Fórum do Búfalo

Versão Completa: Cérebro do introvertido x extrovertido
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
O funcionamento do cérebro de introvertidos x extrovertidos
Por Adriano Saadeh- 19:45 - 09/06/2016

Liz Fosslein e Mollie West, criaram ilustrações para mostrar de maneira simplificada as diferenças entre o funcionamento do cérebro das pessoas introvertidas e extrovertidas.

Confira:

1-Introvertidos tem um caminho neural mais longo para processamento de estímulos. A informação é executada através da via que está associada com a memória a longo prazo e planejamento. Ou seja, é mais difícil para um introvertido processar interações e eventos.

[Imagem: extrovertidos-e-introvertidos-6.jpg]

2- De acordo com estudos realizados pelo psicólogo Hans Eysenck, introvertidos requerem menos estímulo do mundo exterior para sentirem-se alerta do que extrovertidos precisam. Isso significa que introvertidos são mais facilmente estimulados.

[Imagem: extrovertidos-e-introvertidos-5.jpg]

3- Introvertidos tem uma alta sensibilidade à dopamina, a vantagem é que precisam de menos quantidade desse para sentirem-se felizes. Enquanto os cérebros dos extrovertidos estão em um estado de “gastando energia”, os dos introvertidos estão mais para “conservando energia”. Isso porque introvertidos se sentem contentes quando estão lendo um livro, pensando ou mergulhando no seu mundo de ideias.

[Imagem: extroverts-vs-introverts-explained-liz-f...west-8.jpg]

4- Os cérebros dos introvertidos não recebem grandes recompensas ao assumir riscos ou fazer apostas. Cientistas descobriram que os cérebros de pessoas extrovertidas respondem com mais entusiasmo aos resultados positivos, de apostas por exemplo.

[Imagem: extroverts-vs-introverts-explained-liz-f...est-11.jpg]

5- O cérebro do introvertido vê interações com pessoas e objetos inanimados com mesmo nível de intensidade. Mas isso não quer dizer que eles achem que pessoas sejam objetos inanimados. Eles basicamente processam tudo ao seu redor, e prestam atenção em todos detalhes do ambiente e não apenas com quem está interagindo. Tanto uma pessoa, quanto uma árvore podem ter o mesmo nível de atenção.

[Imagem: extroverts-vs-introverts-explained-liz-f...est-10.jpg]

6- Conforme introvertidos interagem, eles buscam informações antigas com sua memória de longo prazo. Ele costuma comparar experiências atuais com antigas, tornando o processo mais lento, mas acaba resultando em decisões melhor avaliadas. Isso significa que um introvertido tem um diálogo ativo com ele mesmo e que normalmente anda por aí “viajando” com a cabeça cheia de pensamentos.

[Imagem: extroverts-vs-introverts-explained-liz-f...west-9.jpg]
PARTE 2: SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS

27 de junho de 2019
Os cérebros de introvertidos e extrovertidos são realmente diferentes, de acordo com a ciência
por Jenn Granneman

Os introvertidos são sensíveis à dopamina

Por que extrovertidos gostam de ação, mas introvertidos gostam de calma?

Pode ter a ver com duas substâncias químicas poderosas encontradas no cérebro - dopamina e acetilcolina, “sucos de choque” que afetam enormemente nosso comportamento.

A dopamina nos dá ondas de felicidade imediatas e intensas quando agimos rapidamente, assumimos riscos e buscamos novidades. A acetilcolina, por outro lado, também nos recompensa, mas seus efeitos são mais sutis - ela nos deixa relaxados, alertas e contentes.

Uma explicação para introversão vs. extroversão, de acordo com a Dra. Marti Olsen Laney em seu livro de 2002, The Introvert Advantage , é que os extrovertidos são menos sensíveis à dopamina, então precisam de mais para se sentirem felizes. Quanto mais falam, se movem e se socializam, mais sentem os efeitos agradáveis da dopamina.

Mas quando se trata de nós, "calmos", dopamina em excesso pode nos estimular demais, escreve Laney, como uma criança com dor de barriga que engordou com muito açúcar . Por outro lado, quando lemos, nos concentramos ou usamos nossas mentes de alguma forma, nos sentimos bem porque nossos cérebros liberam acetilcolina - um choque de felicidade tão suave que os extrovertidos dificilmente percebem .

Isso explica, em certo nível, por que extrovertidos podem buscar situações novas e emocionantes - bem como oportunidades sociais - enquanto os introvertidos preferem ficar em casa com um bom livro ou sair de uma forma significativa com apenas uma pessoa. 

Os introvertidos preferem um lado diferente de seu sistema nervoso

Outra diferença entre introvertidos e extrovertidos tem a ver com nosso sistema nervoso. O sistema nervoso de todo mundo tem dois “lados” - o lado simpático, que dispara a resposta de “lutar, susto ou fugir”, e o lado parassimpático, que é responsável pelo modo de “descansar e digerir”.

Em outras palavras, o lado simpático é como pisar no pedal do acelerador, enquanto o lado parassimpático é como pisar no freio.

Quando seu sistema simpático é ativado, seu corpo se prepara para a ação. A adrenalina é liberada, a glicose energiza os músculos e o oxigênio aumenta. As áreas do cérebro que controlam o pensamento cuidadoso e medido são desativadas, embora a dopamina aumente o estado de alerta na parte posterior do cérebro.

Por outro lado, quando você ativa o lado parassimpático, seus músculos relaxam, a energia é armazenada como um esquilo se preparando para o inverno e a comida é metabolizada. A acetilcolina aumenta o estado de alerta e o fluxo sanguíneo para a parte frontal do cérebro.

Para ser claro, extrovertidos e introvertidos usam os dois lados de seu sistema nervoso em momentos diferentes. Mas de que lado nós, introvertidos, geralmente preferimos? Você provavelmente já adivinhou: de acordo com o Dr. Laney, preferimos o lado parassimpático, que desacelera e nos acalma.

Acetilcolina

Em vez da dopamina, os introvertidos são mais dependentes da acetilcolina, um tipo diferente de neurotransmissor. Como a dopamina, a acetilcolina é um tipo de recompensa; no entanto, a acetilcolina é mais uma recompensa interna . Faz a pessoa se sentir “ relaxada, alerta e contente ”; também torna a pessoa capaz de se concentrar em uma tarefa por um longo período de tempo.

A recompensa da acetilcolina é mais fácil de obter em um ambiente calmo; assim, os introvertidos preferem ficar sozinhos para que possam experimentar essa recompensa.

Em contraste, os extrovertidos não sentem os efeitos da acetilcolina de maneira significativa , então não confiam muito nela; em vez disso, eles dependem da dopamina.

Comprimento do caminho do cérebro


Caminho da dopamina

Como os extrovertidos dependem mais da dopamina, quando a informação passa por seu cérebro, ela passa por uma via chamada via da dopamina . Esse caminho passa pelas áreas do cérebro que regulam o paladar, o tato, a visão e o som.

Via da acetilcolina

A informação recebida pelo cérebro dos introvertidos viaja por uma via muito mais longa chamada via da acetilcolina . Isso significa que a informação tem que viajar por muitas áreas diferentes, como a área insular frontal direita , que controla a empatia, e a área de Broca , que produz palavras e fala. Ele também viaja pelos lobos frontais direito e esquerdo , que têm muitas funções, incluindo julgamento e espontaneidade, e o hipocampo , que controla a memória. Como esse caminho é tão longo, os introvertidos tendem a pensar demais nas coisas mais do que os extrovertidos.

Matéria cinzenta

O córtex pré-frontal é a parte do cérebro que regula a personalidade, a tomada de decisões e o comportamento social, entre outras coisas. Ele contém matéria cinzenta , que é um tipo de tecido no cérebro onde ocorre a maior parte de sua atividade.

Os introvertidos tendem a ter uma quantidade maior de massa cinzenta em seus córtex pré-frontais do que os extrovertidos; além disso, a massa cinzenta que os introvertidos têm é, em média, mais espessa do que a dos extrovertidos.

FONTE: 
https://minilua.com/funcionamento-cerebr...tidos/?amp
https://introvertdear.com/news/introvert...o-science/
https://www.futurescienceleaders.com/sur...ntroverts/
Bom conteúdo.
Belo tópico, confrade!
Já escrevi um breve texto sobre os 4 tipos de temperamento: fleumático, melancólico, sanguíneo e colérico. Os dois primeiros são introveridos, enquanto os dois últimos são extrovertidos.

A mídia, o marxismo cultural, o george soros ou quem quiserem faz propaganda o tempo todo de que existe uma forma correta de ser: a extrovertida. Desde criancinha, aprendemos até com pais e professores, mesmo eles sendo bem intencionados (e mesmo que eles próprios sejam introvertidos) que o certo é ser extrovertido, mesmo que não falem com estas palavras. Está incutido no imaginário popular.

No entanto, a maioria dos CEOs de grandes empresas são introvertidos e, digo mais, são fleumáticos! Existem estudos que comprovam isto.
A maioria dos lugares desenvolvidos possui uma maioria de população introvertida. Basta comparar historicamente Europa com África ou, dentro do Brasil, Curitiba com Presídio de Pedrinhas.

Há características genéticas e históricas, como as regiões de clima mais frio influenciaram que as pessoas sejam mais discretas, caseiras e certeiras. Imagine uma família que dependa unicamente de uma colheita bem feita em um único dia do ano, pois todos os outros dias são frios ou chovem muito. Agora, imagine isto ocorrendo por gerações e gerações em uma população inteira. Assim, os herdeiros genéticos destes povos possuem mais características introvertidas. Este é só um exemplo aleatório, há vários outros.
Mostrar ConteúdoSpoiler:

E o que dizer se alguém é introvertido mas colérico sanguíneo?! rsrs!!
Topico interessante