Fórum do Búfalo
[Relato] Experimento - Versão de Impressão

+- Fórum do Búfalo (http://forum.bufalo.info)
+-- Fórum: Mulheres/Feminazismo/Relacionamentos (http://forum.bufalo.info/forumdisplay.php?fid=4)
+--- Fórum: Relatos (http://forum.bufalo.info/forumdisplay.php?fid=21)
+--- Tópico: [Relato] Experimento (/showthread.php?tid=4480)

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28


[Relato] Experimento - Unknown - 11-09-2013

Ultima semana estava com minha PAC e me convidaram pra uma pequena confraternização de familiares e amigos pelo aniversário de minha irmã.

Como relatei anteriormente, toda reunião familiar é um suplicio, pois sempre alguém tenta me atingir por não seguir o padrão normal, casar, ter filhos e por dificilmente estar acompanhado nestes encontros familiares. Mesmo tendo tendo uma vida financeira bem confortável prefiro ficar só, chegaram a cogitar a possibilidade de eu ter virado gay ou de eu ainda amar minha ex noiva achando que eu ainda esperasse que ela voltaria.

Pensei se não seria uma boa oportunidade de fazer uma experiência, na realidade duas em uma.

Muitos deles presenciaram meu noivado ao rompimento.

Fui com ela na sexta a noite no shopping e comprei algumas roupas dentre elas a que eu queria que ela usasse no dia, e no dia seguinte cedo, mandei ela no salão fazer tudo, pés, mãos, cabelo, pele.

O resultado final foi surpreendente, quase que eu adio o compromisso pra arrancar aquela roupa dela no dente.

No caminho no carro já a deixei de pré aviso que alguns membros de minha família eram extremamente inconvenientes, que estava indo apenas em consideração a minha irmã e minha mãe, e quanto mais intimidade ela desse a eles, menos intimidade ela teria comigo.

Estava presente minhas irmãs, meus cunhados, minha mãe com meu padrasto, tios, tias, primos, minha prima pseudo cult intelectual (publicitária) e algumas amigas dela , minha tia inconveniente e alguns amigos da familia, resumindo, casa cheia.

Meu experimento começava ali.

Continua...


RE: [Relato] Experimento - TheShowOFF - 11-09-2013

Marcado


RE: [Relato] Experimento - DomRealista - 11-09-2013

interessante, conte mais meu caro reese Cool


RE: [Relato] Experimento - Unknown - 11-09-2013

Cheguei com ela e fui apresentando a um por um, mas ali já percebi muitas pessoas que não conhecia, amigas de minhas irmãs e da minha prima.

Todo mundo acostumado apenas a me ver sozinho desde o ano passado e ao apresentar um por um a cara era de espanto, principalmente pela minha mãe.

Minha mãe ficou feliz em me ver, veio nos receber na entrada foi simpática com ela, elogiando a forma como estava vestida, seu cabelo, sua pele e principalmente o sorriso.

Todo mundo a tratou muito bem, minha PAC ficou vermelha de vergonha e grudou na minha mão que chegava a suar.

Uma de minhas irmãs já conhecia ela de um final de semana que passaram comigo no litoral, mas neste ela ficou comigo quase todo o tempo e não tiveram nenhum tempo a sós com ela para especular sobre nós.

A porra da minha tia inconveniente já pegou minha PAC pelo braço falando que elas precisavam conversar, em tom de brincadeira não permiti que ela fosse, minha tia sentou na minha mesa e começou a disparar uma torrente de perguntas sobre como nos conhecemos, quem ela era, o que ela fazia.

Minha PAC sorria nervosa, mas não respondeu nenhuma pergunta dela, por sorte minhas irmãs vieram sentar conosco para conversar e minha tia ficou quieta, ainda tentava perguntar, mas com o tanto de gente que formou a nosso redor para nos cumprimentar logo desistiu.

Minha prima, pseudo cult intelectual trouxe algumas amigas dela e ficaram em outro canto conversando, Prima esta que todos os parentes paparicavam e a tornavam o centro das atenções porque ela contava suas peripécias na faculdade e agencia de publicidade que trabalha.

Entre os homens parecia uma espécie de sociedade secreta, quem não vinha conversar comigo me olhava com aquela cara de AI SIM EIN!!!

Continua...


RE: [Relato] Experimento - Unknown - 11-09-2013

Nitidamente o tratamento estava sendo diferente e bem melhor do que todas as outras reuniões familiares que eu fui, em todas as outras vezes era motivo de chacota e questionamento por estar sempre sozinho, até mesmo, com exceção deste, quase todos os encontros familiares são patrocinados por mim.

Como da vez que em uma confraternização organizada por mim, todas as mulheres fizeram os pratos de seus maridos e eu estava esperando ela concluir para que eu pudesse fazer o meu, e ela questionou na frente de todos porque eu não arrumava uma namorada ou esposa para me servir.

Pois é, arrumei, mas foi um pouco diferente do esperado.

Nunca vi na vida tanta gente vindo me servir ao mesmo tempo, perguntando se eu queria que fizessem um prato para mim, quando meu copo ficava vazio, sempre vinha alguém me servir, e não eram garçons, eram as amigas delas....

Se aproximavam de mim falando meu nome, algumas pelo meu apelido somente conhecido entre familiares, gente que nunca vi na vida.

Até este momento minha pac não saiu do meu lado nenhum momento.

Uma coisa curiosa aconteceu, é que conforme o grupo ia se fechando a nossa volta e iam se juntando as mesas, minha prima me olhava com um olhar de ódio, e nervosamente dedilhava no seu iphone como se tivesse fazendo algo muito importante.

Com o detalhe que as amigas dela se juntaram a nós e deixaram ela sozinha no sofá.

Foi embaraçoso porque de repente ela viu que a figura que a família admirava como sendo a culta, a intelectual, a moderna caiu por terra.

Os olhos da minha PAC brilhavam com tanta atenção que ela estava recebendo e naquele momento parecia que nem era o aniversário de minha irmã, parecia que era o meu!

Continua...


RE: [Relato] Experimento - Solomon - 11-09-2013

No aguardo


RE: [Relato] Experimento - Unknown - 11-09-2013

Eu estava lá, sentado, sem muita coisa para falar, pois era apenas um mero convidado.

Em todos os encontros familiares eu era meio que excluído das conversas pelos motivos que citei acima e acabava por ficar alheio as conversas.

Mas dessa vez foi assustador, me tornei o centro das atenções na mesa, e não tinha apenas homens e conversas de homens, havia muitas mulheres a mesa, algumas novinhas gostosas amigas da minhas irmãs e da minha prima.

Me olhavam como se eu fosse um alfa, eu falava qualquer asneira elas riam, assim como os outros da mesa.

Pude notar um comportamento exacerbado por parte de uma amiga de minha irmã e outra amiga de minha prima como que se digladiando para chamar minha atenção.

NA CARA DURA, NA FRENTE DA MINHA PAC!!!

Ela estava sem graça, não sei se pela falta de traquejo social apenas sorria e ficava abaixando a cabeça a todo momento, tímida.

Minha prima ainda me olhava com ódio sentada em um sofá a parte dedilhando nervosamente em seu iphone.

Estava ficando meio que sufocado com toda aquela atenção forçada, simulei ter recebido uma ligação e deixei o grupo, mas para as atenções não se voltarem para minha PAC, dei as chaves do carro a ela e pedi para ela pegar minha carteira no console.

Curiosamente o grupo se dispersou, ou seja, isso provou que o centro social ali éramos nós.

Sentei em um sofá a parte simulando que estava ao telefone para analisar o comportamento de todos, mas quando “desliguei”, uma das duas que estava com comportamento exacerbado na mesa veio até mim puxar conversa.

Oi

Oi
Você é irmão da xxx né?

Sou [seco]

Quantos anos vc tem...?

26

Por mais que o experimento tivesse 100% de êxito até ali e aquela menina fosse do tipo que eu gosto, novinha, linda, branca, pele lisinha, shortinho, cheirosa, peitos grandes, mas estava desconfortável ali.

Minha PAC chegou com minha carteira e presenciou a cena, ela me entregou a carteira, pedi desculpas pra menina que tinha puxado conversa que olhou para minha PAC com um olhar de fuzilamento e rivalidade que até eu fiquei meio desconcertado.

Dei o presente da minha irmã e fui me despedir dos meus familiares e do resto do pessoal...

Continua...


RE: [Relato] Experimento - Hermann - 11-09-2013

No aguardo.


RE: [Relato] Experimento - Homem Sem Medo - 11-09-2013

UP!

Seu status social aumentou levando uma PAC deslumbrante na festa, isso já era esperado. Vc está com a imagem de Alpha pegador, isso atiça a curiosidade feminina, bem como de seus familiares.

Abço!


RE: [Relato] Experimento - Viktor - 11-09-2013

Homem Sem Medo, na verdade é imagem de Sigma:

http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=4895

As mulheres gostam de Sigmas, pois enquanto o Alfa é aquele "pegador padronizado" (se vestem de forma igual e têm o mesmo estilo), o Sigma tem um estilo alternativo e jeito estranho de se comportar, além de ser misterioso.

O Alfa é Extrovertido, enquanto o Sigma é Introvertido, mas ambos têm uma função social parecida (Alfa Domina e Sigma é o Lobo Solitário que fica como Backup caso um Alfa morra, pois os Betas não têm capacidade de liderança).


RE: [Relato] Experimento - Unknown - 11-09-2013

Desculpe a demora, tive que atender o telefone, continuando...


RE: [Relato] Experimento - Johnnie Walker - 11-09-2013

[Imagem: ampulheta.gif]


RE: [Relato] Experimento - TheShowOFF - 11-09-2013

Ta namorando... Ta namorando...

trollface


RE: [Relato] Experimento - Johnnie Walker - 11-09-2013

o pac-b da virgem do reese teve tanta repercussão pra no final ele terminar namorando com ela.



reese, vc pode usar isso como atenuante das penas de aliciamento e exploração de virgens, uso indevido de crentes reguardadas e destruição de sonhos alheios.

talvez o júri de white knights até absolva vc se vc casar com ela.


Mostrar ConteúdoSpoiler:



RE: [Relato] Experimento - Rider - 11-09-2013

(11-09-2013, 08:46 PM)Johnnie Walker Escreveu: o pac-b da virgem do reese teve tanta repercussão pra no final ele terminar namorando com ela.



reese, vc pode usar isso como atenuante das penas de aliciamento e exploração de virgens, uso indevido de crentes reguardadas e destruição de sonhos alheios.

talvez o júri de white knights até absolva vc se vc casar com ela.


Mostrar ConteúdoSpoiler:

Como isso é um Experimento, não vejo o menor problema dele levar a PAC-B dele pra família e vadias associadas u_u


RE: [Relato] Experimento - James Diesel - 11-09-2013

Sem querer atrapalhar o relato já atrapalhando rs, a sociedade realmente tem uma visão algo distorcida sobre os solteiros, quem esta solteiro é um merda que não pega ninguém.


RE: [Relato] Experimento - cabraman - 11-09-2013

O sucesso profissional não basta, os olhos famintos semprocuram denegrir que está melhor.


Mas, porem, contudo, entretanto, toda via....


Tá xonado na crente Mr Re$see isso já virou namoro, assuma logo e vá ser feliz. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


RE: [Relato] Experimento - Cosmos - 11-09-2013

Lendo até o momento, penso que vale a pena arranjar uma namoradinha para ter alguns benefícios sociais. O que acham?


RE: [Relato] Experimento - melmac - 11-09-2013

Agora ele pega as amigas das irmãs com a maior facilidade... adquiriu o status de alfa do clã. E a inveja, principalmente, a feminina é uma merda.
"Kitty Kat Kompete" (as gatas gostam de competir).
Mas a frase que achei mais legal é essa:
"Todo mundo a tratou muito bem, minha PAC ficou vermelha de vergonha e grudou na minha mão que chegava a suar."

Relacionamento (PAC-B ou qualquer outro) tem que ser assim: a mulher sabe que sua segurança está no homem. Não porque ele seja um "cavaleiro branco", mas porque ele é forte e ninguém mexe com ele impune. Ele é senhor de si e ela gravita em torno dele. Ela não apenas o ama, mas sente temor e reverencia. Ele a protege, não porque a idealize, mas porque sabe que ela é como uma criancinha, e criancinhas não sabem cuidar de si mesmas. E apesar da natureza feminina, ela não faz joguinhos com ele, porque tem medo de ve-lo irado.

Outro dia postaram aqui um artigo dizendo que falar "eu te amo" não garante sucesso de relacionamento. E claro que não. Para mim, o que garante o sucesso é a submissão feminina. Quando a mulher confronta o homem, acaba a paz de todo mundo.

Gostei também de " dei as chaves do carro a ela e pedi para ela pegar minha carteira no console".
A mulher tem que se agradar em fazer coisas para seu homem. Isso pra ela não é trabalho, é prazer.

Só discordo da interpretação de que a prima tenha ficado com raiva por não ser mais a queridinha intelectual. Acho mesmo é que ela ficou com dor de cotovelo porque não consegue encontrar um homem assim. Porque sabe que vai passar a vida se contentando com manginas baba-ovo que a pedestalizam (ainda mais entre publicitários, categoria que endeusa a mulher). Ela viu um macho alfa, mas sabe que ele não é pro bico dela.


RE: [Relato] Experimento - Unknown - 11-09-2013

Namoro? que parte do experimento que ninguém entendeu ainda...

Só que decidi me despedir apenas dos familiares mais próximos e sair a francesa mas deu um pouco errado.

Fui com minha PAC até minha mãe e meu padrasto para despedir, minha mãe me abraçou chorando, pois fazia um tempo que não falava direito com ela por falta de tempo e vontade meu padrasto me olhava com ar de respeito e se despediu com o famoso abraço e tapas nas costas.

Minha tia inconveniente até o ultimo momento tentando fazer inquérito com ela.

Me despedi das minhas irmãs que estava com as amigas perto, mas para aguçar mais a curiosidade das amigas dela, dei 2k de presente pra minha irmã, mas na hora que eu dei, as amigas dela viram e boa parte ali não conseguiu esconder o olhar de puta.

Não sou de me despedir de mulher com beijo no rosto, mas todas se levantaram para se despedir e uma delas me abraçou [?]

Neste dia levei minha PAC pra dormir na minha casa, afinal ainda tinha que arrancar aquela roupa no dente yaoming.

Como sou meio notívago de madrugada enquanto minha PAC dormia resolvi abrir o facebook e pra minha surpresa, 3 adições novas, dentre elas, aquela que se aproximou para conversar comigo, uma outra amiga de minha irmã e outra era uma amiga da minha prima.

Continua...