Ela parava pra me ouvir, concordava, aceitava e incorporava o que eu havia dito, seja qual fosse o assunto. Hoje, qualquer bronca/chamada de atenção/conversa que temos, ela se revolta, é contra ou vira a cara. Acredito que tenha perdido o respeito que havia no começo. Algumas coisas não mudaram: ela continua mandando mensagens todo santo dia, falando que me ama, fazendo planos, me liga, quer estar junto, é transparente e parece feliz. Porém essa questão do respeito está me intrigando.

Certa vez ela veio em minha casa, e meus pais estão morando comigo esses tempos. Ela os adora e eles também gostam muito dela. Minha mãe principalmente. Elas ficam jogando joguinhos de celular e ela quase sempre janta por aqui. Sim, sei que estou entrando em um beco sem saída, mas isso está me servindo como um grande aprendizado e eu não estou com medo de errar.
Voltando... nesse tempo que ela fica aqui, ficamos bem distantes. Claro que não vamos ficar na pegação diante dos meus pais, mas o problema não é só a distância física, o problema é que eu perco totalmente a moral e o respeito em minha própria casa. Elas ficam falando meus podres e me botando pra baixo. Coisas do tipo: o Tim é fresco pra comer, o Tim não sabe nem fazer tal coisa. Ou mesmo quando não entendi algo ou disse algo errado, ao invés de me corrigirem, ficam me zuando. Seria irrelevante se fossem poucas vezes. Mas a noite inteira é assim.
Resultado: a noite vai longe e eu sou hostilizado, ganho só uns beijinhos e pra elas está tudo bem, nem mesmo percebem o que fazem. Ignorar a situação é quase impossível quando você vê pessoas tão próximas de você expondo seus defeitos e esquecendo suas virtudes. Meu pai fica mais na dele, e nem percebe a situação.

Não quero ser grosso ou forçar para que eles percebam isso, mas hoje, logo que isso começou, eu me afastei. Fiquei no quarto mexendo no celular e não deu 10 minutos para elas gritarem da sala "owww Tim...ta brigado com a gente? vem cá". Obvio que quando cheguei, elas estavam falando de mim e não fizeram questão de parar. Me encontro em uma situação impossível de se reverter, em que o respeito está sendo perdido e eu não consigo recuperá-lo. Comecei a fazer menos piadas, rir menos, ser mais sério e incisivo em minhas colocações, mas acredito que eu já esteja rotulado por elas de "inexperiente sem moral". Final de ano faremos uma viagem ao litoral (ela, eu e minha família), e lá será a prova de fogo. Ou terei férias ótimas, ou será tempo/dinheiro jogado fora pela falta de descanso e paz.

Acho que preciso tomar alguma atitude drástica para reverter isso, mas não sei qual. Se não o fizer, a situação só tende a piorar.

O único jeito de resolver isso infelizmente é PÉ NA PORTA! Com todo mundo até com sua família. Chama sua mãe num canto e conversa com ela e diz que não gosta dessas porra. Simples. Fale com jeito, se não melhorar, vc aumenta o tom. É preciso que vc se imponha meu caro!

Vc tem alguma dúvida que no futuro sua namorada, que poderá se transformar numa eventual esposa, fará isso com vc? Te rebaixar perante família e terceiros. Pé na porta meu amigo. Sinto muito! Por mais que vc ame seus pais, eles tem que te respeitar!!

Só uma pergunta, a sua mãe faz o mesmo com o seu pai? Observe e pense nisso confrade.

Se dentro da sua casa, não te respeitam, sua namorada irá te respeitar?

Grande abraço

Lembre-se do que diz N.A.:

Em um relacionamento, melhor ser temido do que amado.


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Plissken - 11-12-2013

Confrade, minha mãe também tinha essa mania idiota de me ridicularizar na frente de minhas namoradas e outras pessoas, e se eu não tivesse feito nada, até hoje seria assim. Meu pai sempre foi na dele, mas vamos ao relato...

Antes de mais nada, saí da casa dos meus pais, pois mesmo eu tendo um salário relativamente bom pra um cara da minha idade e ajudando muito em casa, minha mãe, implicitamente, deixava bem claro, "minha casa, minhas regras". Essa parte, pra você, já tá de boa, pois eles é que moram debaixo do seu teto.

Depois, fui me distanciando, até restringir o contato somente ao mínimo necessário.

É um tanto difícil pra mim admitir isso, pois mãe é mãe, mas minha mãe é do tipo barraqueira e começou a criar barraco porque eu havia abandonado ela, mesmo depois de tudo o que ela fez por mim, que eu era ingrato, mimimi, etc, etc, etc...

Ela tá acostumada a fazer barraco e todo mundo, pra acabar logo com o circo, acaba cedendo, inclusive meu pai, mas comigo foi diferente, comecei a ser direto, curto e grosso.

Hoje moro muito longe dos meus pais e fico muito, muito tempo sem vê-los, nos falamos por telefone. Ela continua fazendo barracos e tal, mas o resultado é que a maioria das pessoas, inclusive parentes, se afastam dela, e comigo, quando nos falamos, eu corto o mal pela raiz logo que percebo um começo de barraco/mimimi.

Não estou dizendo pra você fazer igual a mim, mas contando meu "causo" pra você tirar algum aprendizado.

No mais, tô com o Sorine, é pé na porta, companheiro!


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Sedsage - 11-12-2013

Confrade Tim. Concordo com o Sorine e com o Plissken. Se essa mulher perder o respeito por você, aí já era.
Mas fica uma dica: Se você não conseguir confrontar as duas, melhor falar primeiro com sua mãe em particular e depois com a sua namorada. Porque se você tentar bater com o pau na mesa sem a convicção necessária a coisa pode ficar pior ainda.
Boa sorte, aí.


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Tiago Sorine - 11-12-2013

Esse mini-relato do confrade Plissken, serve de exemplo para muitos.

Muitos aqui, principalmente os filhos de M$ol, tem a tendência de idolatrar pai e mãe e colocá-los num pedestal, mas se esquecem que são pessoas iguais a nós e que tbm são falíveis e estão sujeitas a cometer erros e ter atitudes, as vezes piores do que as nossas.

E nisso tbm entra o desapego, onde vc pode sim, amar seu pai, sua mãe, sabendo que ele é igual a vc, mas que ele não infalível. Que seu pai e sua mãe podem ter feito sacrifícios enormes por vc, mas não dá a eles o direito de esculacharem vc ou meter o bedelho na sua vida ditando regras.

Procure encontrar o meio termos nessas situações.
Abraço.


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Conrad - 11-12-2013

(11-12-2013, 11:37 AM)Sorine Escreveu: Lembre-se do que diz N.A.:

Em um relacionamento, melhor ser temido do que amado.

EXATO! Se imponha, seja sério e direto nas coisas, mostre que você não está satisfeito e vai cuidar das coisas feito homem. Hora que elas começarem a te zuar, zoe de volta. Uma coisa que sempre dá certo é falar do peso, não importa a situação, vc fala do peso dela e automaticamente o jogo vira, ela sendo gorda ou magra, lembre-se que mulher nunca está satisfeita com ela mesma, então se vc for zoar ela vc enfia uma faca bem na ferida.

"Ai o Tim não sabe trocar chuveiro", se vc falar algo assim: "pelo menos minhas calças me servem" É FIM DE JOGO MANO, A COISA VAI MUDAR, OU ELA VAI CHORAR OU VAI BRIGAR. yaoming

Claro, isso num ambiente relax, suave. Se as coisas forem vergonhosas e pesadas, fique seco, corte tudo, não dê brexa pra fazerem graça. E como disseram, pé na porta, ou te respeitam ou saem da tua casa.


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Vitor - 11-12-2013

quando era molecão virgem passei por uma enrascada parecida. A mina bem mais velha que eu tava pegando descobriu que eu era virjao.
A mina mudou começou a fazer doce, sendo que era uma vadia de primeira. Resultado: Não comi pq fiquei com vergonha dela ter ter descobrido que eu era cabaço.

Oque eu faria hoje? Daria o ultimato, "já que eu sou virgem me ensina!" Não se pode ter vergonha do que você é.


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Spectro - 11-12-2013

Tim.

Fale com a sua mãe oque vc acha.
Fale com a sua mulher.
Deixe claro oque vc não gosta.
Se imponha.
Fique mais na sua também, como seu pai.
Durante meus 10 anos de namoro eu não saia do quarto, minha ex morava comigo e me respeitava, eu não ficava perto da minha mãe com ela e sempre deixava bem
Claro oque n gostava.


Se imponha diga pra ela parar que esta te incomodando, é simples.


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Vitor - 11-12-2013

E sobre sua mãe ficar te envergonhando ponha o pal na mesa.

Quem é o lobo que manda nessa casa??


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Intocável - 11-12-2013

Rapaz isso é mais comum do que você pensa...

Acredito que isso faz parte do instinto materno, uma forma de testar as namoradas, algo como:

"Quero ver se você vai continuar amando meu filho nas horas que ele estiver na pior ou no momento que você descobrir que ele não é tão bom quanto imagina"

Seja compreensivo com sua mãe, se algo que ela faz lhe incomoda, fale com ela de forma direta mas respeitosa. Em últimos casos diminua o contato da sua namorada com sua família, mas lembre-se:

Mãe é uma só, mulheres vem e vão...

Se você sofrer um acidente e ficar invalido numa cama, a unica pessoa que ficara do seu lado será sua mãe...

Abraços...


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Ray Palmer - 11-12-2013

O mistério foi quebrado.

Hoje ela já tem intimidade contigo, já se sente segura, não há por que simular nada. Isso tudo é um grande jogo psicológico da parte dela. Você disse que ela te respeitava, mas o motivo de tal respeito nunca foi testado. Uma mulher não vai te respeitar sem antes testar o seu valor. Aquilo era simulação, pura e simples. Ela te laçou e agora está verificando se você realmente é digno de respeito.

Eu sei como você está se sentindo, uma situação assim é extremamente desconfortável. A unica saída é dar um ultimato nela.

Chegue na sua mulher e diga: Eu não te convido pra minha casa pra ser feito de palhaço, da próxima vez que eu ouvir qualquer piadinha sobre mim eu vou convidá-la a se retirar.

Ela com certeza vai relativizar, dizer que você está exagerando, que é só brincadeira, que você é muito sensível etc. Apenas diga: "Eu não estou discutindo, estou apenas comunicando." Aqui a conversa deve acabar.

Se ela continuar, cumpra o que você disse.

Não há por que pisar em ovos com mulher, e não faz sentido nenhum permanecer em um relacionamento com uma mulher que não te respeita. Hoje ela faz piadinha de você com sua mãe, amanhã vai ser com quem? Com o cafa, aquele bem no estilo que ela "gostava". E isso não é psicose não, essa é a real. Chamaram o Gustavo Felício de neurótico nesse tópico, e veja só o que aconteceu. Quem estava certo?

Ponha essa mulher em seu devido lugar. É claro, falar é fácil, tudo vai depender do seu nível de apego. Se você estiver particularmente desapegado pode trocar o "vou convidá-la a se retirar" por "vou terminar o nosso relacionamento".


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Lord Rockston - 11-12-2013

Tim:

"Apesar de ter meu carro, emprego de carreira, formado na melhor universidade do Brasil, ainda estar estudando, morar sozinho etc, algumas coisas me incomodam..."

São poucas as pessoas que chegam neste patamar!Vc vai querer perder tudo isso por causa de um compromisso?
Se vc pensou que ela é uma mulher exceção vc foi INGÊNUO demais!
Releia tudo que nossos colegas escreveram!E faça o que tem que ser feito!
Vc acha que se aparecer um outro cara "melhor" do que vc,na concepção dela,ela não vai jogar um pé na sua bunda?
Todas tem segundas intenções e as dela ainda está oculto p/ mim já que vc mesmo disse que ela tem uma condição de vida boa!

Só um conselho meu: se vc as vezes é criticado e ironizado por ela e sua mãe por coisas simples e bobas pode esperar muito pior se vc perder o que vc tanto conquistou!
Vc tem que tomar CUIDADO e ficar vigilante com recaídas de raciocínio,memória,situação financeira,equilíbrio emocional e discernimento em tomadas de decisões!
Isso passa despercebido,acontece de modo latente!
E qdo vc abrir os olhos sua vida vai estar arruinada por causa de um relacionamento que vc mesmo já está desacreditado!

Boa sorte!


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Tim Laflour - 11-12-2013

Obrigado confrades. Realmente preciso dar um ultimato nelas e acabar com essa situação. Farei isso ainda hoje. Com minha mãe serei mais brando e explicarei que esse comportamento faz eu perder o respeito e tal. Com a mulher, serei mais curto e grosso, e se ela se revoltar, vou dizer que não estou discutindo, só comunicando, e guardar bem a reação dela pra contar a vocês.

Sobre estar apegado... eu gosto de estar com ela, do sexo (pois nunca havia feito antes, então estar lá...metendo...me deixa com uma sensação de Fuckyeah rs), a companhia é boa. Poucas coisas me incomodam, mas consigo perfeitamente me imaginar sozinho, ou terminando a relação. Minha falta de atitude ou essa perda de respeito aconteceu pela falta de experiência e por esquecer parte dos ensinamentos, e não por estar apegado ou com medo de perde-la.


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Lord Rockston - 11-12-2013

"Sobre estar apegado... eu gosto de estar com ela, do sexo (pois nunca havia feito antes, então estar lá...metendo...me deixa com uma sensação de Fuck Yeah rs), a companhia é boa. Poucas coisas me incomodam, mas consigo perfeitamente me imaginar sozinho, ou terminando a relação. Minha falta de atitude ou essa perda de respeito aconteceu pela falta de experiência e por esquecer parte dos ensinamentos, e não por estar apegado ou com medo de perde-la. "

Isso acontece com todos,não se preocupe!Eu mesmo não consigo esquecer uma mulher que conheci na faculdade há 10 anos atrás.Até hoje penso nela!Ela não vai embora da minha mente!
Eu tento lutar,sei que estou errado e reconheço que ainda não fiquei livre totalmente da "matrix"...
Qdo vc sabe que está cometendo um ato imprudente ou errado já é um 1º passo pra reverter a situação!

Abçs


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - INVESTIDOR - 11-12-2013

Tim

Afinal, ela era virgem ou não?

lembro que voce comentou isso nas primeiras postagens sobre essa situação.


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Smith - 12-12-2013

(11-12-2013, 02:34 PM)Vitor Escreveu: quando era molecão virgem passei por uma enrascada parecida. A mina bem mais velha que eu tava pegando descobriu que eu era virjao.
A mina mudou começou a fazer doce, sendo que era uma vadia de primeira. Resultado: Não comi pq fiquei com vergonha dela ter ter descobrido que eu era cabaço.

Oque eu faria hoje? Daria o ultimato, "já que eu sou virgem me ensina!" Não se pode ter vergonha do que você é.

Gostei desse post.


RE: [Relato] Eu: virgem. Ela: ama cafas - Bruce N. - 12-12-2013

Mãe camarada a sua hein? facepalm:facepalm:

ta certo, todas as mães fazem um pouco esse tipo de merda quando conversam com elas, a minha faz isso com meu irmão que é casado.

Mas só esperando aqui vc contar como foi a conversa.
Abraço