Fórum do Búfalo
O Fardo do Desempenho. - Versão de Impressão

+- Fórum do Búfalo (http://forum.bufalo.info)
+-- Fórum: Mulheres/Feminazismo/Relacionamentos (http://forum.bufalo.info/forumdisplay.php?fid=4)
+--- Fórum: Geralzão da Real (http://forum.bufalo.info/forumdisplay.php?fid=8)
+--- Tópico: O Fardo do Desempenho. (/showthread.php?tid=9680)



O Fardo do Desempenho. - Björn - 15-10-2018

Fardo do Desempenho
Citar:É esperado que o homem desempenhe. Para ser bem sucedido, conseguir a garota, ter uma boa vida, homens devem fazer. Seja andando de bicicleta na sua rua para chamar a atenção daquela garota bonita ou conseguir um título de doutorado para garantir seu sucesso pessoal e o futuro da sua família, homens devem desempenhar. A excitação, atração, desejo e amor da mulher estão enraizados nesse desempenho condicional. O grau que esse desempenho atende ou excede as expectativas é com certeza subjetivo, e a facilidade que você tem para a performance é também um ponto, mas você deve ter desempenho

Um dos enganos mais fundamentais dos homens na matrix na sua relação com mulheres é a questão desempenho. Por volta de março desse ano eu li um artigo interessante do Roosh, “Homens não são nada mais do que palhaços para a mulher atual”, e me surpreendeu que eu concordei com ele no contexto em que ele apresentou, mas há mais do que o fator entretenimento além da diversão por parte das mulheres.

Citar:Mulheres não procuram mais conforto ou estabilidade nos homens – elas procuram entretenimento. Procuram distração. Procuram prazer hedonistico. Esse é o motivo dos provedores(betas) estarem miseravelmente falhando em afirmar um compromisso com uma mulher bonita nos seus melhores anos, e é por isso que “alfas” falham em começarem um relacionamento com mulheres além de algumas fodas. Assim que o entretenimento ou a novidade que você provém declinar – e inevitavelmente vai – ela mudará para outra coisa ou pessoa. Na verdade, o único jeito de você manter uma garota é se você adotar uma mentalidade de um escritor, adicionando algum elemento que cause fortes emoções no final de cada episodio, mantendo a mulher interessada quando ser um bom homem não a deixa mais.

Depois de ler isso eu tentei me imaginar sendo um cara recém saído da Matrix, ou um garoto que acabou de ter contato com essas verdades incomodas da red pill e descobrindo que todo aquele discurso de “Seja você mesmo e a garota certa aparecerá” que todo mundo tentou me convencer ter sido substituido por uma necessidade de transformar-se em um personagem de desenho animado para prender a atenção de uma garota mediana.

É meio depressivo, especialmente quando você considera o o esforço esmagador e a percepção pessoal necessária para perceber a consciência redpill. Roosh depois temperou isso com “Como ser um bom palhaço” e “Clown Game vs good man game”, e embora ele clarifique as coisas bem em termos de Game, a raiz da frustração que a maioria dos garotos vão ter com o “fator palhaço” é que, nesses termos e nesse contexto, o desempenho deles não é quem eles são.

Nesse ambiente é fácil ver o porque a opção MGTOW parece um recurso compreensível para o homem redpill. É uma tentação bem sedutora pensar que o homem pode simplesmente se remover da equação do desempenho em relação as mulheres. Eu vou tocar nisso mais tarde, mas o que é importante aqui é entender que o homem nasceu para esse “jogo de desempenho”. Gostando ou não, jogando ou não, um homem sempre será avaliado em relação ao seu desempenho(ou a percepção do seu desempenho).

Eu acho que o que atrai os homens logo cedo na sua transformação redpill é uma espécie de indignação em relação as mulheres por eles terem que ser “alguem que eles não são” e interpretar o papel de um personagem que simplesmente não é quem eles são, com o objetivo de manter o interesse da mulher. Eu cobri essa ideia em “Have a Look” e desenvolvi como as mulheres são como “olheiros” quando se trata de selecionar os homens que entreterão elas.

Isso era realmente no contexto sexual quando entrei nesse assunto, mas quando eu li o artigo original do Roosh eu comecei a considerar que o papel que a mulher espera que o homem desempenhe muda conforme suas fases de maturidade e o que seu SMV(Sexual Market Value) pode demandar realisticamente dessa fase. Em outras palavras o personagem que elas querem que homens desempenhe nos “Anos de Festa” será diferente em relação a “Fase de Epifania”, que pode ser diferente do personagem que elas querem na sua meia idade.


Vivendo

Eu tenho certeza que vários leitores homens estão pensando “foda-se isso, eu serei quem sou e qualquer garota que não me apreciar por isso é de baixa qualidade.” Isso provavelmente vai te irritar, mas isso é exatamente a mentalidade da blue pill de “Seja você mesmo” que os betam adotam para si.

É atualmente uma lei de poder desprezar o que você não pode ter, e dedutivamente isso faz sentido, mas o fato continua sendo o que é, como homem você sempre vai ser avaliado pelo seu desempenho. Então mesmo com a mentalidade “Foda-se, eu serei eu”, você ainda sim será avaliado em relação a quão bem “você é você mesmo”

O fato é que você deve ser seu desempenho – você deve internalizar. Na verdade, você já é esse desempenho, seja você realizando isso, ou pensando que você pode esquecer isso e esperar que seu desempenho sem direção e “natural” será aprecionado pelas mulheres(e outros), mas independente disso, a mulher vai filtrar para “otimização de sua hipergamia” baseado no quão bem você está alinhado com o que elas acham que tem direito em um homem no contexto da percepção delas em relação ao SMV delas.

Aparência, talento, benefícios tangíveis e outros pré-requisitos podem mudar dependendo da individualidade da mulher, mas ser homem é desempenho. Mesmo que você seja um homem auto-definido indo pelo próprio caminho que gosta de satisfazer as próprias necessidades, você ainda precisa desempenhar para receber o dinheiro e desfrutar

Não fica mais fácil, você fica melhor.

Para os homens, não há descanso do desempenho. Acreditar que há é acreditar no mito da capacidade da mulher ter uma forma de empatia superior que sobrescreveria o filtro inato de hipergamia delas, sendo que o filtro é baseado no desempenho.

Mulheres nunca terão os mesmos requisitos de desempenho para elas mesmas, mesmo que elas esperem que o homem mantenha para eles mesmos. Hipergamia demanda uma constante, reconfirmação subliminar do valor de um homem para seu compromisso com ele, não há nunca um paralelo de experiência.

As mulheres alegam que os homens exigem que elas atendam alguns padrões físicos(i.e. desempenho) e enquanto é geralmente verdade, esse ainda é um padrão que as mulheres tem em relação aos homens, e não um que elas mantém para si. Simplesmente não há dinâmica reciproca ou préqualificação de desempenho para a mulher, e só o fato do homem mencionar que ele qualifica a mulher para sua intimidade, ele é caracterizado como julgador e misógino.

Convenções sociais como essa são estabelecidas para garantir que a estratégica sexual de hipergamia das mulheres é a socialmente dominante. Esperar que a mulher se qualifique para o homem é um insulto ao “status de prêmio” dela, como indivíduo.

De um ponto de vista humanista, há um desejo por uma solução racional para esse requerimento de desempenho mas como eu destaquei em outros posts, apelar para a razão da mulher não isola contra a influencia subliminar da hipergamia.

Eu leio muitos “dating coach” cuja abordagem é a completa honestidade na esperança que uma mulher de pensamento igual, racional, vá naturalmente apreciar a franqueza de um homem, mas isso présupõe a preexistencia de um campo de jogo igual, onde as influências subliminares estão sobreescritas por um racionalismo mutuo.

A verdadeira esperança é que as mulheres vão abandonar os requisitos de desempenho inatos da hipergamia em apreciação a essa vulnerável, inadequada honestidade.

O que eles jogam para debaixo do tapete é que você não pode apelar para a razão ou sentimento de uma mulher de genuinamente perdoar um defeito no desempenho do homem. Amor, razão, ambos demandam uma apreciação mutua preexistente em um contexto comum, mas nem o amor nem a razão alivia a necessidade de desempenho para um homem.

Mulheres simplesmente não estão motivadas a comprometer a hipergamia por vontade própria. Elas não serão convencidas explicitamente.

É capacidade do homem desempenhar e demonstrar(nunca explicar) alto valor que motive mulheres a acomodar vontades mútuas num relacionamento – seja numa noite ou em 50 anos de casamento.

Demonstrando Alto Valor

Eu tenho impressão que DHV(Demonstrating Higher Value) tende a ter uma má reputação tanto dos críticos blue pills quanto dos redpills. Muito disso envolve técnica e prática. É fácil descartar esse conceito como fanfarronice, mas DHV, como principio, não é definido por medidas egoistas ou por quão bem um cara pode se mostrar para as mulheres.

Muito do DHV é não intencional. Na verdade, a maioria das formas genuinas de DHV são exibidas quando um homem não percebe que ele está desempenhando de uma forma que demonstre um alto valor. Isso pode ser tão simples como andar em direção a uma sala num contexto ou ambiente certo. Até humildade pode ser uma demonstração de alto valor no contexto apropriado.

O que estou imaginando aqui é que depois de ler tudo isso você talvez pense que eu estou dizendo que você precisa ser um superhomem para ser qualificado aos requisitos de desempenho das mulheres, e de novo isso é meio depressivo – isso não é o que eu quero. Os requisitos de desempenho de uma mulher são dependentes de muitos contextos variados e de acordo com as prioridades que ela coloca como o tipo de personagem que ela acha excitante e atraente e de acordo com o que as condições determinam pra ela.

Não é tanto como você desempenha mas que você desempenhe. Ambição e motivação pessoal para desempenhar e ser o melhor e mais sucedido que você pode ser talvez não tenha absolutamente nada a ver com sua intenção de atrair uma mulher, mas você ainda está desempenhando e será avaliado baseado nesse desempenho.

Demonstração de Alto Valor ou Demonstração de Baixo Valor é desempenho seja intencional ou não. Você não pode se remover dessa equação. Você pode deixar de cumprir sua parte nesse desempenho, mas até você morrer você não pode sair do jogo.

Fonte: https://therationalmale.com/2014/09/23/the-burden-of-performance/

p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; }a:link { }


RE: O Fardo do Desempenho. - Tim Laflour - 15-10-2018

"Desempenho" é uma palavra muito genérica. Você pode ter um desempenho excelente em xadrez e ainda assim não ser medido por esse desempenho pelas pessoas (principalmente mulheres). Por outro lado, você pode ter um desempenho apenas aceitável em diversas áreas e ser bem visto. Por fim, você pode ter um desempenho péssimo em 99% do que faz, mas se nos outros 1% você chamar a atenção, será bem visto da mesma forma.

Não concordo quando o autor diz que o homem que tenta ser "ele mesmo" é um beta da pílula azul. Talvez o beta seja justamente o homem que busca ter altos desempenhos em tudo simplesmente para agradar aos outros, inclusive mulheres (como o autor tenta nos convencer a agir). Pra saúde mental do homem é péssimo agir pensando sempre em buscar o melhor desempenho. É desgastante e tende a ser frustrante na falha. Já reparou como pessoas competitivas tendem a ser intragáveis? Em alguns momentos é até importante buscarmos bons desempenhos, como no trabalho ou estudos, mas em relação às mulheres ou momentos de relaxamento/diversão nós devemos SIM ser nós mesmos e foda-se o que vier. Talvez esse equilíbrio é o que mantém nossas mentes saudáveis.


RE: O Fardo do Desempenho. - consigliere - 15-10-2018

Esqueça mulher e se desenvolva. Falei esquecer e não nutrir qualquer tipo de raiva ou desprezo. Ser sociável e indiferente. Que se foda! 

Esqueça. Simples assim. Quanto mais você ter alguma motivação secundária de se desenvolver pra “pegar mulher” mais próximo da matrix você estará, mais propenso a desistir, mais fraca será sua motivação.

Desenvolva-se pra si mesmo. Pra ter uma grana legal, investir em algum hobby, viajar, carro, casa, moto, propriedades, e, principalmente, conhecimento.

Preferível mil vezes investir em alguma gp  do que ficar cortejando mulher que nem um imbecil. Mulheres te escolhem hoje em dia, te elegem, e tanto faz.

Elas são consequências apenas..
 
E se tiver alguma exceção, boa sorte, pra não cair no conto do vigário.


RE: O Fardo do Desempenho. - Björn - 15-10-2018

(15-10-2018, 01:34 PM)Tim Laflour Escreveu: "Desempenho" é uma palavra muito genérica. Você pode ter um desempenho excelente em xadrez e ainda assim não ser medido por esse desempenho pelas pessoas (principalmente mulheres). Por outro lado, você pode ter um desempenho apenas aceitável em diversas áreas e ser bem visto. Por fim, você pode ter um desempenho péssimo em 99% do que faz, mas se nos outros 1% você chamar a atenção, será bem visto da mesma forma.

Não concordo quando o autor diz que o homem que tenta ser "ele mesmo" é um beta da pílula azul. Talvez o beta seja justamente o homem que busca ter altos desempenhos em tudo simplesmente para agradar aos outros, inclusive mulheres (como o autor tenta nos convencer a agir). Pra saúde mental do homem é péssimo agir pensando sempre em buscar o melhor desempenho. É desgastante e tende a ser frustrante na falha. Já reparou como pessoas competitivas tendem a ser intragáveis? Em alguns momentos é até importante buscarmos bons desempenhos, como no trabalho ou estudos, mas em relação às mulheres ou momentos de relaxamento/diversão nós devemos SIM ser nós mesmos e foda-se o que vier. Talvez esse equilíbrio é o que mantém nossas mentes saudáveis.

É como Nessahan Alita disse nos seus livros, a mulher quer o melhor cara que ela pode conseguir naquele momento, e é exatamente o que o autor do tópico fala no texto todo.

Quem é o melhor cara que ela pode conseguir naquele momento? É o que atende melhor/mais os requisitos inatos da mulher, ou seja, aquele cujo desempenho é melhor. O homem só tem valor para a mulher a partir do desempenho(alguns preferem dizer utilidade) em relação ao que é valorizado pela natureza feminina. E quando ele fala nas fases de maturidade e SMV, ele quer dizer que o que a mulher valoriza como “melhor desempenho” varia durante a vida… Se eu fosse resumir seria os casos em que a mulher quer curtir adoidada com os cafas quando jovem e quando bate os 30 anos procura o cara certinho e família que ela rejeitou durante toda a juventude.


Quando ele crítica o mantra “Seja você mesmo” ele está criticando o conformismo que vem junto com essa frase. Se você é gordo, não tem dinheiro, não estuda, não tem ambição você sinceramente acha que vai conseguir uma “garota nota 10” que treina, tem um trabalho digno, estuda pra ser melhor e tem ambição de construir um futuro? Claro que não, porque você não tem valor, seu “desempenho” é pífio e ridículo, ela vai procurar um cara igual, ou melhor.

Eu acho que você, ao dizer que o autor tenta nos convencer a agir com alto desempenho em tudo, entendeu errado o que ele quis passar com o texto, sendo que ele mesmo diz:
O que estou imaginando aqui é que depois de ler tudo isso você talvez pense que eu estou dizendo que você precisa ser um superhomem para ser qualificado aos requisitos de desempenho das mulheres, e de novo isso é meio depressivo – isso não é o que eu quero. Os requisitos de desempenho de uma mulher são dependentes de muitos contextos variados e de acordo com as prioridades que ela coloca como o tipo de personagem que ela acha excitante e atraente e de acordo com o que as condições determinam pra ela.”


Esse texto é basicamente um apelo para que os homens vejam as coisas como são. Independente de você achar desgastante ou não, interesseiro ou não, é assim que as coisas são.
p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; }


RE: O Fardo do Desempenho. - Tim Laflour - 15-10-2018

(15-10-2018, 03:06 PM)Björn Escreveu: Quando ele crítica o mantra “Seja você mesmo” ele está criticando o conformismo que vem junto com essa frase. Se você é gordo, não tem dinheiro, não estuda, não tem ambição você sinceramente acha que vai conseguir uma “garota nota 10” que treina, tem um trabalho digno, estuda pra ser melhor e tem ambição de construir um futuro? Claro que não, porque você não tem valor, seu “desempenho” é pífio e ridículo, ela vai procurar um cara igual, ou melhor.

Ao meu ver, quando ele critica o "seja você mesmo" ele não o faz em relação ao conformismo, mas sim em relação à falta de se buscar ser o melhor em tudo que faz. O texto inicia assim: "Seja andando de bicicleta na sua rua para chamar a atenção daquela garota bonita ou conseguir um título de doutorado para garantir seu sucesso pessoal e o futuro da sua família, homens devem desempenhar.", logo, para o autor, quem não busca desempenhar nem mesmo andando de bicicleta é um beta blue pill.

Outra coisa...ao meu ver, o texto não trata a palavra "desempenho" como sinônimo de "utilidade" como você sugere. Um homem pode ser útil aos olhos de uma mulher mesmo com um baixo desempenho (como o caso daqueles velhos gagás milionários que não demonstram seus luxos). Por outro lado, um homem pode ter um alto desempenho e ser totalmente inútil às mulheres (caso do campeão de xadrez que citei anteriormente). Substitua "desempenho" por "utilidade" nessa frase da bicicleta e você verá que ela não fará sentido, afinal, qual a utilidade que alguém andando de bicicleta traz?

Consigo imaginar alguns poucos casos em que realmente devemos buscar alto desempenho, e em todos eles é uma tarefa extremamente desgastante: ser bom pai, ser bom funcionário e ser um bom namorado/marido. Se além disso você tentar ter um alto desempenho para atrair mulheres, você vai acabar se desgastando, se frustrando e em resumo se fodendo na vida.

Continuo portanto não concordando com o autor, mas essa é só a minha opinião. Estou aberto a discussões.


RE: O Fardo do Desempenho. - xandysmaster - 15-10-2018

Belo texto .. mto boa leitura.. mais tarde dou minha opinião sobre.


RE: O Fardo do Desempenho. - Wild - 15-10-2018

Pela construção do texto dá pra ver claramente que ele é adaptado aos conceitos do masculinismo mais teórico americano, mas mesmo assim me parece uma excelente tradução, talvez falte só um pouco de adaptação.

Convenhamos e concordemos, não só no requisito mulheres, mas nossa própria família nos julgar ao fazermos ou não nossas tarefas domésticas, nosso empregador o nosso trabalho, outros motoristas quando estamos no trânsito, em todo lugar somos julgados e julgamos as pessoas com base no "desempenho".

A crítica ao "seja você mesmo" é bem válida e coerente, pois como o mesmo fala, mesmo assim ainda vão te julgar o quão bom você é em ser você mesmo. Sempre há expectativas, para o homem social sempre são esperados resultados. Isso pode ser maior na sociedade americana, que é mais voltada ao trabalho, e até fazendo a ligação aqui com a Manhood Academy, onde seu valor é dado pelo tanto de ordem que você é capaz de criar, mas não deixa de se aplicar em menor escala a nós aqui no Brasil também.

O X da questão da nossa filosofia do desenvolvimento pessoal é que temos que escolher uma hora: vamos nos desenvolver pra melhorar nossa vida social (termos melhores trabalhos, melhores mulheres, etc) ou se vamos melhorar apenas pra atender a nossos interesses sendo invisíveis ao resto da sociedade (mgtow, homens cinzentos e low profile, etc).


RE: O Fardo do Desempenho. - Björn - 15-10-2018

Eu que traduzi, não estou nem um pouco acostumado a traduzir texto dos idiomas que eu leio, então posso ter pecado ao não achar a palavra correta em português para expressar o significado. Eu só trago o que eu acho importante.

Não sei qual outra palavra usar porque para mim está claro que o homem só é valorizado a partir do desempenho dele no papel de homem, se ele é mais ou menos valorizado vai depender de quão bem ele desempenha o papel. O problema é que nós temos a tendência a adaptar o "Homem" com aquilo que mais se aproxima do que valorizamos... Uns vão dizer que o Homem só é homem quando é honrado, batalhador, corajoso, e etc. e portanto o desempenho está ligado a isso numa relação(não falo de sexual nem amorosa) de homem pra homem. Enquanto em relação a mulher, se você for resumir o homem pelos 3 pilares bem simplistas de Procriar, Proteger e Prover, ele terá seu valor estimado no seu desempenho nessas funções.


RE: O Fardo do Desempenho. - Wild - 15-10-2018

(15-10-2018, 10:34 PM)Björn Escreveu: Eu que traduzi, não estou nem um pouco acostumado a traduzir texto dos idiomas que eu leio, então posso ter pecado ao não achar a palavra correta em português para expressar o significado. Eu só trago o que eu acho importante.
Relaxa, a tradução está impecável. É só que os termos e o jeito de falar deles lá é diferente, isso é mais do que normal, muitas vezes nem temos termos equivalentes pra fazer uma tradução 100% sem perder as nuances.

O masculinismo teórico americano as vezes bate nas mesmas teclas, mas tem muita qualidade de conteúdo bem escrito. Você faz um ótimo trabalho de trazer conceitos deles pra cá.