Fórum do Búfalo
[Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Versão de Impressão

+- Fórum do Búfalo (http://forum.bufalo.info)
+-- Fórum: Mulheres/Feminazismo/Relacionamentos (http://forum.bufalo.info/forumdisplay.php?fid=4)
+--- Fórum: Relatos (http://forum.bufalo.info/forumdisplay.php?fid=21)
+--- Tópico: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo (/showthread.php?tid=8079)

Páginas: 1 2 3


[Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - SoulLess - 06-07-2015

Boa noite confrades !
Já frequentava outro site (mundo realista) mas o mesmo saiu do ar , não sei por qual motivo. E como lá falavam bastante do búfalo, resolvi migrar pra cá e criar uma conta para estar a par de todo o material da real e aprender um pouco com os relatos que sempre postam aqui.
Enfim, sem mais demora, vou começar o meu relato que aconteceu a um certo tempo e gostaria da avaliação critica como um verdadeiro homem da real a respeito de minhas ações. Bom vamos la :

Eu conheci uma garota nos meus 15 anos (hoje tenho 20), nos tornamos amigos e enfim partimos para um namoro ,foi a minha primeira namorada que eu tive até hoje . Era um namoro com momentos ótimos de se viver , mas quando havia brigas, eram as do pior tipo. Agressões vindo da parte dela, irritação minha, e etc. Ao longo de todo nosso namoro , ocorreu 2 terminos ( hoje, reconheço ai o primeiro erro, ter voltado com ela ), e logo após que voltamos pela ultima vez, o inferno começou.
Eu sempre fui um cara que procurava mostrar respeito à ela e à familia dela, entao eu conversava com os pais dela a respeito dos meus planos para o futuro e como eu pretendo me tornar um profissional bem sucedido na área da qual estudo. Eu faço o primeiro ano de ciência da computação em uma faculdade publica da cidade. E a minha ex, faz direito em uma faculdade particular na mesma cidade. O problema era que a ela vinha com aquele pensamento idiota de quem estuda em faculdade particular ( generalizando, claro ) , dizia que as faculdades publicas brasileiras estavam falindo , que eram todas uma merda , principalmente a que eu fazia , mas ela sempre ,quando falava isso, botava uma enfase em "mas isso pode nao se aplicar ao seu curso, claro!".
Com isso se seguindo, um dia em que fui até a casa dela a mãe dela veio comentar comigo a respeito de um concurso público para se tornar piloto da aviação do exército brasileiro e adquirir uma boa quantia em dinheiro logo de cara. A conversa seguia numa boa , eu demonstrei muito interesse até ela dizer a frase " você precisa ganhar tao bem quanto a minha filha vai ganhar um dia ". Após isso me calei, fiquei mais um pouco la e voltei para a minha casa com o pensamento "ela e a familia dela acham que meu curso é uma merda e que eu nao vou ganhar dinheiro o suficiente para "viver" com a filha dela um dia". Fiquei muito irritado com isso por um tempo mas acabei esquecendo porque quis provar pra eles que estavam errados com o tempo.
Ai o namoro seguiu bem até o período em que a minha ex se mostrava MUITO amiga dos meninos da faculdade dela e queria levar alguns para estudar na casa dela, queria sair com eles e etc. Eu cheguei pra ela e disse "olha, eu nao ligo se voce tem amigos ou amigas, pode sair com eles, assim como eu quero e saio com os meus, mas eu nao aceito o fato de voce sair SÓ com homens em barzinhos, e levar SÓ homens para ir na sua casa estudar, eu nao quero enfeitar a minha testa , entao arranja algumas amigas para levar junto" .
Ela sempre me questionou porque as amigas dela eram todas falsas, nao eram tao legais quantos os meninos e etc , mas acabou abrindo mão e fez algumas amizades femininas e começou a sair com elas.
Passados alguns meses, ela começa a me falar dos amigos (homens) que ela conheceu no estagio dela e o quanto eles eram legais. Falava das coisas que eles faziam no serviço, falavam do quanto eles eram engraçados , divertidos e faziam ela rir. O inferno foi aumentando cada vez mais a partir dai. Era cada vez mais conversas no whatsapp com eles , embora eu visse algumas e nao achasse nada mais do que conversas idiotas sobre o dia a dia, cada vez mais rindo e falando SÓ desses caras.

Agora começa o ultimato e o termino :

Alguns dias depois, eu estava na casa dela e ela mexendo no meu celular fuça em todas as mensagens que eu tenho no whatsapp e no facebook, eu sabia que eu nao tinha nada a esconder e deixei ela ver a vontade. Quando ela terminou eu quis fazer o mesmo ( eu nao sou de fazer disso, acho invasão de privacidade e falta de confiança ) , e eis que eu encontro mensagens dela com um cara de recife que há uns anos atras, me adicionou no facebook, conversou comigo e acabou adicionando ela e contando para ela sobre as brigas que ele tinha com a namorada dele. Mas por ser questão de anos, eu achei muito estranho ela ter conversa com ele há poucos meses atrás. Questionei e quis ver as conversas, até que um pavor subiu ao rosto dela , pegou o celular da minha mão e apagou as mensagens.
Eu me irritei , mas mantive a postura calma e exigi respostas dessa reação tao pavorosa de quem escondia algo. Ela brigou, brigou, brigou, disse que conversava com ele quando ela estava solteira, e quando tentou inverter o jogo pro meu lado eu disse "meu, voce esta tentando virar o jogo para o meu lado, porque voce nao assume que errou e me fala o que tava acontecendo de uma vez?". Isso deixou com os nervos nas alturas. Ela levantou, abriu a porta da casa dela e disse "vai embora".
Essa atitude dela mexeu com a minha honra e com certeza mostrou que ela nao tinha nenhum respeito por mim. Fui embora sem questionar.
E a partir desse dia ela se tornou uma pessoa estranha, distante, nao demonstrava o mínimo interesse nas coisas que eu dizia ou que conversava. Inventava desculpas para me ver e foi ficando realmente uma merda.
Depois de uma semana ou duas, ela vem e me fala "Vou na casa do meu amigo do trabalho assistir masterchef ok??
Eu : como assim?
Ela : Ele mora ai no seu predio, vou assistir na casa dele, vai todos os outros caras que trabalham com a gente tambem. Mas vou uma hora antes para passar e ficar um pouco com voce.
Sem saber o que dizer e no choque com a cara de pau da pessoa eu esperei ela chegar em minha casa para conversar melhor.
Ela chega, coloca a pizza que vai comer com os amigos dela na minha geladeira e começamos a conversar. Conversa que em pouco tempo se tornou uma discussão.
Deu o tempo de começar o programa ela se levantou e foi embora, eu nao acreditei e ja prometi para mim mesmo que eu iria terminar com ela.
Passada meia hora ela manda uma mensagem dizendo "eu entendo que voce esteja mal, me desculpe por isso, mas entenda que sao meus unicos amigos, eu nao me dou bem com as meninas e etc e etc, acabando o programa eu passo na sua casa denovo para conversarmos".
A merda do programa demorava umas 3 horas pra acabar e eu precisava dormir porque ja fiquei acordado a noite passada inteira fazendo um trabalho e estudando e nao havia dormido naquele dia. Mas mesmo assim, esperei ela chegar.
Assim que ela chegou, eu acordei da minha cochilada e abri a porta. Ela estava com uma cara super irritada comigo e começou a inverter o jogo pro meu lado mais uma vez. Eu nao acreditei e disse "meu, voce vem até a minha casa, usa a minha geladeira pra colocar a comida q voce e seus amigos vao comer, quer que eu entenda que voce vai ficar na casa do cara sozinha com mais 3 homens?? Voce acha que eu sou troxa ou algo do tipo? Quem garante que voce nao fez merda la? Se voce quiser continuar comigo voce vai ter que mudar isso urgente."
Ela foi embora nervosa e chorando ainda me achando o culpado.
Depois de 2 dias ela me fala "eu vou num barzinho com os mesmos caras tabom?"
Eu "Ok! Vou junto"
Ela "Nao.. Eu quero ir com eles, nao te convidaram porque sabem que estamos brigados e eles querem me ver bem"
Eu "Tudo bem, se divirta" , e coloquei em minha cabeça, se ela realmente fosse eu iria colocar um ponto final naquele namoro e focar em meus estudos e em meu desenvolvimento pessoal.
E adivinhem? Ela foi.
Assim que ela chegou em casa, mandei uma mensagem e disse que queria terminar , era muita falta de respeito para cima de mim e tambem muita falta de interesse em querer me fazer um homem feliz assim como eu tentava torna-la uma mulher feliz.
Ela se assustou e disse que queria falar comigo quando eu esfriasse a cabeça. No outro dia ela veio toda calma (diferente de como estava se comportando nos ultimos dias) e dizendo que nao queria terminar.
Eu disse mais uma vez que era falta de respeito e dessa vez acrescentei o fato de que ela , certamente me traiu, e que eu nao iria viver ao lado de quem estava me tornando um homem tao desonrado e fraco.

Bom , resumidamente a história é essa, sei que ficou longa , mas precisei priorizar alguns fatos neste relato. Sei que o meu erro foi ter voltado com ela após os términos e de ter sido tão paciente quanto eu fui.

Comentem


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Senna - 07-07-2015

Relato interessante, manterei o tópico trancado até o autor se apresentar no tópico específico.


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Senna - 08-07-2015

Tópico reaberto.


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - RedFafnir - 08-07-2015

Demorou demais para terminar de vez com ela, inclusive já teve muitos motivos mas deixou eles passarem.
Mas você terminou, não é? É que não deixou isso explícito no texto...

Sobre o mundo realista, é mundorealista.org/forum o novo site


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Lexotan - 08-07-2015

amizade entre homem e mulher não existe, se o homem se aproxima da mulher ele tem interesse, quer comer ela de tdo jeito em tdas as posições, mulher q tem amizadade com muitos homens nao serve pra relacionamento serio


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - zumnupy - 08-07-2015

A regra é essa: Ameaçou terminar a relação e não cumpriu. Virou automaticamente um bosta aos olhos da mulher.

Sempre cumpra qualquer ameaça que fizer. Isso vale não só para relacionamentos homem-mulher e sim para qualquer área da vida.


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Nick Fury - 08-07-2015

Terminou ou não?
Estou curioso e, como colocado acima, não ficou claro no texto.
Se terminou eu digo que demorou.
Se não terminou eu digo que merece tudo que acontecer e tudo o que aconteceu.


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - LUDAVIAL - 08-07-2015

(08-07-2015, 10:40 AM)zumnupy Escreveu: A regra é essa: Ameaçou terminar a relação e não cumpriu. Virou automaticamente um bosta aos olhos da mulher.

Sempre cumpra qualquer ameaça que fizer. Isso vale não só para relacionamentos homem-mulher e sim para qualquer área da vida.

facepalm: Putz grilo já cometi várias vezes esse erro, valeu pela dica, pena não ter descoberto a Real faz mais tempo. Definitivamente a Real salva vidas.


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Menegotto - 08-07-2015

fato isso.

a ultima ameaça minha foi um possivel termino. onde eu falei que estava começando a cogitar, mas iriamos ter que nos alinhar e ver de fato como seria o relacionamento devido a nossa filha.


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Alopece - 08-07-2015

Olha, amigo, por que você acha que todas as sociedades do mundo foram na mesma direção a respeito de relacionamentos? Eles já perceberam muitas coisas antes de nós, coisas que estão sendo negligenciadas hoje por causa do emburrecimento correto.

Não adianta conversar com a maioria das mulheres. Se elas botam na cabeça que querem fazer algo, fazem e justificam cuspindo racionalizações. Raramente você está certo ao "dialogar" com uma mulher. Você quase nunca estará certo ao reclamar de roupas chama-macho, rolês, amizades, redes sociais, etc., por causa da vontade hipergâmica.

É isso. Não há o que fazer. A sociedade ocidental nos colocou aqui para pagarmos caro por um aluguel de buceta que pode ter o contrato encerrado a qualquer momento por uma punhalada nas costas. A única coisa que talvez pudesse controlar isso seria usar a força física, assim como os muçulmanos fazem, mas é contra a lei.

O que é que podemos fazer em um contexto como esse? O jeito é aceitar. Tratar a mulher como um objeto qualquer, assim, pouco importa se ela está dando para 3, 70 ou 1000. Melhor do que se frustrar por causa de um falso sentimento de posse...


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Menegotto - 08-07-2015

negocio entao eh esperar uma falha dela, uma negligencia dela pedir a separação e guarda da minha filha. e aguardar a punhalada chegar.


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - SoulLess - 08-07-2015

Aos que ficaram em dúvida a respeito do fato de eu terminado ou não o relacionamento. Eu terminei sim.
Depois de muito tempo eu tentando conversar e solucionar as coisas , tomar patadas e ser ignorado , eu simplesmente percebi o papel de idiota (e quem sabe até corno) que eu estava fazendo.


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Andarilho - 08-07-2015

Pelo seu texto, a menina já havia perdido o encanto por você. Já estava na fase de “princesa presa na torre do ogro” em que qualquer coisa que você faz ela botava defeito ou via como opressivo.

Ela já estava deslumbrada com os vários “príncipes encantados” passando na torre dando tchauzinho.

Todas as ações dela eram pra “aumentar a liberdade” no namoro e mesmo que você cedia ela continua empurrando e empurrando as linhas. Ela continuava testando os seus limites, até o ponto que ela iria perceber que você é fraco e não valia mais a pena namorar você.

Ela pisava na bola, você cedia no primeiro momento, ficava puto e remoendo, e quando encontrava de novo brigava mas ficava nisso mesmo. Depois ela pisava de novo, você cedia de novo, esperava ela voltar e brigava de novo.

Então você ficava sempre como o “esquentadinho da historia” que brigava por qualquer coisa. O que piorava ainda mais a sua imagem. Você ficava insinuando que ela estava te traindo e AINDA ficava com ela.

Ultimato é traçar a linha no chão é falar o que vai fazer se determinado fato acontecer. E cumprir rigorosamente o que prometeu.


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Velho_Logan - 08-07-2015

(08-07-2015, 06:57 PM)SoulLess Escreveu: Aos que ficaram em dúvida a respeito do fato de eu terminado ou não o relacionamento. Eu terminei sim.
Depois de muito tempo eu tentando conversar e solucionar as coisas , tomar patadas e ser ignorado , eu simplesmente percebi o papel de idiota (e quem sabe até corno) que eu estava fazendo.


Você chegou a descobrir alguma traição? Ela não confirmou nada?


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - SoulLess - 08-07-2015

(08-07-2015, 07:14 PM)Velho_Logan Escreveu:
(08-07-2015, 06:57 PM)SoulLess Escreveu: Aos que ficaram em dúvida a respeito do fato de eu terminado ou não o relacionamento. Eu terminei sim.
Depois de muito tempo eu tentando conversar e solucionar as coisas , tomar patadas e ser ignorado , eu simplesmente percebi o papel de idiota (e quem sabe até corno) que eu estava fazendo.


Você chegou a descobrir alguma traição? Ela não confirmou nada?

Sim meu caro, a sujeira (para não xingar de outra coisa) me revelou no dia do término que enquanto estávamos namorando , tinha um sujeito bonitão e boa pinta que tentava ficar com ela. Ela confessou que ele sempre vinha abraçar ela tentando ficar durante as festinhas que ela ia com o pessoal da faculdade , mas ela não fugia dele porque tinha medo de ser "chata demais". E depois me disse que esse mesmo cara deu um selinho nela mas que ela "não correspondeu" .
Bom , se isso não for traição, eu não sei o que é . Mas graças a Deus eu conheci a real (embora tenha muita coisa para se melhorar ainda), porque se fosse a um tempo atrás eu iria continuar com ela apesar do que aconteceu . Tenho vergonha deste relato mas é importante para os companheiros aprenderem com os erros dos outros . Comentem!


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Haunter - 08-07-2015

Todo relacionamento, independente do sexo, que começar discussão com palavrões ou agressões, termine, essa é a regra básica, a partir do momento que acabou o respeito, não se trata mais de um relacionamento.

A família dela te tratar como um merda, é natural, pode ser ciúmes, ou não ir com a sua cara, o que não pode acontecer é a sua namorada te ver como um merda, isso é inadmissível, isso não é obrigação, isso é respeito.

Normal sua atitude, não vou falar que foi a primeira e a última, provavelmente deva acontecer outras vezes, normal, todo prática se ganha com experiência e mesmo os experientes ainda tem algumas recaídas, afinal, todo mundo tem sentimentos.

Você pode ficar com imensa vontade de voltar, bater carência, se lembrar dos momentos bons, chorar, dar uma cabeçada na parede, faça tudo isso, mas não cometa a estupidez de voltar pra ela, apague todos os contatos, inclusive o do fura-olho do seu amigo, não precisa tratar com ignorância, apenas trate como uma qualquer.

De resto, seguir sua vida


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Andarilho - 08-07-2015

(08-07-2015, 05:38 PM)Menegotto Escreveu: negocio entao eh esperar uma falha dela, uma negligencia dela pedir a separação e guarda da minha filha. e aguardar a punhalada chegar.

Ação simultânea. Trabalhe pra manter a paz (tentar entender o problema, ajudar, da suporte, etc) mas também se prepare para uma "guerra".

Comece a se preparar e deixe as coisas "encaminhadas" pra não ser surpreendido. Você não vai esperar o ladrão entrar em casa pra só então tentar procurar montar seu plano de defesa. Faça uma simulação mental e já deixe tudo preparado.

Na surdina já procure tirar bens do seu nome, e já converse com advogados, se possível já peça pra ele montar uma petição e segurar.

Já tenha a estratégia pronta, se ela fizer alguma coisa você já sabe EXATAMENTE o que fazer e usa essa carta.


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Menegotto - 08-07-2015

(08-07-2015, 07:31 PM)Andarilho Escreveu:
(08-07-2015, 05:38 PM)Menegotto Escreveu: negocio entao eh esperar uma falha dela, uma negligencia dela pedir a separação e guarda da minha filha. e aguardar a punhalada chegar.

Ação simultânea. Trabalhe pra manter a paz (tentar entender o problema, ajudar, da suporte, etc) mas também se prepare para uma "guerra".

Comece a se preparar e deixe as coisas "encaminhadas" pra não ser surpreendido. Você não vai esperar o ladrão entrar em casa pra só então tentar procurar montar seu plano de defesa. Faça uma simulação mental e já deixe tudo preparado.

Na surdina já procure tirar bens do seu nome, e já converse com advogados, se possível já peça pra ele montar uma petição e segurar.

Já tenha a estratégia pronta, se ela fizer alguma coisa você já sabe EXATAMENTE o que fazer e usa essa carta.

ela acha que meus bens estao no meu nome, mas nao tenho. so no nome da mamae e da vovo. rs.

claro ! procuro sempre estar o mais sereno possivel, mesmo que tudo esteja um caos.


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - Marcílio - 08-07-2015

A bicha é pilantra.

Porque ela foi assistir filme na casa dos amigos dela e não levou o namorado? Porque não convidou?

Commooooooooooooooo ééééééééééé ????????????????????????

Meu camarada, vou te dizer uma coisa. Trabalhei num ambiente onde tinha de homem eu e outro cara. O resto era só mulher. Esse cara era namorido de uma, e toda vez que tinha um evento ou uma confraternização, ele raramente não levava a namorada dele. Geralmente as confraternizações era em locais públicos, sendo muito raro ver esses eventos na casa delas.

Agora se um cara faz isso com a namorada dele, porque tua namorada não fez isso contigo. Porque, deixa adivinhar, ela foi lá pra assisiti filmes de ação estilo Street Fighter.

Tá mais que certo. Mulher não respeita, não merece respeito.


RE: [Relato] A falta de amor próprio e o meu manginismo - SoulLess - 08-07-2015

Pois é, eu acho que eu era "bom até demais", porque se fosse a situação oposta, ou seja, meninas me chamando para ir ver filme na casa delas tendo só eu de homem, eu jamais iria em respeito a minha ex.
E se eu fosse , ela faria 3x pior do que eu fiz.