Fórum do Búfalo

Versão Completa: Nel mezzo del camin- a hisória do comediante - parte 3
Esta é uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Caso não tenha lido a parte 1: http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=4451

e caso não tenha lido a parte 2:
http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=4452

Agora vamos para a parte 3

12° garota- lorena – a “amiga”

Caras eu perdi muito tempo com essa filha da puta conversando pelo facebook, eu bancava o amigo, que gostava muito dela, ela por face era uma coisa e ao vivo era outra, como se tivesse vergonha de alguém ver agente juntos, ai eu reclamei isso pra ela, e ela se ajeitou...
eu ficava conversando com ela e chamando ela de Loreninha, que gay .... Depois dessa se alguém quiser me xingar pode viu?
Eu queria pegar ela, mas não sentia nada por ela...
Todo mundo ficava dizendo que eu era apaixonado por ela, porque eu era muito carinhoso com ela...
Pra acabar essa história eu preciso contar sobre a 13° garota


13° garota – Bia – a sacana
dizem quem 13 é o número do azar e realmente viu? Essa foi a que mais bagunçou comigo até hoje...
Por causa do pick up, e de tanta coisa que passei eu até hoje me cobro de mais sobre mulheres e por isso sou apegado...
Pra ter ajuda ensinei pick up pra uma menina, pra ela poder me ajudar com meninas, e me apresentar pros outros.
Ela se aproximou dessa Bia, menina linda... e me levou pra perto, mas de início eu nem dei muita bola pra ela...
Eu nem ia “jogar” como dizem os puas, com essa...
Só que de repente, a menina que eu tinha ensinado pua, que vou chamar de “ j”, me chega e diz:” desiste de Bia”. Ai eu não entendi, e disse: “ué, por que?”, ai ela disse: “não dá não... Ela tá GRÁVIDA”, cara isso me deu uma lapada tão grande que vocês nem imaginam... Eu tinha 18 anos, ela devia ter uns 15 ou no máximo 16... e tava grávida, até hoje ela não sabe que eu sei disso, quase ninguém sabe disso...
Eu fiquei preocupadão, nem tinha interesse nela, e a “j” me disse que a Bia iria abortar, eu fiquei malzão, e um dia essa Bia começou a passar mal, a “j” chega pra mim e pede que eu vá comprar um remédio de dor de cabeça e enjoo pra Bia, e sabem o que eu fiz? O idiota aqui foi no sol quente, numa farmácia, tirando dinheiro do seu próprio bolso, comprar remédio pra vagabunda da Bia.
Chego na farmácia, e peço um remédio lá, ai leio as contra indicações e tá lá, contra indicado em casos de gravidez... volto no balcão e digo: “não pode ser esse não... não tem nenhum sem contraindicação?”. AI a porra da atendente diz:” esse aqui só é contraindicado em caso de gravidez”, e eu digo:” justamente”, ai ela meio que dá um grito na farmácia: “é gravidez?”, ai tipo todo mundo olha pra mim, com a cara de “ esse gordo filha da puta já engravidou alguém?”. Ai eu digo: ”é”. Corro pro caixa e pago, pra poder ir logo embora...
Quando volto pra faculdade, a porra da Bia já tava de papo com um filha da puta bombadinho, ai eu chego, entrego o remédio pra ela, e ela me dá um abraço apertado pra porra, e agradece muito... E eu fico todo felizinho com um mangina de merda... porraaaaaaaa to puto aqui escrevendo essa merda haahhaahhahaha...
DEPOIS disso ela se chegou muito pra perto de mim, dava altos indicadores de interesse, muito provavelmente já querendo um babaca pra ser pai de” esperma alheio” como dizia o Sílvio, caso a merda do aborto que ela ia fazer não desse certo.
Eu sei que eu tava preocupadão com ela, e ela sem saber que eu sabia toda a história...
Ela fez essa merda de aborto...
E eu fiquei me sentindo mal... Porra me vinha na cabeça só um pensamento caralho se deu existir eu vou pro inferno, eu não impedi essa merda de acontecer...
Depois disso ela se chegou mais ainda pra cima de mim... Chegando a falar de sexo essas coisas, ficar se abraçando comigo, e eu com medo pra porra, ela tinha muito mais experiência que eu... e eu já tinha mentido que só a porra que sabia fazer e tal, se a gente fosse fazer.... eai? Como seria?
Em todo caso eu também tava meio assim, e não queria fazer nada porque ela tinha acabado de passar por isso tudo.
Ai ela ficou ainda mais próxima se chegando e tal.
Ai foi a hora do pick up entrar em ação... chamei ela pra sair... tremendo. Ela aceitou...
Agente ficou de marcar uma data. isso foi uma segunda feira. Eu pretendia sair com ela no sábado.

Na quarta ela apareceu, e disse pra agente conversar na hora do intervalo...
eu disse: “ tá bom”
eu fiquei lá esperando feito um idiota. Ela não apareceu...
Na quinta ela apareceu, e disse que a irmã dela tinha ido la, e ela teve que sair com a irmã, por isso não foi... Mas que naquele dia na hora do intervalo era iria conversar comigo...
Adivinha ela não apareceu... Ai eu liguei pra ela... Ela atendeu e disse que estava recebendo prova, e que já ia descer... esperei mais e ela não desceu...
Na sexta ela apareceu e disse que viria na hora do intervalo marcar os horários da nossa saída... Dessa vez ela apareceu, mas ficou conversando com um cara la, um gay amigo dela (realmente gay), fui lá chama-la, ela disse que já viria... fiquei puto com aquilo e fui embora...
De noite um número estranho me liga, não sei de quem era, achei que era ela...
Ai o número desligou, como se fosse pra e ligar de volta, liguei mas o número tava desligado. Deixei de mão... No domingo de noite, ela me liga do próprio celular dela, mas faz a mesma coisa, desliga pra eu ligar de volta. Dessa vez eu não ligo.
Ela aparece na segunda, eu pareço um cachorrinho quando o dono chega, que fica todo feliz, ai ela pega e vai embora (cara o pior é que tava lendo ainda agorinha mesmo sobre isso em como lidar com as mulheres de nessahan alita), deixo essa porra de lado. Entro de férias.
Do nada umas 2 semanas depois, ela chega no face pra falar cmg, perguntando como eu tava, e tal, e quando perguntei sobre como ela tava, ela disse que tava meio assim, porque um cara chamou ela pra sair, e tinha sumido... Percebam o grau de pau no cuzisse de vadia... Caralhooooooo... Tá me dando nojo lembrar do passado, sabendo as coisas que eu sei hoje... ela usou de ambiguidade pra me deixar louco, e me deixar atrás dela, lavando o ego dela... porra...
ai eu vou e pergunto:” e tu ainda quer sair com esse cara?”, e ela diz:” o que que tu acha?” . Vadiaaaaaaaa, ela usou outra coisa que nessahan alita fala, ela não assumiu responsabilidade, ela bateu pra que eu respondesse, assim ela poderia dizer quem disse foi tu... Nossa senhora... tô vendo muita coisa nessa história que eu não via antes...
Ai eu disse: “acho que sim”, ai ela: “pois é... aparece lá na facul pra agente conversar”...
Eu vou naquele inferno só pra falar com ela, quando chego ela meio que me ignora, e quando vai falar comigo, diz que não tá podendo sair, porque tá em semana de prova, mas que quando acabar ela me ligaria e agente sairia... Até hoje nunca ligou...
Voltei das férias, e ela começou a me ignorar... passava por mim e não falava como se não visse, e eu fazia a mesma coisa, até que ela foi se chegando... foi se chegando... e voltou a falar comigo, não toquei mas no assunto sobre sair com ela, nem ela...
O foda mesmo foi o que ela fez pelas minhas costas, chegou pra aquela ‘J’ que eu ensinei pick up, e disse que só aceitou sair comigo porque eu era um cara legal e ela tinha pena de dizer não pra mim... ELA TINHA PENA... isso doeu confrades... isso doeu pra misera... ela disse também que tava percebendo que eu tava curtindo ela demais, e que eu podia quer algo sério, e no momento ela tava querendo curtir a vida, além disso ela queria alguém que se esforçasse por ela.
Quando eu soube disso eu fiquei malzão... E decidi que nunca mais ia me importar com sentimentos de mulheres, e que não ia mais fazer amizades com mulheres....



ai volta a lorena... eu decidi destruir todas as minhas amizades com mulheres, e dei em cima num diretão na lorena, ela disse que só queria amizade e tal, e na primeira festa qu teve ela pulou numa piscina, e um cafa sem falar porra nenhuma, emprensou ela la e ficou com ela... Eu cortei tudo com ela...

Querem saber o que houve com essa Bia? Um cara lá da facul, deu uma carona pra ela, e dizendo ela pra amiga “j”, que ela dormiu no carro dele, e quando acordou ela tava num motel, e ele comeu ela sem ela querer... É FODA..
DEPOIS DISSO, ela começou a namorar um cara uns 20 anos mais velho, e já traiu ele com o irmão dele, mas continua com esse fdp, porque ele não sabe, ela conta tudo pra “j”, que me falava essas coisas...

Sabem da nova? Ela me achou no whatsapp e começou a querer puxar papo, porque bloqueei ela do face.
E no dia dos namorados ela chega e me pede opinião sobre o que comprar pro namorado... Ai eu sei que foi errado, mas disse pra ela:” Bia tu nao acha improrpio tu me perguntar uma coisa dessas nao? Tu sabe que eu ja senti algo por ti, e tu vem me perguntar o que tu da pro teu namorado?”, e olha o que ela disse: Desculpas, desculpa msm... Mas é q eu pensei q vc ja tinha me esquecido ,pq vc nunca mais tinha falado sobre mim.” PERCEBAM O GRAU DE NACISISMO, PENSEI QUE VOCÊ TINHA ME ESQUECIDO ( ELA É O PRÊMIO, SIM EU POSSO TER DADO INDICADORES DISSO, MAS ELA REALMENTE ACREDITA NISSO), É QUE VOCÊ NUNCA MAIS FALOU “SOBRE MIM” ( NACISISMO PURO... EU SOU O SUPER PRÊMIO DA MEGA-SENA).




Eu passei pro curso de direito e fiquei fazendo direito e engenharia...

14° garota- Chris – a crente gostosa
Era uma crente, muito gostosa, que malhava, e era toda durinha.
Nessa eu meti o diretão logo cedo, e ela disse que tinha que me conhecer melhor e tal ... FORA...
Ai todo grupo que tinha ela queria tá no meu, porque eu era foda com filosofia...
E ela não queria ter trabalho de nada... fiquei puto e comecei a jogar isso na cara dela, e ela começou a falar mal de mim, e espalhar q tinha me dado fora shsushushushushushsu

15° mulher – Jaine – a loira burra
Era uma loira muito gostosa... Mas o que ela tinha de gostosa ela também tinha de burra... Ela se chegava pra perto de mim, pra se apoiar, e ficava me excitando pra eu deixar ela lá, se aproveitando... Eu tinha medo de tentar algo com ela, porque ela era muito mais velha do que eu, uns 7 anos...
Eu ficava todo feliz como um idiota só por ela tá perto.
Um dia fiquei puto e joguei na cara dela, que ela tava se escorando em mim e que não ia carregar ninguém, ai ela começou a falar mal de mi também shushsuhsushushushsu...

16° mulher- Alayde - a espanhola...
Ela veio da espanha ‘-‘
e tipo muitos homens dão em cima dela, ela tem um sotaque sexy...
ai tipo eu apareci e faia leitura fria, e a idiota ficou impressionada, ai tinha uns alfas idiotas que me babavam porque eu ensinava essas merdas pra eles, essas coisas sobre psicanalise, e tal... ai ela ficou querendo me conquistar eu podia ver.. mas não me dava abertura...
marcamos de fazer uma festa, mas não rolou, so que ela veio mesmo assim, sem saber, ai agente foi pra praia, bebemos pra porra,e tipo na hora de ir embora, meu amigo dirigindo, e eu e ela no banco de trás. Eu beijava ela, ela tirava a boca:” e dizia... me sinto MALLLLLLLL”
ai eu caia de beijo nela de novo, e a gente ficava lá se chupando( ela também chupava, então não era só eu que queria), ai depois ela tirava e dizia que não queria, e tipo 10 segundos depois agente tava se chupando de novo... Eu tava muito bêbado... Ai ela começou a chorar e falar da Espanha, da mãe, do pai, do caralho a 4, e eu não sei o que me deu, comecei a chorar também... Ai meu amigo dirigindo, disse que tava pra virar pra trás e perguntar onde eu tinha feito teatro haushshuhaahsahsua. Ai comecei a dizer que amava ela, bêbado pra caralho... Ai levei ela em casa... Meu amigo querendo comer ela, e eu não deixei, e nem quis comer, usei o pouco resto de lucidez que ainda tinha, resultado, eu deixei ela em casa, e fui até a porta com ela, esperando mais um beijo, e ela deu com a porta na minha cara.
Na facul disse que só tava falando comigo, porque sabia que eu tava muito bêbado, e tal( ela meio que colocou como se eu tivesse me aproveitado, mas ela tava curtindo pra porra também),tentei pegar ela de novo, não consegui, depois ela tentou me empurrar pra freindzone, não aceitei, ela ficava falando de outros caras, e eu disse que não queria ouvir...

Ai conheci o BATMAN do mundo realista... E contei esse último caso pra ele, ele me deu umas dicas, e eu voltei a estudar a real desde então...
Percebi muitos erros, erros que o pick up não mostra. Hoje já não me considero mais pua...
A real é foda...
Mas necessária...
Estou aprendendo muitas coisas novas, e dedicando minha vida mais a mim mesmo...
Essa jornada ainda não acabou...
Porra escreveu para caralho hein confrade....
Tua história e comum pra os betas adolescentes. Provavelmente temos mais ou menos a mesma idade.

Humilhações com vadias desde a puberdade, sempre achando que "dessa vez é diferente", com ideias retardadas de como pegar mulher que são totalmente o oposto da realidade, e muito tempo e saco perdido por causa dessas putas. Porra eu ficava HORAS todo dia conversando com a vadia por quem eu era apaixonadinho no ensino médio todo dia. Só que era friendzone monstra, totalmente assexuado, todo conselheiro dos problemas dela com macho e o caralho. Com o tempo depois que mudei de cidade e comecei a faculdade, o contato diminuiu e a paixonite acabou, mas as vezes ela ainda vem falar comigo.

Agora eu não dou atenção. Na verdade não dou atenção para papo de mulher nenhuma mais, a não ser que eu seja obrigado por questões profissionais ou sociais. Meter reais é algo muito divertido. A maior real do mundo é ignorar as mais gostosas. É hilário ver o hamster da racionalização fritando para entender porque você não está babando e fazendo favores por elas. E o pior é que elas se acham donas do mundo mesmo, e você só percebe isso com a Real. Quantas vezes já não me pediram para levantar e pegar uma cadeira para elas, ou para deixa-las sentar na minha, afinal "eu sou mulher, você tem que ser cavalheiro". Como sei que comê-las não vou, geralmente pergunto se elas são virgens honradas que estão em casa cuidado dos filhos. Como não, não merecem cavalheirismo, que se virem então. Ou só falo "não". A cara é impagável confrade.

Continue lendo N.A, leia doutrinador e S.K. também, reflita bastante, releia, com o tempo isso vai internalizando e o manginismo vai sendo extirpado de você.
(27-07-2013, 10:18 PM)Meroplâncton Escreveu: [ -> ]Porra escreveu para caralho hein confrade....
Tua história e comum pra os betas adolescentes. Provavelmente temos mais ou menos a mesma idade.

Humilhações com vadias desde a puberdade, sempre achando que "dessa vez é diferente", com ideias retardadas de como pegar mulher que são totalmente o oposto da realidade, e muito tempo e saco perdido por causa dessas putas. Porra eu ficava HORAS

Isso aconteceu por muitos anos comigo, dá raiva de lembrar que eu apanhava e não aprendia. Toda vez que uma mulher acabava com meu emocional, eu levava meses pra me reerguer, mas logo aparecia outra, e eu pensava que ia ser diferente.

Talvez isso explique o porque de eu estar tão intolerante ultimamente.
(27-07-2013, 10:26 PM)Almeida Escreveu: [ -> ]
(27-07-2013, 10:18 PM)Meroplâncton Escreveu: [ -> ]Porra escreveu para caralho hein confrade....
Tua história e comum pra os betas adolescentes. Provavelmente temos mais ou menos a mesma idade.

Humilhações com vadias desde a puberdade, sempre achando que "dessa vez é diferente", com ideias retardadas de como pegar mulher que são totalmente o oposto da realidade, e muito tempo e saco perdido por causa dessas putas. Porra eu ficava HORAS

Isso aconteceu por muitos anos comigo, dá raiva de lembrar que eu apanhava e não aprendia. Toda vez que uma mulher acabava com meu emocional, eu levava meses pra me reerguer, mas logo aparecia outra, e eu pensava que ia ser diferente.

Talvez isso explique o porque de eu estar tão intolerante ultimamente.

Sim, no começo nossa eu tinha muita raiva de mim, na época que conheci a real namorava uma m$ol, os sentimentos variavam, ora achava que ela era diferente (m$ol exceção kkkkk a matrix tentando me puxar), ora tinha nojo dela ter filho de outro cara e uma lista de pintos gigantesca pela qual ela ja tinha passado. Até que enfim a real venceu a matrix em mim e larguei ela. Fiquei no modo ódio do mundo por uns tempos ainda, meti reais desnecessárias por ai parecendo um revoltadinho idiota, ate que me acalmei, agora sou tranquilo, me divirto metendo reais de leve ou metendo reais em vadias através de ignora-las, isso é um tesão de fazer kkkkk

Só começo a dissertar mais sobre feminazismo hipergamia natureza feminina e marxismo cultural quando fico bebado e vem algum idiota falar alguma babaquice errada sobre um desses assuntos perto de mim, aí é foda segurar o impeto de meter reais por ai...
(27-07-2013, 10:43 PM)Meroplâncton Escreveu: [ -> ]Fiquei no modo ódio do mundo por uns tempos ainda, meti reais desnecessárias por ai parecendo um revoltadinho idiota,
(2)
Tinha hora que o povo do meu trabalho pensava que eu tava ficando louco yaoming, ou as vezes achava que era porque eu tinha tomado um pé na bunda ou ter levado galho, mas não era nada disso, apenas tava descobrindo o quanto eu fui idiota.

Agora eu só me divirto olhando a matrix de fora, vendo os manginas fazendo merda, eu pensando: "putz eu já fui assim".
Eu li todos os post. Na parte 1 Você disse que seria engraçado. Não vi graça, mas calma. Isso não é uma critica!

Eu li tudo com paixão e lembrança. Aconteceu muitas coisas comigo, parecidas com os seus relatos. Desde leves ignoradas, até as palavras de : "Pra você ser homem, falta muito ainda!"

Enfim, minha personalidade foi formada assim. Me fechei. Hoje eu sou um cara de 1,89, com um corpo de dar inveja a muito malandro. Mas eu não sou do tipo bombado que pega todas. Fiz isso porque decidi cuidar de mim.
Claro que eu queria pegar garota, não vou mentir, mas tenho uma personalidade muito forte. Eu negligenciei os meus estudos, estou fazendo faculdade, mas só empurrando com a barriga.

Não que eu seja burro, mas é que tudo é fácil de mais pra aprender que acabei, sei lá, não sentindo tesão em fazer nada. Hoje acho que tive depressão. Acho, não tenho certeza!

Com a real comecei a gostar mais de mim e parar de pensar nos outros. Quando digo: "Parar de pensar nos outros!", quero dizer, parar de fazer o gosto dos outros.

Continuo sem pegar ninguém, mas, cara, estou muito melhor! Parece que finalmente respiro! Finalmente consigo ver um horizonte na minha frente.

Bom, não vou me alongar mais aqui. Cara, sua vida foi de filho da puta. Igual a de muitos aqui! Obrigado por compartilhar essa história!
é muito bom confrades saber que alguém realmente leu isso, e se identificou...
obrigado