Fórum do Búfalo
Armas de fogo - Versão de Impressão

+- Fórum do Búfalo (http://forum.bufalo.info)
+-- Fórum: Desenvolvimento Pessoal (http://forum.bufalo.info/forumdisplay.php?fid=28)
+--- Fórum: Outros (http://forum.bufalo.info/forumdisplay.php?fid=12)
+--- Tópico: Armas de fogo (/showthread.php?tid=926)

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26


RE: Armas de fogo - Wild - 20-10-2013

Hmm, só uma dica pra galera, se você encontrar essa informação, teria uma prova definitiva pra ajudar: Quando o Meroplâncton falou da Austrália, disse que o índice x subiu yyy% e tal, mas isso é uma meia verdade. O problema da violência é crescente, assim como a população aumenta e o feminazismo/marxismo se espalha. (Outras coisa interessantes de se reparar foram as taxas de suicídio em certos países, assim como a criminalidade no Japão é baixa. Não achei nenhuma prova de que desarmamento tenha relação direta com aumento dessas duas taxas de mortalidade)

Creio que deva ser crescente em todos os países na medida que a população também aumenta "proporcionalmente", ou seja, não teria nada a ver diretamente com a liberação ou proibição das armas. Porém, se alguém achar um caso, apenas um em que uma política (recente pra ter dados mais precisos) de armamento da população de fato diminuiu ou pelo menos estabilizou/diminuiu o crescimento da violência, esse será um argumento decisivo na hora de usar contra os desarmamentistas. Seria uma voadora na cara deles! Hora de pesquisar!

--------
No mais, Meroplâncton, não fique chateado sem querer discutir nenhum assunto na vida, cara, na boa. Tem muita gente cabeça-dura no mundo, por isso não dê folga pra eles. Não querer discutir é se fechar para o mundo. A sua palavra honrada de GdR ainda poderá salvar muitas vidas, rapaz. Tenha força!


RE: Armas de fogo - John Romano - 20-10-2013

Menos, pessoal. Menos...


RE: Armas de fogo - Wild - 20-10-2013

Ok, ok, já parei. Palavra.


RE: Armas de fogo - Meroplâncton - 20-10-2013

Que bom que percebeste que seu argumento era emocional, assim como que seu argumento de que o brasileiro é "despreparado" é emocional.

Em primeiro lugar, esse argumento não ataca a justificativa moral para o estado ter o direito de tirar meus direitos. E nem estou falando de tirar democraticamente, tendo em vista o resultado do plebiscito, e o quase banimento das armas pelo estado por superburocratização e taxação e a proibição de porte. A população é claramente contra o desarmamento. Mesmo assim os políticos enfiam-no goela abaixo. E ainda que a população fosse à favor, isso não seria justifiicativa moral para tirar direitos alheios.

Dessa forma, não havendo justificativa moral para fazê-lo, nem deveríamos considerar a hipótese.

O povo americano no seculo XVII com certeza era bem mais "selvagem" e ignorante do que nós mesmo assim a violência era menor:

http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1028

No mais, cultura não importa porque ninguém tem na cultura a "vontade de morrer".

Vamos ser sinceros, eu consigo, provavelmente dentro de 1 hora, estar com uma arma de fogo ilegal na minha mão. Você também deve conseguir. São objetos que já foram inventados e jamais serão desinventados. É impossível baní-los totalmente ainda que fossemos o melhor país do mundo mas não somos. E ainda que fosse possível, ainda assim seria moralmente errado.

Logo, quem quer fazer alguma coisa com armas faz. Liberar a armas simplesmente permitiria que todos tivessem o direito de ter uma na cintura. E dessa forma todos que tem arma teriam medo de os 3 outros que estão em volta dele também terem, aí não se sentirá DEUS com uma arma na mão como os vagabundos hoje se sentem e infelizmente até alguns policiais se sentem, pois simplesmente haverá uma "equalidade" de força.

Quanto a violência aumentar com a população, lembre-se que as estatíticas são contadas em homicídios por 100.000 hab, ou seja, são proporcionais, mas se você quis dizer que quanto mais gente aglomerada num lugar mais homicídios, aí vai uns dados:

[Imagem: dc-full.png]

A legenda que está em baixo diz:

* During the years in which the D.C. handgun ban and trigger lock law was in effect, the Washington, D.C. murder rate averaged 73% higher than it was at the outset of the law, while the U.S. murder rate averaged 11% lower.[37]

Na minha tradução, seria: "Durante os anos em que a Lei de Banimento de armas de mão (pistolas/revolveres) e trava de gatilho (uma trava que você coloca na arma que impede o acesso ao gatilho e faz vocÊ preciar pegar a chave da trava e abri-la para poder usar a arma, coisa de retardado) de Washington D.C. esteve em vigor, a porcentagem de homicídios foi em média 73% mais alta do que quando a lei não estava em vigor, enquanto que a porcentagem de homicídios nos estados unidos ficou em média 11% mais baixo.

As leis de Washington sobre armas são consideradas pro muitos as mais restritivas do E.U.A.

Quanto a sua teoria de que aumento populacional aumentaria a violência, pesquisei na wikipedia e vi que a população de washington na verdade DIMINUIU durante esse período

Historical Populations[b]
Year Population Change
1800 8,144 –
1810 15,471 90.0%
1820 23,336 50.8%
1830 30,261 29.7%
1840 33,745 11.5%
1850 51,687 53.2%
1860 75,080 45.3%
1870 131,700 75.4%
1880 177,624 34.9%
1890 230,392 29.7%
1900 278,718 21.0%
1910 331,069 18.8%
1920 437,571 32.2%
1930 486,869 11.3%
1940 663,091 36.2%
1950 802,178 21.0%
1960 763,956 −4.8%
1970 756,510 −1.0%
1980 638,333 −15.6%
1990 606,900 −4.9%
2000 572,059 −5.7%
2010 601,723[3] 5.2%





Fontes:

http://www.justfacts.com/guncontrol.asp#[12]

http://en.wikipedia.org/wiki/Demographics_of_Washington,_D.C.

http://en.wikipedia.org/wiki/Firearms_Control_Regulations_Act_of_1975

Outro exemplo:

Reino Unido:

Em 1968 passou uma lei requerendo que justificasse todas as compras de armas de fogo para o chefe local de policia e pedisse autorização. Ele teria que ficar "satisfeito" que você tem uma "boa razão" para comprar. E deveria constar o numero de identificação de todos as suas rmas nos seus certificados.

Em 1997 o Reino Unido resolveu cagar merda mesmo e resolveu banir todas as armas, obrigando todos os donos de armas - LEMBRANDO QUE O ESTADO TOTALITÁRIO SEMPRE COLETA OS DADOS ANTES, COMO COLETA OS NOSSOS SE QUISERMOS TER ARMAS - a entrega-las. Exceto claro os bandidos, já que eles não ligam para lei nenhuma, não vai ser uma lei de armas de merda que via incomodá-los.

Resultado: Not counting the above-listed anomalies, the homicide rate in England and Wales has averaged 52% higher since the outset of the 1968 gun control law and 15% higher since the outset of the 1997 handgun ban.

Tradução minha: Não contando as anomalias acima listadas (o que acha errado, as anomalias são homicidios grandes e nao relacionados a armas de fogo, mas eles podem existir em qualquer tempo logo deveriam ter sido incluídos na estatística), a taxa de homicícios no Reino Unido ficou em média 52% mais alta desde a lei de controle de armas de 1968 e 15% mais alto desde o banimento de armas de mão de 1997.


Fonte: http://www.justfacts.com/guncontrol.asp#[12]

Com certeza tem outros países, outros dados, etc, mas eu também não vou escrever um livro aqui.

Tendo e vista que a não proibição é o ponto "zero", supõe-se que tenha que haver necessidade para a proibição, logo eu sugiro que você vá atrás de dados, e veja que NÃO HÁ PROVAS DE BENEFÍCIOS OBTIDOS COM DESARMANENTO (cuidado com manipulações toscas de estatísticas feitas por retardados do viva rio e afins...)

No mais, nada disso importa posto que não há justificativa moral para o estado ter direito de proibir-nos de portar armas, ainda que houvesse, essa claramente não é a vontade da população.

O risco do autoritarismo é sempre presente, veja o que fizeram os ingleses, do nada resolveram proibir as armas e ordenaram que seus donos as entregasse, e quem não quisesse ia fazer o que? O estado espertamente já havia coletado os dados de todo mundo, todos à merce do poder de um estado agigantado que pode mandar e regular e controlar tudo.

Concluo então que:

1 - Não há justificativa moral para o Estado ter direito de me proibir de andar armado, logo isso nunca nem deveria ser discutido pelo estado.

2 - Supondo que fosse superada a restrição acima, o que admito "apenas por amor à argumentação", como dizem os advogados, tal medida, ao menos no Brasil, é anti-democrática, pois a população se mostra contra o desarmamento, como ficou comprovado com os 60 milhões de NÃO enfiados guela abaixo do Lula Molusco.

3 - Supondo que se dê um grande FODA-SE aos dois argumentos acima, AINDA ASSIM, não cabe o desarmanento, posto que ele, se mostrou ineficaz em todo o mundo.

Quanto ao "brasileiro é ignorante mimimi", em primeiro lugar, eu discordo, em segundo lugar, omo dizia minha BM "louco é o caralho, quero ver rasgar nota de 100".

Ser ignorante e o caralho a 4 é uma coisa, desejo de morrer é outra.

Entenda uma cosia: Hoje, quem tem arma é DEUS e o resto é BOSTA que está de mãos atadas.

Se todos pudessem ter armas, todos nós seríamos iguais, e os justos seriam mais fortes, posto que em maior número. Responsabilize os criminosos, não o objeto que pode ser usado tanto para o mal quanto para o bem




E em terceiro lugar, esse é outro argumento emocional sem fundamento lógico confrade.

Pense sobre isso.

PS: Claro que não combati todo e qualquer ponto levantado por você, posto que seria extremamente trabalhoso e tenho mais o que fazer também, mas acredito que dei argumentos "irrefutáveis".

PS2: Me exalto muito quando discuto isso pois sinto um ódio tremendo de ver gente, princialmente e redutos "de direita" defendendo absurdos sem fundamento como esse, e sinto ódio duplamente ao ter que sair na rua todos os dias com um nariz de palhaço e um alvo nas costas sem chances de defesa praticamente, e sabendo que a hora que quiser o Estado acabará com as armas de todos os cidadãos de bem pois tem seus endereços e todos seus dados e que estamos todos à merce dos mandos e desmandos deste estado gigantesco que quer se meter em tudo


RE: Armas de fogo - Professor - 20-10-2013

Eu concordo totalmente com o Meroplâncton. Atualmente nós temos quatro alternativas:
a) Comprar armas ilegalmente,
b) Ir morar em outro país,
c) Aceitar o sistema e rezar para não ser assassinado por um bandido
d) Lutar para mudar a lei junto com esses caras: http://www.defesa.org/pl-37222012/

No mais, boa sorte aos confrades para não serem sorteados pelos bandidos e entrarem na estatística (50 mil assassinados por ano nesse país de merda).


RE: Armas de fogo - Meroplâncton - 20-10-2013

(20-10-2013, 02:54 PM)Professor Escreveu: Eu concordo totalmente com o Meroplâncton. Atualmente nós temos quatro alternativas:
a) Comprar armas ilegalmente,
b) Ir morar em outro país,
c) Aceitar o sistema e rezar para não ser assassinado por um bandido
d) Lutar para mudar a lei junto com esses caras: http://www.defesa.org/pl-37222012/

No mais, boa sorte aos confrades para não serem sorteados pelos bandidos e entrarem na estatística (50 mil assassinados por ano nesse país de merda).

Como medida paliativa, temos facas, bestas e arcos... Não é muita coisa mas é melhor que nada.


RE: Armas de fogo - Bnktop - 20-10-2013

[Imagem: 1374226_427142930730972_1323355694_n.jpg?w=450&h=381]

[Imagem: 1379935_466669223447614_289616609_n.jpg?w=450&h=401]


RE: Armas de fogo - Wild - 21-10-2013

Uma última vez, caso me permitam.

Parte do meu argumento era emocional. Uma parte dele, não todo. (Não vamo forçar a barra aê, mermão Big Grin) Tive que reconhecer que falei merda por que em parte dele ainda não estava consistente. Tem muita coisa que falei também que são situações e ponderações reais, portanto não posso voltar atrás na minha palavra totalmente e desconsiderar isso, vamos apenas dizer que esses "riscos e situações" que aponto você também já deve considerar ao dizer o que diz.

Tenho que trabalhar nisso (meus argumentos), mas ainda preciso de mais informações e mais estudos à respeito das causas da violência. (Ainda não falei nada contra nem a favor da proibição de armas, em nenhum momento toquei nesse assunto, apenas falei da questão da banalização delas)

Também posso apontar que você também falou algumas bobagens, na verdade é meu dever fazer isso para que você possa melhorar o seu discurso. Por exemplo, você perdeu um bom tempo me xingando e desmoralizando. Aqueles comentários que postou também eram muito exagerados e falaciosos. Parece que há sempre meias-verdades e falácias em todos os lados de uma discussão, incrível isso.

Outro detalhe é que você me rotulou de algo. Depois de me embrulhar, começou a atacar o rótulo, coisa que não me identifico. Ao menos pra mim, não sou vulnerável a esse tipo de ataque. Eu nunca realizei nenhum ataque ad hominen aqui. Se comunistas o fazem, eu não tenho nada com isso. O que eu tava apontando em você e você jogou de volta dizendo que sou eu faço, ou melhor, comunistas o fazem, que foi uma calúnia infundada. Não tinha necessidade, eu apontei a falácia no comentário que você escolheu e você dizer que eu que acometo é até bobeira, pois não tira o peso da minha constatação.

Lembrando que vim aqui para discutir por que esse é um assunto que me interessa (armas), caso isso não fosse do meu interesse, eu não teria sequer tido o trabalho de ler tudo aqui e te responder. Outra é que vim pra confrontar e testar as minhas ideias, por isso cai na onda de debater contigo. Se for pra algum dos dois lados querer enfiar algo goela abaixo do outro, ou servir de palhaço de espetáculo, não seria discussão e eu cairia fora. Esse aviso serve pra qualquer um que quiser dialogar comigo, nem chegue na minha frente se não quiser debater e trocar uma ideia na moral, feito gente. Se quiserem me empurrar algo de todo jeito, feito mulher birrenta gritando, sugiro que pegue isso e enfie no...

É, mano velho... Só agora que deu pra ver seus argumentos de forma melhor, e sinceramente eu gostei. Ele está forte e pronto para combater os verdadeiros comunistas babacas, quando eles aparecerem.

Digo que gostei principalmente por que tenho que admitir que eu não vou muito com a cara do governo desse país. Tem muita coisa absurda e parece que todo dia piora. A população também não ajuda, não dá para dizer de certeza quem é confiável ou de bem por essas bandas. Temos pouca cultura em debates, filosofia, moralidade, etc. Só perdemos tempo com futilidades como carnaval e futebol.

O resultado é que a formação de muitos indivíduos está permanentemente arruinada nesse cenário sombrio. Pois bem, vou seguir com você a ideia de que não quero ter que depender das lideranças políticas pra nada (inclusive a minha segurança), tampouco para a massa de manobra chamada população. Se for o caso, vou procurar minha formação e morada fora desse país, tanto a político-econômica, como a acadêmica, filosófica e espiritual. Deve ser o jeito.

Estou extremamente agradecido pelo tempo gasto comigo, apesar de não ter sido tudo bem direcionado, enfim consegui alguns argumentos e dados que eu queria. Espero que esteja tudo esclarecido. Obrigado!

------
A partir de agora, se for voltar a postar alguma coisa aqui, espero que seja relacionado à armas mesmo. Inclusive quero apresentar à vocês algumas das minhas favoritas.


RE: Armas de fogo - Free Bird - 21-10-2013

Deixando claro que nem li as últimas 3 páginas do tópico direito mas imagino que deve ser uma discussão sobre o perigo de deixar a população armada.

Gostaria de lembrar que a Suiça foi poupada na segunda guerra exatamente porque toda a população portava armas.
Já imaginou invadir um país que possui gente armada em toda esquina pronta pra meter bala nos invasores?
Será que vale a pena?

Então o perigo de armar a população é simplesmente o perigo dela poder se defender.
Pergunta se é proibido portar armas na Suiça hj em dia? Claro que não.

E além do mais, as vezes a justiça do povo supera a justiça do direito oficial.


RE: Armas de fogo - Meroplâncton - 21-10-2013

(21-10-2013, 01:19 AM)Fulano de Tal Escreveu: Uma última vez, caso me permitam.

Parte do meu argumento era emocional. Uma parte dele, não todo. (Não vamo forçar a barra aê, mermão Big Grin) Tive que reconhecer que falei merda por que em parte dele ainda não estava consistente. Tem muita coisa que falei também que são situações e ponderações reais, portanto não posso voltar atrás na minha palavra totalmente e desconsiderar isso, vamos apenas dizer que esses "riscos e situações" que aponto você também já deve considerar ao dizer o que diz.

Tenho que trabalhar nisso (meus argumentos), mas ainda preciso de mais informações e mais estudos à respeito das causas da violência. (Ainda não falei nada contra nem a favor da proibição de armas, em nenhum momento toquei nesse assunto, apenas falei da questão da banalização delas)

Também posso apontar que você também falou algumas bobagens, na verdade é meu dever fazer isso para que você possa melhorar o seu discurso. Por exemplo, você perdeu um bom tempo me xingando e desmoralizando. Aqueles comentários que postou também eram muito exagerados e falaciosos. Parece que há sempre meias-verdades e falácias em todos os lados de uma discussão, incrível isso.

Outro detalhe é que você me rotulou de algo. Depois de me embrulhar, começou a atacar o rótulo, coisa que não me identifico. Ao menos pra mim, não sou vulnerável a esse tipo de ataque. Eu nunca realizei nenhum ataque ad hominen aqui. Se comunistas o fazem, eu não tenho nada com isso. O que eu tava apontando em você e você jogou de volta dizendo que sou eu faço, ou melhor, comunistas o fazem, que foi uma calúnia infundada. Não tinha necessidade, eu apontei a falácia no comentário que você escolheu e você dizer que eu que acometo é até bobeira, pois não tira o peso da minha constatação.

Lembrando que vim aqui para discutir por que esse é um assunto que me interessa (armas), caso isso não fosse do meu interesse, eu não teria sequer tido o trabalho de ler tudo aqui e te responder. Outra é que vim pra confrontar e testar as minhas ideias, por isso cai na onda de debater contigo. Se for pra algum dos dois lados querer enfiar algo goela abaixo do outro, ou servir de palhaço de espetáculo, não seria discussão e eu cairia fora. Esse aviso serve pra qualquer um que quiser dialogar comigo, nem chegue na minha frente se não quiser debater e trocar uma ideia na moral, feito gente. Se quiserem me empurrar algo de todo jeito, feito mulher birrenta gritando, sugiro que pegue isso e enfie no...

É, mano velho... Só agora que deu pra ver seus argumentos de forma melhor, e sinceramente eu gostei. Ele está forte e pronto para combater os verdadeiros comunistas babacas, quando eles aparecerem.

Digo que gostei principalmente por que tenho que admitir que eu não vou muito com a cara do governo desse país. Tem muita coisa absurda e parece que todo dia piora. A população também não ajuda, não dá para dizer de certeza quem é confiável ou de bem por essas bandas. Temos pouca cultura em debates, filosofia, moralidade, etc. Só perdemos tempo com futilidades como carnaval e futebol.

O resultado é que a formação de muitos indivíduos está permanentemente arruinada nesse cenário sombrio. Pois bem, vou seguir com você a ideia de que não quero ter que depender das lideranças políticas pra nada (inclusive a minha segurança), tampouco para a massa de manobra chamada população. Se for o caso, vou procurar minha formação e morada fora desse país, tanto a político-econômica, como a acadêmica, filosófica e espiritual. Deve ser o jeito.

Estou extremamente agradecido pelo tempo gasto comigo, apesar de não ter sido tudo bem direcionado, enfim consegui alguns argumentos e dados que eu queria. Espero que esteja tudo esclarecido. Obrigado!

------
A partir de agora, se for voltar a postar alguma coisa aqui, espero que seja relacionado à armas mesmo. Inclusive quero apresentar à vocês algumas das minhas favoritas.

Confrade, você está certo quanto a eu ter me exaltado. Esse assunto realmente mexe comigo, o ódio que eu sinto de não poder andar armado é gigantesco, e ao resolver discutir isso veio todos os sentimentos de raiva das horas de discussões que tive com comunistas em comunidades do orkut e pessoalmente. De fato, ficar "afetadinho" como fiquei não altera a qualidade dos argumentos, apenas atrapalha o andamento da discussão.

No entanto, quanto ao seu argumento ser puramente emocional, eu mantenho a posição. Sua posição é basicamente o temor pela ignorância da população.

Porém, além deste fato ser apenas um sentimento quanto à população brasileira em geral, carecendo de fatos que o sustentem, ainda que verdadeiro fosse e comprovado estivesse, não considero que teria o condão de se relacionar com as armas, posto que elas estariam disponíveis para todos.

Além disso, o povo brasileiro, hipoteticamente é inconsequente como aquela criança cujos pais (no caso, o Estado), as protegem das consequências de suas ações. Aí é fácil ser inconsequente. A vadia abre a perna para o cafa, o estado dá bolsa família. O Estado (ou os otários da classe média, na realidade) paga o parto, paga a creche, a escola, a saúde, a calça de 300 reais, etc.... Essa ao menos é a minha impressão.

Logo, como quase sempre, a solução não é MAIS estado, mas sim MENOS estado. O estado CAUSA os problemas ao se meter na sociedade e aí fica parecendo que precisa de MAIS estado para resolver os problemas causados por ele mesmo, e isso se torna um ciclo vicioso, que vai tolhendo nosso dinheiro, nossa liberdade e fodendo a vida em sociedade como um todo. É um mal que precisa ser cortado pela raiz.

No mais, tendo em vista que o "estado natural" de tudo é não ser proibido, há de haver motivos fortes para se proibir ou regular algo, e suposições sobre o povo brasileiro não se enquadra como "motivo forte", eu acredito.

Logo, quem deveria comprovar a necessidade de proibir as armas são os desarmamentistas, e não o contrário como infelizmente acontece neste país. Acho que não preciso dizer que eles não se desincumbiram desse ônus, tanto que pode ver que nos EUA, por exemplo, os desarmamentistas caem matando pedindo regulamentos sempre que há um massacre em uma escola (diga-se de passagem, escolas são lugares onde geralmente é proibido entrar armado lá, e eu nunca ouvi falar de "massacre num clube de tiro" hahaha), ou seja, usando de argumentos emocionais.

E não só por ser o lugar inicial a não proibição que deveriam ser os desarmamentistas que deveriam provar a necessidade do desarmamento, mas também pelos riscos imensos que ele traz a um país, já que uma população desarmada é vítima fácil de ditadores, genocidas, sanguinários... Vê se alguém é louco de tentar um golpe nos E.U.A? Eu não seria.

Um povo desarmado é um povo à mercê dos desmandos do Estado. Um Estado cujo povo é armado tem medo de seus habitantes - o que é ótimo. É fácil dar um golpe quando só você tem armas no país. Difícil é dar esse golpe quando todo mundo puder ter uma arma, cada janela de cada prédio puder ter um membro de uma resistência lutando contra a tirania comunista, nazista, etc, puder haver um fuzil embaixo da saia de cada mulher, embaixo de cada mesa, nas mãos de cada homem.

Peço desculpas pelos excessos, esse assunto realmente me estressa. kkkk

Meu sonho é uma Glock .45, uma ak-47 e uma 12 semi-auto.


RE: Armas de fogo - fucker_cwb - 21-10-2013

confradds. Vamos manter o bom nível na discussão, sem ofensas pessoais, ningém é obrigado a ter a mesma opinião . Se forem ver ambos estão falando a mesma coisa sob um ponto de vista diferente.

Minha opinião: sou contra o desarmamento, mas concordo que no Brasil temos sérios problemas culturais, o que complicaria uma liberação geral.


RE: Armas de fogo - Meroplâncton - 21-10-2013

(21-10-2013, 01:23 PM)fucker_cwb Escreveu: confradds. Vamos manter o bom nível na discussão, sem ofensas pessoais, ningém é obrigado a ter a mesma opinião . Se forem ver ambos estão falando a mesma coisa sob um ponto de vista diferente.

Minha opinião: sou contra o desarmamento, mas concordo que no Brasil temos sérios problemas culturais, o que complicaria uma liberação geral.

Já me acalmei confrade kkk

No mais,"problemas culturais" é um argumento emocional, sem comprovação, ainda que exista não há comprovação de que traria algum problema com a libração das armas, muito menos que esse problema seria maior que o benefício, e havendo esse problema a culpa é justamente de termos um Estado papai que manda em tudo, inclusive desarma a população.

Lembrando que não é razoável esperar que um cidadão armado num país em que andar armado seja livre haja da mesma forma que ele agiria hoje, posto que QUALQUER UM PODERIA andar armado, logo ele não se sentiria "o fodão imortal", ele seria só mais um na multidão.


RE: Armas de fogo - Thanatos - 08-10-2014

(21-10-2013, 01:31 PM)Meroplâncton Escreveu:
(21-10-2013, 01:23 PM)fucker_cwb Escreveu: confradds. Vamos manter o bom nível na discussão, sem ofensas pessoais, ningém é obrigado a ter a mesma opinião . Se forem ver ambos estão falando a mesma coisa sob um ponto de vista diferente.

Minha opinião: sou contra o desarmamento, mas concordo que no Brasil temos sérios problemas culturais, o que complicaria uma liberação geral.

Já me acalmei confrade kkk

No mais,"problemas culturais" é um argumento emocional, sem comprovação, ainda que exista não há comprovação de que traria algum problema com a libração das armas, muito menos que esse problema seria maior que o benefício, e havendo esse problema a culpa é justamente de termos um Estado papai que manda em tudo, inclusive desarma a população.

Lembrando que não é razoável esperar que um cidadão armado num país em que andar armado seja livre haja da mesma forma que ele agiria hoje, posto que QUALQUER UM PODERIA andar armado, logo ele não se sentiria "o fodão imortal", ele seria só mais um na multidão.

Exatamente o que eu penso. Se o pessoal "não tem maturidade pra ter uma arma e pode matar no impulso", eu poderia argumentar que "o pessoal não tem maturidade para ter um carro, pois podem atropelar no impulso logo devemos proibir carros" ou ainda, fazer o mesmo com armas brancas, etc.

Nos EUA, que é o país mais armado do mundo, é mais fácil uma criança morrer em decorrência de afogamentos, que acidentes com armas de fogo : http://www.breitbart.com/Big-Government/2014/01/30/CDC-More-Children-Accidentally-Killed-With-Fire-Or-Water-Than-Firearms

Aliais, armas de fogo representam 0.6% das mortes nos EUA e acidentes de trânsito, 40%.

Mostrar ConteúdoSpoiler:
Fonte : http://www.gunfacts.info/gun-control-myths/accidental-deaths/

E cabe lembrar, que os EUA são bem liberais quanto a armas. Vejam uma criança atirando com uma Barrett M95, uma arma bem forte, no calibre .50 BMG, capaz de atravessar blindagens como se fosse papel.



Ou esta criança atirando com uma Armalite AR-50 :

[video=youtube][video=youtube]https://www.youtube.com/watch?v=aFfqNCblmxo[/video]

Num país onde 8% dos homicídios são elucidados e temos quase 60.000 homicídios por ano, fazer a polícia parar de cuidar de crimes pesados, pra ficar atrapalhando a segurança privada e dando trabalho desnecessário e burocrático, é uma baita de uma insanidade.


RE: Armas de fogo - Thanatos - 24-10-2014

Só postando um vídeo mostrando o quão letal o .50 BMG pode ser :



Lembrando que eu sou contra restrições a calibres, a armas automáticas, a silenciadores e outros acessórios, etc. O bandido não ta nem ai pra estas leis. Por que o cidadão deve estar em desvantagem contra os bandidos? Por que o cidadão que tem sua casa invadida por um sujeito com um fuzil .223 ou uma submetralhadora .45 ACP, deve se denfeder com uma pistola .380 ACP? E isto que nem estou falando das práticas esportivas.

(21-10-2013, 10:59 AM)Free Bird Escreveu: Deixando claro que nem li as últimas 3 páginas do tópico direito mas imagino que deve ser uma discussão sobre o perigo de deixar a população armada.

Gostaria de lembrar que a Suiça foi poupada na segunda guerra exatamente porque toda a população portava armas.
Já imaginou invadir um país que possui gente armada em toda esquina pronta pra meter bala nos invasores?
Será que vale a pena?

Então o perigo de armar a população é simplesmente o perigo dela poder se defender.
Pergunta se é proibido portar armas na Suiça hj em dia? Claro que não.

E além do mais, as vezes a justiça do povo supera a justiça do direito oficial.

Isto me lembra este artigo : http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=975

"Maquiavel foi quem resumiu melhor: os suíços são "armatissimi e liberissimi". Desde 1291, quando a Confederação Suíça foi criada, camponeses e vaqueiros suíços se armaram para resistir à agressão de alguns dos grandes exércitos da Europa. Cada homem tinha a obrigação de arranjar sua própria arma para se defender contra qualquer invasão."


RE: Armas de fogo - Thanatos - 09-11-2014

Só uma recomendação de um vídeo muito bom sobre a arma "padrão" da rev de 1932



Esta arma é bem interessante para a história do Brasil.


RE: Armas de fogo - Senna - 10-11-2014

Os dados são bem claros ao demonstrar que o armamento da população honesta intimida a criminalidade e o autoritarismo do estado. A idéia de desarmar a população me faz lembrar desta frase mítica de Rui Barbosa:

Citar:De tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantar-se o poder nas mãos dos maus, o homem chega a rir-se da honra, desanimar-se de justiça e ter vergonha de ser honesto.
Rui Barbosa



RE: Armas de fogo - Gekko - 11-11-2014

(09-11-2014, 06:28 PM)Thanatos Escreveu: Só uma recomendação de um vídeo muito bom sobre a arma "padrão" da rev de 1932



Esta arma é bem interessante para a história do Brasil.


Show de bola. Um bom resgate da história através da análise de uma arma e uma lição que seria muito interessante para os dias atuais.

P.S.: parece ser bem chatinho o recuo dessa arma e seria bom ele ter mostrado o municiamento da mesma.


RE: Armas de fogo - Boyka - 11-11-2014

Outro ponto a favor da Suíça é a perícia e precisão na pratica de atirar. Na época da segunda guerra mundial, um político alemão tirou uma onda com um político suíço a respeito do tamanho do exercicio suíço. O alemão perguntou o que os suíços fariam se a Alemanha invadisse com 5 x mais homens. O suíço disse: cada soldado daria cinco tiros e voltaria para casa.



Indico a quem quiser o livro Filosofia do combate, de J.R.R. Abrahão.

Possui dados históricos interessantes.


RE: Armas de fogo - Thanatos - 25-11-2014

(11-11-2014, 06:01 PM)Gekko Escreveu:
(09-11-2014, 06:28 PM)Thanatos Escreveu: Só uma recomendação de um vídeo muito bom sobre a arma "padrão" da rev de 1932



Esta arma é bem interessante para a história do Brasil.


Show de bola. Um bom resgate da história através da análise de uma arma e uma lição que seria muito interessante para os dias atuais.

P.S.: parece ser bem chatinho o recuo dessa arma e seria bom ele ter mostrado o municiamento da mesma.

Posso estar falando besteira, mas acho que se tratando de municiamento, deve ser bem parecida com a K98

Mas postando mais um vídeo.



Sim, o sujeito atirou num ROLEX com uma .50


RE: Armas de fogo - Professor - 21-12-2014

Papai Noel podia me dar um desses: