PROPAGANDA


Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 0 Votos - 0 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Rooster Offline
Veterano
***

Respostas: 366
Registrado em: Dec 2011
Resposta: #1
Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Vou começar contando a história da piriguete (mãe solteira) que precipitou minha entrada na REAL.

Como vou dar muitos detalhes, o relato será extenso. Espero que os confrades leiam atentamente cada pedaço, para que entendam todo o contexto, desenvolvam a empatia necessária, e percebam as nuances necessárias.

Primeiro quero dizer que era um MATRIXIANO de marca maior, mesmo tendo saído de um casamento longo. Sempre pertenci de corpo e alma à matrix, e era o que me guiava nos relacionamentos.


Dito isso, vamos lá!


Apresento os protagonistas:

===============================================================

O bosta que vos escreve:

Eu sou o nono de dez irmãos, criado com excelente educação acadêmica e moral. Meu pai, um grande líder, soube fazer e manter a família.
Apanhei pra caralho na infância, mas tudo merecido! Aprendi a andar a cavalo, a não ter frescura, a tomar banho de 30 segundos, a comer o que estivesse disponível, e assim por diante.

Também fui lobinho, escoteiro, e soldado (Polícia do Exército).

Trabalho, por vontade própria, desde os 13 anos (desde os 16 registrado), e NUNCA fui de negar trabalho. Sempre honrando os pais e a família em primeiro lugar.
Fiz a faculdade, trabalhei pra caralho, casei (cagada minha), mas depois da faculdade me desenvolvi sozinho, sem contar com UM PUTO de troco do meu pai. Pelo contrário, sempre o ajudei quando necessário.

Quando a meretriz me conheceu, eu já era Analista Master (o cargo técnico mais alto na empresa em que trabalho), e já tinha uns 7 anos de trabalho lá (com 4 promoções e muitos aumentos), sempre com destaque. Eu era considerado um "gênio", e chamado pela diretoria e vice-presidência sempre que a coisa "pegava".

Nessa época, só pensava no trabalho e, mesmo vendo as gostosas passarem na minha frente, nunca as vi como "mulher". Sempre me mantive reto, firme, honesto, pensando no trabalho acima de tudo. Acho que por isso me desenvolvi tanto na empresa.

Eu era tão arrogante e filho-da-puta, que ninguém tinha coragem de chegar perto de mim. Eu era "estrela". Me achava "o fodão". Pra mim, eu estava lá pra trabalhar, não pra fazer amigos ou pra arrumar namoradas!



A megera:

Irmã mais velha de 3 mulheres, foi criada numa família instável e classe média-baixa. O pai, adúltero, sempre traiu a mãe dela na cara dura, e todas as irmãs viam isso. Ela, por ser a mais velha, sempre tomou a frente, e brigava com o pai.

Ela trabalhou pra caralho, estudou muito, e casou com um moleque. Ficaram 10 anos casados, e (pelo que ela diz) quando ela engravidou ele caiu fora.

Ela trabalhava na mesma empresa que eu, mas num cargo inferior, e nunca foi destaque. Apesar de muito bonita e MUITO gostosa, ela permaneceu como Analista Junior, numa área correlata à minha, por muitos anos.


================================================================

Blog: http://memoriasdeumex.blogspot.com
Twitter: https://twitter.com/MemoriasdeumEX
Youtube: Memórias de um Ex-Otário
28-08-2012 07:20 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Rooster Offline
Veterano
***

Respostas: 366
Registrado em: Dec 2011
Resposta: #2
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
O Reconhecimento


Por muitas vezes eu a vi nos corredores, ou tive reuniões com ela (por conta de projetos). Mas nunca a vi como "mulher". Sempre tratei a todas como meras coadjuvantes no trabalho. Sempre defendi que "onde se ganha o pão, não se come a carne" e, realmente, apesar de assistir a um desfile diário de bundas, nunca dei muito valor a isso.

Um dia, estava almoçando com uns camaradas num shopping lá perto do trabalho e, ao terminarmos, descendo a escada rolante, vi duas mulheres à frente de uma loja de sapatos. Reconheci a primeira como sendo uma gerente que já trabalhou comigo por muitos anos (e que respeito muito), e resolvi passar lá para fazer uma piadinha com ela.
Naquele momento, a meretriz (que estava ao lado da tal gerente), olhou pra mim e falou algo sobre um projeto.

Juro de pés juntos para todos os confrades: Quando ela me olhou, e começou a falar, mesmo eu tendo participado de inúmeras reuniões com ela, e nunca tê-la notado, naquele momento uma chave "virou" na minha cabeça!
Notei como ela era linda de rosto, como a voz era suave, como o corpo dela (que olhei discretamente) era perfeitamente delineado.
Bom... Não lembro de uma puta de palavra que ela disse. Fiquei embasbacado (como todo matrixiano), saí fora, e voltei para o trabalho com meus camaradas.

================================================================

A Pizzaiada


Dias depois, houve um evento chamado "pizzaiada". Uma reunião entre o pessoal do trabalho (apenas para convidados), no condomínio de um camarada, em que ele contrata um pizzaiolo, compra umas cervas e uns refrigerantes, e a turma vai lá, com maridos, esposas, filhos, etc., para conversar.

Fui, e levei minha filha.

Não sabia porque, mas esperava que ela fosse.

Perguntei para a chefe dela (a tal gerente que respeito), e ela me confirmou. PRONTO! Fiquei que nem um besta (matrixiano), fumando pra cacete, esperando a dita cuja chegar!

Quando ela finalmente chegou, ofereci um copo de coca-cola a ela, e voltei ao meu lugar. Era só isso que eu podia fazer, mas não sabia o quanto isso mudaria!


Muito papo rolou. Conheci o catarrento chorão do filho dela, ela conheceu minha filha adolescente, e fiquei jogando truco com os camaradas, sem dar mais bola... Mas a idéia já estava no ar!

================================================================

Blog: http://memoriasdeumex.blogspot.com
Twitter: https://twitter.com/MemoriasdeumEX
Youtube: Memórias de um Ex-Otário
28-08-2012 07:21 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Rooster Offline
Veterano
***

Respostas: 366
Registrado em: Dec 2011
Resposta: #3
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
O Contato


Depois disso, ela iniciou um processo de sedução bem light...

Veio me chamar no MOC (uma espécie de MSN, mas interno da empresa), me chamando por apelidos, falando besteira, puxando assunto à toa, etc...

Segui na minha linha por um tempo.

Dias depois, ela me convidou para um karaoquê. Perguntei quem ia, e ela mencionou uma porrada de camaradas do trabalho.

Me sentindo "seguro", aceitei, mas, no fundo, já sabia o que ia rolar...

================================================================

A Sedução


Na noite marcada, compareci ao karaoquê, e ela já estava lá esperando.
Conversamos, sem nenhuma iniquidade, e os camaradas começaram a aparecer.
Depois de um tempo, claro, os caras se arrumaram com umas vadias lá, e eu (matrixiano), fiquei ali na mesa com ela.
Ela foi, sozinha, dançar no meio do salão, quando percebi que eu estava marcando tôca.
Então fui até lá, a peguei pela cintura (que aliás é MUITO gostosa), e comecei a dancar com ela.
No final da noite, ofereci flores (rosas brancas) a ela, dizendo que era só sinal de respeito... (BOSTA!)


================================================================


A Conquista


Depois dessa noite, ela não me deixou mais em paz.
Dia após dia ela me chamava no MOC, só pra puxar algum assunto besta.
Até que um dia conversamos sobre "sentimentos" e "relacionamentos".
Ela rapidamente se abriu, e eu cortei no meio e disse a ela que, se quisesse, conversariamos em outro lugar.

Marcamos o dia e o lugar (um barzinho), e fomos até lá.
Ela estava toda recalcada (mas linda!), e falei com ela nos seguintes termos: se você quiser algo comigo, saiba que não aceito qualquer uma!
Ela ficou toda animada, passou a mão no meu ombro, e aproveitei que na TV o Palmeiras tinha feito um gol e, para comemorar, lasquei um beijasso de língua funda naquela boca maravilhosa dela...

Pronto! O matrixiano já estava pêgo. Só não sabia!

================================================================

Blog: http://memoriasdeumex.blogspot.com
Twitter: https://twitter.com/MemoriasdeumEX
Youtube: Memórias de um Ex-Otário
28-08-2012 07:21 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Rooster Offline
Veterano
***

Respostas: 366
Registrado em: Dec 2011
Resposta: #4
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
O Conhecer

Passamos algumas semanas nos encontrando (sem sexo). Ela então revelou que a "grande diferença" foi o tal COPO DE COCA-COLA que ofereci a ela. Diz ela que ficou "desconsertada" com aquilo, pois jamais esperava que eu, do alto de minha arrogância, fosse dar mole para ela, e que ela sentiu na hora que era a "grande chance que ela estava esperando"...

Bom, voltando para o relacionamento, dias depois a convidei para um jantar "especial".

Ela sabia o que isso significava, e se produziu toda para o evento.

A levei num PUTA restaurante, muito aconchegante e romântico.

O dono do restaurante (que me conhece desde moleque) veio até a mesa nos cumprimentar, e percebi, na hora, que ela molhou a calcinha... Já tava no papo!

Quando saimos, ela se fez de "menina-moça", disse que estava nervosa, etc (aquele papinho de sempre). Eu então desisti de levá-la ao motel (TROUXA MATRIXIANO!).

A levei para a chácara no Embú, que é um lugar mais "família", sentei a lenha na dita cuja, e ela acordou no dia seguinte doída mas feliz!

Daí pra frente foi um conhecer a famíla do outro, e só alegria!

================================================================


O Início do Fim


Quatro meses de namoro, a coisa fluindo bem, "meu amor" pra cá, "meu amor" pra lá, começa a agonia.

Num final de noite, tomando umas cervas, um camarada meu revela que a "santa" já tinha namorado com o tecladista da banda dum marginal que trabalhava na área dela.

Isso faz parte da vida, e não me senti tão mal. Porém, ao investigar um pouco mais, descobri não apenas isso, mas um BATALHÃO DE CAFAS com os quais ela já tinha trocado fluídos corporais, e que ela colecionava como "troféus" nas redes sociais.

Um deles, num relato bem suscinto, revelou no perfil da irmã dela que ela "O USOU E DEPOIS JOGOU FORA".

Já fiquei puto de cara... Ainda assim, como bom MATRIXIANO, e como o chá de buceta dela era muito bom, dei a ela o "benefício da dúvida", e deixei a coisa rolar...

Doce ilusão...

Não demorou nada, ela me disse, de repente, que iria até uma "reunião" num centro-espírita, que demoraria a madrugada inteira, e que ela estaria "incomunicável" (eu não poderia ir, nem ela atenderia ao celular)

No dia seguinte, ela me encontra e diz que "Putz, não consigo nem sentar! acho que é minha hemorróida!" (OLHA ISSO!!!!!!)

Mas o trouxa, matrixiano que vos escreve, ainda relevou o fato!

À noite, fui à casa dela (pois era uma sexta-feira), e levei uns queijos e duas garrafas de vinho.

Ficamos na sala, curtindo os queijos e o vinho, até que a primeira garrafa acabou.

Quando fui até a cozinha para abrir a segunda garrafa, notei que o relógio na parede tinha sido acertado para o horário de verão.

Perguntei a ela:

- "Então você finalmente acertou o relógio?"


Sabem o que ela me respondeu??????????


- "Não, meu amor, foi VOCÊ! Não lembra???? Eu mesma coloquei o banquinho para você subir e acertar!!"


Fiquei pensando...

Péraí... nunca subi em banquinho pra acertar relógio nenhum dela...

Aliás, vamos ver:

- Ela sai à noite, num lugar onde não posso ir
- Depois diz que "não consegue nem sentar"
- Agora ela lembra que "alguém" subiu no banquinho pra acertar o relógio...



Cara... 2 + 2 = 4!!!

TAVA NA CARA QUE, AO INVÉS DE TER IDO AO TAL "CENTRO ESPÍRITA", ELA RECEBEU ALGUM CAFA NA CASA DELA, BOTOU O BANQUINHO PRA ELE ACERTAR O RELÓGIO, E EM TROCA DEU O CU PRA ELE A NOITE INTEIRA!!


================================================================================​========

Blog: http://memoriasdeumex.blogspot.com
Twitter: https://twitter.com/MemoriasdeumEX
Youtube: Memórias de um Ex-Otário
28-08-2012 07:22 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Rooster Offline
Veterano
***

Respostas: 366
Registrado em: Dec 2011
Resposta: #5
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Depois dessa palhaçada toda, obviamente eu dei o pé na bunda dela. Mas eu ainda estava apaixonado demais (chá de buça derruba o peão).

Uns 15 dias depois ela voltou a me procurar e não teve jeito, reatamos. Só que eu já não confiava mais nela, e portanto tudo era motivo para brigas.

O jeito dela também não facilitava as coisas... Ela vivia me criticando, me desafiando, se fazendo de "a mais gostosa do pedaço", trocando olhares com cafas quando saíamos pra algum lugar, e por aí vai.

Como ela SABIA que eu estava apaixonado, ela obviamente usou isso pra me fazer de capacho.

Ainda assim, quando estávamos sozinhos (em restaurantes, barzinhos, e principalmente em motéis) ela era muito meiga e carinhosa comigo, me chamava de "amor da vida dela", dizendo "eu te amo" umas 20 vezes por dia, etc. Mas bastava que alguém estivesse conosco (parentes dela, nossos companheiros de trabalho, ou algo assim) e ela se transformava! Começava a me criticar abertamente, e a tentar me humilhar perante as outras pessoas.

Ainda assim, o matrixiano otário que vos escreve cumpria TODAS as exigências que ela fazia, e ainda era cavalheiro pra caralho!!!

Uma mãe solteira, na época já com seus 35 anos, que consegue um CSP que aceita seu filho, que ganhava bem mais que ela, corno-manso, e que vivia cumprindo as exigências dela, deveria, no mínimo, demonstrar gratidão... Mas não! Ela ainda desdenhava daquilo que eu fazia pra ela, e já vinha com mais críticas!

Os dois anos seguintes foram de iô-iô... separávamos, reatávamos, separávamos novamente... E toda vez que brigávamos, ela voltava a incluir os EX cafas dela no Facebook/Orkut (e os caras aceitavam). Eu sabia que ela mantinha contato com os caras, por e-mail (não coloquei keylogger, mas tava na cara), telefone, e SMS.

Pra vocês terem uma idéia, uma vez estávamos passeando num shopping num domingo à tarde, e ela recebeu uma mensagem no celular. Ela olhou rapidamente, e me disse "ah... é do meu banco".
Fiquei pensando... "caralho... que banco manda mensagem pra cliente no domingo à tarde???". Obviamente, na primeira oportunidade ela disse que precisava ir ao banheiro! (claro, pra ler e responder a mensagem do cafa).


Ela também continuou dando daqueles "perdidos", dizendo que tinha compromissos no tal "centro-espírita" (motel mudou de nome).

Bom, com todo esse comportamento dela, e o relacionamento já destruído, chegou num ponto em que eu já não aguentava mais.

Na última vez que reatamos, eu a levei num motel (era sábado, 20 de agosto de 2011), e ela dizendo que me amava muito, e etc. Na segunda-feira eu olhei os Facebook/Orkut dela, e lá estavam os cafas (que ela dizia que "não prestavam"). Não dava mais... Enviei um e-mail para ela, mandando ela ir pro inferno, e dizendo que "se ela mantinha contato com quem ela dizia que não prestava, quem não prestava era ela!".

E o que ela fez? Dia 27 de agosto ela já estava "namorando" com um cafa lá da empresa mesmo!!!!

Enfim, esse era TODO O AMOR que ela tinha por mim!

Quando soube, entrei numa depressão fudida. Fiquei me martirizando, achando que tudo o que aconteceu era culpa minha, etc. Emagreci uns 12 quilos, e acabei internado numa clínica (por uma semana apenas, pois o trabalho estava exigindo meu retorno).

E eis que, em outubro de 2011, pesquisando na Internet sobre problemas de relacionamento, encontrei as obras do mestre NESSAHAN ALITA!!!!

Cara, aquilo foi um caminhão que me atropelou!!! FINALMENTE DESCOBRI AS RESPOSTAS PARA TUDO AQUILO QUE HAVIA ME ACONTECIDO!!!

Parei então de me culpar, voltei ao meu peso normal, voltei a trabalhar com vontade, entrei em fóruns masculinistas, e hoje não olho mais para trás!

QUANDO DIZEMOS QUE A REAL SALVA VIDAS, É SÉRIO!!! ACREDITEM!!!

================================================================================​========

Blog: http://memoriasdeumex.blogspot.com
Twitter: https://twitter.com/MemoriasdeumEX
Youtube: Memórias de um Ex-Otário
28-08-2012 07:22 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Rooster Offline
Veterano
***

Respostas: 366
Registrado em: Dec 2011
Resposta: #6
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Hoje:


Ela ainda trabalha na mesma empresa que eu, só que em outra área.

Como no meio do caminho eu também fui promovido (saí da área técnica), acabo indo mais a clientes ou trabalho de casa mesmo, então não vou muito até a empresa. Mesmo quando vou, é raro vê-la, pois a empresa fica num complexo de 5 prédios (blocos), com +/- 4 mil funcionários... É gente demais.

O cafa que ela pegou depois de mim (no final de agosto), ela traiu também (no início de janeiro), e deu o pé nele 15 dias depois.

Ela é assim, média de dois "oficiais" por ano, fora as surubas com EX e casuais.

Essa só Chronus mesmo pra dar jeito!



Abraço, confrades! Força e honra!

Blog: http://memoriasdeumex.blogspot.com
Twitter: https://twitter.com/MemoriasdeumEX
Youtube: Memórias de um Ex-Otário
28-08-2012 07:22 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Chacal Offline
Búfalo
**

Respostas: 264
Registrado em: Jan 2012
Resposta: #7
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Isso ae caro confrade Rooster, voce levantou o seu orgulho e o seu moral, assumiu de vez a masculinidade e honrou suas bolas, bom trabalho em sair da matriz e depois de ter ido pro fundo do poço ter dado a volta por cima e ficar bem no final das contos...

REAL na veia mano,

“Não abre a boca pra falar do trabalho nessa casa, quem manda nessa porra aqui sou eu. Não abre a boca pra falar mais do meu batalhão, quem manda nessa porra aqui sou eu.”
Capitao Nascimento
28-08-2012 08:11 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Tiago Sorine Offline
Beta Esclarecido
****

Respostas: 4,942
Registrado em: Jul 2012
Resposta: #8
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
(28-08-2012 07:22 PM)Rooster Escreveu:  Na última vez que reatamos, eu a levei num motel (era sábado, 20 de agosto de 2011), e ela dizendo que me amava muito, e etc. Na segunda-feira eu olhei os Facebook/Orkut dela, e lá estavam os cafas (que ela dizia que "não prestavam"). Não dava mais... Enviei um e-mail para ela, mandando ela ir pro inferno, e dizendo que "se ela mantinha contato com quem ela dizia que não prestava, quem não prestava era ela!".

E o que ela fez? Dia 27 de agosto ela já estava "namorando" com um cafa lá da empresa mesmo!!!!

Cara, meu parabéns! Quando vc disse essa parte aí de cima, tive um flashback da minha ex. E vc tem razão mesmo, a Real salva vidas.Salvou a minha, isso eu tenho certeza.

Hoje mesmo, terminei de ler o livro do NA, o primeiro volume "Como lidar com mulheres" e vou lê-lo de novo para absorver melhor o conteúdo.

Vc mostrou que tem bolas e que as honra! E o legal de compartilharmos nossas experiências é que aí podemos ver que mulher é mulher em todo tipo de lugar, e que não estamos sozinhos na nossa luta pelo desapego e pela masculinidade!
Força e honra!
Abraços!

A vida como ela é...
28-08-2012 08:26 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
THEWOLF Offline
Boêmio da Real
**

Respostas: 748
Registrado em: Jun 2012
Resposta: #9
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Valeu pelo relato meu caro Rooster! Excelente contribuição. Como voce mesmo disse, quando ela percebeu seu lado sentimental pendendo pro lado dela ela deu o bote! Na verdade essa ai mostrou-se uma puta ao maior nível, pois ter tantos cafas como contatos e mesmo ja sendo mãe, aos 35 anos deixar de fisgar o companheiro provedor que vc estava disposto a ser...

Graças a deus vc tá na Real! E graças a deus muitas putas como essas ai são burras, pois na época vc tava atolado na matrix e portanto vulnerável aos mais variados jogos sexuais/sentimentais...

Mas é isso ae, se reergueu! Força e Honra Confrades!

"Família são aqueles que sempre se preocupam com você, o resto é parente." - PRAGAKHAM

"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

O Sucesso é a verdadeira vingança a todos que te subestimaram. - user banido.
28-08-2012 09:25 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Mestre Laveley
Visitante

 
Resposta: #10
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Muito bom o teu relato! Admiro muito vcs que conseguem compartilhar a história com o pessoal aqui, mesmo anonimamente eu sei que é difícil fazer isso.

Eu tbm estou reunindo forças pra contar a minha história por aqui ainda. Como sempre, é semelhante a sua (acho que todas as nossas histórias são semelhantes né).

Tenho até um texto aqui contanto metade da história. Mas como é longa e cheia de detalhes e eu não gosto de ficar relembrando, ainda não reuni forças, vontade e tempo pra finalizar pra dividir com os confrades!
28-08-2012 10:16 PM
Citar esta mensagem em uma resposta
Garcev Offline
Aspira
*

Respostas: 1
Registrado em: Jun 2012
Resposta: #11
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Muito bom depoimento Rooster, sou novo não só por aqui, mas como em toda a "Real", espero em breve estar postando o meu próprio depoimento.
28-08-2012 10:21 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
THEWOLF Offline
Boêmio da Real
**

Respostas: 748
Registrado em: Jun 2012
Resposta: #12
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
(28-08-2012 10:21 PM)Garcev Escreveu:  Muito bom depoimento Rooster, sou novo não só por aqui, mas como em toda a "Real", espero em breve estar postando o meu próprio depoimento.

Seja bem vindo Garcev. está entre parceiros por aqui. É importante e fico muito feliz de ver mais homens que não querem deixar o caralho do valor chamado HONRA desaparecer de nossa propria essencia. Homens que estão acordando para a dura realidade. É acordando para ela que seremos mais duros que a mesma.

Acabei de chegar da academia to bombadin já...adrenalina na veia força e honra confrades!

"Família são aqueles que sempre se preocupam com você, o resto é parente." - PRAGAKHAM

"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

O Sucesso é a verdadeira vingança a todos que te subestimaram. - user banido.
28-08-2012 11:25 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Fúria
Visitante

 
Resposta: #13
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
É caro confrade a Real salva vidas realmente, eis um fato que NINGUÉM consegue rebater! É dela que tiramos força, foco, perseverança e a hombridade de nos levantarmos e seguirmos em frente após experimentamos o fogo do inferno nos queimar por dentro!

PS: Eu já tinha lido esse relato antes, tenho certeza, só não sei se foi no fórum antigo ou no finado orkut eheh
29-08-2012 12:31 AM
Citar esta mensagem em uma resposta
Gekko Offline
Administrador
*****

Respostas: 7,990
Registrado em: Oct 2011
Resposta: #14
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
PQP velho! Que relato! Meus parabéns por ter tido forças, finalmente, para colocar um ponto final nessa história. Força e honra sempre.

Greed is good.
29-08-2012 10:55 AM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
barãozin Offline
L'Forum c'est moi
*****

Respostas: 7,256
Registrado em: Oct 2011
Resposta: #15
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Um dos relatos mais bizarros da real, junto com o do Arlindo e do Conde.

A parte do relógio e do centro espírita só rindo pra não chorar msm.

O estado atual de degradação moral, de desintegração social e de podridão cultural é precisamente o resultado de uma tolerância demasiada e, acima de tudo, errônea e equivocada. Ao invés de todos os habituais democratas, comunistas e adeptos de estilos de vida alternativos serem rapidamente isolados, excluídos e expulsos da civilização (de acordo com os princípios dos contratos), eles são tolerados pela sociedade.

Hans-Hermann Hoppe, Democracy: The God That Failed

Não pode haver tolerância para com as feminazis e os cavaleiros brancos em uma ordem social da Real. Eles deverão ser fisicamente separados e removidos do fórum, por assim dizer.

Barão-Hermann Hoppe, Democracy is my dick
29-08-2012 12:02 PM
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Rooster Offline
Veterano
***

Respostas: 366
Registrado em: Dec 2011
Resposta: #16
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Para os juvenas que ainda não postaram seus depoimentos, sugiro que o façam.

Não apenas pela contribuição aos outros confrades, mas também porque isso fará um enorme bem a vocês mesmos!

Relembrar do que aconteceu, descrevendo cada sacanagem que sofreram, os fará racionalizar as emoções, e ajudará no processo de absorção plena da REAL.

Força e Honra!

Blog: http://memoriasdeumex.blogspot.com
Twitter: https://twitter.com/MemoriasdeumEX
Youtube: Memórias de um Ex-Otário
30-08-2012 08:07 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Mestre Laveley
Visitante

 
Resposta: #17
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
(30-08-2012 08:07 PM)Rooster Escreveu:  Para os juvenas que ainda não postaram seus depoimentos, sugiro que o façam.

Não apenas pela contribuição aos outros confrades, mas também porque isso fará um enorme bem a vocês mesmos!

Relembrar do que aconteceu, descrevendo cada sacanagem que sofreram, os fará racionalizar as emoções, e ajudará no processo de absorção plena da REAL.

Força e Honra!

Sei lá. Eu não sinto muito essa necessidade, principalmente pq eu desabafei toda a história prum amigo meu, oq me ajudou muito. Por isso não gosto de reviver muito o assunto.

Mas um dia talvez, quando a ferida estiver completamente cicatrizada eu poste o relato.
30-08-2012 10:11 PM
Citar esta mensagem em uma resposta
THEWOLF Offline
Boêmio da Real
**

Respostas: 748
Registrado em: Jun 2012
Resposta: #18
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Vou fazer um texto com calma aqui e assim que tiver bem detalhado posto meu relato.

"Família são aqueles que sempre se preocupam com você, o resto é parente." - PRAGAKHAM

"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

O Sucesso é a verdadeira vingança a todos que te subestimaram. - user banido.
30-08-2012 11:58 PM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Tiago Sorine Offline
Beta Esclarecido
****

Respostas: 4,942
Registrado em: Jul 2012
Resposta: #19
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Tbm já estou escrevendo um rascunho do meu aki, lembrando de coisas bem pré-históricas. Depois que estiver pronto eu posto.

A vida como ela é...
(Resposta editada pela última vez em: 31-08-2012 12:02 AM por Tiago Sorine.)
31-08-2012 12:01 AM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Max Payne Offline
Veterano
***

Respostas: 880
Registrado em: Oct 2011
Resposta: #20
RE: Como entrei na REAL (ou A Praga das Mães Solteiras)
Qualquer dia eu escreva a situação que me fez sair da matrix, mas tem que ser em um dia em que eu esteja com tempo, pra poder fazer um relato decente. É interessante ver que, mães solteiras realmente não tem credibilidade alguma. Ela SEMPRE vai te trazer algum problema, seja financeiro ou emocional, ou ambos, como preferem os pessimistas. Tá na cara, você pode pegar qualquer filme, ou caso conheçam alguem nessa situação, e ver: o filho nunca vai te respeitar, caso ele esteja a fazer alguma merda, e você resolver meter a real nele, qual é a primeira coisa que ele diz? "Não tenho que te obedecer, você NÃO é meu pai." VOcê puxou a mãe dele para fora do buraco, deu comida e roupa para ele, deu um teto, e o que que ele te manda, sem dó na lata? "Você não é meu pai"

Fica ai pra refletir, caso alguem queria assumir uma mãe solteira e seu pobre filho ...

"A mulher é má. Cada vez que se lhe apresente a ocasião, toda mulher pecará." Buda

"Persistir na raiva é como apanhar um pedaço de carvão quente com a intenção de o atirar em alguém. É sempre quem levanta a pedra que se queima." Buda

Pergunta aê > http://ask.fm/maxpaynefR
31-08-2012 12:10 AM
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Responder 


Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes